Epidemia não chega na região, mas vacinas começam

Propaganda
6
Cidades
Terça-feira, 31 de janeiro de 2017
portalnews.com.br
Febre Amarela
Por enquanto, apenas Suzano está com o estoque das vacinas zerado; demais municípios cumprem demanda
Epidemia não chega na região,
mas vacinas começam a faltar
Divulgação
Fernanda Fernandes
A febre amarela nem chegou
no Alto Tietê e as vacinas para
a imunização da doença já se
esgotaram em Suzano, que
não está inclusa na área de
risco. Desde a semana passada,
o Centro de Saúde (CS) II,
estava com o estoque vazio.
As demais cidades da região
garantem que o produto
ainda está disponível para
a população. No entanto,
as vacinas são indicadas às
pessoas que vão viajar para
áreas endêmicas, como Minas
Gerais, além da região norte
e nordeste do País, onde foi
registrado o surto do vírus.
A procura pela imunização da doença tem sido
tão grande que, em 30 dias,
700 doses foram aplicadas
só no município suzanense,
superando até mesmo a
demanda do ano passado,
segundo informações da
administração municipal.
A reportagem do Grupo
Mogi News esteve no CS II
e recebeu a informação de
que as vacinas acabaram na
semana passada.
O estoque deve ser normalizado nesta semana, já
que a previsão é que novas
doses sejam entregues, por
meio do Centro de Vigilância
Epidemiológica (CVE) de
Mogi das Cruzes, afirmou a
Secretaria Municipal de Saúde,
ressaltando que, “Suzano
não é considerada uma área
de risco de febre amarela”.
A pasta informou que a
imunização será oferecida
na Unidade Básica de Saúde (UBS) Professor Alberto
Nunes Martins, o CS II, que
fica na avenida Paulo Portela,
no centro de Suzano.
A Secretaria explicou que,
Fique por dentro
Entenda a Febre Amarela
Transmissão
A doença pode ser transmitida por arbovírus, ou seja,
o Aedes aegypti, mesmo transmissor da dengue, Zika
e Chikungunya.
Prevenção
A melhor forma de prevenir contra a doença é a
vacina e o uso de repelentes.
Sintomas
Dor de cabeça, vômitos, dores pelo corpo. O
paciente também fica ictérico, ou seja, apresenta
cor amarelada na pele, daí o nome febre amarela. A
doença atinge rins e fígado. Nesse quadro, os casos
são graves e com alta letalidade.
Vacinação contra doença deve ser mantida em dia para evitar a contaminação
Dose custa até R$ 200
As vacinas para imunizar
contra a febre amarela
podem ser tomadas a
partir de 9 meses de idade
até os 60 anos, em dose
única. Porém, a imunização
tem validade de dez anos.
Quem não encontrar as
vacinas disponíveis na rede
pública, pode procurar
a rede particular, onde
o preço varia de R$ 120
a R$ 200. Mas as doses
não estão disponíveis em
todas as clínicas, pois a
epidemia que atingiu parte
do País também impactou
a distribuição do produto
na região, já que as áreas
endêmicas precisaram ser
priorizadas. A previsão é
que os estoques normalizem
a partir de 13 de fevereiro.
A vacinação só é contra
indicada para gestantes, mas
a indicação maior é para
pessoas que vão viajar para
as regiões endêmicas, ou
seja, os locais onde ocorre a
epidemia da doença, segundo
ressaltou a administradora
do Centro de Vacinação
(Cevan) de Suzano, Valéria
Genovezzi Fernandes. “É
muito importante lembrar
que, qualquer vacina que
forem tomar para uma
viagem, deve acontecer
até 15 dias antes, que é
o período que leva para a
pessoa ficar imunizada. A
procura tem sido intensa.
Todos os dias recebemos
ligações de interessados.
Mas explicamos e esclarecemos que a indicação
da vacina é para quem vai
para as áreas endêmicas”.
