Revisão de Geografia 1º SEMESTRE PROFESSOR DANILO

Propaganda
Revisão de Geografia
1º SEMESTRE
PROFESSOR DANILO
CONTEÚDO 1 – CONCEITOS GEOGRÁFICOS
ITENS IMPORTANTES
1) Definição de Geografia
Geografia é a ciência que estuda as relações entre os homens
e a natureza.
2) O Objeto de Estudo da Geografia
Espaço geográfico: consiste na relação entre os elementos
sociais e naturais.
d) Elevação do nível do mar no litoral leste dos
continentes.
2) Movimento de Translação
É o movimento que a Terra e os outros planetas fazem em
torno do sol. Terra = 365 dias (365 dias, 5 h, 48 min e 46 seg.).
A órbita é oval, ou elíptica, por isso a distância TerraSol varia no decorrer do ano.
Periélio: 147.1 milhões km no início do ano.
Afélio: 152.1 milhões km na metade do ano.
3) CONCEITOS GEOGRÁFICOS FUNDAMENTAIS
a) Paisagem: é o domínio do visível; tudo aquilo que os nossos
olhos podem ver. É natural quando não foi alterada pelo
homem; é cultural quando foi produzida e/ou alterada pelo
homem.
b) Lugar: é a parte do espaço onde vivemos, ou seja, o espaço
onde moramos, trabalhamos e estudamos, onde
estabelecemos vínculos afetivos.
c) Território: É o espaço delimitado por relações de poder.
d) Região: Recorte do espaço geográfico que reúne elementos
sociais, naturais e econômicos comuns.
e) Natureza: Conjunto de processos químicos, físicos e
biológicos (organismo) que possui funcionamento próprio,
independente da ação humana.
f) Sociedade: Conjunto de pessoas com elementos culturais
comuns que interagem entre si.
CONTEÚDO 2 – MOVIMENTOS DE ROTAÇÃO E
TRANSLAÇÃO
Conseqüências:
a) As estações do ano;
b) Equinócios e solstícios;
c) A cada 4 anos temos o ano bissexto;
Equinócios: Correspondem as épocas do ano em que
ambos os hemisférios estão igualmente iluminados, isto
porque o sol está passando sobre a linha do Equador com
ângulo de 90º.
Solstícios: Correspondem as épocas do ano em que
os hemisférios N e S estão desigualmente iluminados,
coincidindo com a passagem do sol pelos trópicos, com ângulo
de 90º.
ITENS IMPORTANTES
1) Movimento de Rotação
É o movimento que a Terra faz em torno de seu próprio eixo
de oeste para leste. Gira 360º em 24 horas (23h, 56 min e 4
seg.).
Conseqüências:
a) Sucessão dos dias e das noites;
b) Forma da Terra: abaulamento no Equador e
achatamento nos pólos;
c) Circulação geral da atmosfera e das correntes
marítimas com um desvio para a direita no Hemisfério Norte e
para a esquerda do observador no Hemisfério Sul (efeito
Coriólis);
CONTEÚDO 3 – FORMAS DE ORIENTAÇÃO
ITENS IMPORTANTES
1) Orientação pelo Sol
Se apontar o braço direito na direção do nascer do Sol, tenho
o leste;
Se apontar o braço esquerdo na direção do pôr do Sol, tenho
o oeste;
Na frente terei o norte;
Às costas terei o sul.
Os meridianos são círculos imaginários que cortam a
Terra do pólo Norte ao pólo Sul, perpendicularmente ao
Equador. O principal meridiano é Greenwich.
2) Pontos de referência (cardeais, colaterais e subcolaterais)
Os pontos cardeais: Norte (N), sul (S), Oeste (O, ou W) e Leste
ou Este (L ou E);
Os pontos colaterais: Noroeste (NO), nordeste (NE), sudoeste
(SO) e sudeste (SE);
Os pontos subcolaterais, és-nordeste (ENE), nor-nordeste
(NNE), su-sudeste (SSE), és-sudeste (ESE), oés-sudoeste (OSO),
su-sudoeste (SSO), nor-noroeste (NNO), oés-noroeste (ONO).
2) Latitude e Longitude
Esses são os pontos que facilitam a orientação na
superfície terrestre. A noção a respeito desses pontos de
orientação é fundamental para estabelecer os deslocamentos
aéreos e marítimos, por exemplo, ou em locais onde não há
estradas, como regiões desérticas e áreas florestais.
Para se localizar pelo espaço geográfico, são
utilizados pontos de cruzamento entre os paralelos e os
meridianos. Quando um paralelo e um meridiano se
encontram, marcando um ponto na superfície da Terra, temos
uma coordenada geográfica.
A distância entre os paralelos é dada em graus.
Latitude é a distância em graus de qualquer ponto da
superfície da Terra em relação à linha do Equador, variando,
assim, de 0° a 90° para norte ou 0° a 90° para sul.
A distância entre os meridianos é dada em graus.
Longitude é a distância em graus de qualquer ponto da
superfície da Terra em relação ao meridiano de Greenwich,
variando de 0° a 180° para leste e de 0° a 180° para oeste.
CONTEÚDO 4 – COORDENADAS GEOGRÁFICAS
ITENS IMPORTANTES
a) Paralelos e meridianos
Quando olhamos os mapas e globos que representam
a Terra, enxergamos muitas linhas traçadas sobre eles. Essas
linhas representam dois grupos: os paralelos e os meridianos.
Os paralelos são círculos imaginários que cortam a
Terra, paralelamente à linha do Equador.

