filosofia para quem analisa a corporeidade i

Propaganda
FILOSOFIA PARA QUEM ANALISA A CORPOREIDADE II
A antropologia de Platão
De acordo com o pensamento de Platão, a alma humana deve, portanto,
libertar-se do corpo, que é tido como o cárcere da alma. Esta libertação, durante a
vida terrena, começa e progride mediante a filosofia, que é a separação espiritual da
alma do corpo, e se realiza com a morte, separando-se, então, na realidade, a alma
do corpo. O corpo para Platão é visto como algo negativo, inferior à própria alma.
Ele é dotado de atividade sensitiva e vegetativa. Segundo Platão, a união da alma
espiritual com o corpo é extrínseca, até violenta. A alma não encontra no corpo o
seu complemento, o seu instrumento adequado. Mas a alma está no corpo como um
cárcere; o intelecto é impedido pelo sentido da visão das ideias, que devem ser
trabalhosamente relembradas. E diga-se o mesmo da vontade a respeito das
tendências. E apenas mediante uma disciplina ascética do corpo, que o mortifica
inteiramente, e mediante a morte libertadora, que desvencilha para sempre a alma
do corpo, o homem realiza a sua verdadeira natureza: a contemplação intuitiva do
mundo ideal.
Download
Random flashcards
paulo

2 Cartões paulonetgbi

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

teste

2 Cartões juh16

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Criar flashcards