aula lab 20 conversores ca-ca: gradador controlado por ângulo de

Propaganda
Aula LAB 20 – Conversores CA-CA: Gradador Controlado Por Ângulo de Fase
INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA
DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE ELETRÔNICA
CURSO TÉCNICO DE ELETRÔNICA
Eletrônica de Potência
AULA LAB 20
CONVERSORES CA-CA: GRADADOR CONTROLADO POR ÂNGULO
DE FASE
1
INTRODUÇÃO
Esta atividade de laboratório tem por objetivo exercitar o conteúdo estudado nesta aula
(capítulo), especificamente sobre o estudo de conversores ca-ca controlados por ângulo de fase.
Em síntese, objetiva-se:
• Realizar cálculos teóricos com conversores ca-ca;
• Determinar as principais variáveis do circuito considerando requisitos de projeto;
• Montar um conversor ca-ca;
• Observar as principais formas de onda do circuito;
• Comparar os resultados de laboratório com os valores calculados.
2
CONVERSOR CA-CA
O circuito do conversor ca-ca em estudo está mostrado na figura 1.
+
R1
100 kΩ
L1
60/100 W
vi
R2
110/220 V
MT2
10 kΩ
T2
T1
BT 137
G
MT1
DB 3
C1
220 nF x 400 V
-
Figura 1 – Conversor ca-ca (gradador com tiristores).
Note que este circuito possui um DIAC (DB3), que possui uma tensão de disparo de 32 V.
3
MONTAGEM DO CONVERSOR CA-CA
Implemente o conversor ca-ca da figura 1 e verifique seu correto funcionamento. Meça os
valores obtidos e anote na tabela 1, conforme solicitado.
4
PRINCIPAIS FORMAS DE ONDA DO CIRCUITO
Esboce as principais formas de onda do circuito da figura 1, conforme solicitado na figura 2,
considerando um ajuste intermediário do potenciômetro R1.
Eletrônica de Potência - Laboratório
1/2
Aula LAB 20 – Conversores CA-CA: Gradador Controlado Por Ângulo de Fase
5
COMPARATIVO ENTRE TEORIA E PRÁTICA
Faça uma análise entre os valores simulados e aqueles medidos em laboratório, comentando
sobre eventuais diferenças e os motivos que a provocaram.
Tabela 1 – Valores medidos do conversor ca-ca.
Ajuste do potenciômetro
Variável do circuito
Tensão eficaz na entrada
Resistência mínima
Tensão eficaz na saída
Ângulo de condução
Tensão eficaz na entrada
Resistência máxima
Tensão eficaz na saída
Ângulo de condução
Valores medidos
vi(t)
0
t
0
t
vL1(t)
vg(t)
0
π
π
2
3π
2
2π
t
Figura 2 – Principais formas de onda do circuito da figura 1.
6
ANEXO I
Abaixo mostra-se a pinagem do tiristor (TRIAC) modelo BT 137.
Figura 3 – Pinagem do tiristor BT 137.
Eletrônica de Potência - Laboratório
2/2
Download
Random flashcards
paulo

2 Cartões paulonetgbi

paulo

2 Cartões oauth2_google_ddd7feab-6dd5-47da-9583-cdda567b48b3

Criar flashcards