revista brasileira de meio ambiente e sustentabilidade

Propaganda
REVISTA BRASILEIRA DE MEIO AMBIENTE E
SUSTENTABILIDADE
Grupo de Estudo Avançados em Desenvolvimento Sustentável do Semiárido
UMA ABORDAGEM SOBRE O AQUECIMENTO GLOBAL
Artigo de Revisão
Rita de Kássya Araújo Freitas Melo
Graduada em Farmácia, especialista em Bioquímica e aluna especial do Curso de Mestrado
em Sistemas Agroindustriais (UFCG)
E-mail: [email protected]
Nahara de Medeiros Cabral Axiole
Graduada em Biomedicina e aluna especial do Curso de Mestrado em Sistemas Agroindustriais (UFCG)
E-mail: [email protected]
Resumo: Trata-se de um estudo de natureza bibliográfica, que teve por objetivo promover uma abordagem
sobre as causas e as consequências do aquecimento global, que tem se intensificado nas últimas décadas. O
aquecimento global é um fato do momento presente na história do planeta, que se projeta para o futuro e que
se não tratado com grande importância, poderá trazer grandes problemas para toda a vida na Terra,
necessitando de ações rápidas e responsáveis. Pois, as consequências sociais e econômicas que estão sendo
anunciadas como consequências do referido fenômeno poderão trazer onerosos danos para todos os países. O
aquecimento global vem sendo registrado com uma maior intensidade nos últimos 50 anos. No entanto, as
discussões em torno do referido assuntos somente a partir da última década do século foi que se
intensificaram, sendo alimentada por muitos debates científicos. Vários autores, observando o campo de suas
especialidades, conceituam o aquecimento global de forma diferente. E, um dos pontos de consenso
apresentados pela maioria desses autores é que o aquecimento global é fruto da ação do homem sobre a
Terra. Trata-se de assunto que se encontra envolta em muitas dúvidas. O homem não somente questiona-se
sobre as causas desse fenômeno como também tem ainda não demonstrou uma real preocupação quanto às
suas consequências, mesmo diante dos desastres mais recentes, que têm demonstrado uma vinculação direta
com a intensificação do aquecimento do planeta. Através desta pesquisa pode-se constatar que o
aquecimento global constitui-se numa das principais questões da sociedade do presente, representando um
desafio ao conhecimento humano, exigindo dos cientistas um maior aprofundamento em suas pesquisas,
objetivando evitar que possíveis repercussões negativas sejam registradas sobre a vida dos homens na
sociedade futura.
Palavras-chave: Aquecimento Global. Questionamentos. Desafios.
A GLOBAL HEATING APPROACH
Abstract: This is a bibliographical study whose objective was to promote an approach on the causes and
consequences of global warming, which has intensified in the last decades. Global warming is a fact of the
present moment in the history of the planet, which is projected into the future and if not treated with great
importance, can bring great problems for all life on Earth, requiring fast and responsible actions. For the
social and economic consequences that are being announced as consequences of this phenomenon can bring
onerous damages for all countries. Global warming has been recorded with greater intensity in the last 50
years. However, the discussions surrounding such subjects only from the last decade of the century have
been intensified, being fueled by many scientific debates. Several authors, observing the field of their
specialties, conceptualize global warming differently. And, one of the consensus points presented by most of
these authors is that global warming is the fruit of man's action on Earth. This is a subject that is surrounded
by many doubts. Man not only questions the causes of this phenomenon but has not yet shown real concern
REBAMES (Patos - PB, Brasil), v. 1, n. 2 , p. 25-29, jul.-set., 2016
Rita de Kássya Araújo Freitas Melo & Nahara de Medeiros Cabral Axiole
26
about its consequences, even in the face of recent disasters, which have shown a direct link with the
intensification of global warming. Through this research it can be seen that global warming is one of the
main issues of present society, representing a challenge to human knowledge, requiring scientists to deepen
their research, with the aim of avoiding that possible negative repercussions are recorded on the Life in
future society.
