Estudos Urbanos

Propaganda
Programa de Pós-Graduação em História, Política e Bens Culturais
Mestrado Profissional em Bens Culturais e Projetos Sociais
Disciplina: Estudos Urbanos2016.1
Professora: Palloma Valle Menezes
Horário: 18h30 – 21h30
Créditos: 3
O curso tem como objetivo traçar um panorama dos estudos urbanos,
introduzindoalgumasdas correntes de pensamento sobre as cidades nas ciências
sociais. Ao longo do semestre serão apresentadas algumas das principais discussões
dos estudos urbanos clássicos e contemporâneos com o intuito de iniciar um debate
sobre as questões que mobilizam aqueles interessados em compreender as dinâmicas
urbanas no Brasil e, mais especificamente, as transformações dos conflitos sociais em
curso na cidade do Rio de Janeiro.
A disciplina será dividida em três partes. Na primeira faremos uma introdução aos
estudos urbanos, começando pela contribuição de Simmel e passando por autores da
Escola de Chicago. A segunda parte será dedicada aos estudos das cidades no Brasil.
Já a terceira terá como objeto de análise, especificamente, a cidade do Rio de Janeiro
e seus estudos urbanos.
A avaliação consistirá na apresentação de um seminário e na produção de um
trabalho final.
1˚
aula
Temas
Bibliografia obrigatória
Introdução
Apresentação da ementa do curso, agendamento dos seminários e
debate sobre a produção dos trabalhos finais.
PARTE I – INTRODUÇÃO AOS ESTUDOS URBANOS
SIMMEL, Georg. “As grandes cidades e a vida do espírito”. Mana
11(2): 577-591, 2005.
2˚
aula
A contribuição de
Simmel
3˚
aula
Introdução à
Escola de Chicago
4˚
aula
5˚
aula
O fenômeno
urbano
Etnografias
VIANNA, Hermano. “Ternura e atitude blasé na Lisboa de Pessoa e
na Metrópole de Simmel”. In: VELHO, Gilberto (org). Antropologia
Urbana: cultura e sociedade no Brasil e em Portugal. Rio de
Janeiro: Jorge Zahar Ed, 2006.
BECKER, Howard. “A Escola de Chicago”. Mana 2(2):177-188,
1996.
VALLADARES, Licia do Prado. A Escola de Chicago: impactos de
uma tradição no Brasil e na França. Belo Horizonte / Rio de
Janeiro: Editora da UFMG / IUPERJ, 2005(capítulo a definir).
PARK, Robert Ezra. “A cidade: sugestões para a investigação do
comportamento humano no meio urbano”. In: Velho, Otávio. O
fenômeno urbano. Rio de Janeiro, Zahar, 1979.
WIRTH, Louis. “O urbanismo como modo de vida”. In.: Velho,
Otávio. O fenômeno urbano. Rio de Janeiro, Zahar, 1979.
WHYTE, William Foote. Sociedade de esquina: a estrutura social
de uma área urbana pobre e degradada. Rio de Janeiro: Ed Zahar,
2005(capítulo a definir).
urbanas clássicas
ELIAS, Norbert e SCOTSON, John L. Os estabelecidos e os
outsiders: sociologia das relações de poder a partir de uma
pequena comunidade. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2000(capítulo
a definir).
PARTE II – ESTUDOS URBANOS NO BRASIL
6˚
aula
7˚
aula
8˚
aula
LEEDS, Anthony e LEEDS, Elizabeth. A sociologia do Brasil
urbano. Rio de Janeiro: Zahar, 1977.
Estudos urbanos
no Brasil
Desafios
Metodológicos
das pesquisas
urbanas
Da cidade
pequena à
metrópole
Velho, Gilberto. Um antropólogo na cidade: Ensaios de antropologia
urbana. Rio de Janeiro: Editora Zahar, 2013 (capítulo a definir).
VELHO, Gilberto.“Observando o familiar”. In Individualismo e
cultura: notas para uma antropologia da sociedade contemporânea.
Rio de Janeiro: Jorge Zahar, pp. 121-132, 1987.
MAGNANI, José Guilherme Cantor. “De perto e de dentro: notas
para uma etnografia urbana”. In: Revista Brasileira de Ciências
Sociais, vol. 17, n. 49, 2002.
PRADO, Rosane M. “Cidade Pequena: paraíso e inferno da
pessoalidade”. Cadernos de Antropologia e Imagem, Rio de
Janeiro, (4): 31-56, 1998.
MARQUES, Eduardo (org). A Metrópole de São Paulo no Século
XXI: Espaços, Heterogeneidades e Desigualdades. São Paulo:
Eduardo Marques, 2015(capítulo a definir).
MACHADO DA SILVA, Luiz Antonio. “Violência urbana, segurança
pública e favelas - o caso do Rio de Janeiro atual”. Caderno CRH,
