1 – Para ajudar a completar essa tabela use os esquewmas da
página 30 e 31.
Era favoráveis
 Reforma do Estado (pois o que vigorava era o estado
absolutista monárquico)
 Liberdade de expressão
 Liberdade de comércio
 Igualdade de todos perante a lei
 Propriedade privada (antes as propriedades eram de nobres,
clérigos e reis, os iluministas defendiasm que cada um que
pudesse pagar deveria ter sua propriedade particular, também
chamada de privada. Veremos isso mais à frente, mas não se
esqueçam que os iluministas queriam igualdade política entre
a pessoas, não igualdade econômica)
 Tolerância religiosa (apesar de serem contra o clero, muitos
iluministas não eram contrários à religiosidade e
consideravam justo se não concordar ao menos toelrar a
religião, pois ir contra a religião é violar a liberdade de escolha
de cada um)
Eram contrários
 Monarquia absolutista
 Perseguição política
 Restrições comerciais (caracter´sitica dop mercantilismo,
controle do comércio)
 Analfabetismo
 Provilégios da nobreza e do clero
 Tortura
2–
a) Os três pilares que sustentavam o Antigo Regime eram a
Sociedade Estamental, o Absolutismo Monárquico e a Economia
Mercantilista.
b) As críticas que os iluminisas faziam à sociedade estamental era
que ela privilegiava a minoria , por isso propunham uma sociedae
que fosse mais igualitária, com igualdade de todos perante a lei e o
ensino gratuito.
c) As críticas que os iluminisas faziam ao aboluismo monárquico era
que esse ssitema de governo exclui a maior parte da propulação do
processo político pois o rei concentrava muito poder em torno de si
mesmo, por isso propunham a divisão do poder do rei e a soberania
popular.
d) As críticas que os iluminisas faziam à economia mercantilista era
que o controle da economia impedia que eles, burgueses,
praticassem o comério livremente obtendo assim meiores lucros,
por isso propunham a liberdade econômica, a livre concorrência e a
lei da oferta e da procura.
e) “Nenhum homem temuma autoridade natural sobre seu
semelhante” – iluministas – Voltaire
“O Estado sou eu” – absolutistas – Luís XIV da França
Download

correcao-da-tarefa-da-p-30-31