Roteiro de NTD Tema: O trabalho na Sociedade Capitalista

Propaganda
ROTEIRO DE NTD – 2014
FILOSOFIA E SOCIOLOGIA – 1a ETAPA
2º ANO INTEGRAL – ENSINO MÉDIO
TEMA: O trabalho na Sociedade Capitalista
JUSTIFICATIVA
Justificativa: A disciplina de Sociologia se pauta em seu conteúdo neste início de 2014 pela
identificação do desenvolvimento do capitalismo e das suas contradições e conflitos em esfera
global; pela abordagem da formação e desenvolvimento da sociedade brasileira, com destaque
especial para as relações de trabalho; pela compreensão do processo de reestruturação produtiva
e suas consequências para o mundo do trabalho; pela investigação de temas atuais e cruciais do
ponto de vista da construção da cidadania e de uma sociedade democrática. Enquanto que a
questão primordial na Filosofia diz respeito aos valores que determinam a conduta do ser humano
ao longo de sua história.
Diante do conteúdo a ser tratado, pensamos em subsidiar de forma lúdica a análise por
nossos alunos das mudanças sociais e tecnológicas na produção capitalista, a compreensão da
resistência dos trabalhadores no processo de trabalho, a emergência de organizações coletivas,
suas possibilidades e limites históricos.
OBJETIVO(S):
1. Abordar temas da sociologia do trabalho através da análise crítica de filmes clássicos do
cinema mundial. Iremos tratar do problema da modernidade do capital e seus desdobramentos
no campo da objetividade e subjetividade do mundo do trabalho. Abordaremos não apenas as
questões da esfera do trabalho propriamente dito, mas também da reprodução social, ou seja, o
problema do estranhamento e fetichismo da mercadoria; processo de trabalho e organização da
produção capitalista; técnica e tecnologia da produção e reprodução da vida social; luta social e
consciência de classe; questões do local de trabalho e cotidiano da classe dos trabalhadores
assalariados;
2. Abordar os nexos entre esfera do trabalho e esfera da reprodução social, visando tornar clara a
"aplicação" sociológica das categorias de alienação/estranhamento e fetichismo social para
explicar e compreender o novo (e precário) mundo do trabalho;
3. Compreender o processo de desenvolvimento e estruturação da sociedade capitalista, tendo
em vista a compreensão das transformações no mundo do trabalho;
4. Permitir ao aluno uma leitura panorâmica da formação da sociedade brasileira, do caráter do
nosso desenvolvimento e das transformações do mundo do trabalho no Brasil;
5. Introduzir o aluno nas principais discussões da atualidade que dizem respeito ao mundo do
trabalho, permitindo-lhe uma abordagem mais ampla e crítica acerca de sua realidade;
6. Discutir a organização dos trabalhadores frente ao processo de reestruturação produtiva.
7. Oferecer uma oportunidade de atualização e aprofundamento dos estudos abordados em sala
nas aulas teóricas de Filosofia e Sociologia.
8. Propiciar discussão teórica e práticas de natureza interdisciplinar em Filosofia e Sociologia.
OSG.: 079717/14
ROTEIRO DE NTD
TIPO DE TRABALHO:
(
) Pesquisa Escrita / Relatório
(
) Miniavaliação
(
) Mesa redonda
(
) Debate
(
) Painel ilustrativo
(
) Dramatização
( X ) Produção textual
( X ) Apresentação em multimídia ou comentário oral da equipe
(
) Feira cultural
(
) Maquete
(
) Outro:
ORIENTAÇÕES
1. Formar grupos de no mínimo 5 (cinco) e no máximo 7 (sete) membros.
2. O grupo deverá assistir previamente a um dos filmes propostos (ver relação anexada).
3. Após assistir ao filme escolhido, o grupo deverá construir uma apresentação (oral, painéis ou
multimídia) que contenha referência aos aspectos estudado em sala de aula: Trabalho
(Sociologia) e/ou Valores (Filosofia), tais como:
 As sociedades industriais capitalistas;
 As diferentes formas de administração do processo de trabalho no capitalismo moderno;
 A subjetividade do trabalhador: motivação, satisfação e alienação;
 A crise econômica mundial e a globalização da economia;
 A reestruturação produtiva e suas implicações sociais;
 O desemprego e as novas relações de trabalho;
 Atitudes e comportamentos dos trabalhadores face às transformações do mundo do trabalho;
 As novas competências exigidas dos trabalhadores no limiar do século XXI;
 O movimento sindical e o sindicalismo no Brasil;
 Trabalho e lazer.
