sangue produção através

Propaganda
2.
TECIDO CONJUNTIVO
Tipos de células:
a)
Fibroblastos: células mais freqüentes
do tecido conjuntivo. Apresentam-se
alongadas com muitas ramificações.
Sintetizam proteínas que iram compor
as fibras.
Obs: Quando reduzem sua atividade,
transforma-se em fibrócitos.
O tecido conjuntivo apresenta diversos
tipos de células separadas por um abundante
material extracelular e isso é uma das
características mais evidentes. Esse material é
representado por fibras do tecido conjuntivo
(colágeno, reticulares, elásticas) e pela matriz
extracelular ou substância fundamental. (gel
viscoso de macromoléculas como polissacarídeos,
proteínas).
O tecido conjuntivo é originado do
mesênquima que é derivado basicamente da
mesoderme.
Classificação e divisão:
- PROPRIEDADES GERAIS
- TECIDO
CONJUNTIVO
PROPRIAMENTE
DITO
- FROUXO
- MODELADO
- DENSO
- NÃO MODELADO
- ADIPOSO
- TECIDO CONJUNTIVO
DE PROPRIEDADES
ESPECIAIS
b) Macrófagos: células grandes de
contornos irregulares, muito ativas, se
locomovendo
por
meio
de
pseudópodes, com grande capacidade
fagocitária. São originários dos
monócitos e possuem função de defesa
orgânica através do englobamento das
partículas nocivas.
Obs1: monócitos são células do sangue que
atravessam as paredes das vênulas e
capilares penetrando no tecido conjuntivo.
Obs2: Os macrófagos em repouso são
denominados de histiócitos.
- MIELÓIDE
- HEMATOPOIÉTICO
- LINFÓIDE
- HIALINO
- TECIDO CARTILAGILOSO - FIBROSO
- ELÁSTICO
- TECIDO ÓSSEO
2.1
–
TECIDO
CONJUNTIVO
PROPRIAMENTE DITO
É um tecido conjuntivo típico, de
consistência fundamental mole, gelatinosa com
distribuição geral no organismo, se apresentando
nos mais diferentes aspectos e funções. É
normalmente encontrado em todos os órgãos ,
formando membranas tendões, preenchendo
espaços entre outros tecidos. Alguns órgãos
(como rins, fígado, testículos, etc) apresentam
cápsulas fibrosas que lhes garantem maior
proteção, resistência e manutenção da sua forma.
PROF: Regis Romero
c)
Mastócitos: são células grandes,
granulosos, com núcleo esférico. São
relativamente numerosos em diversos
tecidos conjuntivos. Liberam das
granulações a histamina (reações
alérgicas – promovendo a vaso
constrição) e a Heparina (ação
anticoagulante).
d) Adiposas: célula esférica onde o
núcleo fica deslocado próximo a
membrana celular. A finalidade desta
célula é armazenar lipídios.
e)
Plasmócitos: células ovóides, pouco
numerosos,
ricos
em
retículos
endoplasmáticos rugosos, com núcleo
central.
Produzem
anticorpos
(imunoglobulina).
f)
Células
adventícias:
células
indiferenciadas que podem dar origem
a várias células do tecido conjuntivo.
Obs: exceto: Leucócitos, macrófagos e
plasmócitos.
elementos estruturais típicos do tecido conjuntivo
propriamente dito. Não há predomínio acentuado
de qualquer dos componentes, seja elas células,
fibras ou substancia fundamental.
2.1.2 – Tecido Conjuntivo Denso.
Formado pelos mesmos elementos do
tecido frouxo, mas havendo uma predominância
considerável de fibras sobre os outros
componentes.
 Não Modelado (fibroso): tecido muito
resistente em qualquer direção.
Possuidores das três fibras, mas com
nítida predominância das colágenas
dispostas sem orientação. Ocorrem na
pele, nas cápsulas protetoras de vários
órgãos como rins, fígado, baço.

