Enviado por Do utilizador1349

13835313

Propaganda
Problemas Atuais e Desafios na
Nomenclatura Botânica
Jefferson Prado
E-mail: [email protected]
Instituto de Botânica
Antes de tudo um pouco de história ...
As definições e métodos de tipificação em algas, fungos,
plantas e organismos fósseis são determinados pelo Código
Internacional de Nomenclatura, que possui 17 edições. A
primeira foi publicada em 1906.
A edição atual é:
International Code Nomenclature for Algae, Fungi, and
Plants (Melbourne Code, 2012)
McNeill et al. (2012)
As edições carregam o nome da cidade
onde foi realizada a Sessão de Nomenclatura,
que modifica as regras – Melbourne.
Próximo Código – Shenzhen, China (2017).
Tipificações governadas por este Código
Parte do Capítulo II (Status, tipificação e
prioridade de nomes):
• Sessão 2. Tipificação
• Artigo 7 – Definições de tipos nomenclaturais
• Artigo 8 – O que é um espécime
• Artigo 9 – “Como fazer”
• Artigo 10 – Tipos de gêneros e subdivisões de
gêneros
Tipificações governadas por este Código
Sessão 2. Tipificação
• Artigo 7 – definições de tipos de tipos
nomenclaturais
Qual é o propósito do TIPO:
- O TIPO é um espécime ou uma ilustração;
- O TIPO é um elemento ao qual o nome está
atrelado, de acordo com as regras;
- É um elemento físico, que pode ser pego, tocado, e
examinado;
- Pode ser comparado a outros espécimens, detalhe
por detalhe;
- A tipificação é o método usado pelos botânicos
para rotular um táxon.
Tipificações governadas por este Código
Sessão 2. Tipificação
• Artigo 7 – definições de tipos de tipos
nomenclaturais
Qual é o propósito do TIPO:
• A única função de um TIPO é anexar um nome a um
táxon, e o nome não é nada mais que um rótulo.
• Um TIPO não contém a circunscrição ou relações
de um táxon. Esses aspectos devem ser explicitados
através da aplicação de análises teóricas e técnicas
usadas em sistemática vegetal.
Tipificações governadas por este Código
Sessão 2. Tipificação
• Artigo 7 – definições de tipos de tipos
nomenclaturais
Qual é o propósito do TIPO:
• Muitos táxons, que possuem nomes, são
representados por TIPOS que são incomuns, por
exemplo: tendo apenas algumas partes, como
folhas, flores ou frutos, que são maiores ou menores
do que o normal, ou que podem estar doentes
(apresentando deformações) ou mesmo
incompletos. Em outras palavras: o tipo PODE
NÃO ser o elemento mais típico do táxon.
Tipificações governadas por este Código
Sessão 2. Tipificação
• Artigo 7 – definições de tipos de tipos
nomenclaturais
Qual é o propósito do TIPO:
• Não é a função do TIPO estabelecer conceitos
taxonômicos, e ele não pode ser desprezado
simplesmente porque é atípico.
• A circunscrição de um dado táxon pode ser
alterada várias vezes, uma vez que mais
espécimens são coletados e novos métodos
analíticos são aplicados.
Tipo é um conceito relativamente novo
• A partir de 1958, tem sido solicitado aos
autores indicar um TIPO, quando
publicam um nome de um táxon novo.
• Na maioria dos casos, um holótipo é
indicado pelo autor – um espécime em
um herbário.
Tipo é um conceito relativamente novo
• Muitos nomes publicados antes de 1958 não
possuem tipos indicados ou podem possuir
vários elementos explicitamente ou
implicitamente citados como TIPOS.
• Para esses nomes um segundo passo é
necessário ser feito, por um autor
subsequente, no sentido de selecionar um
único elemento ao qual o nome deve ser
permanentemente ligado (lectotipificação
ou neotipificação).
Tipificações governadas por este Código
Sessão 2. Tipificação
• Artigo 8 – o que é um espécime?
Article 8.1. O TIPO de um nome de uma espécie ou
um táxon infraespecífico é um único espécime
conservado em um herbário ou outra coleção ou
instituição, ou uma ilustração.
Article 8.2. Um espécime é uma coleta ou parte de
uma coleta, de uma única espécie ou táxon
infraespecífico feita em uma data, não consideradas
as misturas.
Tipificações governadas por este Código
Sessão 2. Tipificação
• Artigo 8 – o que é um espécime?
• ... Um espécime pode consistir de uma única
planta, partes de uma planta ou várias plantas, ou
múltiplas pequenas plantas.
• ... Um espécime é geralmente montado em uma
única exsicata de herbário ou em uma preparação
equivalente, tais como uma caixa, um vidro ou uma
