Língua Portuguesa – Professor Vinícius Carvalho

Propaganda
Língua Portuguesa – Professor Vinícius Carvalho
EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO – MORFOSSINTAXE DOS NOMES
1. (EPCAer) O termo destacado é um nome desempenhando função de adjetivo em:
a) Às vezes iam com ele alguns companheiros; às vezes, ele ia só.
b) Dentro em pouco uma fumacinha apontava longe.
c) Ele apanhou a estrada bastante mais movimentada.
d) Então ganhava rápido a superfície, sabendo que um segundo a mais e morreria.
e) Olhava para aquela ave que mal tocava a superfície do lago.
2. (PUC-SP) “Os seus projetos são os ... elaborados, por isso garantem verbas ... para sua
execução e evitam ....-entendidos.”
a) melhor – suficientes – mal
b) mais bem – suficientes – mal
c) mais bem – suficiente – mal
d) melhor – suficientes – mau
e) melhor – suficiente – mau
3. (FCC-SP) Assinale a alternativa em que o termo destacado tem valor de advérbio.
a) Achei-o meio triste, com o ar abatido.
b) Não há meio mais fácil de estudar.
c) Só preciso de meio metro dessa renda.
d) Encarou-nos, esboçando um meio sorriso.
e) Ela caiu bem no meio do jardim.
4. (UEPG-PR) Marque a alternativa do advérbio de intensidade.
a) Se eu tiver que ajudar-te, alegrar-me-ei.
b) Que importa a opinião deles?
c) O professor resolveu o que pediram.
d) Que feliz serei eu, se vieres.
e) Esperamos que os dias melhorem.
5. (Fameca-SP) O adjetivo está empregado na função de advérbio em:
a) Acesa a luz, viu claro os gestos furtivos do animal.
b) A lamparina tornou claros os degraus da escada.
c) Reservou para o céu um azul bem claro.
d) Subitamente, um claro ofuscou-lhe a vista.
e) Não gostava das cores muito claras.
6. (TCE-TO) Aponte a alternativa em que não ocorre advérbio de intensidade.
a) Pedrinho fala bem mal.
b) As meias custaram caro.
c) As meias estão caras.
d) João é meio maluco.
e) Ele era um homem bem trajado.
7. (CESGRANRIO) As palavras em destaque em "... que, apesar do olhar profissional crítico,
analítico," (L. 35-36) são classificadas, respectivamente, como:
a) substantivo e adjetivo.
1
Email: [email protected]
Língua Portuguesa – Professor Vinícius Carvalho
b) substantivo e substantivo.
c) adjetivo e substantivo.
d) verbo e adjetivo.
e) verbo e substantivo.
A memória ajuda a definir quem somos. Na verdade, nada é mais essencial para a identidade de
uma pessoa do que o conjunto de experiências armazenadas em sua mente. E a facilidade com
que ela acessa esse arquivo é vital para que possa interpretar o que está à sua volta e tomar
decisões. Cada vez que a memória decai, e conforme a idade isso ocorre em maior ou menor grau,
perde-se um pouco da interação com o mundo. Mas a ciência vem avançando no conhecimento
dos mecanismos da memória e de como fazer para preservá-la.
Pesquisas recentes permitem vislumbrar o dia em que será uma realidade a manipulação da mente
humana. Isso já está sendo feito em animais. Cientistas brasileiros e americanos demonstraram ser
possível apagar, em laboratório, certas lembranças adquiridas por cobaias. Tudo indica que as
mesmas técnicas podem ser usadas também para conseguir o efeito inverso: ampliar a capacidade
de reter fatos e experiências na mente. Há pouco tempo pesquisadores da Universidade da
Califórnia detalharam como as proteínas estão relacionadas ao surgimento de novas lembranças
nos neurônios e à modificação das já existentes.
Como ocorreu com o DNA no século passado, os códigos fisiológicos que regulam a memória
estão sendo decifrados. A neurociência é um campo tão promissor que, nos Estados Unidos, nada
menos que um quinto do financiamento em pesquisas médicas do governo federal vai para as
tentativas de compreender os mecanismos do cérebro. Os estudos sobre a memória têm um lugar
destacado nesse esforço científico.
Afinal de contas, mantê-la em perfeito funcionamento tornou-se uma preocupação central nas
sociedades modernas, em que dois fenômenos a desafiam: o primeiro é a exposição a uma carga
excessiva de informações, que o cérebro precisa processar, selecionar e, se relevantes, reter para
uso futuro; o segundo é o aumento da expectativa de vida, que se traduz numa população mais
vulnerável a distúrbios associados à perda de memória.
Um dos caminhos investigados pelos cientistas para deter as degenerações que resultam em
perda mnemônica é induzir a produção de novos neurônios - a neurogênese. Até pouco tempo
atrás, acreditava-se que as células do cérebro não se regeneravam. Esse mito foi derrubado e hoje
se sabe que em algumas estruturas cerebrais o nascimento de células nervosas é um fenômeno
comum. O experimento indica que, se os cientistas conseguirem estimular de maneira controlada a
neurogênese, poderão aplicar essa técnica tanto para compensar a morte de células causada por
uma doença degenerativa como, em tese, para melhorar a capacidade de memorização de uma
pessoa saudável. Esse será, certamente, um dia inesquecível.
