Álcool Etílico 70º INPM

Propaganda
Álcool Etílico 70º INPM
Desinfetante e Anti-séptico Hospitalar
Conceitos Básicos:
1. Desinfecção
É o processo de destruição de microorganismos patogênicos na forma
vegetativa, presentes em superfícies inertes, mediante aplicação de
agentes químicos e físicos.
2. Microorganismos Patogênicos
São microorganismos com características de alta virulência ou alta
transmissibilidade, como os que secretam exotoxinas, liberam
endotoxinas, formam cápsulas entre outras.
3. Desinfetante
São agentes químicos capazes de destruir microorganismos na forma
vegetativa existentes em superfícies inertes.
4. Anti-sepsia
É o processo pelo qual utilizam-se substâncias providas de ação letal ou
inibitória da reprodução microbiana, de baixa causticidade e
hipoalergência na pele e mucosa.
5. Anti-séptico
São agentes químicos capazes de destruir microorganismos existentes
em tecidos vivos.
Álcool Etílico 70º INPM
Desinfetante e Anti-séptico Hospitalar
1. Mecanismo de Ação:
O álcool nas formulações acima possui princípio ativo recomendados
pelo Ministério da Saúde. Em concentrações apropriadas os álcoois
possuem mais rápida e maior redução nas contagens microbianas.
Destrói bactérias vegetativas, tanto pela desnaturação protéica quanto
pela interferência no metabolismo bacteriano. Fungos e Vírus são
também destruídos pelo álcool, mas esporos bacterianos podem ser
resistentes. Quanto maior o peso molecular do álcool, maior ação
bactericida.
Um esfregão vigoroso de um minuto com álcool em quantidade
suficiente para molhar as mãos completamente, tem se mostrado como
o método mais efetivo para anti-sepsia das mãos. Na verdade, um
minuto de imersão ou fricção das mãos com álcool é tão eficaz como 4 a
7 minutos de preparação da pele com outros anti-sépticos, na redução
do número de bactérias na pele; a lavagem com álcool durante 3
minutos é tão eficaz como 20 minutos de escovação.
Embora os álcoois não deixem efeitos químicos persistentes na pele, a
contagem bacteriana em mãos esfregadas com álcool continua cair
durante algumas horas após calçar as luvas, provavelmente como
resultado da morte contínua dos organismos danificados.
Álcoois nas concentrações de 70º e 92º INPM têm excelente atividade
contra bactérias gram positivas e negativas, boa atividade contra
Mycobacterium tuberculosis, fungos e vírus, além de serem baratos.
O álcool 70º INPM possui concentração ótima para atividade
microbicida, pois a desnaturação das proteínas do micro-organismo fazse mais rapidamente na presença da água e é também viruscida.
Estudos mostram a redução de 99% da flora da pele, sendo de baixa
irritabilidade cutânea, principalmente quando utilizado com um emoliente
(1% de glicerol). É irritante de mucosa.
Álcool Etílico 70º INPM
Desinfetante e Anti-séptico Hospitalar
2. Indicação do Álcool como Anti-séptico:
•
•
•
Para degermação das mãos da equipe entre procedimentos quando da
impossibilidade da lavagem das mãos. Na degermação das mãos o
álcool deve ser esfregado vigorosamente nas mãos até secar (cerca de
30 segundos). O álcool não remove sujeira ou matéria orgânica.
Para pele em procedimentos de baixo e médio risco.
Antes de colocar luvas.
A Organização Mundial de Saúde recentemente designou o álcool com o
"padrão ouro" dentre os anti-sépticos que foram julgados, recomendando que
seja altamente utilizado.
BENEFÍCIOS POTENCIAIS DO ÁLCOOL GLICERINADO
LAVAGEM ÁGUA E SABÃO
LAVAGEM ÁLCOOL GLICERINADO
Tempo necessário
30 a 120 segundos
10 a 30 segundos
Eficácia
Boa a muito boa
Excelente
Aceitação do pessoal
Pobre
Boa a excelente
Obs: O Serviço de Controle de Infecção Hospitalar solicita que se use álcool
glicerinado nos contatos entre pacientes, tendo em vista o custo (30% mais
barato) e a praticidade.
Álcool Etílico 70º INPM
Desinfetante e Anti-séptico Hospitalar
3. Indicação do Álcool como Desinfetante: Para superfícies inertes após
limpeza mecânica passar três vezes esperando a cada vez que o local
fique seco.
INDICAÇÃO DO USO DO ÁLCOOL 70º INPM PARA DESINFECÇÃO
ARTIGO
Lâmina do Laringoscópio
Cabo do Laringoscópio
TEMPO DE
EXPOSIÇÃO
FREQÜÊNCIA
Fricção por 3x
Após cada uso.
Secagem
expontânea
Idem
Após cada uso.
Bacias, comadres, papagaios
Idem
Diariamente ou na troca de
paciente.
Após cada uso.
Termômetro
Idem
Após cada uso.
Estetoscópio
Idem
Suporte de soro
Idem
Semanalmente ou
diariamente e após a alta.
Após cada uso.
Colchão da cama
Idem
Após cada uso.
Colchonete da maca
Idem
Após cada uso.
Almofada de ar
Idem
Cadeiras de rodas de banho e de
transporte
Idem
Após cada uso após cada
uso.
Início e término de plantão.
Maca para transporte
Idem
Maca para exames
Idem
Antes e após preparo de
medicação.
Após cada uso.
Bancadas do posto de enfermagem
Idem
Após cada uso.
Bancada de preparo de medicação
Idem
Diariamente.
Garrote
Idem
Diariamente.
Aparelho de barbear / tricotomia
Idem
Diariamente.
Monitores e réguas
Idem
Diariamente.
Superfície externa de respiradores
Idem
Diariamente.
Incubadora
Idem
Diariamente.
Cone do Otoscópio
Álcool Etílico 70º INPM
Desinfetante e Anti-séptico Hospitalar
Referências deste Relatório Técnico:
Fernandes, A. T. - Infecção Hospitalar e Suas Interfaces na Área da Saúde. Editora Atheneu, 2000.
Weinstein, R. A. - Controlling Antimicrobial Resistance in Hospitals: Infection
Control and Use of Antibiotics EMERG. INF. DIS. Vol. 7, No.2 Mar-Apr 2001.
Larson, E. - American Journal of Infectologies. Dec., 1998.
Download
Random flashcards
paulo

2 Cartões paulonetgbi

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

teste

2 Cartões juh16

paulo

2 Cartões oauth2_google_ddd7feab-6dd5-47da-9583-cdda567b48b3

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Criar flashcards