Modelado
(tendinoso):
tecido
semelhante ao anterior, também com
predominância de fibras colágenas,
mas organizadas e dispostas em apenas
uma única direção. Formam tendões
que ligam os músculos a os ossos.
i. – Tecido Adiposo
a)
b)
c)
Tipos de fibras:
Colágenas: formado pela proteína
colágeno e possuidor de uma alta
resistência e tração.
Elásticas: formado pela proteína
elastina e possuidor de uma alta
elasticidade.
Reticulares: formado pela proteína
reticulina, e formam verdadeiras redes
em alguns tecidos.
2.1.1 – Tecido Conjuntivo Frouxo
É um tecido conjuntivo muito comum.
Preenche os espaços entre as fibras e feixes
musculares, serve de apoio para os epitélios e
forma uma camada em torno dos vasos
sanguíneos e linfáticos. Contem todos os
PROF: Regis Romero
Tipo especial de tecido conjuntivo onde
ocorre predominância de células adiposas
(adipócitos), que se encontram agrupadas no
tecido adiposos espalhados pelo corpo.
É o maior depósito de energia do corpo,
armazenando sob forma de triglicerídeos. Além da
função energética, o tecido adiposo localizado de
baixo da pele modela a superfície (sendo
responsável pela diferenciação do corpo do
homem e da mulher), protege contra choques, é
isolante térmico do organismo.
As células adiposas são originadas das
células do mesenquima indiferenciadas que dão
origem aos lipoblastos, que por conseguinte, que
se diferenciam em adipócitos.
2.1.4 – Tecido Hematopoiético (Tecido
Conjuntivo Reticular)
Inclui tecidos especiais com a finalidade de
produção e células sanguíneas (Mielóide) e de
defesa (Linfóide).
 Tecido sanguíneo:
O sangue é constituído plasma (parte
líquida) e dos elementos figurados (hemácias,
leucócitos e plaquetas)
- Plasma: substancia aquosa, amorfa,
onde estão mergulhados os elementos figurados
alem de substancias orgânicas como: proteínas,
aminoácidos, glicose, hormônios, lipoproteínas,
etc; gases (O2 e CO2) excretos metabólicos
celulares, etc.
Obs: Cerca de 90% do plasma é
composto por água.
- Elementos figurados: é a porção sólida
do sangue.
o Hemácias (eritrócitos ou glóbulos
vermelhos):
Apresentam-se em forma de disco
bicôncavo, proporcionando uma grande superfície
em relação ao volume facilitado a troca gasosa.
Nos mamíferos são anucleadas quando
maduras.possuem um tempo vital em torno de
120 dias. Encontram-se em numero de 4.5 a 5.5
milhões por milímetro cúbico. Passam facilmente
através das bifurcações dos capilares mais finos
sem se romperem graças a sua flexibilidade. São
ricas em hemoglobinas (pigmento vermelho
possuidor de ferro) que é uma proteína conjugada.
Origem: A medula óssea vermelha origina o
eritroblastos que se diferencia em eritrócitos.
PROF: Regis Romero
A função das hemácias é transportar os gases da
respiração.
Obs1: HB + O2 = oxi-hemoglobina
Instável
HB + CO2 = carbono-hemoglobina
HB + CO = Carboxi-hemoglobina - Estável
Obs2: Anemia: baixa concentração de hemácia no
sangue
Politicemia: alta concentração de hemácia
no sangue.
Anemia falciforme: anemia causada por
alterações na molécula de hemoglobina graças à
mutação genética fazendo com que a hemácia
mude sua conformação original.
o Leucócitos (glóbulos brancos): Células
incolores, de forma esférica, implicados na defesa
no organismo. Constantemente deixam os
capilares por meio de diapedese. Estão em número
de 6 a 10 mil por milímetro.
Classificação:
 Agranulócitos: leucócitos que não possuem
granulações. Podendo ser subdivididos em:
I. Linfócitos: células esféricas, com
pobreza de em numero de organelas
citoplasmáticas. Tempo de duração variável entre
alguns dias e muitos anos. podem ser classificados
em linfócitos T (transformação em plasmócitos,
resposta humoral, proteção contra células
