Ecologia níveis de organização e conceitos básicos

Propaganda
ECOLOGIA
Níveis de organização
e
Conceitos básicos
Biologia – 1ª série
Profª Reisila Mendes
Níveis de organização biológica
Algumas subdivisões da biologia
• Anatomia
• Botânica
• Citologia
• Ecologia
• Taxonomia
• Micologia
• Limnologia
• Bioquímica
• Histologia
• Zoologia
•
Embriologia
• Evolução
• Fisiologia
• Genética
•
• Biogeografia
Protistologia
• Biotecnologia
• Paleontologia
• Parasitologia
• Imunologia
ECOLOGIA
ECO deriva do grego oikos, que significa lugar onde se vive, com o
sentido de casa, ambiente, e LOGOS, que significa estudo, ciência,
tratado.
Conceitos possíveis
Estudo dos seres vivos em sua casa, no seu ambiente;
Ciência que estuda as relações dos seres vivos com o meio
ambiente.
Hipótese Gaia:
Apresentada em 1969 pelo britânico James Lovelock, sustenta que a vida
interage com o ar, a água, o calor e os minerais para fazer da Terra o que
ela é .
Meio ambiente
É o conjunto de condições físicas (luz, temperatura, pressão...), químicas (salinidade,
oxigênio dissolvido...) e biológicas (relações com outros seres vivos) que cercam o ser
vivo, resultando num conjunto de limitações e de possibilidades para uma dada
espécie: o meio ambiente é tudo que nos cerca.
Fatores bióticos:
Conjunto de todos os seres
vivos que vivem em uma
mesma região.
Fatores abióticos:
Conjunto de fatores físicos,
químicos e geológicos do
ambiente – luz, umidade do ar,
nível de oxigenação, edáficos ,
água, nutrientes, temperatura,
salinidade ...
Influência dos fatores abióticos nos organismos
Temperatura:
Afeta a velocidade dos processos biofísicos ou bioquímicos internos dos
organismos.
Luz:
A radiação solar é a fonte de energia primária utilizada pelos
organismos fotossintetizantes e interfere no crescimento e na
proliferação da vida. Além de ser determinante para o desenvolvimento
de muitos processos biológicos como, sono e vigília, floração, etc.
Umidade:
É a proporção de vapor de água contido em um certo volume de ar.
Relaciona-se com a pluviosidade e com a temperatura ambiental na
medida em que promove a evaporação e a transpiração.
Gases dissolvidos na água:
O CO2 dissolvido é utilizado pelos organismos autótrofos para síntese
de matéria orgânica. O O2 dissolvido é utilizado pela maioria dos
organismos para liberar energia contida nos alimentos.
Salinidade:
É determinada pela quantidade de sais dissolvidos na água e permite
dividir os corpos de água em três tipos :
• as águas doces – continentais – com menos de 0,5g/L de sais;
• as águas salgadas – oceânicas – com 35g/L de sais;
• as águas salobras – nos estuários – com salinidade intermediária.
Fatores edáficos:
Dizem respeito às características do solo, como sua estrutura física –
textura, porosidade e profundidade – e sua composição química –
presença ou ausência de minerais.
Nicho ecológico:
Conjunto de condições em que o indivíduo vive e se
reproduz. É a função do indivíduo no ambiente.
Habitat:
É o lugar onde a espécie vive.
Biótopo:
Local onde determinada comunidade vive.
Ecótone:
Corresponde
a
uma
transição entre duas ou
mais comunidades distintas
pertencentes a diferentes
ecossistemas.
Ecossistema 1
Ecossistema 2
ECÓTONO
Mesmo biótopo ... nichos diferentes ... habitat água
ou terra!
CADEIA ALIMENTAR (Cadeia Trófica)
Relações alimentar entre os
organismos de uma comunidade,
iniciando-se nos produtores e
passando
pelos
herbívoros,
carnívoros e decompositores.
Capim
Hábito alimentar
Grau de consumo
Nível trófico (NT)
Produtor
Produtor
1° NT
São classificados
como decompositores
Fungos e bactérias
Grilo
Sapo
Herbívoro
Cobra
Seriema
Carnívoros
Consumidor
primário
Consumidor
secundário
Consumidor
terciário
Consumidor
quaternário
2° NT
3° NT
4° NT
5° NT
A classificação de onívoro não aparece, no hábito alimentar, para os animais
representados em cadeias, mas somente em teias alimentares.
Produtor:
organismo capaz de armazenar energia potencial sob forma de energia