lâmina de microscópio.
Tipificações governadas por este Código
Sessão 2. Tipificação
• Artigo 8 – o que é um espécime?
• ... Espécimes não são definidos como plantas
individuais.
• ... Espécimes são definidos pelo seu método de
preparação.
Tipo: várias plantas
Tipo: montado em duas partes
1/2
2/2
Cephaelis acanthacea Standl. ex Steyerm.
Cuatrecasas 16572 (F, 2 exsicatas, holótipo)
Tipos devem ser permanentes
• Article 8.4
TIPOS devem ser permanentemente
preservados - Não podem ser organismos
vivos.
Exceção:
Os TIPOS de algas e fungos podem ser
preservados como culturas em estado
metabolicamente inativo (e.g., liofilização ou
congelamento).
Artigo 9 – Os tipos de TIPOS nomenclaturais
• Definições para vários tipos TIPOS (11).
• Regras para designar lectótipos,
neótipos e epítipos.
Tipos – nomes de tipos que
se aplicam após 1958:
Holótipo  espécime ou ilustração
utilizado ou designado(a) pelo
autor como o tipo
nomenclatural.
Isótipo  qualquer duplicata do holótipo.
Parátipo  espécime citado no protólogo,
que não seja o holótipo e nem
um isótipo.
Tipos – nomes de tipos que
se aplicam após 1958:
Epítipo  espécime ou ilustração selecionado(a)
para servir como tipo interpretativo
quando todo material original
associado com a publicação original
válida do nome for comprovadamente
ambíguo.
Isoepítipo  duplicata do epítipo (um espécime).
Tipos – nomes de tipos que se
aplicam antes de 1958
Síntipo  qualquer espécime citado no protólogo
quando não foi designado um holótipo
ou qualquer um de 2 ou + espécimes
designados como tipos.
Isossíntipo  duplicata do síntipo (um espécime).
Nesses casos é necessário um passo a mais
na tipificação: LECTOTIPIFICACÃO.
Lectotipificação – nomes de tipos que se
aplicam após 1958
Lectótipo  tipo substituto quando o
holótipo não foi designado, foi
destruído ou se encontra
desaparecido.
Isolectótipo  duplicata do lectótipo (um
espécime).
Em caso de não existir nenhum material
original: NEOTIPIFICAÇÃO!
Knapp (2013). Phytokeys 22: 154.
Hedychium villlosum Wall. in W.
Roxburgh var. villosum, Fl. Ind.
(ed. Carey) 1: 12. 1820.
Type. India. “Sylhet”, 1815, M. R.
Smith s.n. pro parte (middle
specimen) (lectotype, designated
here: BM! [BM000574717, middle
stem only]).
Sanoj et al. (2013). PhytoKeys 25: 75–85
Neotipificação – nomes de tipos que
se aplicam após 1958
Neótipo  espécime ou ilustração
selecionado(a) para servir de
tipo nomenclatural quando todo
o material sobre o qual o nome
do tipo foi baseado se encontra
desaparecido.
Isoneótipo  duplicata do neótipo (um
espécime).
Lectotipificação tem preferência sobre
Neotipificação
Lectotipificação  isótipo, parátipo,
síntipo, isossíntipo.
Neotipificação  se nenhum material existir.
Em ou a partir de 1º de janeiro de 2001, só é
efetiva se for
indicada pelo
uso dos termos
“lectotypus” ou
“neotypus” ou
Repositórios importantes como
fontes de dados para tipificação
JStor: Imagens de TIPOS de várias coleções –
online (alguns erros existem, cuidado
redobrado!!!)
Herbários: Com seus acervos online (TIPOS e não
tipos).
Ex.: Jabot (JBRJ), NYBG, Museu de P, MOBot (TROPICOSindex+imagens), US, etc.
Conceitos recentes introduzidos
em Botânica
Nas descrições ou diagnoses de novos
organismos: é possível utilizar uma parte da
molécula de DNA ou RNA, revelada em um
sequenciamento, no lugar do texto (morfologia),
quando a morfologia não é diagnóstica para o
organismo.
Ex.: no próximo slide!
Lücking & Monclada (2017). ... Lawreymyces gen. nov. (Corticiaceae) ... Fungal Diversity
- DOI 10.1007/s13225-017-0382-4.
Conceito recente em Botânica –
proposto e ainda NÃO votado
Proposta publicada na revista TAXON:
Hawksworth et al. (2015): insert a new paragraph ...
“8.6. – In fungi, when DNA sequence data correspond to a
new taxon have been detected, but no physical specimen has
been found to serve as type of the name of a new taxon (Art.
8.1-8.4), the type may be composed of DNA sequence data
deposited in a public repository”
NÃO FOI APROVADA PELO COMITÊ DE FUNGOS!!!
• FIM
July 23-29, 2017
Muito obrigado!!!!
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

teste

2 Cartões juh16

paulo

2 Cartões oauth2_google_ddd7feab-6dd5-47da-9583-cdda567b48b3

Criar flashcards