Keywords: Global Warming. Questions. Challenges.
De acordo com Milazzo e Carvalho (2008, p.
1 Introdução
110):
Ao longo de sua existência, o ser humano vem
utilizando-se dos recursos naturais para garantir a
sua sobrevivência. No entanto, tem-se notado que
nos últimos séculos a ação antrópica vem
provocando alterações também na atmosfera.
Informam Queirós; Andrade e Fagundes
(2006, p. 89), que tais alterações vêm influenciando,
de forma direta, o clima, em várias regiões do
mundo, “fazendo com que o aquecimento pelo qual
nosso planeta está passando seja acima do
considerado como normal, ou seja, do esperado”.
Na atualidade, o aquecimento global é um
tema que gerado muita polêmica. A real ocorrência
de um aquecimento global fora dos padrões
geológicos é explicada de diversas maneiras pelos
cientistas, inexistindo um discurso de consenso.
As discussões em torno das mudanças
climáticas e do aquecimento global tiveram início na
década de 1980, a partir de alguns trabalhos
científicos que indicavam o aumento da
concentração de gás carbônico na atmosfera,
associado a um aumento na temperatura terrestre
(ASCENÇÃO; JURAS, 2008).
O aquecimento global é um fato do momento
presente na história do planeta, que se projeta para o
futuro e que se não tratado com grande importância,
poderá trazer grandes problemas para toda a vida na
Terra, necessitando de ações rápidas e responsáveis.
Pois, as consequências sociais e econômicas que
estão sendo anunciadas como consequências do
referido fenômeno poderão trazer onerosos danos
para todos os países. Contudo, os países mais pobres
“sofrerão mais e mais cedo com o agravamento da
fome, da falta de água e das condições de saúde”
(ASCENÇÃO; JURAS, 2008, p. 44).
O presente artigo, de natureza bibliográfica,
tem por objetivo promover uma abordagem sobre as
causas e as consequências do aquecimento global,
que tem se intensificado nas últimas décadas.
2 Revisão de Literatura
2.1 Aquecimento global: Delimitação conceitual
O aquecimento global é um problema que
envolve a dimensão natural do planeta, bem como a
sociedade humana que nele habita, exigindo, desta
forma, uma ação interdisciplinar para sua solução.
O aquecimento global é um fenômeno
climático, de extensão mundial, caracterizado
pelo aumento da temperatura média da
superfície da Terra. Isto é uma consequência
da grande emissão de gases estufa, em maior
parte o CO2 e o CH4, lançados na atmosfera,
por ações antrópicas, que estão se acumulando
na atmosfera terrestre, retendo a radiação
infravermelha que vem do sol, o que contribui
bastante para o aumento do efeito estufa.
É oportuno ressaltar que o aquecimento global
vem sendo registrado com uma maior intensidade
nos últimos 50 anos. No entanto, as discussões em
torno do referido assuntos somente a partir da última
década do século foi que se intensificaram, sendo
alimentada por muitos debates científicos.
Vários autores, observando o campo de suas
especialidades, conceituam o aquecimento global de
forma diferente. E, um dos pontos de consenso
apresentados pela maioria desses autores é que o
aquecimento global é fruto da ação do homem sobre
a Terra.
Reforçado esse pensamento, Queirós;
Andrade e Fagundes (2006, p. 89) afirmam que:
[...] o aquecimento global, que tem como
principal causador o ser humano. São
mostradas algumas projeções para o século
XXI e algumas alternativas que estão sendo
ou podem ser tomadas de forma a minimizar
as emissões de CO2 e outros gases estufa.
