NOME: __________________ Nº_____ Sétimo Ano ____ O

Propaganda
NOME:____________________________________ Nº_____ Sétimo Ano ____
O “Crescente Fértil”
Crescente fértil é o nome dado a uma região do Oriente Médio, historicamente habitada por
diversos povos e civilizações desde os mais primitivos estágios de evolução do homem moderno.
Seu nome deriva precisamente do fato dessa região, em forma de lua crescente, ser
extremamente propícia à agricultura, literalmente “rasgando” áreas desérticas completamente
inóspitas, impróprias para povoamento constante e estável. Tal condição vantajosa à ocupação
humana advém do fato dessa região acompanhar o curso de rios (ex.: Tigre e Eufrates, que
nascem entre as montanhas Taurus, localizadas na atual Turquia) permitindo assim o pleno
acesso a água potável, que também serve para a irrigação das lavouras locais, bem como para
criação de gado. O Crescente abrange as áreas da Mesopotâmia e do Levante (os territórios ou
partes dos territórios de Palestina, Israel, Jordânia, Líbano, Síria e Chipre), delimitado ao sul pelo
deserto da Síria e ao norte o Planalto da Anatólia. A região é frequentemente denominada o
“berço da civilização”, por ser ali o local de nascimento e desenvolvimento de vários povos, que
atestadamente, antes de quaisquer outros em outras regiões do planeta, iniciaram o processo de
desenvolvimento civilizatório como até hoje o reconhecemos, como por exemplo, através do
estabelecimento em um determinado local em detrimento do nomadismo, o desenvolvimento de
cidades, da agricultura, da roda, da escrita, de diversas ferramentas, além do desenvolvimento
do comércio, isso tudo já existente por volta de 8000 anos atrás naquela mesma área.
1) O que é “O Crescente Fértil”?
R:____________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
2) Por que essa região era tão procurada?
R:____________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
Mesopotâmia
A Mesopotâmia foi uma região por onde passavam muitos povos nômades oriundos de diversas
regiões. A terra fértil fez com que alguns desses povos aí se estabelecessem. Do convívio entre
muitas dessas culturas floresceram as sociedades mesopotâmicas. Os povos que ocuparam a
Mesopotâmia foram os sumérios, os acádios, os amoritas ou antigos babilônios, os assírios, os
elamitas e os caldeus ou neobabilônios. Como raramente esses Estados atingiam grandes
dimensões territoriais, conclui-se que apesar da identificação econômica, social e cultural entre
essas civilizações, nunca houve um Estado mesopotâmico.
3) O que é a “Mesopotâmia”?
R:____________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
SUMÉRIOS: foram provavelmente os primeiros a habitar o sul da Mesopotâmia. A região foi
ocupada em 5000 a.C. pelo povo sumério, que ali construiu as primeiras cidades de que a
humanidade tem conhecimento, como Ur, Uruk e Lagash. As cidades foram erguidas sobre colinas
e fortificadas para que pudessem ser defendidas da invasão de outros povos que buscavam um
melhor lugar para viver. Sua organização política era semelhante a uma confederação de cidadesEstado, governadas por um chefe religioso e militar que era denominado patesi.
ACÁDIOS: Grupos de nômades, vindos do deserto da Síria, começaram a penetrar nos territórios
ao norte das regiões sumerianas. Conhecidos como acadianos, dominaram as cidades-estados da
Suméria por volta de 2550 a.C. Por volta de 2400 a.C., conseguiram impor a sua hegemonia sob
as cidades-Estado sumerianas. Já em 2330 a.C., o rei acadiano Sargão I promoveu a unificação
da porção centro-sul da Mesopotâmia.
4) O que eram: Patesi e “Cidades-Estados”?
R:____________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
5) Quais invenções marcaram a História dos Sumérios?
R:____________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
AMORITAS(1ºIMP.BABILÔNICO):Com o declínio do império fundado por Sargão, destacou-se na
Mesopotâmia um grande e unificado império que tinha como centro administrativo a cidade da
Babilônia, situada nas margens do rio Eufrates. Os amoritas, povos semitas proveniente da
Arábia, edificaram então o Primeiro Império Babilônico. Este povo é conhecido também como
"antigos babilônicos", o que os diferencia dos caldeus, fundadores do Segundo Império
Babilônico, denominados neobabilônicos. O soberano que mais se destacou foi Hamurabi (1728 a
1686), elaborando leis que ficaram conhecidas como Código de Hamurabi, que tinha como base
um código sumeriano "Ur-nammu". O Código de Hamurabi". O caratér das leis que constituíam o
Código de Hamurabi era bastante severo - a pena era equivalente à falta cometida(“Olho por
olho, dente por dente”).
6) Explique como funcionava o “Código de Hamurabi”.
R:____________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
ASSÍRIOS:De origem semita, os assírios viviam do pastoreio e habitavam as margens do rio
Tigre. A partir do final do segundo milênio a.C., passaram a se organizar como sociedade
altamente militar e expansionista.
Realizaram diversas conquistas e expandiram seu domínio para além da própria Mesopotâmia,
chegando ao Egito. O centro administrativo do império assírio era Nínive, onde foi feita a
biblioteca real de Assurbanípal, com mais de 22 mil placas de argila.O exército assírio era um dos
mais notáveis da Antiguidade, fato que proporcionou aos assírios o poder de conquistar diversos
territórios.
CALDEUS (2º IMP. BABILÔNICO): Povo de origem semita que se estabeleceu na Baixa
Mesopotâmia no início do primeiro milênio a.C., os caldeus foram os principais responsáveis pela
