RESIDENCIA MEDICA SUS BAHIA 2004 QUESTÕES de 1 a 50

Propaganda
RESIDENCIA MEDICA SUS BAHIA 2004
Questão 5.
QUESTÕES de 1 a 50
Paciente soropositivo para HIV desenvolve lentos e
insidiosos sintomas focais de comprometimento do
sistema
nervoso
central
(hemiparesia),
com
preservado nível de consciência, com CT de crânio
demonstrando múltiplas lesões, sem realce expansivo,
sem acometer gânglios da base córtex. O diagnostico
mais provável é:
Instrução: Para responder a essas questões,
identifique APENAS UMA ÚNICA alternativa correta e
marque o numero correspondente na Folha de
Respostas.
Questão 1.
Na malaria por plasmodium falciparum (MDRmultidroga
resistente)
severa,
com
elevada
parasitemia, o melhor esquema teurapeutico é indicar:
01) – Cloroquina.
01) – Toxoplasmose.
02) – Linfoma primário.
03) – Leucoencefalopatia multifocal progressiva.
02) – Ciprofloxacina.
04) – Complexo de demência relacionado com a
AIDS.
03) – Artemether.
05) – Encefatite herpética.
04) – Doxiciclina.
Questão 6.
05) – Quinino.
A síncope tem causa mais comem:
Questão 2.
01) As cardiopatias.
A causa comum de incontinência urinaria em pacientes
senis é:
02) Os problemas neurológicos (AIT, convulsões).
01) – Hipotrofia prostática benigna.
02) – Instabilidade do detrusor.
03) – Litíase urinaria.
04) – Diabetes.
05) – Menopausa.
03) Vasovagal.
04) As medicações.
05) Hipoglicemia.
Questão 7.
São achados comuns de demência de Alzheimer,
exceto:
Questão 3.
01) – Apolipoproteína E-4.
Paciente jovem é atendido com sincope recorrente e
taquicardia
ventricular
sustentada.
Ao
eletrocardiograma basal, encontra-se bloqueio de
ramo direito com elevação de segmento ST em V1 e
V2. O diagnostico mais provável é:
02) – Exame neurológico normal até estágios
avançados.
01) – Doença de chagas.
02) – Infarto agudo do miocárdio.
03) – Síndrome de Brugada.
04) – Wolf-Parkinson-White.
05) – Miocardite viral.
03) – Aparecimento em maiores de 65 anos.
04) – Perda da memória amnéstica precoce.
05) – Anormalidade de marcha.
Questão 8.
São causa de isquemia cerebral por alterações na
coagulação ou viscosidade sanguínea, exceto:
01) Mieloma múltiplo.
Questão 4.
02) Hiper-homocisteinemia.
No manuseio ideal do diabetes mellitus, deve-se
objetivar os parâmetros a seguir, exceto:
03) Macroglobutinemia.
01) – Glicemia em jejum entre 80-120mg%.
02) – Colesterol LDL < 130mg%.
04) Anticorpos antifosfolipides.
05) Deficiência
coagulação.
das
proteínas
G
ou
S
da
03) – Colesterol LDL < 35mg%.
Questão 9.
04) – Pressão arterial próximo a 120X80mmHg.
São fatores considerados no diagnóstico diferencial
laboratorial complementar, que determinam ser a
punção
liquórica
sugestiva
de
hemorragia
05) – HbA1c < 7%.
subaracnóide aguda (HSA) e não punção traumática
liquórica, exceto:
01) – A presença de xantocromia na punção de
HSA.
02) – A persistência de contagem de hemácias em
tubos seriado na HSA.
03) – A formação de coagulo rápido na punção
traumática.
04) – A pressão liquórica elevada na HSA.
05) – O baixo nível de proteínas no líquor na HSA.
01) – Gastroenterite aguda.
02) – Miastenia gravis.
03) – Guillian-Barré.
04) – Botulismo.