v. 23, p. 283-300, 2010.
9˚
aula
Violência urbana
FELTRAN, Gabriel.“Governo que produz crime, crime que produz
governo: o dispositivo de gestão do homicídio em São Paulo (19922011)”. Revista Brasileira de Segurança Pública, v. 6, p. 232-255,
2012.
CALDEIRA, Teresa. Cidade de Muros: Crime, Segregação e
Cidadania em São Paulo. São Paulo: Editora 34/Edusp,
2000(capítulo a definir).
10˚
aula
Segregação
urbana e
mudanças nas
formas de habitar
a cidade
FREIRE, Jussara. Sociabilidade de grades e cadeados e ordem de
tranquilidade: da cidadania dos adimplentes à “violência urbana”
em condomínios fechados da Zona Oeste do Rio de Janeiro. In:
BIRMAN, Patrícia; LEITE, Marcia Pereira; MACHADO, Carly;
CARNEIRO, Sandra de Sá. (Org.). Dispositivos Urbanos e Trama
dos Viventes: ordens e resistências. Rio de Janeiro: FGV Editora,
2015.
PARTE III – O RIO DE JANEIRO E SEUS ESTUDOS URBANOS
11˚
aula
A “cidade
maravilhosa” e
seus bairros
CARNEIRO, Sandra. Rio, Zona Norte e Zona Sul: fronteiras para
além dos estigmas. In: CARNEIRO, Sandra & SANT‟ANNA, Maria
Josefina (orgs). Cidade: olhares e trajetórias. Rio de Janeiro:
Garamond, 2009.
O'DONNELL, Julia. A invenção de Copacabana: culturas urbanas e
estilos de vida no Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: Zahar,
2013(capítulo a definir).
12˚
aula
13˚
aula
14˚
aula
15˚
aula
Favelas cariocas
ontem e hoje
Empreendedorism
o urbano e
megaeventos no
Rio de Janeiro
A “pacificação” e
a transformação
das favelas em
territórios de
negócios
VALLADARES, Licia do Prado. A Invenção da Favela. Rio de
Janeiro: FGV Editora, 2005 (capítulo a definir).
FREIRE-MEDEIROS. Gringo na Laje: Produção, circulação e
consumo da favela turística. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2009
(capítulo a definir).
JUNIOR, Orlando Alves dos Santos & RIBEIRO, Luiz Cesar de
Queiroz. Governança empreendedorista e megaeventos esportivos:
reflexões em torno da experiência brasileira. In: O Social em
Questão. Ano XVI, n. 29, pp. 23-42, 2013.
OLIVEIRA, Nelma. O poder dos jogos e os jogos de poder:
interesses na produção da cidade para o espetáculo esportivo. Rio
de Janeiro: Editora UFRJ, 2015.(capítulo a definir).
MENEZES, Palloma. Entre o “fogo cruzado” e o “campo minado”:
uma etnografia do processo de “pacificação” das favelas cariocas.
Tese de doutorado. Universidade do Estado do Rio de Janeiro,
2015.(capítulo a definir).
LEITE, Márcia Pereira. “De territórios da pobreza a territórios de
negócios: dispositivos de gestão das favelas cariocas em contexto
de „pacificação‟”. In: BIRMAN, Patrícia; LEITE, Marcia Pereira;
MACHADO, Carly; CARNEIRO, Sandra de Sá. (Org.). Dispositivos
Urbanos e Trama dos Viventes: ordens e resistências. Rio de
Janeiro: FGV Editora, 2015.
Conclusão do
curso
Apresentação dos trabalhos finais
Bibliografia complementar:
BECKER, Howard S. Outsiders: estudos de sociologia do desvio. Rio de Janeiro,
Jorge Zahar Ed., 2008.
CABANES, Robert. TELLES, Vera. (Orgs.). Nas tramas da cidade: trajetórias urbanas
e seus territórios. São Paulo: Humanitas, 2006.
CAVALCANTI, Mariana. “Tiroteios, legibilidade e espaço urbano: notas etnográficas de
uma favela carioca”. Dilemas: Revista de Estudos de Conflito e Controle Social, v. 1, p.
35-59, 2008.
CEFAÏ, Daniel. Pourquoi se mobilise-t-on? Les théories de l‟action collective. Paris, La
Découverte, 2007.
CHAPOULIE, Jean-Michel. La tradition sociologique de Chicago. 1892–1961, Seuil,
Paris, 2001.
COELHO, Maria Claudia. “Uma certa antropologia urbana: a experiência subjetiva dos
ambientes fragmentados”. In: CARNEIRO, Sandra; SANT´ANNA, Maria Josefina.
Cidade: olhares e trajetórias. Rio de Janeiro: Garamond, 2009.
CUNHA, Neiva Vieira & MELLO, Marco Antonio. “Novos conflitos na cidade: a UUP e o
processo de urbanização na favela”. In: Dilemas. Vol. 4, n. 3, jul/ago/set 2011, pp. 371401.