4. Cada grupo deverá expor de forma clara e objetiva a(s) ideia(s) que perceberam quando
assistiram ao filme escolhido, dispondo para isso de, no máximo, 05 (cinco) minutos.
5. A equipe deverá entregar ao professor uma análise escrita do filme assistido, bem como
a relação dos integrantes.
PRAZO DE ENTREGA / APRESENTAÇÃO AO(À) PROFESSOR(A): até 14/03/2014.
2
OSG.: 079717/14
ROTEIRO DE NTD
LISTA DE FILMES – NTD DE 1ª ETAPA – 2º ANO DO ENSINO MÉDIO
1.
2.
3.
4.
5.
6.
7.
8.
9.
10.
11.
12.
13.
14.
15.
16.
17.
18.
19.
20.
21.
22.
23.
24.
25.
26.
27.
28.
29.
30.
31.
32.
33.
34.
35.
36.
37.
38.
39.
40.
2001 - Uma Odisseia no Espaço, de Stanley Kubrick (EUA,
1968, 148 min., ficção científica).
A Agenda, de Laurent Cantet (França, 2001, 132 min.,
drama).
A alma do negócio, de José Roberto Torero (Brasil, 1996).
A Casa (2010 drama)
A Classe Operária vai ao Paraíso, de Elio Petri (Itália,
1971, 126 min., drama).
A corporação, de Jennifer Abbott e Mark Achbar (Canadá,
2003, documentário, 145 min.).
Adeus Lênin, de Wolfgang Becker. (Alemanha, 2003.
118 min.).
A formiguinha Z, de Eric Darnell e Tim Johnson (1998 EUA
– animação, 82 min.).
A fuga das galinhas (Reino Unido, 2000, animação,
84 min.).
A luta pela esperança, de Ron Howard. (EUA, 2005.
Biografia, Drama, Romance. 144 min.).
Amor sem escalas, de Jason Reitman. (EUA, 2009.
Drama, Romance. 109 min.).
A morte do caixeiro-viajante, de Volker Schlondorf
(EUA/Alemanha, 1985, 130 min., drama).
A procura da felicidade, de Gabriele Muccino (EUA, 2007,
117 min., Comédia dramática, Biografia).
A Rede Social (sobre o Facebook), de David Fincher
(EUA, 2010, 121 min., Drama).
A revolução dos bichos, de John Stephenson (EUA, 1999,
90 min., Animação).
As vinhas da Ira, de John Ford. (EUA, 1940. Drama, 129
min.).
Bee movie, de Steve Hickner e Simon J. Smith (2007, EUA
– animação, 91 min.)
Billy Elliot, de Stephen Daldry (EUA, 2000, 111 min.,
drama)
Cidade de Deus, de Fernando Meirelles. (Brasil, 2002.
Drama. 135 min.).
Classe Operária, de Jerzy Skolimowski (Inglaterra, 1982,
97min. drama)
Click, de Frank Coraci (EUA, 2006, 107 min., Comédia).
Como Enlouquecer seu Chefe, de Mike Judge (EUA, 1999,
comédia, 89 min.).
Criança, a alma do negócio, de Estela Renner (Brasil,
2008).
Danton, o processo da revolução, de Andrzej Wajda.
(Polônia, França e Alemanha, 1983. 136 min.).
Daens: um grito de justiça, Direção de Stijin Coninx,
(Bélgica, 1992. 132 min).
De pernas pro ar, de Roberto Santucci (Brasil, 2010,
Comédia, 97 min.)
Delírios de consumo de Becky Bloom, de P. J. Hogan
(EUA, 2009, 104 min., Comédia).
Diamante de sangue, de Edward Zwick (EUA, 2006,
Drama).
Domésticas, de Fernando Meireles (Brasil, 2001, comédia).
Eles não usam Black-tie, de Leon Hirzchmann (Brasil,
1981, 120 min., drama).
Erin Brockovich - Uma Mulher de Talento, de Steven
Soderbergh (EUA, 1999, Drama).