A exploração excessiva dos recursos naturais,
a poluição em grande escala produzida pela indústria
e pela queima das florestas e de combustíveis, são
alguns dos fatores que têm contribuído para o
aumento do aquecimento global. Medidas visando
reduzir tais fatores vêm sendo discutidas e adotadas
por vários países, nessa primeira década do século
XXI. Contudo, tem-se notado que alguns países,
principalmente aqueles mais ricos, ainda vêm tratado
o problema do aquecimento global com um certo
descaso.
Afirmam Contim e Silva (2007, p. 6) que:
REBAMES (Patos - PB, Brasil), v. 1, n. 2, p. 25-29, jul.-set., 2016
Rita de Kássya Araújo Freitas Melo & Nahara de Medeiros Cabral Axiole
[...] a maioria do aquecimento observado
durante os últimos 50 anos se deve muito
provavelmente a um aumento do efeito estufa,
havendo evidência forte de que a maioria do
que o aquecimento seja devido a atividades
humanas (incluindo, para além do aumento de
gases estufas, outras alterações como, por
exemplo, as devidas a um maior uso de águas
subterrâneas e de solo para a agricultura
industrial e a um maior consumo energético e
poluição).
Nos últimos 50 anos, no mundo interior, o
setor industrial sofre uma grande expansão. Nesse
mesmo período, o aumento do número de veículos
poluentes também cresceu de forma assustadora,
contribuindo com outros fatores para o aumento do
efeito estufa1, e, consequentemente, para o aumento
do aquecimento global.
Complementando esse pensamento, afirmam
Queirós; Andrade e Fagundes (2006, p. 92) que:
[...] boa parte da contribuição humana para o
aquecimento global advém da emissão de
gases estufa para a atmosfera. Desde que se
instaurou a era industrial, a emissão de CO2,
CH4 e demais cresceu exponencialmente.
Por isso muito dos esforços das nações vem
sendo no sentido de reduzir a emissão desses
gases.
Analisando a citação acima, percebe-se que o
aquecimento global possui origens que remontam ao
século XIX, quando se consolidou o processo
econômico conhecido como Revolução Industrial,
caracterizada pela introdução das máquinas a vapor.
A partir desse período da história da humanidade
intensificou-se a produção de gases, que, de forma
gradativa, passaram a alterarem a composição da
atmosfera.
Dissertando sobre as consequências do
aquecimento global, Queirós; Andrade e Fagundes
(2006, p. 91), observam que:
O tempo em que a superfície de rios e lagos
fica congelada reduziu-se em cerca de duas
semanas, nas médias e altas latitudes do
Hemisfério Norte, durante o último século. O
nível de água dos oceanos subiu entre 100 e
200cm no século XX. Episódios de
fenômenos climáticos como o El Niño tem
acontecido com mais frequência desde os anos
1
O efeito estufa é um mecanismo natural da Terra que
retém o calor vindo do sol. Esse mecanismo serve para
manter a temperatura da Terra ideal para a existência de
vida no planeta (MILAZZO; CARVALHO, 2008, p. 110).
26
1970. Há uma maior ocorrência dos chamados
fenômenos extremos (tornados, raios) - e
especificamente no Brasil, os tornados
passaram a ser verificados com maior
frequência e com maior intensidade em alguns
casos.
As mudanças climáticas têm alterado de
forma considerável todo o planeta, provocando
tufões, terremotos, furacões, inundações, etc. Tais
acontecimentos têm alterado a geografia dos
continentes, produzindo também danos econômicos
e sociais para as populações.
Nesse mesmo sentido, acrescenta Nobre
(2008, p. 2) que:
Consequência do acúmulo de gases de efeito
estufa de origem antrópica na atmosfera, o
aquecimento global vem causando o aumento
das temperaturas do ar e dos oceanos, a
elevação do nível médio do mar e a retração
das geleiras globais, além do aumento da
ocorrência de fenômenos meteorológicos
extremos.
Nas últimas décadas, várias catástrofes
naturais foram registras no mundo, produzindo
milhares de vítimas. Nos primeiros anos do século
atual, a população norte-americana foi abalada
apelos efeitos do furacão Katrina, que trouxe
consideráveis danos à cidade de Los Angeles.