05) – Distúrbio hidroeletrolítico complexo.
Questão 14.
São medidas utilizadas para o tratamento da
hipertensão intracraniana no traumatismo craniano,
exceto:
01) – Elevação da cabeceira da cama entre 30º e
45º.
Questão 10.
Das doenças causadas por PRIONS, exclui-se:
01) A doença de Creutzfeldt-Jakob.
02) – Infusão de manitol.
03) – Indicação de corticóides.
02) Kuru.
04) – Hiperventilação.
03) A síndrome de Gerstmann-Strusster-Scheinker
(GSS).
05) – Indução de hipertensão arterial.
04) A insonia familiar fatal (IFF).
Questão 15.
05) A leucoencetalopatia multifocal progressiva.
No tratamento de emergência da compressão medular
aguda por neoplasia, a melhor conduta é indicar:
Questão 11.
01) – Radioterapia.
São condições associadas ao câncer de estômago,
exceto:
02) – Corticosteróides.
01) A infecção pelo H.Pylori
03) – Laminectomia.
02) O tabagismo.
04) –Quimioterapia.
03) A
doença
hipertrótica).
de
Ménétrier
(gastropatia
04) A anemia perniciosa.
05) A úlcera gástrica péptica.
05) – Antiinflamatórios.
Questão 16.
A cistite hemorrágica é
encontrada após o uso de:
Questão 12.
01) – Vincristina.
A combinação dos sinais descritos por Dalrymple,
Plummer, Rosenbach e Graefe são diagnósticos de:
02) – Ciclofosfamida.
01) – Doenças de Graves.
02) – Síndrome de Cohn.
03) – Doença de Chron.
04) – Retocolite ulcerativa.
05) – Feocromocitoma.
mais
freqüentemente
03) – Pamidronato.
04) – Levamizole.
05) – Mitomicina.
Questão 17.
A droga pode
trombótica é.
ter
Questão 13.
01) – Penicilina.
Paciente sem historia de doença prévia deu entrada no
pronto
atendimento
com
sonolência,
tonturas,
sensação de pálpebras pesadas, dores abdominais,
náuseas e vômitos, progredindo para paralisia dos
pares cranianos, insuficiência respiratória por paralisia
muscular e fraqueza muscular extrema. O diagnóstico
mais provável é:
02) – Clopidogrel.
03) – Cefalosporina.
04) – Cloranfenicol.
05) – Amicacina.
como
paraefeito
a
púrpura
Questão 18.
03) – Hiperemese da gravidez.
O tumor mais freqüente do intestino delgado é o:
04) – Colestase.
01) – Gastrinoma.
05) – Sindrome Hellp.
02) – Carcinóide.
Questão 23.
03) – Vipoma.
Paciente em avaliação diagnóstica para sintomatologia
respiratória realiza uma espirometria, que revela o
seguinte: fluxo expiratório Maximo, FEM>80%;
volume expirado forçado no primeiro segundo
VEF1>80%; fluxo Maximo na metade da fase
expiratória, FMME>80%. A conclusão do exame é:
04) – Linfoma.
05) – Leiomiossarcoma.
Questão 19.
São causas de ascite com gradiente de albumina maior
do que 1,1g/dl exceto:
01) – Distúrbio obstrutivo.
02) – Distúrbio misto.
01) – Cirrose.
03) – Distúrbio restritivo.
02) – Insuficiência cardíaca.
04) – Normal.
03) – Sindrome de Budd-Chiari.
05) – Enfisema pulmonar.
04) – Peritonite tuberculose.
Questão 24.
05) – Oclusão da veia porta.
No tratamento do DPOC grave, pode-se considerar
como atitudes eficazes, exceto:
Questão 20.
Produzem
xceto:
aumento
da
bilirrubina
não-conjugada
01) – Uso de corticostorpóides.
02) – Uso de broncodilatadores bela-agonistas.
01) – A hemólise.
