Resoluções das atividades

Propaganda
HISTÓRIA 1
Resoluções das atividades
Aula 5
e o trabalho. No entanto, a ênfase no poder do faraó de
“escravizar grandes contingentes” requer observar que a
forma de trabalho predominante no Antigo Egito era servidão coletiva (modo de produção asiático). Assim sendo,
o faraó requisitava, compulsoriamente, mão de obra abundante junto às comunidades sob seu poder.
A cultura dos povos da Antiguidade
Oriental
Atividades para sala
01 C
05 C
Devido à sua localização geográfica, às margens do
Mediterrâneo, os fenícios distinguiram-se pela arte da
­
navegação e pela habilidade no comércio marítimo.
(V)
(F)Os egípcios acreditavam que, depois da morte, a alma
seria julgada no tribunal do deus Osíris.
(V)
(V)
(F)Os hebreus desenvolveram, a partir de Moisés, uma
religião monoteísta: o judaísmo.
02 C
A civilização hebraica, a partir do Êxodo (fuga do Egito),
adotou o monoteísmo ético (judaísmo), que serviu de base
para a formulação do cristianismo e do islamismo.
06 E
03 C
A representatividade da arte no Egito Antigo levava em
conta os temas religiosos, funerários e homenageava a
figura divina do faraó.
04 B
Analisando as características, percebe-se que I, II, III e
IV referem-se, respectivamente, às civilizações egípcia,
­fenícia, persa e hebraica.
07 B
Atividades propostas
O messianismo (crença na vinda de um salvador para o
povo hebreu) foi a base para a religião cristã, uma vez que
os cristãos acreditavam que Jesus Cristo era o profeta prometido por Deus, convicção rejeitada pela religião judaica.
Bastante vinculada à estrutura teocrática da política e
à religiosidade da população, a arte egípcia referia-se a
temas como: a imortalidade da alma, a representação dos
deuses e o além-túmulo.
Pode-se afirmar que o governo no Egito Antigo era teocrático, tendo na figura do faraó o seu representante máximo.
A religião era profundamente presente no cotidiano egípcio, de forma a se envolver na política e nas relações dos
homens entre si e com a natureza.
02 E
09 A
A questão remete ao Egito Antigo no contexto da Antiguidade Oriental. No Egito Antigo, imperava um politeísmo
religioso com a existência de uma diversidade de deuses
que eram cultuados nas diversas regiões. Estes deuses
eram antropozoomórficos, ou seja, possuíam forma de
homem e de animais. Ao longo da história dessa civilização, ocorreram inúmeros conflitos entre os faraós e os
nomarcas e entre os faraós e os sacerdotes.
03 D
Tratou-se de uma reforma religiosa com forte intenção
política e ideológica que pretendia fortalecer ainda mais a
autoridade do faraó diante do corpo sacerdotal e ­Amon-Rá.
10 A
04 A
A Medicina egípcia era muito avançada para sua época.
Procedimentos como mumificação, cirurgias e transplantes de órgãos eram já utilizados pelos médicos e/ou sacerdotes no Egito Antigo.
08 A
01 D
A Mesopotâmia destacou-se por avanços em diversas
áreas do conhecimento, como a Arquitetura, pela construção de zigurates e canais de irrigação; a Astronomia,
por meio de estudos sobre corpos celestes e movimentos
dos planetas; e a Astrologia, com base em estudos sobre
o comportamento dos astros.
O enunciado e a alternativa correta remetem a aspectos
da vida no Antigo Egito, como o poder teocrático do
faraó, a arquitetura representada por pirâmides e templos
A prática da mumificação dos corpos é um dos traços mais
conhecidos da antiga civilização egípcia e está relacionada à
crença na vida além-túmulo, no julgamento dos mortos e na
possibilidade de a alma, uma vez absolvida, retornar ao corpo.
Pré-Universitário – Livro 1
1
Download
Random flashcards
Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

teste

2 Cartões juh16

Criar flashcards