José do Egito

Propaganda
Igreja Evangélica Ministério Voluntários de Cristo
Rua Luís Carlos Conceição, 124 - Prq. Anchieta - RJ CEP 21635-310
Tel. 3592-6461 Email: [email protected] PASTORA: Maria da Penha
1ª MARATONA BIBLICA
Classe:
Nome: ______________________________
DATA ____/____/____
AVALIAÇÃO
José do Egito
INTRODUÇÃO
TEXTO ÁUREO
E Jacó amava a José mais do que a todos os seus
filhos, porque era filho da sua velhice; e fez-lhe uma
túnica de várias cores Genesis 37 v.3
VERDADE PRÁTICA
“Os sonhos de Deus sempre se cumprem
no tempo e na hora certa”
LEITURA BIBLICA EM CLASSE
 Matemo-lo, e lancemo-lo numa destas covas e
diremos: Uma besta fera o comeu, e veremos o que
será dos seus sonhos Gn. 37 v.19
 E os Ismaelitas o venderam no Egito para Potifar,
eunuco de Faraó e capitão da guarda. Gn. 37 v.36
 Lembra-te de mim e peço-te que uses comigo de
compaixão e que faças menção de mim a Faraó e
faze-me sair desta cova Gn. 40 v.14
 e Morreu Jose da Idade de cento e dez anos e o
embalsamaram e o puseram num caixão no Egito
Gn. 40 v.14
Na história narrada a partir do capítulo 37 em diante do
livro de Genesis lemos toda a vida de José do Egito e sua
família. E a primeira dúvida que surge é esta: Como pode
um jovem de apenas 17 anos ter seus sonhos
interrompidos e sofrer tanto por causa da inveja e da
traição dos seus irmãos? Hoje aprenderemos sobre José,
um exemplo de fé e esperança para todos nós, um jovem
que pagou um alto preço por ser temente e fiel a Deus.
TÓPICO I - JOSÉ O SONHADOR
Jose era um jovem de dezessete anos, sendo o décimo
primeiro filho de Jacó e Raquel, ele era obediente e
trabalhador. Seu pai Jacó o amava mais que todos os
seus irmãos e como prova do seu grande amor, deu a
José uma linda túnica de várias cores. José sonhava
muito e contava todos os seus sonhos para toda a sua
família, mas os seus sonhos não eram apenas sonhos,
eram profundas revelações de Deus acerca da sua vida.
Os sonhos de José incomodavam os seus irmãos, tanto
que foi apelidado de Sonhador-mor, imagine que certa
vez chegou a sonhar que o sol, a lua e onze estrelas se
inclinavam diante dele. Por causa da preferência que
Jacó tinha por José, pelos seus sonhos e sua alegria, seus
irmãos começaram a sentir uma inveja descontrolada nos
seus corações e conspiravam entre si para matá-lo.
Tudo o que José fazia e recebia tornava-se ameaçador
para a sua vida, ele se aproximada a uma longa
caminhada de dor, solidão e sofrimento
TÓPICO II – JOSÉ O SOFREDOR
TÓPICO III – JOSE O SENHOR
Certo dia seus irmãos foram apascentar ovelhas. Jacó
pediu que José fosse visitá-los e certificasse se tudo
estava bem. Quando seus irmãos o avistaram de longe
decidiram matá-lo e enterrá-lo numa cova e mentir
dizendo que um animal feroz o havia devorado. Porém,
Ruben o irmão mais velho de Jose determinou que
fizessem outra coisa de menos matá-lo.
José foi rejeitado pelos seus irmãos, incompreendido
pelo seu pai, lançado numa cova, vendido duas vezes,
caluniado e preso injustamente. Ele teve inúmeros
motivos para se revoltar contra Deus, porém mesmo
assim guardava em seu coração a fé e esperança do que
estava por vim, pois o senhor estava com Ele
Enquanto José aguardava seu destino preso numa cova,
seus irmãos avistaram um grupo de vendedores
ambulantes que partiam para o Egito, os Ismaelitas.
Então decidiram vende-lo como escravo por apenas 20
moedas de prata. Logo em seguida rasgaram a túnica de
José em vários pedaços e mataram um cabrito e a
mancharam com o sangue do animal para que Jacó
acreditasse que seu filho havia sido devorado por um
