Matéria: literatura
Assunto: modernismo - poesia moderna - contexto e caractetísticas
Prof. IBIRÁ
Literatura
A Geração de 30 – (RE)CONSTRUÇÃO / MATURIDADE
CONTEXTO E CARACTERÍSTICAS – POESIA MODERNA
O segundo período do Modernismo brasileiro se estendeu de 1930 a 1945. Internacionalmente,
o país vivia uma depressão econômica, causada pelas duas guerras mundiais (1919-1939) e
pelo avanço do nazi-fascismo. Já no plano nacional houve a ascensão de Getúlio Vargas ao
poder. Na década de 30 houve um forte impacto na economia mundial, com a quebra da Bolsa
de Valores de Nova Iorque, chamado de Grande Depressão. Durante esse colapso no sistema
financeiro mundial, paralisações de fábricas, falências bancárias, desemprego em massa, fome
e miséria eram constantes.
Cada país tentou minimizar os efeitos da crise, ao passo que houve fortalecimento dos
partidos socialistas e comunistas em choque com as ideologias burguesas. A partir disso, para
evitar qualquer tipo de anarquismo e contrários ao comunismo, os estados defenderam o
autoritarismo como forma de governo. No Brasil, a República do café-com-leite ou República Velha estava em crise, pois a superprodução
de café desestabilizou a economia e, portanto, havia muitos estoques do produto, porém, sem
compradores, já que o mundo estava em crise financeira.
Ocorreu a Revolução de 1930 no Brasil, que levou Getúlio Vargas ao governo provisório, apoiado
pela burguesia industrial. Começou, então, o incentivo à industrialização e a entrada de capital
norte-americano. Houve uma tentativa de Revolução, chamada Constitucionalista, em oposição
ao governo de Vargas, formada praticamente pela oligarquia cafeeira, frustrada pela política
econômica do governo, a qual apoiava a industrialização. Em meio à massa descontente das
oligarquias rurais, ao temor da burguesia quanto às agitações político-sociais e as constantes
manifestações contrárias ao seu governo, Vargas resolveu iniciar a ditadura militar no Brasil,
em 1937. Foi implantado o “Estado Novo”, que compreendeu o longo período anticomunista
e antidemocrático no Brasil, chefiado unicamente por Getúlio Vargas, que durou até 29 de
outubro de 1945, quando debaixo de pressões, Getúlio renunciou ao cargo.
A poesia da 2ª fase modernista percorreu um caminho de amadurecimento. No aspecto formal,
o verso livre foi o melhor recurso para exprimir sensibilidade do novo tempo, se caracteriza
como uma poesia de questionamento: da existência humana, do sentimento de “estar-nomundo”, inquietação social, religiosa, filosófica e amorosa.
Dentre os muitos poetas dessa fase destacamos:
••
••
••
••
••
••
••
2
Carlos Drummond de Andrade
Murilo Mendes
Manuel Bandeira
Jorge de Lima
Cecília Meireles
Mário Quintana
Vinícius de Morais.
Literatura – Prof. Ibirá Costa
Bibliografia de Literatura
BOSI, Alfredo – História Concisa da Literatura Brasileira, 40.ª ed., S. Paulo, Cultrix, 2002.
CANDIDO, Antonio – Formação da Literatura Brasileira, 7.ª ed., 2 vols., Belo Horizonte / Rio de
Janeiro, Itatiaia, 1993.
CANDIDO, Antonio. Formação da literatura brasileira. Momentos decisivos. 10ª ed. Rio de Janeiro: Ouro sobre Azul, 2006.
CARPEAUX, Otto Maria – Pequena Bibliografia Crítica da Literatura Brasileira, nova ed., Rio de
Janeiro, Ed. do Ouro, 1979.
CASTRO, Sílvio – História da Literatura Brasileira, 3 vols., Lisboa, Publicações Alfa, 1999.
COUTINHO, Afrânio – A Literatura no Brasil, 5ª ed.,6 vols., S. Paulo, Global, 1999.
GONZAGA, Sergius – Curso de Literatura Brasileira, 1ª ed, Porto Alegre, Leitura XXI, 2004.
JUNQUEIRA, Ivan – Escolas Literárias no Brasil, Rio de Janeiro, Academia Brasileira de Letras,2004.
MOISÉS, Massaud – História da Literatura Brasileira, 3 vols., S. Paulo, Cultrix, 2001.
MOISÉS, Massaud – A Literatura Brasileira Através dos Textos, 19.ª ed., S. Paulo, Cultrix, 1996.
NICOLA, José de – Painel da Literatura em Língua Portuguesa, 2ª ed, S. Paulo, Scipione, 2011.
PICCHIO, Luciana Stegagno – História da Literatura Brasileira, 2ª ed., Rio de Janeiro, Lacerda
Editores, 2004.
PROENÇA, Domício – Estilos de Época na Literatura, 5.ª ed., S. Paulo, Ática, 1978.
VERÍSSIMO, José – História da Literatura Brasileira: de Bento Teixeira (1601) a Machado de Assis
(1908), 7ª ed., Rio de Janeiro: Topbooks, 1998.
Bibliografia de Música e Artes Plásticas
ACQUARONE, Francisco. Mestres da Pintura no Brasil, Editora Paulo Azevedo, Rio de Janeiro,
s/d.
BARDI, Pietro Maria. História da Arte Brasileira, Editora Melhoramentos, São Paulo, 1975.
CASTRO, Sílvio Rangel de. A Arte no Brasil: Pintura e Escultura, Leite Ribeiro, Rio de Janeiro,
1922.
DAMASCENO, Athos. Artes Plásticas no Rio Grande do Sul, Editora Globo, Porto Alegre, 1971.
SEVERIANO, Jairo – Uma História da Música Popular Brasileira, 3ª Ed., Editora 34, 2013.
www.enemquiz.com.br
3
Download

Matéria: literatura Assunto: modernismo - poesia moderna