infectadas com vírus ou alguma célula cancerosa),
e linfócitos B (diferenciação em plasmocitos e
produção de anticorpos).
Obs: Os Linfócitos T e B estão
relacionados com a memória imunológica.
II. Monócitos: tem núcleo ovóide em forma
de rim ou ferradura. Citoplasma possui pequena
quantidade de ribossomos e ergastoplasmas, mas
rico em mitocôndrias, aparelho de Golgi.
Superfície com microvilosidades e vesículas de
pinocitose. Originário da medula óssea e ao
penetrar em alguns órgãos se transformam em
macrófagos. Finalidade de proteção através da
fagocitose.
 Granulócitos: Leucócitos que apresentam
grande quantidade de granulações. Podem ser
classificados em:
I. Neutrófilos: apresentam núcleos com dois a
cinco lóbulos ligando por finas pontes de
cromatinas. Coram-se com corantes neutros.
Protegem o organismo através de ação fagocitária.
Coagulação:
TECIDOS COM LESÃO
PLAQUETAS AGLOMERADAS
Tromboplastina (Tromboquinase)
PROTROMBINA
Ca+
TROMBINA
+
FIBRINOGÊNIO
II. Eosinófilos: menos numerosos que os
neutrófilos. Núcleo bilobulado. Coram-se com
corantes ácidos. Fagocitam e eliminam o
complexo antígeno-anticorpos e são atraídos em
áreas de inflamação alérgica.
III. Basófilos: Núcleo volumoso e de formato
irregular. Coram-se com corantes básicos.
Produzem Heparina (anticoagulante) e Histamina
(vaso constritor em processos alérgico)
Obs:
-
Leucopenia: diminuição exagerada do
número de leucócitos.
Leucocitose: aumento exagerado do
número de leucócitos.
o Plaquetas (trombócitos): São originadas
da medula óssea vermelha pela fragmentação de
pedaços do citoplasma do megacariócito que por
sua vez formam-se através da diferenciação do
megacarioblasto. São de grande importância para
o processo de coagulação.
PROF: Regis Romero
FIBRINA
2.2 – TECIDO CARTILAGINOSO
É uma forma especializada de tecido
conjuntivo de consistência rígida. Desempenha a
função de suporte de tecidos moles, reveste as
superfícies das articulações onde absorvem
choques e facilita os deslizamentos e é essencial
na formação e crescimento dos ossos longos. É
formado por células denominado de condrócitos e
abundante material extracelular, denominado de
matriz.
Células da cartilagem:
- Condroblastos: células jovens que se
duplicam por meio de mitoses e produzem a
matriz ativamente.
- Condrócitos: são os condroblastos
adultos, que mantem a integridade da cartilagem.
O tecido cartilaginoso é desprovido nervos,
vãos linfáticos e de vasos sanguíneos sendo
nutrido por meio de difusão. A função do tecido
cartilaginoso depende principalmente da estrutura
da matriz (constituição de colágeno e elastina)
Existem basicamente três tipos de
cartilagem:
I- Hialina: mais simples e comum,
constituindo o elemento de sustentação durante o
desenvolvimento embrionário, promovem o
crescimento dos ossos longos em extensão graças
a presença do disco epifisário. Apresenta grande
quantidade de fibras de colágeno (tipo II). No
adulto, formam as extremidades das costelas,
recobre as superfícies articulares, parede das
fossas nasais, traquéia e brônquios, etc.
II- Elástica: Apresentam grande quantidade
de fibras elásticas e pouca de colágeno.
Encontrado no pavilhão auditivo, na epiglote, etc.
III- Fibrosa (fibrocartilagem): ë um tecido
conjuntivo de características intermediárias, entre
o conjuntivo denso e a cartilagem hialina. Rico
em fibras de colágeno (tipo I). Encontrado nos
discos intervertebrais, meniscos.
2.3 – TECIDO ÓSSEO
Não se deve confundir tecido ósseo com
osso. O tecido ósseo é um dos constituintes do
osso, mas alem dele se encontra tecido adiposo,
nervoso, hematopoiético, etc. O tecido ósseo
apresenta uma matriz rígida formada por fibras de
colágeno e sais inorgânicos (cálcio, fosfato, etc).
