Enviado por Do utilizador7389

CÉLULA

Propaganda
CÉLULA HUMANA
PROFª MARIA TERESA KOVALHUK
ALGUMAS CONSIDERAÇÕES IMPORTANTES:
 Apesar da diversidade, algumas células compartilham ao menos três
características:
• São dotadas de membrana plasmática;
• Contêm citoplasma (grego kytos, célula e plasma, líquido), com citosol,
organelas e substâncias essenciais à vida;
• Possuem material genético (DNA).
O CITOPLASMA DAS CÉLULAS PROCARIÓTICAS
 Células procarióticas: não possuem material genético
envolvido pela carioteca (não possuem um núcleo
organizado). Ex.: bactérias e cianobactérias (Reino Monera);
 O citoplasma das células procarióticas é formado por citosol
(líquido viscoso, composto por 80% de água e substâncias),
moléculas de DNA (nucleóide) e milhares de ribossomos
(síntese de proteínas).
CITOPLASMA- CÉLULA BACTERIANA (PROCARIONTE)
2. O CITOPLASMA DAS CÉLULAS EUCARIÓTICAS
 Células eucarióticas: possuem material
genético envolvido pela carioteca
(possuem um núcleo organizado). Ex.:
protozoários (Reino Protista), fungos
(Reino Fungi), vegetais (Reino Vegetal) e
animais (Reino Animal).
 O citoplasma das células eucarióticas é
formado por citosol, organelas
citoplasmáticas e citoesqueleto.
CITOPLASMA- CÉLULA ANIMAL (EUCARIONTE)
3. OS COMPONENTES DO CITOPLASMA (CÉLULAS EUCARIÓTICAS)
 Citosol (hialoplasma): material gelatinoso (fluído: sol/ viscoso: gel)
rico em água e substâncias que contém as organelas celulares e o
citoesqueleto. É no citosol que ocorre a maioria das reações
metabólicas da célula;
 Citoesqueleto (presente somente em células eucarióticas)
 Organelas celulares (presente somente em células eucarióticas,
com exceção dos ribossomos);
4. CITOESQUELETO
 Funções:
a) Define a forma e organiza a
estrutura interna da célula;
b) Possibilita o deslocamento de
materiais no interior da célula
(movimentos celulares: ciclose e
movimento amebóide).
4. CITOESQUELETO
 Componentes:
a) Microfilamentos de actina (formados pela proteína denominada actina,
relacionados ao movimento celular);
b) Microtúbulos (formados pela proteína denominada tubulina, relacionados ao
movimento e manutenção da forma celular);
c) Filamentos intermediários (constituídos pela proteína queratina, relacionados
à manutenção da forma da célula).
4. CITOESQUELETO
4. CITOESQUELETO E MOVIMENTO CELULAR
• Ciclose: denominação do contínuo movimento de organelas citoplasmáticas e substâncias
do citosol (importante para a distribuição intracelular de substâncias);
• Movimento amebóide: formação de pseudópodes (“falsos pés”).
5. ORGANELAS CELULARES
• As diversas estruturas presentes no citoplasma das células eucarióticas
desempenham funções específicas, essenciais à vida da célula. Por serem
comparáveis aos órgãos de um organismo, elas são denominadas orgânulos
ou organelas celulares/citoplasmáticas.
A) RETÍCULO ENDOPLASMÁTICO (R.E.): TUBOS E BOLSAS
MEMBRANOSAS
 Retículo endoplasmático
RUGOSO (R.E.R.): apresentam
ribossomos aderidos às bolsas
membranosas;
Funções:
a) Produção de proteínas para
exportação (que serão
eliminadas para atuar fora da
célula);
b) Produção de enzimas
lisossômicas (que fazem a
digestão intracelular).
RETÍCULO ENDOPLASMÁTICO (R.E.): TUBOS E BOLSAS
MEMBRANOSAS
 Retículo endoplasmático LISO (R.E.L.):
não apresentam ribossomos.
Funções:
a) Síntese (produção) de ácidos graxos,
fosfolipídios e de esteróides (lipídios
em geral).
OBS.: em células do fígado e em células das
gônadas sexuais, encontramos grande
quantidade de R.E.L.
RETÍCULO ENDOPLASMÁTICO (R.E.): TUBOS E BOLSAS MEMBRANOSAS
• Funções que são comuns ao R.E.R. e R.E.L.:
→Transporte de substâncias;
→Armazenamento de substâncias.
RIBOSSOMOS
• Constituição: duas
subunidades de
tamanhos diferentes,
formados por RNA
ribossômico e proteínas.
• Função: síntese
(produção) de proteínas.
COMPLEXO GOLGIENSE OU COMPLEXO DE GOLGI
 Constituição: 6 a 20 membranas bolsas
(cisternas) achatadas/empilhadas.
 Funções:
a) Síntese de carboidratos;
b) Secreção e armazenamento celular;
c) Formação do acrossomo dos
espermatozóides.
d) Formação dos lisossomos.
COMPLEXO GOLGIENSE- SECREÇÃO CELULAR
COMPLEXO GOLGIENSE- SECREÇÃO
CELULAR
• Mecanismo:
1. R.E.R.: síntese de proteínas; formam-se vesículas e ocorre o transporte
dessas vesículas para o complexo golgiense;
2. Complexo Golgiense: concentração e empacotamento das proteínas;
