O caminho das estrelas: a trigonometria e a geometria esférica ao

Propaganda
O caminho das estrelas:
a trigonometria e a geometria esférica ao serviço da navegação
Carlota Isabel Simões
Resumo. Só em meados do século XVIII, com o cronómetro H4 de John Harrison, caria
denitivamente resolvido o problema da determinação da longitude. No entanto, já no
século XVI, portugueses e espanhóis mantinham carreiras regulares entre a Europa, a Ásia
e as Américas, usando apenas o Sol e as estrelas como guias. Já nessa altura, a latitude
era facilmente determinada a partir da observação da Estrela Polar no Hemisfério Norte,
do Cruzeiro do Sul no Hemisfério Sul, ou do Sol na sua passagem meridiana a norte e a
sul do Equador.
Mas que cálculos eram feitos a bordo que permitiam determinar a posição de uma
caravela em alto mar apenas a partir da observação de astros a tão grande distância no
espaço? E porque é que as resoluções dos problemas da latitude e da longitude caram
separadas no tempo por mais de dois séculos?
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

teste

2 Cartões juh16

paulo

2 Cartões oauth2_google_ddd7feab-6dd5-47da-9583-cdda567b48b3

Matemática

2 Cartões Elma gomes

Criar flashcards