O tecido ósseo constituirá principalmente o
esqueleto que serve de suporte e proteção, alem de
alojar a medula óssea formadora das células do
sangue.
PROF: Regis Romero
As células constituintes são:
- Osteoblastos: células ósseas jovens com
projeções citoplasmáticas que tocam as células
vizinhas. Produzem as fibras e concentram fosfato
de cálcio, participando da mineralização da
matriz.
- Osteócitos: são células encontradas no
interior da matriz óssea ocupando lacunas
(Osteoplastos). Cada lacuna apresenta apenas um
osteócito que se comunicam através de
canalículos (junções comunicantes). São células
achatadas que exibem pequenas quantidades de
ergastoplasma e aparelho de Golgi. São de grande
importância para a manutenção da integridade da
matriz óssea.
- Osteoclastos: são células gigantes,
móveis e extremamente ramificadas. Suas
ramificações são irregulares, com forma e
espessura variáveis. Eles secretam ácidos,
colágenas e outras enzimas que atacam a matriz e
liberam Ca2+.
Revestindo o osso encontramos uma
camada de tecido conjuntivo fibrosos através do
qual os vasos atingem o tecido rígido,
denominado de periósteo. Já internamente, re
vestindo a cavidade cilíndrica aonde vai instalarse a medula óssea, encontramos o endósteo.
O tecido ósseo apresenta uma estrutura
bem característica denominada de Sistema de
Havers, formado por um cilindro com um canal
central (Canal de Havers) e ao redor se distribuem
lâminas ósseas concêntricas. Cada lâmina
apresenta fileiras de osteócitos interligados por
canalículos. Os canais de Havers vizinhos se
conectam transversalmente por canais de
Volkmann. No interior dos canais de Havers e
Volkmann estende-se uma rede de capilares e
nervos que permitem a transmissão de impulsos e
nutrição do tecido.
Classificação quanto à compactação:
 Tecido ósseo compacto: não apresenta
cavidades visíveis. Constituem a diáfise dos ossos
longos, recobre externamente os ossos curtos.
Classificação Medular:
 Medula óssea amarela: constituída
principalmente de tecido adiposo. Encontra-se na
diáfise dos ossos longos (tutano).
 Medula óssea vermelha: apresenta
função hematopoiética formadora de células
sanguíneas. Encontrada nas epífises dos ossos
longos.
Ossificação: Processo de formação de um
osso. Podendo subdividida em:
 Ossificação intramembranosa: Ocorre
no interior da membrana do tecido conjuntivo,
dando origem aos ossos chatos, como no crânio.
 Ossificação endocondrial: Caracterizase pela formação de ossos longos como no caso
do fêmur. Dá-se a partir do molde de um tecido
cartilaginoso que gradualmente substituído por
tecido ósseo. Salienta-se que não há
transformação de cartilagem em osso e sim
substituição. O processo inicia-se na parte central
indo a direção as extremidades.
 Tecido ósseo esponjoso: Apresenta
cavidades visíveis ao olho nu. Forma a epífise dos
ossos longos.
Partes de um osso longo:
 Epífise superior: região alargada
proximal.
 Diáfise: corpo do osso, região
intermediária localizada entre as duas epífises.
 Epífise inferior: região alargada distal.
PROF: Regis Romero
Exercícios
1 – (UFC/96.2 – 1ª fase) Os tecidos conjuntivos
são abundantes em substancias intercelular,
originam-se na mesoderma (mesenquima) e tem,
geralmente, funções de sustentação e de ligar um
tecido a outro. São exemplos de tecidos
conjuntivos:
1. Ósseo.
2. Muscular.
3. Epitelial.
4. Adiposo.
5. Sanguíneo.
2 – (UECE/99.2) Quando um animal hiberna, seu
metabolismo baixa consideravelmente, pois ele
fica no mais absoluto repouso e por muitos dias
sem se alimentar. Nesse período a energia que o
animal necessita para se manter vivo, provem,
essencialmente;
a) Do tecido adiposo.
b) Das fibras musculares, ricas em ATP.