Círculo Polar Ártico (66°33’N);

Trópico de Câncer (23°27’N);

Trópico de Capricórnio (23°27’S);

Círculo Polar Antártico (66°33’S).
CONTEÚDO 5 – FUSOS HORÁRIOS
ITENS IMPORTANTES
Você observou que não existe um único horário para toda a
superfície terrestre.
É fácil entender: a Terra gira ao redor de si mesma, num
movimento de rotação que dura 24 horas. Como o planeta Terra tem
a forma esférica, enquanto uma parte está iluminada pelo Sol,a outra
está na escuridão. Como a Terra está sempre girando, a situação vai
pouco a pouco se invertendo. A parte que estava iluminada pelo Sol
fica escura, e a parte que era escura vai recebendo a luz do Sol.
A partir do Congresso Internacional de Geografia, realizado
em Londres em 1895, foi oficializado como o meridiano de origem
para estabelecer os fusos horários, o meridiano que passava pela
capital inglesa, uma vez que durante séculos cada nação utilizava o
tempo do meridiano que passava pela sua capital. No Brasil utilizavase o meridiano do Observatório de Castello, no Rio de Janeiro.
Principalmente as embarcações marítimas encontravam
grande dificuldade pela diversidade dos horários portuários; sendo o
comércio inglês de grande poderio na época, a maioria das
embarcações utilizava o fuso horário do meridiano de Greenwich,
adotado pelos EUA a partir de 1884 pelo Acordo de Washington.
Assim, o meridiano de Greenwich tornou-se o fuso inicial oficial.
Os dias e as noites se sucedem devido ao movimento de
rotação da Terra. Em conseqüência, as horas não são as mesmas nas
diversas regiões da Terra. A faixa delimitada por dois meridianos
distantes por 15° de longitude, constitui o denominado fuso horário.
Sabendo-se que o movimento de rotação da Terra é
executado em 24 horas e que a circunferência equatorial tem 360°,
basta dividir 360° por 24 horas e teremos que cada faixa de 15°
corresponde a 1 hora.
1) Definição
Projeção cartográfica corresponde à representação
de uma superfície esférica num plano. Toda forma de
representação da Terra possui distorções que variam de
acordo com a projeção adotada.
2) Classificação quanto ao método
De acordo com o método de construção, podemos
classificar as projeções em cilíndricas, cônicas ou planas
(azimutal).
Projeção cilíndrica: apresenta paralelos e meridianos
projetados a partir do centro da esfera; a única coordenada
que mantém a dimensão original é a linha do Equador; os
paralelos e meridianos formam ângulos retos, a partir de um
cruzamento; aqueles países localizados próximos à linha do
Equador, apresentam pequenas distorções, em comparação
com áreas situadas nas latitudes mais elevadas. Nessa
projeção os pólos não podem ser projetados e ela é utilizada
na navegação e na confecção de mapas-múndi.
Projeção plana (azimutal): tem como características
principais a confecção de mapas, onde o pólo é o centro do
plano; as áreas com pequenas distorções estão localizadas nas
regiões polares e próximas a ela; os meridianos são
representados por linhas retas, enquanto os paralelos formam
círculos concêntricos; a projeção plana é bastante utilizada na
navegação aérea, principalmente no hemisfério norte, devido
ao seu grande tráfego aéreo.
360° : 24h = 15°
15° = 1 h
1° = 4 min.
Já sabemos que a Terra gira em torno de seu próprio eixo
de oeste para leste. Portanto, todos os locais situados a leste de um
ponto qualquer verão o Sol “nascer” antes, e os que estiverem a
oeste verão o Sol nascer depois (mas também verão o anoitecer
ocorrer primeiro), o que nos permite concluir que:
Para oeste as horas são atrasadas;
Para leste as horas são adiantadas.
* Para fazer o cálculo dos fusos horários lembre-se das dicas
do caderno. Você pode utilizar a tabela com as longitudes ou
as fórmulas matemáticas.
CONTEÚDO 6 – PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
ITENS IMPORTANTES
Projeção cônica: apresenta as coordenadas traçadas
na esfera, e projetadas do Equador ao pólo, ou seja, apenas
um hemisfério é representado; ocorre um cruzamento nos
pólos dos meridianos projetados no cone; o paralelo é a única
coordenada que mantém suas dimensões originais; as áreas
localizadas nas regiões polares apresentam as maiores
distorções.
3) Classificação quanto às propriedades (aspecto)
De acordo com o aspecto (o que se pretende
conservar), podemos classificar as projeções em conformes,
equivalentes, eqüidistantes e afiláticas.
Projeção conforme: as formas e os ângulos são
mantidos enquanto as áreas são distorcidas.
Projeções equivalentes: mantêm a área constante
em toda a superfície do mapa.
Projeções eqüidistantes: preservam a escala em
alguma parte do mapa, não sendo possível representar todas
as distâncias corretamente em escala.
Projeções afiláticas: não respeitam nenhuma das
propriedades anteriores.
CONTEÚDO 7 – A ESCALA
ITENS IMPORTANTES
1) Definição
Escala não é nada mais do que razão entre as dimensões
reais do terreno e as que ele apresenta no mapa.
2) Tipos de escalas
Nos mapas e cartas geográficas podemos ter sob duas
formas:
- Numérica ou aritmética: __ 1 __ ou 1:500000
500000
Isto quer dizer que 1 unidade no mapa equivale à 500000
da mesma unidade na realidade. Através desta escala podemos
calcular nos mapas a distância real entre entre dois pontos (por
exemplo, entre duas cidades).
- Gráfica: Aqui podemos ver que se trata de uma escala onde a
relação de proporcionalidade, já está representada pela presente
linha.
3) Cálculo
Para fazer o cálculo da escala utilize as técnicas e a fórmula
que estão escritas no caderno de sala.
Download
Random flashcards
paulo

2 Cartões oauth2_google_ddd7feab-6dd5-47da-9583-cdda567b48b3

Criar flashcards