F.I.S.T., de Norman Jewison (EUA, 1978, 145 min., drama)
Foi apenas um sonho, de Road Sam Mendes (EUA, 2008,
Drama).
Gaijin – Caminhos da Liberdade, de Tizuka Yamazaki
(1980, Brasil)
Germinal, de Claude Berri (França, 1993, 158 min., drama).
Gran Torino, de Clint Eastwood (EUA, 2008).
Hoffa, Um homem, uma lenda, de Danny DeVito (1992,
França, Paris).
Hop – O Rebelde sem Páscoa (2011 comédia)
Ladrões de Bicicleta, de Vittori De Sica (Itália, 1947, 92
min., drama).
Linha de Passe, de Walter Salles (2008, Brasil)
41.
42.
43.
44.
45.
46.
47.
48.
49.
50.
51.
52.
53.
54.
55.
56.
57.
58.
59.
60.
61.
62.
63.
64.
65.
66.
67.
68.
69.
70.
71.
72.
73.
74.
75.
76.
77.
78.
79.
80.
81.
82.
83.
84.
3
Lixo Extraordinário (2010, Documentário).
Lula, o filho do Brasil, de Fábio Barreto (2010, Brasil –
drama, 128 min.)
Mentes Perigosas, de John Smith (1995, EUA).
Metrópolis, de Fritz Lang. (Alemanha, 1926. 153 min).
Meu Tio, de Jacques Tati (Itália/França, 1958, 117 min.,
comédia).
Na roda da fortuna, de Joel Coen. (EUA, Reino Unido e
Alemanha, 1994. Comédia, Drama. 111 min.).
O Assalariado, de Alan Bridges (Inglaterra, 1973, 108 min.,
drama).
O Cavaleiro Solitário, de Clint Eastwood (1985, EUA)
O Corte, de Costa-Gavras (Bélgica - Espanha, 2005,
suspense, 122 min.).
O diabo veste Prada, de David Frankel (2006, EUA)
O Homem que copiava, de Jorge Furtado (2002, Brasil)
O Indomável – Assim é minha vida, de Robert Benton
(1994, EUA)
O Invasor, de Beto Brandt (Brasil, 2001, 97 min., drama).
Oliver Twist, de Roman Polanski. (EUA, 2005. 130 min.).
O lutador, de Darren Aronofsky (2008, EUA)
O operário, de Brad Anderson (Espanha, 2004, drama).
O Poderoso Chefão 2, de Francis Ford Coppola (1972,
EUA)
O
que
você
faria?,
de
Marcelo
Pinero
(Argentina/Itália/Espanha, 2005, 115 min., drama)
Os doze trabalhos, de Ricardo Elias (Brasil, 2006, 90 min.).
Os miseráveis, de Richard Boleslawski. (EUA, 1935. Drama,
História, Romance. 108 min.).
Os miseráveis, de Tom Hooper. (Reino Unido, 2013.
Comédia, Drama, Musical, Romance. 157 min.).
Obrigado por Fumar, de Jason Reitman (EUA, 2005,
comédia, 92 min.).
Ou tudo ou nada, de Peter Cattaneo (1997, Reino Unido)
Quanto vale ou é por quilo, de Sergio Bianchi (Brasil, 2005.
Drama. 104 min.).
Pacht Adams, O amor é contagioso, de Tom Shadyac
(EUA, 1998, drama).
Pão e Rosas, de Ken Loach (Inglaterra, 2000, 110 min.,
drama).
Peões, de Eduardo Coutinho (2004, Brasil – documentário)
Quadra Fechada, de Beto Novaes (Brasil, 2006,
Documentário).
Quase deuses, de Joseph Sargent (EUA, 2004, 110 min.,
Drama).
Quem quer ser um milionário? de Danny Boyle (Reino
Unido, 2008, Drama)
Ratatouille, de Brad Bird (2007, EUA, animação)
Roger e eu, de Michael Moore (1989, EUA, documentário)
Rosalie vai às compras, de Percy Adlon (1989, Alemanha)
Salário do Medo, de Henri-Georges Clouzot (França/Itália,
1955, drama e suspense).
São Paulo Sociedade Anônima, de Luís Sérgio Person
(1965, Brasil)
Segunda Feira ao Sol, de Fernando Leon de Aranoa
(Espanha/França/Itália, 2002, Drama, 113 min.).
