peixes cartilaginosos

Propaganda
PEIXES
SUPERCLASSE PEIXES
2) CLASSE CONDRÍCTEIS
PEIXES CARTILAGINOSOS
•
•
•
•
•
•
•
Endoesqueleto cartilaginoso
Espiráculos
Boca ventral
5 a 7 pares de fendas branquiais
Sem bexiga natatória
Presença de cloaca
Glândula retal (eliminação de sal)
PEIXES CARTILAGINOSOS
TEGUMENTO
EPIDERME: FINA CAMADA DE CÉLULAS COM GLÂNDULAS
PRODUTORAS DE MUCO.
 DERME: PRESENÇA DE VASOS SANGUÍNEOS,
ESCAMAS PLACÓIDES (POSSUEM MESMA ESTRUTURA QUE
DENTES HUMANOS)
ESMALTE
DENTINA
POLPA
ESCAMAS PLACÓIDES
DENTÍCULOS DÉRMICOS
HOMÓLOGO AOS DENTES
•Nadadeiras
•Heterocerca
• Válvula espiral – intestino
• Cloaca
PEIXES CARTILAGINOSOS
MAXILAS
SÉRIE DE DENTES
RESPIRAÇÃO BRANQUIAL
NÃO APRESENTAM NENHUMA ESTRUTURA ÓSSEA:
MAXILAS E COLUNA SÃO CARTILAGENS CALCIFICADAS
• Glândula de sal
• Coração 2 câmaras
• SNC
• SNP
• Lobos olfativos
• Ampolas de lorenzini
PEIXES CARTILAGINOSOS
SENSIBILIDADE
AMPOLAS DE LORENZINI (POROS)
CAPAZ DE DETECTAR O CAMPO ELÉTRICO
EMITIDO PELA PRESA (BATIMENTO CARDÍACO).
PEIXES CARTILAGINOSOS
BOCA VENTRAL
5 A 7 PARES DE FENDAS BRANQUIAIS
CLOACA: ORIFÍCIO ÚNICO (FEZES, EXCRETAS E GAMETAS)
REPRODUÇÃO:
PEIXES CARTILAGINOSOS
- DIÓICOS COM FECUNDAÇÃO INTERNA E
DESENVOLVIMENTO DIRETO.
OVO
♂ POSSUI CLÁSPERS:
DOBRA DA NADADEIRA PÉLVICA
INTRODUZIDA NA CLOACA DA ♀
PARA ENTRADA DO ESPERMA.
OVO
3) CLASSE OSTEÍCTEIS
PEIXES ÓSSEOS
• Endoesqueleto
pelo menos
parcialmente
osseificado
• Brânquias cobertas
por um opérculo
ósseo
PEIXES ÓSSEOS
TEGUMENTO
EPIDERME: FINA CAMADA DE CÉLULAS COM GLÂNDULAS
PRODUTORAS DE MUCO.
 DERME: PRESENÇA DE VASOS SANGUÍNEOS,
CROMATÓFOROS (CÉLULAS QUE DÃO COLORAÇÃO),
ESCAMAS DÉRMICAS (ESTRUTURA ÓSSEA)
ESCAMAS DÉRMICAS
PEIXES ÓSSEOS
OPÉRCULO (4 PARES DE BRANQUIAS)
ÂNUS
BOCA TERMINAL
NADADEIRAS PARES: PEITORAIS E PÉLVICAS
NADADEIRAS ÍMPARES: DORSAL, CAUDAL E ANAL
PEIXES ÓSSEOS (EXCLUSIVIDADE)
Peixes ósseos
BN: BEXIGA NATATÓRIA:ESTRUTURA DERIVADA DO ESÔFAGO
QUE ERA UTILIZADA PARA ARMAZENAR AR ATMOSFÉRICO
(ÓRGÃO RESPIRATÓRIO ALTERNATIVO - ÁGUA DOCE).
 ADQUIRIU FUNÇÃO HIDROSTÁTICA (SE ENCHE DE AR PARA
CONTROLAR A FLUTUAÇÃO DO PEIXE).
• Bexiga natatória geralmente presente
• Válvula espiral apenas nas espécies
primitivas
PEIXES ÓSSEOS
OP: OPÉRCULO
(PLACA ÓSSEA QUE RECOBRE OS 4 PARES DE BRÂNQUIAS)
BR: BRÂNQUIAS
NP: NADADEIRA PEITORAL
PEIXES ÓSSEOS
DIPNÓICOS: PEIXES PULMONADOS
EX: PIRARUCU: BEXIGA FUNCIONA COMO UM PULMÃO.
MUÇUM: BOCA E ESÔFAGO MUITO VASCULARIZADOS.
SENSIBILIDADE
LINHA LATERAL: REGIÃO SENSÍVEL À VIBRAÇÕES
NA ÁGUA ALÉM DE TEMPERATURA E PRESSÃO.
- FORMADA POR POROS NAS ESCAMAS QUE AUXILIAM NA
PERCEPÇÃO DO MEIO.
- PRESENTES NO PEIXES ÓSSEOS E CARTILAGINOSOS.
EXCREÇÃO:
PEIXES CARTILAGINOSOS
PEIXES ÓSSEOS
URÉIA
AMÔNIA
CANDIRU: PEIXE BAGRE AMAZÔNICO
É ATRAÍDO PELA AMÔNIA LIBERADA
PELAS BRÂNQUIAS
REPRODUÇÃO:
PEIXES ÓSSEOS
- DIÓICOS COM FECUNDAÇÃO EXTERNA (MAIORIA)
E DESENVOLVIMENTO INDIRETO.
ALEVINOS
Aspectos
Ósseos
Cartilaginosos
Esqueleto
Escamas
ósseo
presentes ou
ciclóides
ausente
com opérculo
na porção
anterior da
cabeça
presente
com ânus
cartilaginoso
placóides
Válvula espiral
Brânquias
Boca
Bexiga Natatória
Sistema
Digestório
presente
sem opérculo
na porção ventral
da cabeça
ausente
com cloaca
Quais são as diferenças entre os peixes cartilaginosos
e ósseos?
• Cartilaginosos (ou condríctes): tem o esqueleto formado em
sua maior parte por cartilagens; o sistema disgestório termina
numa cloaca; não possuem bexiga natatória; a principal
excreta é a uréia; as brânquias são descobertas; não têm
escamas.
Ósseos (osteíctes): tem o esqueleto formado em sua maior
parte por ossos; o sistema digestório termina no ânus;
possuem bexiga natatória; a principal excreta á a amônia;
as brânquias são bem protegidas por opérculos; a maioria tem
o corpo recoberto por escamas.
Ambos: têm linha lateral, têm sistema circulatório fechado,
com duas câmaras (um átrio, um ventrículo), são
ectotérmicos.
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

paulo

2 Cartões paulonetgbi

Criar flashcards