animal e foi o que aconteceu, Jacó acreditou e chorou
por muitos dias.
José era um jovem forte e formoso, tanto que ao chegar
no Egito, os Ismaelitas o venderam como escravo para
Potifar, que era eunuco e capitão da guarda de Faraó.
Mesmo como escravo, a benção de Deus estava sobre
José, e em tudo que colocava às mãos, prosperava. José
foi um excelente escravo na casa de Potifar, logo ganhou
a sua confiança, e chegou a ser nomeado chefe dos
outros escravos e administrador de toda casa de Potifar.
Quando tudo parecia esta bem, a Mulher de Potifar
começou a seduzir a José, a ponto de tentar agarrá-lo e
pedir que se deitasse com ela, mas Ele resistiu, deixou
suas vestes em suas mãos e respondeu: “Por acaso eu
pecaria contra Deus?” Indignada com a atitude e a
resistência do jovem, a mulher de Potifar pegou as vestes
de José e o caluniou para o seu esposo dizendo que José
tentou agarrá-la.
Potifar não teve outra saída a não ser mandar prende-lo
imediatamente. De líder e administrador, José vira um
prisioneiro caluniado e difamado perante todos. Porém o
Senhor continuava com José e mesmo dentro da cadeia
Ele se sobressai pela sua inteligência e esabedoria. O
Carcereiro Entregou todos os presos e administração do
cárcere em suas mãos, e tudo que colocava às mãos,
prosperava. Veja a seguir o agir de Deus na vida de José
que já não era mais um jovem, mas um homem maduro e
temente a Deus.
Na prisão havia dois presos que eram servos de Faraó,
um copeiro e um padeiro. Certo dia ambos os
prisioneiros sonharam e José interpretou os dois Sonhos,
dizendo que o Padeiro morreria enforcado e o copeiro
receberia de volta o seu cargo ao lado de Faraó. Jose
pediu ao copeiro que quando estivesse ao lado de Faraó
lembrasse dele perante Faraó para que saísse da prisão.
Passaram-se os dias e tudo aconteceu conforme a
interpretação de José, mas o copeiro não se lembrou de
José e ele permaneceu na prisão por mais dois anos.
Certa noite Faraó teve um sonho perturbador, cujo
mistério ninguém conseguia explicar. Ele chamou os
sábios e os magos do Egito, mas nenhum destes
conseguiu interpretar seu sonho. O copeiro se lembrou
de José e o anunciou a Faraó. Então faraó pediu que o
trouxesse da prisão, e José interpretou todo seu sonho
dizendo: “As sete vacas gordas com as quais sonhastes
representam sete anos de fartura no Egito, e as sete
vacas magras representam muita seca e muita fome,
oriento que trabalhem e juntem bastante comida para
esta calamidade” Faraó ficou tão contente e admirado
com as suas palavras que o nomeou a governador do
Egito, tirou o seu anel do dedo, colocou em José, e pediu
um lindo colar e vestes de linho para o ex-prisioneiro.
José tinha 30 anos quando se tornou governador do
Egito, ou seja, 13 anos se passaram desde quando foi
traído pelos seus irmãos.
José administrou o seu governo sabiamente e quando
chegaram os sete anos de fome sobre a face da terra, as
cidades vizinhas vinham comprar comida no Egito. Seus
irmãos apareceram para comprar comida e José se dá
por desconhecido e depois de alguns dia Ele se revela
como governador do Egito convida toda a sua família
para morar no Egito e não atribui em momento algum
culpa a Deus ou aos seus irmãos, apenas declarou:
Genesis 45 v.8 Depois de todas estas coisas, José casouse com Asenate, teve dois filhos, Manasses e Efraim e
faleceu com 110 anos de Idade
Download
Random flashcards
Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

teste

2 Cartões juh16

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Matemática

2 Cartões Elma gomes

Criar flashcards