03) – Indicação de cirurgia para redução pulmonar.
02) – A transfusão sangüínea.
04) – Realização de transplante pulmonar.
03) – A rifampicina.
05) – Uso de oxigenioterapia domiciliar.
04) – O álcool.
Questão 25.
05) – A reabsorção de hematomas.
Dentre as apresentações clinicas da fibrose cística,
exclui-se:
Questão 21.
Na suspeita de doença de Wilson, os exames que
sugerem e confirmam o diagnóstico são:
01) – Íleo meconial.
02) – Retardo do desenvolvimento.
01) – Anti-LKM-1 e dosagem de ferro.
03) – Infecções respiratórias recorrentes.
02) – Ceruloplasmina e concentração de cobre na
urina e no fígado.
04) – Infertilidade.
03) – Ferro sérico e índice de saturação da
transferrina.
04) – Chumbo e ácido delta-amino-levulínico.
05) – Biópsia hepática e dosagem de chumbo.
Questão 22.
Gestante, no primeiro trimestre, é internada com
hipotensão, náuseas e vômitos. Na avaliação
laboratorial, encontra-se elevação discreta de enzimas
hepáticas e bilirrubinas. O diagnóstico mais provável,
nesse caso, é:
05) – Diabetes mellito.
Questão 26.
Paciente, no pós-operatório de cirurgia geral, com
disfunção renal e em uso de antibióticos, cursa com
sangramento espontâneo por coagulopatia, manifesta
por alteração qualitativa da agregação plaquetária com
numero normal de plaquetas. A melhor opção
terapêutica é indicar:
01) – Plasma fresco e concentrado de hemácias.
02) – Crioprecipitado, heparina e plasma.
01) – Esteatose hepática aguda.
03) – Fator VIII, plasma fresco e concentrado de
plaquetas.
02) – Hepatite viral.
04) – Crioprecipitado, fator VIII e DDAVP.
05) – Fator VIII, concentrado de plaquetas e
hemácias.
05) –
Ocorre
metabólica.
hipopotassemia
com
alcalose
Questão 27.
Questão 31.
Paciente é atendido com elevação de globulinas em
exame de rotina e, suspeitado de gamopatia
monocional por proteína M<3g/dl, realiza mielograma.
Que evidencia plasmócitos
de 3%, cálcio sérico
normal e radiografias sem imagem lítica. O diagnóstico
mais provável é:
São considerados asbestos que causam a asbestose,
exceto a:
01) – Crocidolida.
02) – Anotofilida.
01) – Mieloma múltiplo.
03) – Amosita.
02) – Gamopatia de Waldenstron.
04) – Crisotila.
03) – Amiloidose.
05) – Antracita.
04) – Gamopatia monocional indeterminada.
Questão 32.
05) – Linfoma.
Paciente idoso, 80 anos, com trombose venosa
profunda, evoluiu com embolia pulmonar maciça, com
estabilidade hemodinâmica e PaO2=55mmHg sem
oxigênio. A melhor opção terapêutica é:
Questão 28.
A bacteriúria assintomática deve ser tratada em todas
as situações, exceto em:
01) – Enoxaparina e embolectomia.
01) – Mulheres grávidas.
02) – Trombolise com Strepoquinase ou rTpa.
02) – Portadores de rins policísticos.
03) – Heparinização plena e filtro de veia cava
inferior.
03) – Pacientes com diabetes mellitus.
04) – Sondagem vesical de demora.
05) – Prévio de transplante renal.
Questão 29.
Paciente desenvolve proteinúria e insuficiência renal
progressiva com alterações ósseas e atrofia das unhas
dos dedos das mãos, hipolasia de joelho e
deformidades do cotovelo. O diagnóstico mais provável
é:
01) – Síndrome de Alport.
02) – Síndrome Unha-Patela.
03) – Henoch-Schonlein.
04) – Lúpus eritrematoso sistêmico.