3. Eliminação da secreção.
COMPLEXO GOLGIENSE- FORMAÇÃO DO
ACROSSOMO DOS ESPERMATOZÓIDES
• Acrossomo: vesícula presente na cabeça do espermatozóide, que possui
enzimas que degradam o envoltório celular do óvulo, possibilitando o
processo de fecundação.
LISOSSOMOS (LISE, QUEBRA)
• Constituição: bolsas membranosas que
contêm dezenas de tipos de enzimas
digestivas (ex.: nucleases, proteases,
etc.);
• Função:
a) Digestão intracelular (heterofagia e
autofagia).
LISOSSOMOS
*Obs.: Os lisossomos recém produzidos pelo complexo
golgiense vagam pelo citoplasma até se fundir a bolsas
membranosas contendo materiais a serem digeridos.
Enquanto essa fusão não ocorre, eles são denominados
lisossomos primários, pois ainda não iniciaram sua atividade
de digestão. Quando se fundem a bolsas membranosas com
os materiais que serão digeridos e suas enzimas entram em
ação, eles passam a ser chamados lisossomos secundários.
LISOSSOMOS- TIPOS DE DIGESTÃO
1. Heterofagia: material a ser digerido pelos lisossomos é
proveniente do meio externo, por fagocitose e/ou pinocitose;
2. Autofagia: material a ser digerido provém do meio celular,
podendo até ser algumas organelas celulares velhas (a digestão
dessas organelas produz nutrientes para o citoplasma).
LISOSSOMOS
HETEROFAGIA
1) Fagocitose (englobamento de partículas sólidas);
2) Formação do fagossomo (bolsas membranosas);
3) Formação do vacúolo digestivo (fagossomo + lisossomos
primários);
4) Formação do vacúolo residual (restos do processo digestivo);
5) Clasmocitose: eliminação do conteúdo para o meio extracelular.
D) LISOSSOMOS
1. AUTOFAGIA
1) Lisossomo primário engloba o orgânulo (que é proveniente da
própria célula), formando o vacúolo autofágico;
2) Formação do vacúolo residual (restos do processo digestivo);
3) Clasmocitose: eliminação do conteúdo para o meio
extracelular
D) LISOSSOMOS
OBS.: AUTÓLISE
• O processo denominado autólise se dá quando os lisossomos rompem-se e
liberam suas enzimas digestivas, digerindo assim a célula inteira (apoptose:
morte celular programada).
• Ex.: regressão da cauda do girino, durante a metamorfose em sapos.
E) PEROXISSOMOS
• Constituição: organelas membranosas que contém a enzima catalase.
• Função: degradação da água oxigenada (subproduto das reações de degradação de ácidos
graxos e a.a.; é tóxica para a célula)
H2O2 → 2H2O + O2
• Observação: essas organelas são abundantes nas células do fígado e dos rins, pois oxidam
(destroem) diversas substâncias tóxicas (como o álcool).
PEROXISSOMOS
MITOCÔNDRIAS
• Estrutura:
F) MITOCÔNDRIAS
• Estrutura:
MITOCÔNDRIAS
• Função: nas mitocôndrias, ocorre a respiração celular aeróbia.
C6H12O6 + 6O2 → 6CO2 + 6H20 + 30ATP
30 ATP = ENERGIA
Obs.: a respiração celular é divida em 3 fases: glicólise, ciclo de Krebs e
cadeia respiratória.
MITOCÔNDRIAS
• Algumas observações importantes:
• As mitocôndrias possuem DNA próprio, ou seja, elas são
originadas de mitocôndrias pré-existentes;
• As mitocôndrias são de origem materna;
• Surgimento das mitocôndrias é explicada pela Hipótese
Endossimbiótica (as mitocôndrias são descendentes dos antigos
seres procarióticos que um dia, se instalaram no citoplasma de
células eucarióticas primitivas).
CENTRÍOLOS
• Estrutura: formados por 9 trincas de tubulina (proteína), sempre aos
pares, próximo ao núcleo.
CENTRÍOLOS
• Funções:
• Organelas que estão relacionadas à orientação da divisão
celular;
• São responsáveis pela formação dos cílios e flagelos,
estruturas que possibilitam a locomoção celular.
Obs.: os procariontes, fungos e plantas que possuem frutos
não possuem centríolos.
CENTRÍOLOS E DIVISÃO CELULAR
Centríolos
Fibras do
áster
Fibras do fuso
CENTRÍOLOS
*CÍLIOS
• Cílios são estruturas de locomoção numerosas e curtas.
-Onde são encontrados?
*Tecido epitelial do trato respiratório;
*Tubas uterinas.
I) CENTRÍOLOS
*FLAGELOS
• Flagelos são estruturas de locomoção pouco numerosas (às
vezes únicas) e longas.
-Onde são encontrados?
*Espermatozóides;
I) CENTRÍOLOS
ESTRUTURA GERAL DE CÍLIOS E FLAGELOS:
Estrutura interna de cílios e flagelos: par central de tubulina +
9 duplas de tubulina ao redor (“9 + 2”).
OBRIGADA!
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

teste

2 Cartões juh16

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Criar flashcards