Táxi Driver, de Martin Scorcese (EUA, 1976).
Terra Fria, de Niki Caro (EUA, 2005, drama, 126 min.).
Tropa de Elite I e II, de José Padilha (Brasil, 2007 e 2010).
Um
Dia
Sem
Mexicanos,
de
Sergio
Arau
(Espanha/EUA/México, 2004, Comédia - Drama, 100 min.).
Vida de Inseto, de John Lasseter (1998, EUA – animação,
107 min.)
Vista a minha pele, de Joel Zito Araújo (Brasil, 2003).
Wall Street 2 – O dinheiro nunca dorme, de Oliver Stone
(EUA, 2010, 124 min., drama/suspense)
Wall Street, poder e cobiça, de Oliver Stone (EUA, 1987,
124 min., drama)
OSG.: 079717/14
ROTEIRO DE NTD
MODELO: análise do filme Tempos Modernos, de Charles Chaplin
O filme Tempos Modernos, de Charles Chaplin, traz em seu roteiro muitas discussões sociológicas
acerca do trabalho. Tentaremos, a seguir, localizar alguns desses temas:
 Ser humano – A primeira cena do filme mostra ovelhas caminhando para o abatedouro,
mostrando, em seguida, uma multidão caminhando, revelando que a sociedade trata o ser
humano, como animais caminhando para a morte;
 Capitalismo – Um dos temas mais discutidos, principalmente a pressão do capital sobre o
trabalhador, cada vez maior representada pelo patrão onipresente, que através de um telão
controla a todos e sempre pede mais produção;
 O poder da minoria sobre a maioria, pelo domínio de tecnologias avançadas e de “chefes” que
mesmo saindo do seio da classe trabalhadora, exercem uma pressão violenta pelo aumento da
produtividade;
 Lucro – Em nome do lucro, o capital tenta transformar homens em máquinas, inclusive tentando
inventar engenhocas para que o trabalhador não precise parar, nem mesmo para comer;
 Sistema – O empregado, não conseguindo acompanhar o ritmo alucinante que lhe cobram,
acaba sendo engolido pelo sistema (é o simbolismo mais forte do filme);
 Repressão – O poder de polícia que deveria ser para proteger o cidadão está sempre ao lado de
quem tem o poder econômico;
 Crise financeira – O fechamento de fábricas causa um grande problema de desemprego;
 Desemprego – Aparece em várias cenas, em portas fechadas, depressão por estar
desempregado e outras;
 Fome – É o retrato de um país onde o desemprego é grande. É mostrada por meio da menina
faminta, roubando banana para comer, a prática de roubo ou de barrigas roncando;
 Manifestações populares – O apoio a manifestações populares contra a fome e o desemprego
é explícito no filme, assim como a contrariedade à repressão policial aos movimentos populares;
 Violência – A violência, também é retratada de várias formas: a violência policial, tanto na
repressão às massas, principalmente quando do assassinato de um manifestante. A violência de
separar irmãos por serem órfãos ou ainda no roubo, à mão armada à Loja de Departamentos;
 Menina de rua – Essa realidade também é mostrada, da menina órfã separada da família, que
cai na vida e tenta sobreviver de pequenos furtos;
 Sonho da casa própria – Essa eterna perseguição do homem por um cantinho só seu tem dois
bons momentos no filme: quando veem um casal se despedir na porta de casa e quando vão
morar em um barraco, caindo aos pedaços;
 Entrada da mulher no mercado de trabalho – A entrada da mulher no mercado de trabalho é
pela porta dos fundos, com um subemprego.
O filme Tempos Modernos é um verdadeiro tratado sociológico, mas, também, foi bom descobrir
que Chaplin já pensava na “tele-tela”, que tudo via e tudo ouvia, que foi “plagiada” por George Orwell,
13 anos depois, no livro 1984, representada pelo Grande Irmão (Big Brother). Além disso, Tempos
Modernos é um alerta contra os riscos do capitalismo e da transformação de homens em máquinas
produtivas. Até hoje o homem ainda não percebeu que isso está acontecendo.
Edna Pereira / Rev.: MHC
29/5/2017
4
OSG.: 079717/14
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

paulo

2 Cartões paulonetgbi

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Criar flashcards