Registram Queirós; Andrade e Fagundes
(2006, p. 91), que “além do aumento da temperatura,
outros fatores indicam as mudanças climáticas.
Dados provenientes de satélites mostram que houve
uma redução de 10% de toda a neve que cobria o
planeta desde o final dos anos 1960”.
Em síntese, o aquecimento global tem
produzido profundas mudanças nos oceanos, face o
derretimento da neve, nos polos. Em consequência a
isso tudo, em várias partes do mundo, os oceanos
têm avançado consideravelmente, mudando o
contorno do litoral de vários países e causando
prejuízos às populações que residem nessas faixas.
Por outro lado, o aumento do número de tsunami,
principalmente
na
Indonésia,
vem
sendo
correlacionado ao aquecimento global.
2.2 Aquecimento e a história da natureza
O calor emitido pelo Sol chega a Terra através
da radiação. Grande parte desse calor, a Terra
devolve grande parte para o espaço. Afirmam
Cotrim e Silva (2007), que seguindo um processo
parecido, os gases responsáveis pelo efeito estufa,
absorvem alguma da radiação infravermelha emitida
REBAMES (Patos - PB, Brasil), v. 1, n. 2, p. 25-29, jul.-set., 2016
Rita de Kássya Araújo Freitas Melo & Nahara de Medeiros Cabral Axiole
pela superfície da Terra e radiam por sua vez alguma
da energia absorvida de volta para a superfície.
Nesse processo, a energia que a superfície
terrestre recebe da atmosfera é dobro de energia
recebida do Sol. Acrescentam Contim e Silva
(2007), que esta particularidade faz com que a
mesma fique cerca de 30ºC mais quente do que
estaria sem a presença dos gases „de estufa‟. Esse
aquecimento, por sua vez, possibilita a existência da
vida na Terra.
Abordando as origens das mudanças
climáticas, observa Mendonça (2003, p. 207) que:
A história natural evidencia que a evolução
das condições de calor da superfície da Terra
não se processou de maneira uniforme.
Períodos mais quentes se intercalaram com
períodos menos quentes ao longo de toda a
história natural e humana do planeta.
A atmosfera terrestre apresenta como
característica básica o aprisionamento de calor,
proveniente do sol através do processo de radiação.
Esse mecanismo, originado da própria dinâmica
natural do planeta, recebe o nome de efeito estufa
terrestre. No entanto, é a intensificação do
aquecimento da troposfera, que vem despertando a
preocupação da comunidade cientifica mundial.
Explicam Nieuwolt e McGregor apud
Mendonça (2003, p. 207) que as:
[...] mudanças climáticas podem ser
consideradas em duas escalas temporais:
mudanças de longa duração que são
superiores a 20.000 anos, e mudanças de curta
duração que podem ocorrer entre 100 e 20.000
anos. A variabilidade climática refere-se a
mudanças de década a década e de ano a ano.
27
combustíveis fósseis, como carvão mineral,
petróleo e gás natural, assim como pelos
desmatamentos e queimadas.
Analisando a citação acima conclui-se o
fenômeno do aquecimento global que ora atingiu o
planeta possui características e causas bem
diferentes daquelas registradas no passando,
exigindo do homem um novo pensar e consciência
de toda a população de que uma ação coletiva
visando eliminar ou reduzir essas causa, precisa ser
colocada em prática.
2.3 Principais causas do aquecimento global
As origens das mudanças climáticas também é
um dos pontos nas discussões sobre o aquecimento
global, onde também não um consenso no mundo
científico. Para alguns autores, tal fenômeno teria
suas origens relacionadas às causas externas. Para
outros, aos fatores internos ou às atividades
humanas.