c) Do tecido nervoso.
d) Da epiderme.
3 – (Unifor/95.2) “Reveste superfícies articulares
facilitando os movimentos e atuando como
amortecedor de choques mecânicos”
A frase acima refere-se ao tecido:
a) ósseo
b) nervosos.
c) Muscular.
d) Epitelial.
e) Cartilagiloso.
4 – (Unifor/97.2) considere os itens abaixo:
I) Células nucleadas.
II) Células anucleadas.
III) Fragmentos citoplasmáticos anucleados
IV) Substancia intercelular líquida.
O sangue humano é um tecido que contem;
a) I, II, III
b) I, II, IV
c) I, III, IV
d) II, III, IV
e) I, II, III, IV
5 – (Unifor/99.2) As funções do sangue humano
relacionadas com a defesa e coagulação são
desempenhadas, respectivamente, por:
a) Plaquetas e leucócitos.
b) Leucócitos\s e plaquetas.
c) Hemácias e plaquetas.
d) Plaquetas e hemácias.
e) Leucócitos e hemácias.
6 – O tecido responsável pela formação das
células
sanguíneas
vermelhas
(tecido
hematopoiético mieloide) é encontrado no:
a) Interior do osso.
b) Coração.
c) Baço.
d) Fígado
e) Gânglios linfáticos.
7 – (UFJF-MG) Ocorrendo uma infecção, o
organismo reage aumentando a quantidade de ;
a) Hemácias.
b) Leucócitos.
c) Plaquetas.
PROF: Regis Romero
d) Plasma.
e) Oxigênio.
8 – Assinale a alternativa correta.
a) A substancia intracelular do tecido ósseo
não possui nenhuma substancia orgânica.
b) Os canais de Havers percorrem o osso no
sentido transversal.
c) O tecido ósseo é um tecido conjuntivo de
sustentação.
d) Os canais de Havers são os únicos canais
existentes no osso.
e) Os ossos não têm flexibilidade alguma,
sendo extremamente rígido.
9 – Os condrócitos são:
a) Células do tecido cartilaginoso.
b) Células do tecido ósseo.
c) Fibras do tecido cartilaginoso.
d) Fibras do tecido ósseo.
e) Células do tecido epitelial.
10 – (UECE) Na coagulação do sangue, a ultima
etapa consiste na passagem de:
a) Protrombina em trombina.
b) Protrombina em fibrinogênio.
c) Fibrinogênio em fibrina.
d) Trombina em fibrina.
11 – (PUC) O tecido que apresenta a função de
unir entre si outros tecidos, fornecendo
sustentação e criando uma trama no interior da
qual passam vasos sanguíneos, linfáticos e nervos,
recebe o nome de;
a) Epitelial.
b) Conjuntivo
c) Muscular
d) Nervoso.
e) Hematopoiético.
12 – (UF-RS) As células encarregadas da
produção de anticorpos específicos contra agentes
patogênicos ou corpos estranhos ao organismos
são:
a) Macrófagos.
b) Plasmócitos.
c) Mastócitos.
d) Adipócitos.
e) Fibroblastos.
13 – Os glóbulos vermelhos (hemácias) de sangue
humano, tido como normal, são:
a) Nucleados, de forma bicôncava.
b) Anucleados, de forma bicôncava.
c) Nucleados de forma esférica.
d) Anucleados de forma esférica.
e)
Nucleados falciformes.
14 - (CESGRANRIO-RJ) a formação do tecido
ósseo é precedida, em muitos casos, pela preseça
de um molde de tecido cartilaginoso que será
destruído. Durante a vida o tecido ósseo exibe
contínuos processo de síntese e destruição da
matriz orgânica. Qual das células abaixo está
relacionada com a reabsorção óssea/
a) Condrócito
b) Condroplasto.
c) Condroblasto.
d) Osteoblasto.
e) Osteoclasto.
15 – (UECE) Uma das garotas da famosa turma
“Armação Enfumaçada”, após extrair um dente,
PROF: Regis Romero
sofreu intensa hemorragia logo sustada por
injeção de vitamina K. A garota deveria estar
apresentando:
a) Diminuída síntese de protrombina.
b) Diminuída síntese de fibrinogênio.
c) Numero diminuído de plaquetas.
d) Fragilidade capilar.
1 – 25
6–a
11 – b
2–a
7–b
12 - b
Gabarito
3–e
8–c
13 – b
4–e
9-a
14 - e
5–b
10 – a
15 – a
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

paulo

2 Cartões paulonetgbi

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

teste

2 Cartões juh16

Matemática

2 Cartões Elma gomes

Criar flashcards