SISTEMA ENDÓCRINO

Propaganda
SISTEMA
ENDÓCRINO
Ornólia Paracampos
p
CARACTERÍSTICAS
Í
• Sistema de regulação e integração de
ç
funções
• O mediador químico é um hormônio
• Alcança o alvo via sangue
• Ação
A ã mais
i lenta
l t e mais
i dduradoura
d
São glândulas endócrinas: Hipófise; Tireóide;
Paratireóides; Adrenais; Hipotálamo
NATUREZA QUÍMICA DOS HORMÔNIOS
PEPTÍDICA
ESTERÓIDE
• Produção:
ç R.E.R
• Produção
ç no R.E.L.
• Secreção: Golgi
• Lipossolúvel
• Hidrossolúvel
• Necessita de
transportador
• Não necessita de
transportador
HIPÓFISE; TIREÓIDE;
PARATIREÓIDES
PANCREAS; RINS
ADRENAIS; GÔNADAS
INTERAÇÃO COM A CÉLULA ALVO
ESTERÓIDE
ESTERÓIDE.
PROTEICA
• Receptor na
superfície celular
p no
• Receptor
interior da célula
receptor
HORMÔNIOS
PEPTÍDICA - AA
PRODUÇÃO
R.E.RUGOSO
SECREÇÃO
GOLGI
HIPÓFISE
TIREOIDE
PARATIREÓIDES
PÂNCREAS
LIPÍDICA - COLESTEROL
PRODUÇÃO
R.E.LISO
CÓRTEX DA ADRENAL
GÔNADAS
glicose
insulina
glut 4
receptor
esteróide
membrana
receptor
citoplasma
DNA
núcleo
Os hormônios atuam na rota genética
g
celular, estimulando ou inibindo os
processos de replicação,
replicação transcrição e
tradução.
 Estimula
a duplicação do DNA e consequente
divisão celular
 Estimula a transcrição e a tradução
 Potencializa a absorção de aminoácidos
 Preserva os aminoácidos p
para a síntese
proteica, e os carboidratos para uso nos
neurônios
 Estimula a oxidação das gorduras
EXCESSO
 Criança: gigantismo
 Adulto:
acromegalia
Ê
CARÊNCIA
ç nanismo
 Criança:
 Estimula
T3 e T4
a tireóide a produzir os hormônios
ô
 Estimula
o córtex da adrenal a produzir seus
hormônios
 Amadurece
o folículo e estimula a produção
de estrógeno
 Induz
a ovulação e a produção de progesterona
 Potencializa
a absorção de cálcio,
aminoácidos e carboidratos nas células da
glândula mamária
 Estimula a p
produção
ç de lactose
 Estimula o crescimento da glândula mamária
A SUCÇÃO DO MAMILO ESTIMULA A PRODUÇÃO
DE PROLACTINA
• NÃO PRODUZ HORMÔNIOS
• RECEBE E SEGREGA NO
SANGUE OS HORMÔNIOS
HIPOTALÂMICOS
 Contrai
o útero no parto
 Promove a ejeção do leite
 Auxilia no orgasmo e na locomoção dos
espermatozóides
 AFETIVIDADE
O HIPOTÁLAMO PRODUZ OCITOCINA QUE
ALCANÇA O ÚTERO PROVOCANDO CONTRAÇÃO.
TERMINAÇÕES NERVOSAS ESTIMULAM O
HIPOTÁLAMO A PRODUZIR MAIS OCITOCINA,
POSITIVO
CONFIGURANDO O FEED-BACK
FEED BACK POSITIVO.
 Estimula
a reabsorção de água nos néfrons,
determinando a produção de aquaporinas.
 Contrai os capilares glomerulares para
manter a diferença de pressão entre o
glomérulo
l é l e cápsula
á
l
Glândula Tiroide
Hormônios tiroidianos
• T3 TRIIODOTIRONINA
• T4 TETRAIODOTIRONINA ou TIROXINA
•
•
•
•
Estimulam:
o metabolismo oxidativo de açúcares e gorduras
aumentando a produção de mitocôndrias na célula
Desenvolvimento dos sistemas nervoso e respiratório
p
transcrição e a tradução
a síntese da p
proteína receptora
p
do hormônio do
crescimento
FEED – BACK NEGATIVO
HIPOTÁLAMO-HIPÓFISE-TIREÓIDE
TRF
+
-
T3 T4
TSH