ECKERT, Cornélia& ROCHA, Ana Luiza de Carvalho. Antropologia da e na cidade:
interpretações sobre as formas de vida urbana. Porto Alegre: Marca Visual, 2013.
FREIRE, Américo; OLIVEIRA, Lúcia Lippi (Org.) Novas memórias do urbanismo
carioca. 1. ed. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2008.
FRÚGOLI JR., Heitor & SKLAIR, Jessica. “O bairro da Luz em São Paulo: questões
antropológicas sobre o fenômeno da gentrification”. Cuadernos de Antropología Social
30. FfyL/Universidad de Buenos Aires, 2009.
GONÇALVES, Rafael. Favelas do Rio de Janeiro. História e direito. Rio de Janeiro,
Ed. PUC, 2013.
JOSEPH, Isaac; GRAFMEYER, Yves. Naissance de l'écologie urbaine. Paris:
EditionsFlammarion, 2004.
KANT DE LIMA, Roberto; MELLO, Marco Antonio; FREIRE, Leticia de Luna. Pensando
o Rio: políticas públicas, conflitos urbanos e modos de habitar. Niterói: EDUFF, 2015.
KOONINGS, Kees; KRUIJT, Dirk. “The rise of megacities and the urbanization of
informality, exclusion and violence”. In: KOONINGS, Kees; KRUIJT, Dirk. Mega
cities:The Politics of Urban Exclusion and Violence in the Global South. London, New
York: Zed Book, 2009.
KUMAR, Krishan. Prophecy and Progress: Sociology of Industrial and Post-Industrial
Society. Harmondsworth, UK: Pelican, 1978.
KUSCHNIR, Karina. “Desenhando cidades”. Sociologia e Antropologia 02(04): 295314, 2012.
MACHADO DA SILVA, Luiz Antonio. “A política na favela” (reedição). Dilemas: Revista
de Estudos de Conflito e Controle Social, v. IV, p. 699-716, 2011.
MACHADO DA SILVA, Luiz Antonio. “As UPPs, a linguagem da violência urbana e a
sociabilidade no Rio de Janeiro”. In: SANTOS, Angela; MAFARON, Glaucio;
SANT´ANNA, Maria Josefina. Rio de Janeiro: um território em mutação. Rio de
Janeiro: Gramma, 2012.
MAGALHÃES, Alexandre. O "legado" dos megaeventos esportivos: a reatualização da
remoção de favelas no Rio de Janeiro. Horizontes antropológicos, Porto Alegre, v. 19,
n. 40, p. 89-118, 2013 .
OST, Sabrina; FLEURY, Sonia. “O mercado sobe o morro: a cidadania desce? Efeitos
socioeconômicos da pacificação no Santa Marta”. Dados (Rio de Janeiro. Impresso), v.
56, p. 635-671, 2013.
RIBEIRO, Luiz Cesar de Queiroz; OLINGER, Mariana. “A favela na cidade-commodity:
desconstrução de uma questão social”. In: MELLO, Marco Antonio; MACHADO DA
SILVA, Luiz Antonio; FREIRE, Leticia; SIMÕES, Soraya. Favelas cariocas ontem e
hoje. Rio de Janeiro: Garamond, 2012.
RIBEIRO, Luiz Cesar. Rio de Janeiro: transformações na ordem urbana. Rio de
Janeiro: Letra capital; Observatório das Metrópoles, 2015.
RODRIGUES, Antonio. “História da urbanização do Rio de Janeiro. A cidade: capital
do século XX do Brasil”. In: CARNEIRO, Sandra & SANT‟ANNA, Maria Josefina (orgs).
Cidade: olhares e trajetórias. Rio de Janeiro: Garamond, 2009.
SÁNCHEZ, Fernanda. A reinvenção das cidades para um modelo mundial. Chapecó:
Argos, 2003.
ULF, Hannerz. Explorando a cidade: em busca de uma antropologia urbana.
Petrópolis: Vozes, 2015.
VELHO, Gilberto (org). Antropologia Urbana: cultura e sociedade no Brasil e em
Portugal. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1999.
VELHO, Gilberto. “Antropologia urbana: interdisciplinaridade e fronteiras
conhecimento”. Mana, Rio de Janeiro, v. 17, n. 1, p. 161-185, Apr. 2011.
do
VELHO, Gilberto; KUSCHNIR, Karina (orgs.). Pesquisas Urbanas desafios do trabalho
antropológico. Rio de Janeiro: Zahar, 2003.
VELHO, Gilberto. O desafio da cidade: novas perspectivas da antropologia brasileira.
Rio de Janeiro: Campus, 1980.
ZALUAR, A. A máquina e a revolta. São Paulo: Brasiliense, 1985.
ZALUAR, Alba; ALVITO, Marcos. Um século de favela. Rio de Janeiro: Editora FGV,
2006.
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

paulo

2 Cartões paulonetgbi

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

teste

2 Cartões juh16

paulo

2 Cartões oauth2_google_ddd7feab-6dd5-47da-9583-cdda567b48b3

Criar flashcards