NEWS_PRO-ODONTO_Abr2013

Propaganda
PRÓ-ODONTO
Abril 2013
PRÓ-ODONTO Prótese
MATÉRIAS E NOTÍCIAS
Overlays são boa opção quando há necessidade de restabelecimento da dimensão vertical de oclusão
A perda de dentes posteriores pode desequilibrar o sistema estomatognático, alterando a dimensão vertical de
oclusão. Segundo César Bataglion, professor associado da área de oclusão do Departamento de Odontologia
Restauradora da Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto-USP, e colegas, a perda da dimensão vertical de
oclusão pode ser causada por desgaste fisiológico dentário e, geralmente, é compensada pela erupção dentária
contínua e pelo crescimento do osso alveolar ou pode ainda exceder esses mecanismos compensatórios. Uma das
opções para esse quadro é o uso de overlays. Continue lendo...
ENTREVISTAS
Renata Cristina Silveira Rodrigues
Associação de prótese parcial removível a implantes beneficia pacientes que não podem receber vários implantes para
a instalação da prótese fixa
Em um estudo que ainda será publicado no Journal of Prosthodontic Research, Renata Cristina Silveira Rodrigues,
Professora Doutora do Departamento de Materiais Dentários e Prótese da Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto –
Universidade de São Paulo, e colegas afirmam que a colocação de implantes na extensão distal melhora a retenção e a
distribuição de estresse de próteses parciais removíveis. Na entrevista, a autora Renata explica a metodologia empregada
na pesquisa, discute as diferenças entre próteses parciais removíveis convencionais e associadas a implante e avalia os
benefícios que esta última pode trazer para pacientes desdentados que, por questões fisiológicas ou financeiras não
podem receber vários implantes para a colocação da prótese fixa. Continue lendo...
CASOS CLÍNICOS
Paciente quer dentaduras novas
Caso clínico referente ao paciente portador de prótese total superior há cerca de 10 anos e de prótese total inferior
há cerca de 4 anos. As próteses estavam mal adaptadas e com estabilidade inadequada. Altura e espessura do
rebordo adequadas para que houvesse sucesso na confecção de novas próteses totais. A estética da prótese superior
não agradava ao paciente. Presença de queilite angular. O dentista observou que, com as próteses antigas, havia uma
inadequação da dimensão vertical de oclusão (no caso, a dimensão vertical de oclusão estava diminuída). Continue
lendo...
PRÓ-ODONTO Implante
MATÉRIAS E NOTÍCIAS
Dor neuropática pós-implantes deve ser avaliada para definir condutas
A dor possui significativas implicações clínicas, psicológicas, sociais e legais, e exige atenção especial aos pacientes, muitas
vezes prolongada ou permanente. Existem vários estudos sobre a prevalência de anormalidades sensitivas e lesão de
nervo após procedimentos odontológicos. Em entrevista ao Programa de Atualização em Implantodontia (PRO-ODONTO
Implante), José Tadeu Tesseroli de Siqueira, cirurgião-dentista, coordenador da Equipe de Dor Orofacial, Divisões de
Odontologia e Neurologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, explica que
esses estudos sugerem uma conduta que inclua exame minucioso, interconsultas e adoção de medidas preventivas,
curativas ou paliativas para o tratamento da dor. Continue lendo...
ENTREVISTAS
Giovanni de Almeida Prado Di Giacomo
Pesquisadores desenvolvem protocolo que busca resolver o problema de compatibilidade entre o posicionamento dos
implantes dentários e a posição ideal das coroas
Pesquisadores da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) estabeleceram protocolos para determinar a sequência de
procedimentos para a instalação de implantes e próteses dentárias através de cirurgias minimamente invasivas. Na
entrevista abaixo, o autor Giovanni de Almeida Prado Di Giacomo, pós-doutorando e doutor do departamento de
Diagnóstico por Imagem da UNIFESP, mestre em implantodontia pela UNISA e especialista em prótese dental e
implantodontia, explica os principais passos abordados nos protocolos. Continue lendo...
CASOS CLÍNICOS
Implante em paciente previamente submetido à radioterapia
Caso clínico referente ao paciente que havia perdido um primeiro molar inferior há cerca de 4 anos. O paciente era
cuidadoso e procurava manter uma boa higiene oral. Todos os demais dentes estavam presentes. Na época, ele havia
pensado em colocar um implante para repor o dente perdido, no entanto, antes que a cirurgia fosse realizada,
descobriu que estava com um carcinoma oral (na língua). A colocação do implante foi cancelada temporariamente e
o paciente foi submetido à cirurgia e radioterapia. Continue lendo...
PRÓ-ODONTO Prevenção
MATÉRIAS E NOTÍCIAS
Internacional: Dentistas não recebem formação necessária para cuidar de pacientes com deficiência, diz pesquisador
