Versão para Impressão

Propaganda
Orientações e Informações a Paciente Candidata a Mamoplastia Redutora
Este é um manual que contem as respostas à maioria das perguntas feitas pelas
pacientes sobre este tipo de procedimento e as principais orientações e restrições da
cirurgia. Recomendamos que você leia e releia com atenção as informações que se seguem.
O propósito da Cirurgia Estética é trazer uma aparência o melhor possível dentro do
que a Cirurgia Plástica pode oferecer. Se você espera que a cirurgia realize uma
transformação miraculosa, você certamente ficará muita desapontada. A Cirurgia Plástica é
uma combinação de Arte e Ciência. A Cirurgia, por si só, não é uma ciência exata e devido
a alguns fatores envolvidos na produção do resultado final (tais como a cicatrização) não
estarem completamente dentro do controle nem do paciente, nem do cirurgião, é impossível
garantir os resultados. O resultado da mamoplastia redutora depende do índice de massa
corpórea, da quantidade das estrias, do grau de flacidez, entre outros. Os cuidados são
importantes e devem ser observados com atenção no período pós-operatório. Agora vamos
a algumas perguntas específicas:
1) Quem de fato realiza a cirurgia?
A cirurgia de suas mamas será realizada inteiramente por mim.
2) Por que as fotografias pré-operatórias são importantes?
Da mesma forma que um cirurgião torácico não pode operar de maneira inteligente e segura
sem o raio-X, o Cirurgião Plástico não pode opera sem as fotografias pré-operatórias. Estas
fotografias não têm a intenção de aborrecer ou constranger você. Elas são importantes para
uma melhor avaliação, bem como para o planejamento cirúrgico mais adequado ao seu
caso.
3) Quando devo fazer os exames pré-operatórios?
Os exames pré-operatórios são importantes para uma avaliação das condições gerais do seu
organismo para a cirurgia. Eles devem ser feitos, de preferência, em jejum, num laboratório
de sua confiança. Os exames de sangue costumam ficar prontos rapidamente (no máximo
24 horas). Se forem solicitados exames tais como eletrocardiograma, ou mesmo outros,
procure fazê-los com antecedência um pouco maior (10 a 15 dias da cirurgia). Assim que
tiver com o resultado dos mesmos, traga os exames remarcando por telefone o retorno ou
enviando por fax se não puder comparecer pessoalmente. Os telefones estão no cartão que
lhe foi fornecido. Se os resultados estiverem normais não costumamos entrar em contato
antes da cirurgia.
4) Que Horas devo chegar para a cirurgia?
Você deverá chegar ao hospital uma hora antes do horário marcado para o início da
cirurgia.
Antes de vir ao hospital tome um banho, se ensaboando com o sabonete (SOAPEX ou
PROTEX).
Venha em jejum completo (inclusive de água) à partir da meia noite do dia anterior
(cirurgias pela manhã). Se a cirurgia for à tarde você poderá tomar um refeição líquida por
volta das 7 h da manhã. Após este horário deverá permanecer em completo jejum.
Antes da cirurgia você deverá passar novamente no meu consultório para uma última
avaliação, para sanar alguma dúvida e fazer o acerto da cirurgia.
5) Que tipo de anestesia é usada durante a cirurgia?
Pode ser utilizada a anestesia peridural ou anestesia geral, ambas proporcionam a analgesia
adequada. A escolha é individual para cada caso.
6) Quanto tempo dura a cirurgia?
Em média de 3 a 4 horas.
7) Quanto tempo dura o internamento?
Normalmente é necessário um pernoite.
8) Como são as cicatrizes?
Não existem mamoplastias sem cicatrizes. Todas as técnicas deixam cicatrizes. Você está
trocando uma forma e volume mais adequados por uma cicatriz. É lógico que procuramos
evitar as cicatrizes e tentar escondê-las o máximo possível, mas isto não é possível em
todos os casos. Na maioria dos casos a cicatriz resultante tem a forma de T invertido.
9) Como é o curativo?
Nos primeiros dias curativos mais leves e sutiã cirúrgico. Os curativos ficam até total
cicatrização da cirurgia e o soutien por pelo menos 2 meses.
10) Quando os pontos são removidos?
Por volta do 15o ao 21o dias.
11) O que acontece no período de pós-operatório imediato?
Você deve ter em mente que nos primeiros dias a área operada fica muito edemaciada, não
aparecendo o resultado que você esperava nesta fase. Tenha paciência, os resultados
aparecerão lentamente e o edema cederá com o prazo de algumas semanas. Importante você
não realizar atividades com os braços, principalmente elevá-los acima do ombro
