Enviado por Do utilizador7506

Cultura e Desenvolvimento em Minas Gerais, Breve relato

Propaganda
PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO CULTURAL
Cultura e Desenvolvimento
Davi Alves de Sousa
Cultura e Desenvolvimento em Minas Gerais: Breve relato
Introdução
A construção da cultura se dá em um processo de variadas dimensões, e em um
contexto de construção histórica. Acredito que é um todo na sociedade a partir de
fragmentos ajustados a partir do indivíduo que é parte de um lugar e de um todo
em dimensões variadas. Essa construção acontece através das diversas
formações e a partir da interrelação desses indivíduos na sociedade. E essas
formações individuais em um contexto social, possibilita o desenvolvimento da
cultura local de forma distinta e ao mesmo tempo diversa, podendo sofrer
interferências e manifestações de outros lugares e grupos sociais. Somos uma
nação de várias matrizes culturais: indígena, africana, europeia e que
continuamos assimilando e transformando culturas do mundo através da
globalização, mídia e principalmente a internet.
Desenvolvimento
Identidade e diversidade, essa contradição surge penso eu, do narcisismo da
identidade que tende a rejeitar a diversidade. E se a diversidade respeitar e
contemplar
as
várias
identidades,
pode-se
caminhar
melhor
com
desenvolvimento, seja econômico, social e cultural. O desenvolvimento
econômico por ser objetivo é de fácil aferição, com resultado em números e
estatísticas, enquanto o social e cultural é complexo em sua subjetividade.
A cultura e desenvolvimento estão interligados em processos interligados e penso
que para que haja desenvolvimento cultural e social é necessário que as políticas
públicas e privadas promovam e participem de forma conjunta e ativa. A
Declaração Universal dos Direitos do Homem define claramente os direitos
culturais como parte dos direitos humanos fundamentais, dos quais somos
signatários, e inclui o direito ao desenvolvimento. Para Barros (2008) a
diversidade cultural se apresenta como uma resposta e uma procura deliberada e
não um pressuposto.
Sendo assim essa diversidade e desenvolvimento deve ser disseminada, exigida
e compartilhada por todo país sem restrições, pelo individuo, sociedade,
entidades públicas e privadas. Porém a cultura em nosso país ainda é vista em
plano secundário no contexto do desenvolvimento amplo e precisa ser alargada
uma vez que é constituída de valores, identidades e símbolos materiais e
imateriais.
A diversidade cultural para UNESCOi estabelece que a cultura deve ser
considerada como o conjunto dos traços distintivos espirituais e materiais,
intelectuais e afetivos que caracterizam uma sociedade ou um grupo social e
que abrange, além das artes e das letras, os modos de vida, as maneiras de
viver juntos, os sistemas de valores, as tradições e as crenças.

Cultura e Minas Gerais: um berço cultural do Brasil
Minas Gerais contribui com um grande acervo cultural e patrimonial cultural ao
país, um estado reconhecido internacionalmente pelo acervo arquitetônico e
artístico do período colonial preservado das cidades históricas, que recebem
visitantes de todo mundo, onde pode-se conhecer a arte do chamado barroco
mineiro, através dos ilustres artistas Aleijadinho, Mestre Ataíde e outros. O
estado possui extensa lista de bens materiais no Patrimônio Mundial
reconhecidos pela Unesco.
O Estado de Minas Gerias é o maior em número de municípios (853) possuindo
uma diversidade cultural e patrimônio imaterial de grande importância, porém
com pouco conhecimento divulgação. Esse desconhecimento é fundamentado
pela segmentação da visão de cultura patrimonial portuguesa, influenciada pela
igreja (que ainda dita as regras no interior mineiro) ainda é uma cultura de elite
predominantemente branca. As manifestações imateriais em minas foram
herdadas dos usos e costumes dos colonizadores portugueses e as fortes
influências das culturas indígena e africana. Hoje se encontram presentes no
artesanato, na culinária, nas danças típicas, na música, na literatura, e no
folclore, culinária, em manifestações populares, superstições, enraizados no
contexto popular.
A cultura em Belo Horizonte
A capital Belo Horizonte contribui com uma enorme produção cultural, sendo
berço de vários grupos nacionalmente reconhecidos e grupos musicais. É
reconhecida com ao capital dos bares que oferece uma diversidade de
espetáculos artísticos de vários gêneros. A cidade tem adotado políticas
inclusivas com espaços para público LGBT e possui o segundo maior circuito
do gênero no país, promovendo festivais e encontros pontuais. O poder público
municipal através da Lei Municipal de Incentivo à Cultura - LMICii viabilliza a
população acesso democratizado à cultura de forma descentralizada. O
principal objetivo do programa e incentivo cultural da Secretaria de Cultura de
Belo Horizonte é fomentar a cultura através de investimentos próprios e
renúncia
fiscal,
em
regionais
administrativas
e
tem
proporcionado
manifestações culturais de artistas locais e de outras regiões trazendo arte,
desenvolvimento reforçando a diversidade através da música, dança, literatura,
cinema, circo e outras manifestações culturais. Essas ações tem permitido um
grande desenvolvimento cultural e econômico às comunidades e revelando
grupos e artistas locais. É um dos poucos que ainda se mantém apesar da
crise econômica em Minas Gerais e prefeituras.
Considerações Finais
Muito mais do que fomentar o turismo e a economia os bens culturais de Minas
Gerais e Belo Horizonte, se faz necessário uma política de sensibilização e
educação cultural voltada para valorização de todos esses bens culturais
(materiais e imateriais) de forma que a apropriação cultural por parte da
sociedade seja reconhecida como dimensão simbólica e cidadã que o
patrimônio cultural do nosso estado oferece.
Infelizmente os programas de fomento do estado tem passado por séria crise
econômica e política o que tem inviabilizado programas e políticas
educacionais voltadas para a cultura e desenvolvimento e com grave impacto à
transversalidade cultural, uma vez que os raros investimentos estão focados
em programas padronizados.
Referências bibliográficas
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto/1990-1994/d0591.htm <Consultado
em 28/03/2019>
BARROS, José Márcio (Org.). Diversidade cultural: da proteção à promoção.
Belo Horizonte: Autêntica, 2008. p.19
STRUBE,
Christian
Frieder;
GOLDSTEIN,
Ilana
Seltzer.
Cultura
e
Desenvolvimento. São Paulo: Editora Senac São Paulo, 2018. (Coleção
Universitária.)
i
Definição conforme as conclusões da Conferência Mundial sobre as Políticas Culturais (MONDIACULT,
México, 1982), da Comissão Mundial de Cultura e Desenvolvimento (Nossa Diversidade Criadora, 1995)
e da Conferência Intergovernamental sobre Políticas Culturais para o Desenvolvimento (Estocolmo,
1998).
ii
http://www.pbh.gov.br/cultura/incentivo/dec9863.htm < Consultado em 28/03/2019>
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

paulo

2 Cartões paulonetgbi

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

paulo

2 Cartões oauth2_google_ddd7feab-6dd5-47da-9583-cdda567b48b3

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Criar flashcards