A saúde bucal é um componente fundamental na saúde de qualquer indivíduo. Todo mundo que já teve uma dor de dente
ou uma infecção pode comprovar isso. O mesmo ocorre com pessoas com alguma deficiência. Contudo, a essas pessoas,
somam-se as inúmeras dificuldades e limitações que elas já enfrentam na sua vida cotidiana. “Pense por um momento
sobre a frustração e a agonia de um deficiente mental que não consegue descrever uma dor de dente. Ou uma criança que
não consegue comer sem dor, e que é cega, ou surda, e seus pais estão mais preocupados com sua suas limitações físicas e
não prestam atenção para a continua dor oral”, disse em entrevista ao Programa de Atualização em Odontologia
Preventiva e Saúde Coletiva (PRO-ODONTO Prevenção), Barry Waldman, professor e pesquisador da faculdade de
medicina e odontologia da Stony Brook University, em Nova Iorque. Continue lendo...
Indivíduos depressivos têm o dobro de chance de desenvolver disfunção temporomandibular
A etiologia da disfunção temporomandibular tem sido considerada multifatorial. A literatura tem mostrado que os
sintomas depressivos estão significativamente associados com a severidade da dor em pacientes com esse transtorno
e que a dor e a depressão geralmente coexistem nessa população. Uma pesquisa realizada por Fung-Chang Sung, do
China Medical University and Hospital, de Taiwan, e colegas, mostrou que essa relação pode ser ainda mais
complexa. Continue lendo...
CASOS CLÍNICOS
Hipersensibilidade dentária
Caso clínico referente ao paciente que possuía algumas restaurações oclusais em amálgama, mas não tinha lesões de
cárie ativa. Queixou-se de uma hipersensibilidade localizada na região cervical dos dentes. Havia uma discreta
retração gengival generalizada. O profissional detectou que hábitos incorretos de higiene oral poderiam estar
causando o problema e que, caso estes hábitos não fossem corrigidos, poderia haver um agravamento da
sensibilidade e da retração gengival. Continue lendo...
PRÓ-ODONTO Cirurgia
MATÉRIAS E NOTÍCIAS
Internacional: Paracetamol nos três primeiros dias após terapia laser pode reduzir desconforto de pacientes com lesões vasculares orais
Determinadas lesões vasculares podem ser classificadas como malformações vasculares ou hemangiomas. Segundo
Timothy Jones, do departamento de cirurgia oral e maxilofacial do Royal Gwent Hospital, no Reino Unido, ambos os
tipos se originam de erros no desenvolvimento durante o crescimento fetal e costumam aparecer já no nascimento
ou logo após. Comumente, cirurgiões-dentistas atendem pacientes queixando-se dessas lesões nos lábios ou boca. A
aplicação do laser KTP (sigla em inglês) – potassium titanyl phosphate – é um dos recursos utilizados no tratamento
desse problema. Continue lendo...
Pesquisa investiga resultados do uso de técnica ortodôntica cirúrgica em caninos superiores impactados na região palatal
O artigo “Long-term periodontal response to orthodontic treatment of palatally impacted maxillary canines” avaliou
a resposta periodontal a longo prazo de caninos superiores impactados na região palatina que foram alinhados
usando um procedimento codificado e “Easy Cuspid” em comparação a elementos contralaterais que irromperam de
forma espontânea. Segundo a pesquisa, todos os pacientes selecionados tinham sido submetidos a tratamento
ortodôntico cirúrgico há 4-6 anos. Os autores informam no artigo que a média de valores de profundidade de
sondagem não mostrou diferenças clínicas significativas. Continue lendo...
CASOS CLÍNICOS
Lesão avermelhada na gengiva
Caso clínico referente ao paciente que tem presença de uma lesão de aspecto avermelhado, com cerca de 2 cm de
diâmetro, que sangrava facilmente, no rebordo vestibular da gengiva, na região de pré molares superiores, do lado
esquerdo. A lesão foi retirada cirurgicamente e o exame histopatológico revelou tratar-se de um granuloma
piogênico. A paciente também apresentava gengivite generalizada, presença de tártaro em algumas regiões, higiene
oral precária e lesões cariosas em alguns dentes posteriores. Continue lendo...
PRO-ODONTO Estética
MATÉRIAS E NOTÍCIAS
Pesquisa aponta “padrão branco de beleza” nas intervenções estéticas em periodontia
O artigo “Clareamento Gengival: Ensino e Etnocentrismo”, publicado na revista Ciência&Saúde Coletiva, nasceu do
desejo do odontólogo Edson Daruich Bolla em mostrar que “mesmo nas coisas aparentemente pequenas, simples,
o etnocentrismo e – consequentemente o racismo – permeiam as nossas práticas, nossas decisões”. Com
orientação da professora Paulete Goldenberg, do Programa sobre o Ensino em Ciências da Saúde do Centro de
Desenvolvimento do Ensino Superior em Saúde da Universidade Federal de São Paulo, o trabalho se utilizou de
