as celulas

Propaganda
www.blobs.org/science/ membranes/cell.shtml
Possuem carioteca.
Podem ser animais ou vegetais.
Podem ser uni ou pluricelulares.
Ricos em organelas.
NÃO Possuem carioteca.
Todos são UNICELULARES.
NÃO possuem organelas.
• Ex. BACTÉRIAS.
Fonte: www.windows.ucar.edu/.../cell_organelles.sp.html
São parasitas OBRIGATÓRIOS.
Possuem DNA ou RNA.
PARASITAM EUCARIOTAS E PROCARIOTAS.
Fonte: http://www.ucmp.berkeley.edu/alllife/virus.gif
http://upload.wikimedia.org/wikipedia/ca/thumb/2/21/Virus-types.png/350px-Virus-types.png
Só é vista em microscópio eletrônico.
Envolve e delimita a célula.
É dinâmica e fluida.
Apresenta permeabilidade seletiva.
Presente em eucariotas e procariotas.
Bi camada de fosfolipídeos entremeada de proteínas
Fosfolipídeos
• Formam uma barreira para a entrada de compostos apolares muito
grandes ou maiores que H2O (íons já não passam pois estão solvatados
com H2O)
Proteínas
• Integrais: atravessam a membrana e atuam como “portas” seletivas de
entrada e saída
• Periféricas: lado externo e interno e atuam como receptores (sinalização).
Organelas
• Estruturas rodeadas de membranas com funções específica
Citoplasma
• é o espaço intra-celular entre a membrana plasmática e o envoltório nuclear em seres eucariontes,
enquanto nos procariotos corresponde a totalidade da área intra-celular.
• O citoplasma é preenchido por uma matéria coloidal e semi-fluída denominada hialoplasma, e neste
fluído estão suspensos orgânulos celulares.
Lisossomos
• Têm como função a degradação de materiais advindos do meio extra-celular, assim como a
reciclagem de outras organelas e componentes celulares envelhecidos.
Citoesqueleto
• São responsáveis pela forma e estrutura da célula, pelo movimento celular, Formam a base de cílios
e flagelos.
Ribossomos
• Os ribossomos são basicamente produtores de proteínas. Eles são organóides não membranosos, ou
seja, não existe uma membrana envolvendo os ribossomos.
• Os ribossomos são encontrados de diversas maneiras:
- livres e dispersos pelo hialoplasma (líquido existente na célula: um dos componentes do
citoplasma);
- presos uns aos outros por um fita de RNA (do inglês RiboNucleic Acid) formando polissomos
(também chamados de polirribossomos);
- aderidos às paredes do retículo endoplasmático.
Retículo endoplasmático
rugoso ou Ergastoplasma (RER)
• É formado por sistemas de túbulos achatados e ribossomos aderidos a membrana o que lhe confere aspecto
granular.
• Função:
• Participa da síntese de proteínas, que serão enviadas para o exterior das células.
• Aumenta a superfície interna da célula, o que amplia o campo de atividade das enzimas, facilitando a
ocorrência de reações químicas necessárias ao metabolismo celular, síntese de proteínas e armazenamento.
liso ou agranular (REL/SER - Smooth Endoplasmatic Reticulum)
• É formado por sistemas de túbulos cilíndricos e sem ribossomos aderidos a membrana.
• Função:
• Participa principalmente da síntese de esteróides, fosfolipídios e outros lipídios.
• Atua também na degradação do etanol ingerido em bebidas alcoólicas, assim como a degradação de
medicamentos ingeridos pelo organismo como antibióticos e barbitúricos(substâncias anestésicas), desta forma
o REL tem, como uma de suas funções, a desintoxicação do organismo. Esse tipo de retículo é abundante
principalmente em células do fígado e das gônadas.
Retículo endoplasmático e a tolerância ao álcool
• O etanol, ou mesmo certas drogas, como sedativos, quando ingeridos em excesso ou com freqüência, induzem a
proliferação do retículo não-granuloso e de suas enzimas. Isso aumenta a tolerância do organismo à droga, o que
significa que doses cada vez mais altas são necessárias para que ela possa fazer efeito. Esse aumento de
tolerância a uma substância pode trazer como conseqüência o aumento da tolerância a outras substâncias úteis ao
organismo, como é o caso de antibióticos. Esse é uma alerta importante para que possamos entender parte dos
problemas decorrentes da excessiva ingestão de bebidas alcoólicas e do uso de medicamentos sem prescrição,e
