HIPOMINERALIZAÇÃO MOLAR-INCISIVO (HMI): RELATO DE CASO

Propaganda
Resumos dos Painéis apresentados no XIX Congresso
de Iniciação e Produção Científica e XVIII Seminário
de Extensão da Escola de Ciências Médicas e da
Saúde da Universidade Metodista de São Paulo,
realizado nos dias 11 e 12 de novembro de 2016
HIPOMINERALIZAÇÃO MOLAR-INCISIVO (HMI):
RELATO DE CASO
Bianca Theodoro BENÁ
Isabela Yumi Assis KOGA
Sucena Matuk LONG
Erika Josgrilberg GUIMARÃES
Maria Cristina Duarte FERREIRA
INTRODUÇÃO: Hipomineralização molar-incisivo (HMI) é a displasia do esmalte
dos dentes causada por um distúrbio que afeta os ameloblastos durante a fase precoce
da maturação amelogênica. HMI tem origem sistêmica, afeta um ou mais primeiros molares permanentes e, frequentemente os incisivos permanentes também são acometidos.
A etiologia ainda permanece desconhecida, embora tenha sido relacionada com fatores
ambientais que estão associados com condições sistêmicas durante o período pré-natal e
durante os períodos perinatal e pós-natal. Estes fatores podem incluir: baixo peso ao nascer, doenças cardíacas congênitas e uso de medicação. Condições comuns nos primeiros
três anos, como doenças das vias respiratórias superiores, asma, otite, amigdalite, doenças
gastrointestinais, desnutrição, varicela, sarampo e rubéola. OBJETIVOS: relato de caso
de um paciente infantil, gênero feminino, diagnosticada com HMI aos 7 anos e atendida
na clínica infantil da Curso de Odontologia da Escola de Ciências Médicas e da Saúde da
Universidade Metodista de São Paulo. RELATO DE CASO: Paciente M.E.S.F., 10 anos de
idade, sexo feminino, procurou atendimento na Clinica Odontológica Infantil da UMESP,
com queixa de que seus incisivos centrais e molares permanentes eram amarelados, seus
incisivos centrais possuíam um aspecto poroso e estavam se desfazendo. A paciente se
sentia envergonhada em relação aos colegas de escola. Na anamnese a mãe da paciente
relatou que a gestação foi normal, não tomou medicamentos durante a gravidez, e que a
filha nunca apresentou problemas de saúde. Mencionou que os dentes irromperam já com
aspecto amarelado e poroso, nunca teve sensibilidade e que não tinha conhecimento de
alguém na família com essas características nos dentes. Com base nas características clínicas e nas informações do paciente o diagnostico foi de HMI. Foi realizado um tratamento
com aplicação de verniz fluoretado uma vez por semana durante um mês nos molares
Odonto 2016; 24(47)
23
decíduos e permanente. Na orientação de higiene foi aconselhado o uso de dentifrício
fluoretado. Nos incisivos centrais, foi realizado um tratamento estético nas regiões mais
afetadas de reconstruindo as regiões com perda de estrutura, o material de eleição foi o
Cimento de Ionômero de Vidro, RIVA® pelas suas características de liberação de flúor,
aderência estrutura dental. CONCLUSÃO: A estética ficou muito satisfatória e a paciente
ficou muito feliz com o resultado do tratamento que contribuiu para a melhora da autoestima e sociabilização da criança.
PALAVRAS CHAVE: hipoplasia de esmalte dental; molar; incisivo, diagnóstico,
estética
R E F E R ÊN C I A S
BASSO AP; RUSCEL HC; GATHERMAN A; ARDENGHI TM Hipomineralização molar-incisivo. Rev. Odonto
Ciênc, v.22,n.58,p. 371-6, 2007.
FRAGELLI CM, SOUZA JF, JEREMIAS F, CORDEIRO REC, SANTOS-PINTO L. Molar incisor hypomineralization
(MIH): conservative treatment management to restore affected teeth. Braz Oral Res. 2015;29.
24
Odonto 2016; 24(47)
Download
Random flashcards
Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

teste

2 Cartões juh16

Criar flashcards