05) – Síndrome de Goodpasture.
Questão 30.
Na suspeita clinica de doença isquêmica renal
decorrente de estenose de artérias renais, é incorreto
afirmar:
01) – Ocorre hipertensão arterial em menores de
30 anos ou maiores de 60 anos.
02) – Há inexplicada progressão de falência renal
em hipertenso idoso.
04) – Enoxaparina e warfarin.
05) – Dobutamina e trombólise.
Questão 33.
A freqüência do adenocarcinoma e a do carcinoma de
células escamosas nas neoplasias primárias do pulmão
são, respectivamente:
01) – 50% e 50%.
02) – 35% e 30%.
03) – 30% e 65%.
04) – 20% e 50%.
05) – 60% e 25%.
Questão 34.
O sinal ou sintoma mais comum, que conduz ao
diagnóstico
na
síndrome
da
apnéia-hipopnéia
obstrutiva do sono é:
01) – Cansaço diurno.
02) – A obesidade.
03) – O ronco.
04) – A asfixia.
05) – O sibilo noturno.
03) – Ocorre normalização de creatinina com uso
de bloqueadores de enzima conversora (IECA).
Questões 35 e 36.
04) – Apresenta diferente tamanho renal à ultrasonografia renal ou cintilografia.
Paciente, 60 anos de idade, procedente do prontoatendimento,
com
historia
de
tabagismo,
broncoespasmo e dor torácica, é admitido na UTI, com
insuficiência respiratória aguda, radiografias revelando
infiltrado pulmonar bilateral e área cardíaca normal,
P.A.=100X70mmHg.
A
hemogasimetria
indica
PH=7,30, PaO2=50mmHg, PaCO2=30mmHg, HCO3=
10.ECG:F.C.= 145bpm, SAQRS= 60, QRS= 0,14,
morfologia de bloqueio de ramo esquerdo. As medidas
do catéter de Swan são pressão venosa central=
15mmHg, pressão capilar pulmonar= 25mmHg,
RVP=150, RVS= 2770.
São causas comuns de excesso de mineralorticóides,
independente do sistema renina-angiotensina, exceto:
01) Adenoma secretor de aldosterona.
02) Deficiência de 11-hidroxilase.
03) Deficiência de 17-hidroxilase.
Questão 35.
04) Deficiência
desidrogenase.
O diagnóstico mais provável é:
05) Síndrome de Baryyer.
01) – Edema agudo de pulmão por infarto agudo
do miocárdio.
02) – Infecção respiratória grave secundaria à
broncoaspiração.
03) – SARA e embolia pulmonar maciça.
Questão 40.
Para o diagnóstico de doença de Paget, usam-se as
seguintes dosagens, exceto:
01) – Cálcio.
por
03) – Hidroxiprolina.
infecção
04) – Pirídinolina.
05) – Calcitonina.
Questão 36.
Questão 41.
O melhor tratamento para esse paciente é indicar:
01) – Diuréticos, nitratos,
suporte ventilatório.
morfina,
AAS,O2
e
São microorganismos associados ao aparecimento da
síndrome de Reiter, exceto:
02) – Intubação pulmonar e antibiótico.
01) – Shigella.
03) – Intubação com PEEP e trombólise.
02) – Salmonella.
04) – Antibioticoterapia e vasopressores.
03) – Yersinia.
05) – Broncodilatadores e intubação.
04) – Campylobacter.
05) – Staphilococus.
Questão 37.
O melhor tratamento da displasia, moderada a grave,
persistente do epitélio colunar de Barret é:
01) – Utilizar bloqueadores da bomba de prótons.
02) – Repetir biópsia de 1 a 3 anos.
03) – Células LE e fator antinúcleo.
do
refluxo
Questão 38.
O mais freqüente dos adenomas da hipófise é o:
01) – Somatrotrópico.
02) – Lactotrópico.