se houver queda na procura
pelas vacinas, em fevereiro, a
mesma será oferecida às terças
e quintas-feiras. O interessado
deve apresentar documento
com foto, caso não tenham’
carteira de vacinação. “A
vacina contra febre amarela
deve ser aplicada apenas aos
indivíduos que viajarão para
zonas de risco, com a lista das
cidades atualizada conforme
orientação do Ministério
da Saúde. Pessoas que já
receberam duas doses estão
livres de nova imunização”,
informou, por meio de nota.
O estoque também está
baixo em Guararema. Até
ontem, havia apenas 20 doses
no estoque da rede pública.
Períodos
O período de incubação varia de 3 a 6 dias e o vírus
fica no corpo humano no máximo 7 dias (os sintomas
só aparecem 1 a 2 dias depois da contaminação).
O tratamento não prevê medicação específica e
os cuidados, nos casos mais graves, devem ser
intensivos , de UTI. No entanto, cerca de 50% dos
casos da doença levam a óbito.
Locais considerados de Risco
Minas Gerais, Espírito Santo, Alguns municípios de
São Paulo, como a região de Campinas, por exemplo.
Outras áreas consideradas de risco no Brasil são os
estados do Acre, Amapá, Amazona, Pará, Rondônia,
Roraima e Tocantins. No nordeste o problema está
concentrado na Bahia, Maranhão e Piauí. No centro
Oeste a doença está atingindo Goiás, incluindo
Brasília, além dos Estado de Mato Grosso.Na região
sul do País, as pessoas devem tomar cuidado no
Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina.
Fonte: Federação dos Hospitais, Clínicas e Laboratórios do Estado de São
Paulo (Fehoesp) e Cevan
Nas demais cidades da
região, não há problema
com o estoque de vacinas
e quase 3 mil conseguiram
a imunização, por meio da
rede pública de Saúde. Em
Mogi das Cruzes, 1.098
pessoas foram imunizadas
até a última sexta-feira. Em
Arujá, 174 doses foram aplicadas. Em Itaquá, cerca de
600 pessoas foram vacinadas
e em Ferraz de Vasconcelos
272, apenas neste ano.
Ferraz
Secretários vistoriam a Vila Jamil
Os secretários municipais
Antônio Carlos Alves Correia,
o Tonho (Transporte e Mobilidade Urbana) e Antônio
Carlos dos Santos Ferreira, o
Carlinhos (Obras Públicas),
estiveram ontem vistoriando um trecho da avenida
Governador Jânio Quadros,
na Vila Jamil, em Ferraz de
Vasconcelos. Decorrente de
reclamações de moradores
e demandas de jornais que
foram enviadas à Secretaria
de Comunicação Social, a
visita in loco teve por objetivo tomar pé da situação
de semáforos desligados e
sinalização prejudicada na via.
No local, um semáforo não
funciona há meses, além de
faltar a sinalização adequada.
Para isso, uma equipe da
Secretaria de Transporte
deve ir ao local.
Em parceria com a Secretaria de Obras Públicas,
a intenção é bloquear o
acesso de cruzamento da
avenida, que fica em frente à
Etec, instalar uma lombada e
ainda construir uma faixa de
pedestre elevada. O semáforo
será retirado.
De acordo com Tonho, o
prefeito José Carlos Fernandes
Chacon (PRB), o Zé Biruta, já
havia determinado que toda
a sinalização de trânsito na
cidade fosse fiscalizada para
que eventuais deficiências
fossem supridas. Assim, a
situação da avenida que
tem gerado um histórico de
acidentes e reivindicações
por parte dos ferrazenses
foi vistoriada e providências
serão tomadas.
Aurélio Alves/Secom Ferraz
Cruzamento onde ocorre acidentes foi visitado
Download
Random flashcards
paulo

2 Cartões paulonetgbi

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

teste

2 Cartões juh16

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Criar flashcards