+
FEED – BACK NEGATIVO
HIPOTÁLAMO HIPÓFISE TIREÓIDE
HIPOTÁLAMO-HIPÓFISE-TIREÓIDE
O HIPOTÁLAMO PRODUZ O TRF QUE
ESTIMULA A HIPÓFISE A PRODUZIR TSH,
HORMÔNIO QUE INDUZ A TIREÓIDE A
PRODUZIR T3 E T4.
QUANDO ESSES HORMÔNIOS ESTÃO EM
QUANTIDADE SUFICIENTE, INIBEM O
HIPOTÁLAMO
Á
E A HIPÓFISE
Ó
,
CONFIGURANDO O FEED-BACK NEGATIVO.
hipertireoidismo
•
•
•
•
•
•
•
•
A hiperfunção da glândula ocasiona:
Metabolismo acelerado
Excitabilidade
Taquicardia
Emagrecimento
Sudorese
Insônia
Exoftalmia
Bócio
hipotireoidismo
A hipofunção da glândula ocasiona
• Metabolismo lento
• Obesidade
• Sonolência
• Bradicardia
• Cretinismo
• Bócio
Em crianças: retardo e raquitismo
Outro Hormônio Tiroidiano
• CALCITONINA: HIPOCALCEMIANTE
Diminui a taxa de cálcio do
g , incorporando-o
p
aos ossos,,
sangue,
nervos e músculos.
Estimula os osteoblastos na
construção da matriz óssea
PARATIREOIDES
Hormônio da paratireóide
• PARATORMÔNIO:
Ô
HIPERCALCEMIANTE
Aumenta o cálcio do sangue, retirando-o
retirando o
dos ossos, músculos e nervos.
E i l os osteoclastos
Estimula
l
na reabsorção
b
ã d
da
matriz óssea
CALCITONINA
hipocalcemiante
HOMEOSTASE DE Ca2+
PARATORMÔNIO
hipercalcemiante
PÂNCREAS
• GLÂNDULA MISTA
SITUADA À ESQUERDA
DO ABDÔME
• PRODUZ SUCO
ENZIMÁTICO E HORMÔ
NIOS
FEED-BACK INSULINA-GLUCÁGON-GLICEMIA
Quando
Q
d a glicemia
li
i diminui,
di i i as ilhotas
ilh t alfa
lf
produzem g
p
glucagon;
g
se a glicemia
g
aumenta,
as ilhotas beta produzem insulina.
GLUCAGON
FÍGADO
Í
MÚSCULO
GLICOGENÓLISE
PARA USO PRÓPRIO
INSULINA
fibroblasto
músculo
fígado
A insulina atua apenas
adipócitos
nos músculos, fígado,
adipócitos e fibroblastos
ATENÇÃO
Nos neurônios, o carreador de
glicose é a glut3, que permanece
na membrana promovendo difusão
facilitada, havendo também o co-transporte
com o sódio,
ódi iindependentemente
d
d t
t d
da
Insulina.
INSULINA
(FÍGADO)
glicose
glicose
glicogênio (FÍGADO)
gordura (ADIPÓCITOS)
DIABETES MELITO • Hiperglicemia
• Glicosuria
• Sede excessiva
TIPO I
• Poliuria
falta insulina
• Emagrecimento
autoimune
• Depleção muscular
• Lesões capilares
Retinopatia
Insuficiência renal
TIPO II
p
ç
Necrose amputações
falta receptor
Infarto do miocárdio
insulino resistente Lesões neurológicas
GLANDULAS ADRENAIS
ADRENAIS
ADRENAIS
RINS
CÓRTEX
MEDULA
CORTE DA ADRENAL
CÓRTEX
Glicocorticoide: cortisona
• hiperglicemiante e anti-inflamatório
Mineralocorticoide: aldosterona
• reabsorção de sais nos rins
Sexocorticoides: progesterona
progesterona, testosterona
• caracteres sexuais secundários
MEDULA
Produz adrenalina e noradrenalina
• Taquicardia
• Taquipneia
• Midríase
• Vasoconstricção
• Hiperglicemia
Stress
HIPOTÁLAMO
S.N.A.Simpático
ADENOIPÓFISE
ACTH
MEDULA DAS ADRENAIS
ADRENALINA
NORA
TAQUICARDIA
TAQUIPNEIA
VASOCONSTRICÇÃO
MIDRÍASE
GLICOGENÓLISE
CÓRTEX DA ADRENAL
GLICOCORTICÓIDE
(CORTISONA)
HIPERGLICEMIA
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Matemática

2 Cartões Elma gomes

Criar flashcards