Observam Queirós; Andrade e Fagundes
(2006, p. 89) que “a falta de informações climáticas
confiáveis e de longo prazo era um fator limitante,
que dava margem a se acreditar nas causas naturais
como causas para o aquecimento. Mas isto não é o
que as evidências indicam hoje”.
Contudo, graça ao desenvolvimento da
Paleoclimatologia vem se conseguindo avaliar
melhor a atmosfera do planeta em tempos remotos.
Através dessa ciência também é possível estimar
parâmetros climáticos antigos. Assim, graças ao
desenvolvimento científico, as causas das mudanças
climáticas e consequentemente do aquecimento
global, vem sendo reveladas.
Informam Contim e Silva (2007, p. 10) que:
As mudanças climáticas no planeta Terra
sempre existiram. No entanto, o problema atual é
que os poluentes atmosféricos aumentam os efeitos
de radiação. E isto pode ser a origem do aumento da
temperatura média superficial global, conhecimento
cientificamente como aquecimento global.
Acrescentam Ascenção e Juras (2008, p. 35)
que:
O Painel Intergovernamental sobre Mudanças
Climáticas (IPCC) defendeu que o
aquecimento global é causado pela emissão de
gases poluente tipo CO2 (gás carbônico). No
entanto, investigação recente parece indicar
que, embora pareça estar a ocorrer um
aquecimento global, a estratosfera (uma
secção da atmosfera) está a arrefecer em
resposta ao aumento dos gases de estufa
(como o CO2).
[...] a Terra tem passado, ao longo de toda a
sua história geológica, por enormes variações
climáticas. No entanto, há evidências
científicas cada vez mais fortes de que as
mudanças mais recentes não são variações
naturais, mas estão relacionadas com um
aumento na temperatura da Terra - o
aquecimento global -, causado por atividades
antrópicas, em especial pelo consumo de
O aquecimento global tem como causas mais
prováveis o aumento nas emissões de gases do efeito
estufa, como CO2 e, a influência da atividade solar
durante o último século. No entanto, muitos
meteorologistas e climatólogos têm afirmado que
está provado, que a ação humana realmente está
influenciando o aquecimento global.
REBAMES (Patos - PB, Brasil), v. 1, n. 2, p. 25-29, jul.-set., 2016
Rita de Kássya Araújo Freitas Melo & Nahara de Medeiros Cabral Axiole
Compartilhando com esse
Mendonça (2003, p. 207) afirma que:
pensamento,
Mesmo tendo origem natural, o aquecimento
observado na contemporaneidade, tratado no
âmbito das discussões das mudanças globais,
parece estar diretamente vinculado às
atividades humanas; esta é a constatação
resultante da maioria dos estudos relativos à
evolução da temperatura da atmosfera
terrestre.
Assim sendo, mesmo admitindo-se que o
aquecimento do planeta possui causas naturais, é
importante destacar que grande parte da comunidade
científica acredita que aquecimento observado no
planeta se deve ao aumento da concentração de
poluentes antropogênicos na atmosfera, que, por sua
vez, causam um aumento no efeito estufa.
Informam Milazzo e Carvalho (2008), que a
Terra, de acordo com os registros geológicos, já
apresentou longos períodos em escala global de
aquecimento e resfriamento. No entanto, a causas
para o aquecimento atual são bem diferentes das do
passado.
Por outro lado, Mendonça (2003) agrupam as
causas das mudanças climáticas da seguinte forma:
a) Causas externas: mudanças na órbita do
planeta e variação na radiação
b) Fatores internos: mudanças na circulação
oceânica, mudanças na composição de gases na
atmosfera (principalmente CO2, CH4 e O3) e
mudanças nas condições da camada geográfica;
c) Atividades humanas: queima de
combustíveis fósseis, lançamento de gases estufa na
atmosfera, desmatamento, modificação climática em
escala regional e local.