Dos exames sorológicos, os que oferecem maior
sensibilidade e especificidade para diagnóstico de
lúpus eritrematoso sistêmico são:
02) – Fator antinúcleo e anti-Sm.
04) – Manter observação clinica.
cirúrgica
Questão 42.
01) – Fator antinúcleo e anti-histona.
03) – Realizar esofagectomia.
05) – Fazer correção
gastroesofágico.
11B-hidroxiesteróide
02) – Fosfatase alcalina.
04) – Choque séptico por infecção respiratória.
05) –
DPOC
descompensada
respiratória.
de
04) – Anti-RNP e anti-histona.
05) – Anti-La(SS-A) e fator antinúcleo.
Questão 43.
São características utilizadas no diagnóstico
bacteriológico diferencial entre a micobacteriose
tuberculosa e a lepromatosa, exceto que:
03) – Corticotrópico.
01) – Ambos são BAAR.
04) – Gonadotrópico.
02) – M.leprae é predominante intracelular.
05) – Tireotrópico.
03) – M.leprae tem disposição em paliçada.
Questão 39.
04) – Ambos exigem longo tempo para duplicação.
05) - M.leprae tem seletividade para partes mais
quentes.
Questão 44.
São fatores que interferem no prognóstico da esclerose
múltipla, exceto:
01) – A gravidez.
02) – As infecções.
A dosagem de D-dímeros para diagnóstico de eventos
trombólicos associados à trombose venosa profunda
(TVP) e à embolia pulmonar (TEP), tem alto valor
preditivo negativo, o que significa que:
01) – É diagnóstico de embolia pulmonar, quando
positivo.
02) – Afasta o diagnóstico de embolia pulmonar,
quando negativo.
03) – A progressão desde a primeira crise.
03) – AQ dosagem de D-dimero não serve para
diagnóstico de TVP.
04) – O predomínio de sinais motores e
cerebelares.
04) – Existe muito falso negativo.
05) – A ressonância craniana diagnóstica inicial.
Questão 45.
São possíveis condições para colecistectomia
profilática, exceto:
01) – Vesícula em porcelana.
02) – Portadores de lesão medular com litíase
biliar.
05) – A acurácia do exame é baixa.
Questão 49.
São condutas terapêuticas com evidencia cientifica de
melhores resultados no manuseio de indivíduos que
apresentam parada cardiorespiratória-cerebral, exceto
o uso de:
01) – Amiodarona.
02) – Desfibrilador externo automático.
03) – Diabéticos com litíase biliar.
03) – Adrenalina.
04) – Litíase múltiplos cálculos.
04) – Lidocaína.
05) – Pancreatite aguda recidivante sem causa
definitiva.
05) – Desfibrilação.
Questão 46.
São causas de pancitopenia com medula óssea celular,
exceto:
01) – Hiperesplenismo.
02) – Lúpus eritrematoso sistêmico.
03) – Anemia de Fanconi.
04) – Mielodisplasia.
05) – Septicemia.
Questão 47.
Os critérios diagnósticos para hipertensão maligna
são:
01) – Níveis pressóricos elevados com edema
pulmonar.
02) – Níveis pressóricos elevados com edema de
papila.
03) – Hipertensão exagerada associada a
exsudatos e a hemorragias retinianas grau 3.
04) – Níveis pressóricos elevados com disfunção
renal.
05) – Elevação da pressão associada a dano
vascular.
Questão 48.
Questão 50.
São causas de insuficiência respiratória hipercápnicohipóxica, exceto:
01) – Hipoventilação central.
02) – Síndrome de angustia respiratória do adulto.
03) – Miastenia gravis.
04) – Doença pulmonar obstrutiva crônica.
05) – Cifoescoliose.
Download
Random flashcards
Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

paulo

2 Cartões oauth2_google_ddd7feab-6dd5-47da-9583-cdda567b48b3

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Matemática

2 Cartões Elma gomes

Criar flashcards