principalmente nos trinta primeiros dias. Evite aspirinas, tome somente remédios prescritos
pelo seu médico. A exposição ao sol é permitida apenas com 3 meses, com moderação,
porém evite banhos de sol direto sobre a área da cirurgia.
12) A cirurgia de mamoplastia redutora dói?
É incomum as pacientes se queixarem de dores fortes, apenas analgésicos são suficientes
para controlarem as dores.
13) Quando atinge o resultado final da cirurgia?
São necessários cerca de no mínimo 12 meses para que a cirurgia atinja um resultado
próximo do definitivo. Neste período as mamas estarão com um formato próximo do
normal e as cicatrizes mais apagadas.
14) Quais as complicações mais freqüentes relacionadas à mamoplastia redutora?
A mamoplastia redutora é um procedimento de baixo risco de morte. Há algumas
complicações, contudo que podem ocorrer, principalmente quando o paciente não segue as
orientações que lhe são passadas. Os hematomas e seromas são os mais freqüentes,
necessitando que sejam drenados diariamente até que parem de acumular, para evitar
futuros problemas.
Poderá haver áreas de pele, em maior ou menor extensão, com perda de vitalidade, por
redução da circulação sangüínea, acarretando alterações, podendo levar a ulcerações e até
necrose de pele, que serão reparáveis com curativos ou com complementações cirúrgicas,
objetivando resultado o mais próximo da normalidade.
Pode ocorrer a alteração de sensibilidade das aréolas, especialmente nos primeiros meses,
podendo tanto estar aumentada quanto diminuída. Felizmente estas alterações têm um
caráter transitório, raramente são definitivas, recuperando-se até o sexto mês habitualmente.
Certos pacientes podem apresentar tendência à cicatrização inestética (quelóide e cicatriz
hipertrófica). Vários recursos clínicos e cirúrgicos nos permitem melhorar tais cicatrizes, na
época adequada. Mas nenhuma garantia de recuperação total do quelóide é fornecida. O
mais importante é você não perder o seguimento para não retardar o tratamento.
15) O uso do sutiã é obrigatório?
Depende. A maioria dos casos envolve o uso de um soutien cirúrgico nos primeiros 60 dias.
Após este período recomenda-se a usar o sutiã, de preferência os modelos mais
confortáveis, sem “arinhos” por mais dois meses.
16) Amamentação após a cirurgia?
As mulheres não têm impedimento de amamentar seus bebês, a funcionalidade das mamas
é mantida. Mas, algumas mães com mamas reduzidas podem vir a ter dificuldade em
produzir a quantidade de leite necessária para amamentar o seu bebê. Logo, em pacientes
que pretendem ter filhos ou que ainda não gestaram a redução tem que ser mais criteriosa.
17) O resultado poderá ser prejudicado pela gravidez?
Como há mamas que mantém seu formato após a gestação, o mesmo ocorre com as mamas
com mamoplastia redutora. Mas a tendência de qualquer mama, com ou sem prótese, é que
tenha alguma mudança após a gestação (estrias, flacidez, diminuição de volume,
assimetrias, entre outras). Isto não quer dizer que, elas se tornarão feias e nem que outra
cirurgia não possa ser proposta caso sua aparência a desagrade após a gestação.
18) Após a cirurgia, minhas mamas ficarão firmes como na adolescência?
Não. Se você espera que suas mamas fiquem com a consistência e forma da mama de uma
menina na adolescência, certamente você ficará frustrado com o resultado. O que você pode
esperar é uma mama melhor posicionada e de tamanho mais favorável, porém com a forma
e consistência de mama de mulher na idade adulta. A mama da adolescente tem ligamentos
mais fortes, os quais não conseguimos reforçar com a cirurgia. Com a idade a pele e os
ligamentos acabam cedendo, dando às mamas seu formato natural. É ilusão achar que as
mamas estão livres da força da gravidade após a cirurgia.
19) A mamoplastia redutora aumenta a chance de câncer?
Não. A cirurgia das mamas não aumenta as chances de câncer e não dificultam a realização
de mamografias.
Se tiver alguma dúvida, poderá esclarecê-la antecipadamente durante sua consulta préoperatória no consultório. Amigos, vizinhos e outros conhecidos não são boas fontes de
informação. Pergunte a mim tudo que quiser saber. Uma paciente informada é sempre uma
paciente mais feliz e satisfeita.
A seu dispor,
Dr. Victor Mauro
Seu médico
Download
Random flashcards
paulo

2 Cartões paulonetgbi

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

teste

2 Cartões juh16

paulo

2 Cartões oauth2_google_ddd7feab-6dd5-47da-9583-cdda567b48b3

Criar flashcards