A elevação do volume de gases de
aquecimento na alta troposfera, derivados em sua
quase totalidade das atividades humanas (indústria e
agricultura, principalmente), associada à destruição
da camada de ozônio estratosférico, estaria
provocando uma considerável transformação da
composição atmosférica e do mecanismo dos gases
da mesma. Essa alteração resultaria num
aquecimento do ar cujas previsões mais alarmantes
acenam para uma elevação da temperatura média do
planeta da ordem de 3,5°C a 6°C por volta do ano de
2100, mais elevada que a média do presente, que é
de cerca de 16,5°C (MENDONÇA, 2003).
3 Considerações Finais
Na atualidade, o problema do aquecimento
global constitui um dos maiores desafios para o
mundo científico, mesmo acreditando-se que a
adoção de medidas ecologicamente corretas e de
28
sistemas de produção sustentáveis possam contribuir
para a redução do efeito estuda e para inibir as
alterações climáticas, que vêm se registrando com
maior intensidade e num menor espaço de tempo,
nas últimas décadas.
É importante destacar que a criação de
cenários futuros concernentes às mudanças
climáticas ainda é algo bastante especulativo. Isto
porque o dinamismo da atmosfera como corpo
movente é algo de difícil compreensão. Por lado, a
evolução das atividades humanas, também é algo
que dificulta a criação de tais cenários.
Com base na citação acima, percebe-se que a
elevação das temperaturas da atmosfera terrestre se
registrando numa escola ascendente, provocando o
derretimento das camadas polares, atingindo a
troposfera. No entanto, deve-se destacar que no meio
científico não existe um consenso quanto as reais
causas do aquecimento global.
Trata-se de assunto que se encontra envolta
em muitas dúvidas. O homem não somente
questiona-se sobre as causas desse fenômeno como
também tem ainda não demonstrou uma real
preocupação quanto às suas consequências, mesmo
diante dos desastres mais recentes, que têm
demonstrado uma vinculação direta com a
intensificação do aquecimento do planeta.
Através desta pesquisa pode-se constatar que
o aquecimento global constitui-se numa das
principais questões da sociedade do presente,
representando um desafio ao conhecimento humano,
exigindo dos cientistas um maior aprofundamento
em suas pesquisas, objetivando evitar que possíveis
repercussões negativas sejam registradas sobre a
vida dos homens na sociedade futura.
4 Referências
ASCENÇÃO, I.; JURAS, G. M. Aquecimento
global e mudanças climáticas: uma introdução.
Plenarium, v.5, n.5, p. 34 - 46, out., 2008.
CONTIM, J. L.; SILVA, M. J. S. Efeito estufa e
aquecimento global. Mauá-SP: Nova Dimensão,
2007.
MENDONÇA, F. Aquecimento global e saúde: uma
perspectiva geográfica: notas introdutórias. Terra
Livre. São Paulo, ano 19, v. I, n. 20 p. 205-221,
jan/jul. 2003.
MILAZZO, A. D. D.; CARVALHO, A. A. F. Uma
relação entre a teoria Gaia, o aquecimento global e o
ensino de ciências. Alexandria: Revista de
Educação em Ciência e Tecnologia, v. 1, n. 2, p.
107-120, jul. 2008.
REBAMES (Patos - PB, Brasil), v. 1, n. 2, p. 25-29, jul.-set., 2016
Rita de Kássya Araújo Freitas Melo & Nahara de Medeiros Cabral Axiole
NOBRE, P. Aquecimento global, oceanos &
sociedade. INTERFACEHS - Revista de Gestão
Integrada em Saúde do Trabalho e Meio Ambiente,
v. 3, n. 1, jan.-abr., 2008.
29
QUEIRÓS, D.; ANDRADE, C. F.; FAGUNDES, G.
Aquecimento global. Revista Ciências do
Ambiente on-line, v. 2, n. 2, ago., 2006.
REBAMES (Patos - PB, Brasil), v. 1, n. 2, p. 25-29, jul.-set., 2016
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Criar flashcards