(Diogo Schelp. Veja. 13 de janeiro de 2010, pp. 79-87, com adaptações)
8. (FCC) Esse será, certamente, um dia inesquecível. (final do texto) Pressupõe-se corretamente
da afirmativa acima
a) uma contradição intencional com o assunto que foi desenvolvido em todo o texto
b) o uso intencional do adjetivo, por sua correlação de sentido com o assunto abordado no texto
c) uma crítica velada a procedimentos científicos, de certa forma invasivos, de manipulação da
memória de pessoas.
d) a conclusão pessimista das dificuldades apontadas em relação às pesquisas sobre a memória
humana.
e) a aceitação total de que é cada vez mais difícil descobrir as razões que levam à perda de
memória.
2
Email: [email protected]
Língua Portuguesa – Professor Vinícius Carvalho
9. (TJ –RS) O sufixo presente na palavra marginais também ocorre em adjetivos derivados dos
substantivos abaixo, à exceção de
a) lei.
b) ocasiões.
c) territórios.
d) rigor.
e) empresário.
10. (TJ –RS) Analise as afirmações sobre a formação das palavras.
I. O elemento comum entre demofobia e xenófobos significa povo.
II. O primeiro elemento de composição de teleprompter (8º parágrafo) significa telefone.
III. Os sufixos das palavras numeroso e terrorista formam adjetivos derivados de verbos.
Qual(is) está(ão) correta(s)?
a) Apenas a I.
b) Apenas a II.
c) Apenas a III.
d) Apenas II e III.
e) Nenhuma delas.
11. (BRB-DF) O plural dos substantivos couve-flor, pão de ló e amor-perfeito é:
a) couve-flores, pães de ló, amores-perfeitos;
b) couves-flores, pães de ló, amores-perfeitos;
c) couves-flor, pães de lós, amores-perfeitos;
d) couves-flores, pães de lós, amor-perfeitos;
e) couves-flores, pães de lós, amor-perfeitos;
12. (MACK-SP) Indique a alternativa em que os compostos estão corretos:
a) abaixos-assinados; salários-famílias; fogões a gás;
b) abaixo-assinados; salários-família; fogões a gás;
c) abaixo-assinados; salários-família; fogões a gases;
d) abaixos-assinado; salários-família; fogões a gás.
13. (CESPE) Todos os plurais de nomes compostos abaixo estão corretos exceto:
a) alunos de escolas-modelo;
b) comprar vários quebra-nozes;
c) procurar os chefes de seções;
d) contratar guardas-noturnos;
e) receber os redatores-chefes.
14. (TRE-SP) Estão corretamente grafados no plural os substantivos compostos da opção
a) mangas-rosa, ferros-velhos, mapas-múndis;
b) vira-latas, baixos-relevos, vice-reis;
c) paus-brasil, obras-prima, surdos-mudos;
d) louva a deus, arco-íris, bens-me-quer;
e) altos-relevos, amor-perfeitos, bananas-prata.
15. (IDR-DF) Leia este trecho extraído de Memórias póstumas de Brás Cubas. “...a primeira é que
eu não sou propriamente um autor defunto, mas um defunto autor, para quem a campa foi outro
berço...” (Machado de Assis)
3
Email: [email protected]
Língua Portuguesa – Professor Vinícius Carvalho
Indique a classificação morfológica de autor e de defunto:
I – No primeiro caso, autor é substantivo e defunto é adjetivo.
II – No segundo caso, defunto é substantivo e autor é adjetivo.
III – Em ambos os casos, temos substantivos compostos.
Agora, assinale a alternativa correta, marcando:
a) se I e II estiverem corretas;
b) se II e III estiverem corretas;
c) se I e III estiverem corretas;
d) se todas estiverem corretas;
e) se todas estiverem corretas.
16. (FEC-RJ) A opção em que a inversão da ordem dos termos altera o sentido do enunciado é:
a) Era uma poesia simples. / Era uma simples poesia.
b) Possuía um sentimento vago. / Possuía um vago sentimento.
c) Olhava uma parasita mimosa. / Olhava uma mimosa parasita.
d) Havia um contraste eterno. / havia um eterno contraste.
e) Vivia um drama terrível. / Vivia um terrível drama.
17. (ITA-SP) Determinar o caso em que o artigo tem valor qualificativo:
a) Estes são os candidatos de que lhe falei.
b) Procure-o, ele é o médico! Ninguém o supera.
c) Certeza e exatidão, estas qualidades não as tenho.
d) Os problemas que o afligem não me deixam descuidado.
e) Muita é a procura; pouca a oferta.
18. (UFV-MG) Em todas as alternativas há dois advérbios, exceto em:
a) Ele permaneceu muito calado.
b) Amanhã não iremos à semana.
c) O menino, ontem, cantou desafinadamente.
d) Tranqüilamente, realizou-se, hoje, o jogo.
e) Ela falou calma e sabiamente.
19. (CESGRANRIO) Há um “quer que seja de satânico na pupila da onça” funciona como:
a) substantivo
b) adjetivo
c) advérbio
d) pronome
e) verbo
20) (NCE) No termo o bem ocorre uma
a) adverbialização
b) adjetivação
c) pronominalização
d) substantivação
e) quantificação
Gabarito:
1. A
2. B
4
Email: [email protected]
Língua Portuguesa – Professor Vinícius Carvalho
3. A
4. D
5. A
6. C
7. A
8. B
9. D
10. E
11. B
12. B
13. C
14. B
15. A
16. A
17. B
18. A
19. A
20. D
5
Email: [email protected]
Download
Random flashcards
paulo

2 Cartões paulonetgbi

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

paulo

2 Cartões oauth2_google_ddd7feab-6dd5-47da-9583-cdda567b48b3

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Matemática

2 Cartões Elma gomes

Criar flashcards