derrota dos assírios (pois, junto com os medos, saquearam Nínive) e pela organização do novo
império babilônico. Nabucodonosor foi o soberano mais conhecido dos caldeus. Famoso pela
construção dos Jardins Suspensos da Babilônia e da Torre de Babel, governou por quase sessenta
anos e após sua morte os persas dominaram o novo império babilônico. O Império dos caldeus
durou apenas 73 anos, pois foi incorporado ao Império Persa.
7) Quais as principais características dos Assírios e dos Caldeus:
R:____________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
O EGITO ANTIGO
A civilização egípcia antiga desenvolveu-se no nordeste africano (margens do rio Nilo) entre 3500
(do período “Pré-Dinástico” até a divisão dos “Nomos” em dois Reinos:“Alto” e do “Baixo Egito”) e
3000 a.C. (unificação do norte-Alto Egito e o sul-Baixo Egito; por Menés)... até 32 a.C. (domínio
romano). Como a região é formada por um deserto (Saara), o rio Nilo ganhou uma extrema
importância para os egípcios. O rio era utilizado como via de transporte (através de barcos) de
mercadorias e pessoas. As águas do rio Nilo também eram utilizadas para beber, pescar e
fertilizar as margens, nas épocas de cheias, favorecendo a agricultura.
A sociedade egípcia estava dividida em várias camadas, sendo que o faraó era a autoridade
máxima, chegando a ser considerado um deus na Terra. Sacerdotes, militares e escribas
(responsáveis pela escrita) também ganharam importância na sociedade. Esta era sustentada
pelo trabalho e impostos pagos por camponeses, artesãos e pequenos comerciantes. Os escravos
também compunham a sociedade egípcia e, geralmente, eram pessoas capturadas em guerras.
Trabalhavam muito e nada recebiam por seu trabalho, apenas água e comida. A escrita egípcia
também foi algo importante para este povo, pois permitiu a divulgação de idéias, comunicação e
controle de impostos.
Existiam duas formas principais de escrita: a escrita demótica (mais simplificada e usada para
assuntos do cotidiano) e a hieroglífica (mais complexa e formada por desenhos e símbolos). As
paredes internas das pirâmides eram repletas de textos que falavam sobre a vida do faraó, rezas
e mensagens para espantar possíveis saqueadores. Uma espécie de papel chamado papiro, que
era produzido a partir de uma planta de mesmo nome, também era utilizado para registrar os
textos.
Os hieróglifos egípcios foram decifrados na primeira metade do século XIX pelo linguísta e
egiptólogo francês Champollion, através da Pedra de Roseta.
A economia egípcia era baseada principalmente na agricultura que era realizada, principalmente,
nas margens férteis do rio Nilo. Os egípcios também praticavam o comércio de mercadorias e o
artesanato. Os trabalhadores rurais eram constantemente convocados pelo faraó para prestarem
algum tipo de trabalho em obras públicas (canais de irrigação, pirâmides, templos, diques). A
religião egípcia era repleta de mitos e crenças interessantes. Acreditavam na existência de vários
deuses (muitos deles com corpo formado por parte de ser humano e parte de animal sagrado)
que interferiam na vida das pessoas. As oferendas e festas em homenagem aos deuses eram
muito realizadas e tinham como objetivo agradar aos seres superiores, deixando-os felizes para
que ajudassem nas guerras, colheitas e momentos da vida. Cada cidade possuía deus protetor e
templos religiosos em sua homenagem. Como acreditavam na vida após a morte, mumificavam
os cadáveres dos faraós colocando-os em pirâmides, com o objetivo de preservar o corpo. A vida
após a morte seria definida, segundo crenças egípcias, pelo deus Osíris em seu tribunal de
julgamento. O coração era pesado pelo deus da morte, que mandava para uma vida na escuridão
aqueles cujo órgão estava pesado (que tiveram uma vida de atitudes ruins) e para uma outra
vida boa aqueles de coração leve. Muitos animais também eram considerados sagrados pelos
egípcios, de acordo com as características que apresentavam : chacal (esperteza noturna), gato
(agilidade), carneiro (reprodução), jacaré (agilidade nos rios e pântanos), serpente (poder de
ataque), águia (capacidade de voar), escaravelho (ligado a ressurreição). A civilização egípcia
destacou-se muito nas áreas de ciências. Desenvolveram conhecimentos importantes na área da
matemática, usados na construção de pirâmides e templos. Na medicina, os procedimentos de
mumificação, proporcionaram importantes conhecimentos sobre o funcionamento do corpo
humano. No campo da arquitetura podemos destacar a construção de templos, palácios e
pirâmides. Estas construções eram financiadas e administradas pelo governo dos faraós. Grande
parte delas era erguida com grandes blocos de pedra, utilizando mão de obra escrava. As
pirâmides e a esfinge de Gizé são as construções mais conhecidas do Egito Antigo.
8) O que foi o período “Pré-Dinástico”?
R:____________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
9) O que eram: Nomos e Nomarcas?
R:____________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
10) Qual a relação entre o “Déspota Egípcio”, a Agricultura e a Religião?
R:____________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
/////////////////////////////////////////////////////////////////////
OBS.: O TER é apenas um material de apoio. Para um bom estudo o aluno
deverá observar os resumos e revisões do caderno, no bimestre.
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

paulo

2 Cartões paulonetgbi

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

teste

2 Cartões juh16

Criar flashcards