Rio quer deixar de emitir 11 milhões de toneladas de gases

Propaganda
Rio quer deixar de emitir 11 milhões de toneladas de gases-estufa
 O Rio de Janeiro tem agora uma meta clara de redução na emissão de gases-estufa: até 2030 terá que
ter deixado de emitir 11 milhões de toneladas de CO2 equivalente na atmosfera - medida que engloba todos os
gases-estufa e não só o CO2. Isso significa todas as emissões do setor de transportes do Estado e é o dobro das
emissões atuais do setor energético.A medida está em um decreto assinado ontem pelo governador Sergio
Cabral e que estabelece metas de redução de emissões por setor e uma meta geral para o Rio. A meta estadual
tem por base a intensidade de carbono. É uma relação entre toneladas de carbono que são emitidas e o Produto
Interno Bruto do Estado, em reais. O objetivo é que essa intensidade de carbono seja menor, em 2030, do que
era em 2005. "Isso não é pouca coisa", diz Suzana Kahn, subsecretária de Economia Verde da
Secretaria Estadual do Ambiente (SEA). "Até pelo fato de que o Rio tende a crescer economicamente,
com os novos projetos que já estão contratados", continua Suzana. "A economia terá que se
descolar do aumento de emissões."A intensidade de carbono do Estado, hoje, é de 0,23 toneladas de
CO2 por mil reais. O mesmo padrão, em São Paulo é 0,14 tCO2 /mil R$. O dado de Brasil é 0,72 tCO2 /mil
R$. Essa medida indica o quanto uma economia produz menos carbono do que outra. "No Rio de
Janeiro estão chegando os grandes empreedimentos emissores, os grandes investimentos", diz Suzana
Kahn. Ela se refere aos novos investimentos no polo siderúrgico de Sepetiba, nos projetos de mineração do
norte fluminense, na maior exploração de petróleo, nos portos e futuras termelétricas.
Pág. 1/1
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

paulo

2 Cartões paulonetgbi

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

teste

2 Cartões juh16

Criar flashcards