controle médico.
Complexo de Golgi
• Empilhamento de sáculos e vesículas achatadas. Sua função está
relacionada com a produção e processamento dos produtos de secreção
que chegam através do RE e são liberados na forma de vesículas e
grânulos de secreção,
Mitocôndria
• É uma das mais importantes organelas celulares, sendo importante para
respiração celular.
• É abastecida pela célula que a hospeda por substâncias orgânicas como
oxigênio e glicose , as quais processa e converte em energia na forma
de ATP, e fornece para a célula hospedeira. Tendo como função a
liberação de energia, a mitocôndria se faz excessivamente presente em
células do sistema nervoso e no coração, uma vez que estes apresentam
uma demanda maior de energia..
Conjunto de saliências e reentrâncias nas membranas de células vizinhas, que se encaixam
facilitando as trocas entre elas.
São observadas nas células epiteliais.
São especializações da membrana em que, em que um pequeno espaço, a superfície é capaz de
absorver muito mais substâncias em um tempo menor.
Ou projeções da membrana, formando um número enorme de finos prolongamentos celulares em
forma de dedo de luva.
•
Ex: célula intestinal pode apresentar até 3000 microvilosidades.
A superfície externa da membrana celular é coberta pelo glicocálix, um conjunto
de substâncias que envolve glicoproteínas, lipoproteínas etc.
Além de ser uma estrutura de proteção mecânica para a célula, a membrana
celular é importante na permeabilidade seletiva, controla a entrada e a saída de
materiais da célula.
São placas arredondadas formadas pelas membranas de
células vizinhas.
O espaço entre as membranas é ocupado por um material
mais eletrodenso que o glicocálix.
Na superfície interna, inserem-se filamentos que
mergulham no interior da célula.
É o local de “ancoragem” dos componentes do
citoesqueleto e de forte adesão entre células vizinhas.
FAGOCITOSE
PINOCITOSE
ENGLOBAMENTO DE
PARTÍCULAS SÓLIDAS
CAPTURA DE LÍQUIDOS
Estrutura de célula eucariótica.
Bicamada de fosfolipídios e colesterol,
participando da manutenção da fluidez
adequada da membrana.
As proteínas associadas à membrana têm função
de:
• Transporte de substâncias para dentro ou
para fora da célula (ex. canais iônicos)
• Reconhecimento celular (antígenos de
superfície)
• Comunicação célula a célula (receptores para
neurotransmissores) e hormônios
• Organização tecidual (ex. moléculas de
aderências).
DIFUSÃO: Passagem de soluto e solvente do local de maior concentração para o
local de menor concentração, tendendo a estabelecer um equilíbrio. Não gasta ATP (
ENERGIA ).
DIFUSÃO FACILITADA: A passagem do soluto é “facilitada” pela presença de
„PERMEASES” que aumentam a velocidade de difusão. Não gasta ATP ( ENERGIA ).
ATIVO: Transporte contra o gradiente de concentração (GASTA ATP – ENERGIA ).
OSMOSE: Passagem do solvente através de uma membrana semipermeável (
permeável ao solvente e impermeável ao soluto ). Não gasta ATP ( ENERGIA ).
Difusão
simples
Difusão
facilitada
Transporte passivo
Transporte
ativo
FONTE: http://www.afh.bio.br/nervoso/nervoso1.asp
FONTE: www.octopus.furg.br/ensino/anima/atpase/NaKATPase.html
• Bomba de
sódio/potássio
• Exocitose
• Endocitose
Plasmólise
Deplasmólise
Hipotônico
Hipertônico
Fonte: http://www.universitario.com.br/celo/aulas/Transp_celular/transp_celular.ppt#13
Ampliação: jogo de lentes, campo
magnético
Resolução: depende do comprimento
de onda utilizado para enxergar
Há dois tipos:
óptico:
fase, campo escuro, fluorescência
jogo de lentes (20-2000x)
luz visível (300-700nm)
eletrônico:
transmissão, varredura
campo magnético (até 40000x)
feixe de elétrons
•
•
•
•
•
http://www.ufmt.br/bionet/principal.htm
http://www.assis.unesp.br/~egalhard/matdidat.htm
http://www.mundovestibular.com.br/categories/Biologia/
http://www.cocemsuacasa.com.br/ebook/pages/3468.htm
http://paginas.terra.com.br/educacao/prof.regis/flamed/citologi
a.htm
• http://objetoseducacionais2.mec.gov.br/bitstream/mec/2262/1/
MembranaCelular.swf
Download
Random flashcards
Matemática

2 Cartões Elma gomes

Criar flashcards