pesquisa documental em livros didáticos e artigos disponíveis em bancos de dados on-line, além da análise da
ementa da disciplina de duas faculdades de São Paulo e entrevistas com quinze profissionais da área de
Odontologia. Continue lendo...
ENTREVISTAS
Carlos Alberto de Souza Costa
Embora seja mais desconfortável e os resultados estéticos demorem mais a aparecer, clareamento caseiro é mais
seguro
Diferentes estudos têm demonstrado os efeitos tóxicos de agentes clareadores nas células pulpares. Um estudo
publicado recentemente na Acta Odontologica Scandinavica releva que embora uma aplicação de gel de peróxido de
carbamida 10% não cause efeitos tóxicos em células odontoblastoides, aplicações sucessivas deste produto resultam em
danos celulares graves. Em entrevista ao Programa de Atualização em Odontologia Estética (PRO-ODONTO Estética), o
autor Carlos Alberto de Souza Costa, que é professor titular do Departamento de Fisiologia e Patologia da Faculdade de
Odontologia de Araraquara (UNESP) e mestre e doutor em Patologia Buco-Dental pela UNICAMP, conta mais sobre o
estudo in vitro que comparou a citotoxicidade causada por agente clareador com 35% de H2O2 e por gel de peróxido de
carbamida 10%. Continue lendo...
CASOS CLÍNICOS
Dentes manchados
Caso clínico referente ao paciente que estava muito chateado com o aspecto estético de seus dentes que estava
interferindo no seu relacionamento social. A mãe revelou a utilização de flúor sistêmico por muitos anos, em forma
de gotas (utilizado diariamente dos 9 meses aos 7 anos de idade). O paciente sempre escovou os dentes com pastas
contendo flúor, mesmo na idade que ainda ingeria pasta. O dentista observou presença manchas de cor branca em
praticamente todos os dentes. Alguns dentes apresentavam manchas acastanhadas. Não foram observadas lesões de
cárie. Continue lendo...
PRO-ODONTO Ortodontia
MATÉRIAS E NOTÍCIAS
Internacional: Terapia celular acelera tratamento ortodôntico com mais eficácia do que corticotomia em modelo animal
A corticotomia tem sido usada atualmente para a redução do tempo do tratamento ortodôntico. Entretanto, por se tratar
de um procedimento cirúrgico, esse recurso tem algumas limitações. Recentemente, Alejandro Iglesias Liñares (foto), do
departamento de Ortodontia da University of Seville, na Espanha, e colegas desenvolveram um estudo com terapia gênica
a fim de encontrar uma alternativa menos invasiva. O professor e sua equipe contaram, em um artigo publicado
recentemente na Orthodontics & Craniofacial Research, que a terapia gênica com o ligante do receptor do ativador do
fator nuclear Kappa B (RANKL, em inglês) mostrou-se mais eficiente do que os métodos cirúrgicos na aceleração do
tratamento ortodôntico. Continue lendo...
ENTREVISTAS
Alessandro Cavalcanti
Pesquisa realizada com crianças de 12 a 36 meses de idade mostra prevalência de mordida aberta anterior e a
mordida cruzada posterior
Alessandro Cavalcanti e colegas confirmaram no estudo “Prevalência de maloclusões em crianças com 12 a 36
meses de idade em João Pessoa, Paraíba”, publicado na Revista Dental Press de Ortodontia e Ortopedia Facial, a
necessidade de um monitoramento precoce da oclusão de crianças de pouca idade, uma vez que pode ocorrer
um grande número de alterações. Em entrevista, Cavalcanti, professor doutor do Departamento de Odontologia
da Universidade Estadual da Paraíba, falou sobre o assunto. Continue lendo...
CASOS CLÍNICOS
Feridas na boca
Caso clínico referente ao paciente que pouco tempo após o início de um tratamento com aparelho ortodôntico fixo,
a paciente procurou o dentista com feridas na boca, sensação de queimação bucal, queilite angular, pápulas
periorais e eczema extra-oral generalizado, com maior predominância na região de rosto e pescoço, mas atingindo
também outras partes do corpo. Havia procurado um médico (clínico geral) que sugeriu a possibilidade de alergia
(dermatite de contato) a componentes metálicos do aparelho. Continue lendo...
DICAS DE LEITURA
Dores Bucofaciais, de Grossman, Paiva e Paiva
Em forma de glossário, este livro aborda tópicos relativos a neuroanatomia, neurologia, oclusão, anatomia de cabeça e
pescoço, aspectos clínicos, cirúrgicos e farmacológicos para o tratamento da dor bucofacial. Compre com 15% de desconto
usando o código SEMCADSESCAD no carrinho de compras no site da Artmed Editora!
Acesse a loja virtual do Grupo A
Você encontra esses conteúdos na íntegra no portal SESCAD.
Informações [email protected] | (51) 3025.2550
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

paulo

2 Cartões paulonetgbi

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

paulo

2 Cartões oauth2_google_ddd7feab-6dd5-47da-9583-cdda567b48b3

Criar flashcards