Bibliografia

Propaganda
DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS
BIBLIOGRAFIA
DCS 872
TEORIA ANTROPOLÓGICA II
(4-0)
BIBLIOGRAFIA
CALDEIRA, Tereza Pires do Rio. A presença do autor e a pós-modernidade em antropologia.
Novos Estudos CEBRAP, n. 21, p. 133-157, jul.1988
CLIFFORD, James. A Experiência Etnográfica. Rio de Janeiro. Ed. UFRJ, 2002..
CSORDAS, Thomas. “A Corporeidade como um Paradigma para a Antropologia”. In:
Corpo/Significado/Cura. Porto Alegre, Editora da UFRGS, 2009.
DOUGLAS, Mary. Pureza e perigo. São Paulo: Editora Perspectiva,1976.
DUMONT, Louis. Homo Hierarchicus. São Paulo: EDUSP, 1997.
FOUCAULT, Michel. A ordem do Discurso. São Paulo: Edições Loyola, 1996
GEERTZ, Clifford. Nova luz Sobre a Antropologia. RJ: Jorge Zahar Editor, 1999.
GEERTZ, Clifford. O saber local. Petrópolis, RJ: Vozes, 1997.
GEERTZ, Clifford. Obras e vidas. Rio de janeiro: Ed. UFRGS, 2002.
INGOLD, Tim. The perception of the environment: essays on livelihood, dwelling and skill
Londres: Routledge,2000.
INGOLD, Tim. When ANT meets SPIDER: Social theory for arthropods. In: C. Knappett, L.
Malafouris (eds.), Material Agency, Springer Science & Business Media, LLC 2008.
LATOUR, Bruno. Introducción: como retomar la tarea de rastrear asociaciones. In
Reensamblar lo social. Buenos Aires: Ediciones Manantial, 2008
LEACH, Edmund. Sistemas Políticos da Alta Birmânia. São Paulo: Edusp, 1996
MARCUS, George. O que vem (Logo) Depois do “Pós”: O caso da etnografia. IN: Revista de
Antropologia, USP, 1994, Vol. 37.
MARCUS, G. Ethnography through thick & thin. Princeton: Princeton University Press,
1998.
ORTIZ, Renato. (org) Pierre Bourdieu. São Paulo: Ática, 1984.
ORTNER, S. “Uma atualização da teoria da prática”. In: GROSSI, Miriam; ECKERT,
Cornelia; FRY, Peter. (org.) Conferências e diálogos: saberes e práticas antropológicas.
Blumenau: Nova Letra/ ABA, 2007.
RABINOW, Pierre. Antropologia da Razão. Rio de Janeiro Relume Dumará, 2002.
SAHLINS, Marshall. Ilhas de história. RJ: Jorge Zahar Editor, 1999.
SAHLINS, Marshall. O “pessimismo sentimental” e a experiência etnográfica: por que a
cultura não é um “objeto” em via de extinção (Parte I e parte II). Rio de Janeiro, Mana, v. 3,
n. 1, 1998, p. 41-73.
SAID, Edward W. Cultura e Imperialismo. São Paulo: Companhia das Letras 1999.
TURNER, Victor W., BRUNER, Edward M. (Edited). The Anthropology of Experience.
Urbana and Chicago: University of Illinois Press, 1986.
TURNER, Victor. O Processo Ritual. RJ: Editora vozes, 1974.
VIVEIROS DE CASTRO, Eduardo. A Inconstância da alma selvagem. São Paulo: Cosac
Naify, 2002.
]
Data:__/__/____
__________________________
Coordenador do Curso
Data:__/__/____
___________________________
Chefe do Departamento
Download
Random flashcards
Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

teste

2 Cartões juh16

paulo

2 Cartões oauth2_google_ddd7feab-6dd5-47da-9583-cdda567b48b3

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Criar flashcards