PERCEPÇÃO DE RISCO E PERCEPÇÃO SOBRE O CÂNCER DE

Propaganda
PERCEPÇÃO DE RISCO E PERCEPÇÃO SOBRE O CÂNCER DE MAMA: ESTUDO PILOTO
Introdução: A detecção precoce do câncer de mama é fundamental para o aumento dos índices de sobrevivência
das mulheres. Embora existam fatores ambientais (desinformação e o despreparo do profissional, a morosidade do
sistema de saúde e a demora na procura por atendimento), a percepção da doença e de risco são aspectos que
podem estar relacionados aos comportamentos de autocuidado e preventivos frente à doença. De acordo com o
Modelo Teórico do Senso Comum (MSC), a partir dos esquemas mentais sobre o significado do processo saúde e da
doença os indivíduos constroem os conhecimentos sobre este processo em suas vidas. Ao se deparar com uma
condição clínica (diagnóstico de uma doença) o indivíduo recorrerá a estes esquemas para identificar as
possibilidades de cura e do restabelecimento do estado de saúde na adoção de comportamentos. As crenças
individuais sobre a doença – como a percepção de risco, definida pela noção individual de vulnerabilidade frente à
doença, podem diferenciar os comportamentos das mulheres diante do autocuidado. Assim, o conteúdo das crenças
pode relacionar-se com a percepção dos riscos que a doença pode trazer para a saúde do indivíduo. Objetivo:
investigar a percepção de risco e a percepção sobre o câncer de mama em mulheres sadias. Método: Estudo
transversal e descritivo. Amostra composta por mulheres saudáveis com idades entre 40 e 69 anos atendidas no
serviço público de Porto Alegre. Foram excluídas mulheres gestantes. Resultados: Serão apresentados dados
descritivos do estudo piloto que está em execução. Os resultados darão subsídios para ajustes nos instrumentos do
projeto, que pretende alcançar, ao final, uma amostra de 200 mulheres. Discussão: Frente ao diagnóstico de câncer
de mama a mulher depara-se com a possibilidade da perda da mama, um órgão investido simbolicamente e os
efeitos traumáticos do diagnóstico podem apresentar características psicossociais que transcendem os aspectos
fisiológicos. Dessa forma, o impacto da doença pode ser percebido através de prejuízos na individualidade, nos
relacionamentos sociais, na vida profissional, na sexualidade e na qualidade de vida. Considerando tais impactos
ocasionados pelo câncer de mama, pesquisas que abarquem as abordem dimensões cognitivas e comportamentais
das mulheres associadas às atitudes de prevenção são de fundamental importânciana elaboração de intervenções
qualificadas.
Apoio Financeiro: CAPES/ PROSUP
Palavras-chave: Câncer de mama, Percepção de risco, Percepção de Doença
C749 Congresso Brasileiro de Terapias Cognitivas (10. : 2015 : Porto de Galinhas)
Programa e resumo do X Congresso Brasileiro de Terapias Cognitivas / Carmem Beatriz Neufeld, Aline Sardinha e Priscila de Camargo Palma
(organizadoras). – Porto de Galinhas: Federação Brasileira de Terapias Cognitivas, 2015.
ISBN 978-85-66867-01-5
Download
Random flashcards
paulo

2 Cartões paulonetgbi

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

teste

2 Cartões juh16

paulo

2 Cartões oauth2_google_ddd7feab-6dd5-47da-9583-cdda567b48b3

Criar flashcards