química. Autótrofo.
Dividem-se em:
* Produtores fotossintetizantes - LUZ;
* Produtores quimiossintetizantes – Reações químicas.
Consumidor:
Organismo que não consegue sintetizar a substância orgânica a partir de
substâncias inorgânicas. São dependentes dos produtores. Heterótrofos.
Decompositor:
Tipo especial de consumidor.
Alimenta-se
de
substâncias
orgânicas em decomposição e tem
grande importância na reciclagem
da matéria na natureza.
Cadeia alimentar terrestre
CAPIM
CAPIVARA
ONÇA
Cadeia alimentar aquática
FITOPLÂNCTON
ZOOPLÂNCTON
CRUSTÁCEO
PEIXE
Cadeia alimentar de detritívoros
ESTERCO
BESOURO
RÃ
JARARACA
SIRIEMA
As setas indicam a transferência de matéria e energia
“Poucos grandes, muitos pequenos”
ENEM 2011 - Suponha que, em cena anterior à apresentada, o homem tenha
se alimentado de frutas e grãos que conseguiu coletar. Na hipótese de, nas
próximas cenas, o tigre ser bem-sucedido e, posteriormente, servir de
alimento aos abutres, tigre e abutres ocuparão, respectivamente, os níveis
tróficos de
A) produtor e consumidor primário.
B) consumidor primário e consumidor secundário.
C) consumidor secundário e consumidor terciário.
D) consumidor terciário e produtor.
E) consumidor secundário e consumidor primário.
Nível trófico:
É a posição ocupada pelos diversos organismos em um
ecossistema de acordo com sua fonte de energia.
4º nível trófico – carnívoros –
consumidores de 3ª ordem
3º nível trófico – carnívoros –
consumidores de 2ª ordem
2º nível trófico – herbívoros –
consumidores de 1ª ordem
1º nível trófico - produtores
Principais níveis tróficos
Nível trófico
Fonte de energia
Exemplos
1º NT Produtores
Energia solar
Plantas, bactérias
fotossintetizantes e
protistas.
2º NT Herbívoros
Tecidos dos
produtores
Cupins, protistas, insetos,
veado, ganso, homem...
3º NT Carnívoros
primários
Herbívoros
Aranha, lobos, pássaros,
homem..
4º NT Carnívoros
secundários
Carnívoros
primários
Atum, falcão, cobra,
homem...
Decompositores
Cadáveres e
excretas.
Fungos e bactérias
(Fotossintetizantes)
Teia alimentar:
As várias cadeias alimentares de um ecossistema.
Uma complexa rede de transferência de matéria e de
energia.
Funções do alimento:
Fornecer
Fornecer
para construção do corpo;
para as atividades vitais.
Glicose
Oxigênio
Glicose
Gás carbônico
Água
Outros carboidratos
Lipídeos
Proteínas
Vitaminas
Reprodução
Digestão
Locomoção
Calor
Crescimento
...
Diminuição da energia disponível
Aumento do nível trófico
Fluxo de energia nas cadeias alimentares
Fluxo de energia em um ecossistema
Biologia César e Sezar
Pirâmides ecológicas:
Quantificando os ecossistemas
Pirâmide de números:
considera-se apenas a densidade (nº
ind/área ou volume) em diferentes níveis tróficos.
Pirâmide de biomassa:
considera-se a biomassa (unidade de
massa/área ou volume).
Pirâmide de energia:
indica a transferência de energia das
interações tróficas de uma comunidade.
Pirâmide de
números
Pirâmide de
biomassa
Pirâmide de
energia
Produtividade primária:
É quantidade de matéria orgânica que é produzida pelos
organismos autótrofos a partir da energia solar (fotossíntese) ou
da energia química (quimiossíntese).
PPB – Quantidade total de matéria orgânica produzida.
PPL – Quantidade de matéria orgânica que fica à disposição dos
níveis tróficos seguintes.
Produtividade secundária:
É a energia que o consumidor primário retira dos produtores
menos o que ele gasta em seu metabolismo.
Produtividade = produção/biomassa
Produtividade no ecossistema
Produtividade secundária Líquida
Conteúdo
Bio 1 - Sônia Lopes e Sérgio Rosso
Vida – A Ciência da Biologia – Vol. II- William
K. Purves
Biologia 3 - Uzumian e Birman
Revisão final
Reisila Mendes
Download
Random flashcards
paulo

2 Cartões paulonetgbi

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

teste

2 Cartões juh16

paulo

2 Cartões oauth2_google_ddd7feab-6dd5-47da-9583-cdda567b48b3

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Criar flashcards