Enviado por Do utilizador5639

CA de mama

Propaganda
PREFEITURA MUNICIPAL DE IAPU
Secretaria Municipal de Saúde
RASTREAMENTO
DE
CÂNCER DE MAMA
Janeiro/2020
Janderson Ferreira - CRMMG 76028
PREFEITURA MUNICIPAL DE IAPU
Secretaria Municipal de Saúde
Introdução
O câncer da mama é o tipo de câncer mais comum entre mulheres,
independente do país. Estima-se que 1 em cada 8 mulheres terão câncer de
mama e 1 em cada 33 morrerão devido ao câncer.
Esse tipo de câncer tem um bom prognóstico quando diagnosticado e
tratado precocemente, fazendo com que a sobrevida feminina aumente
consideravelmente. O principal exame responsável por melhores resultados é a
mamografia (MMG), desde que indicado na faixa etária e com uma periodicidade
adequada. No entanto, quando diagnosticado em estágios avançados, com
metástases sistêmicas, a cura não é possível.
O maior fator de risco para aparecimento do câncer de mama feminino é
a idade. Existem outros fatores de risco estabelecidos e serão listados logo
abaixo para melhor rastreio e seguimento de cada paciente, lembrando que a
história familiar de câncer de mama é responsável somente por 5% (cinco por
cento) dos casos de câncer de mama em mulheres.
Fatores de Risco:
• Idade: 83% dos casos de câncer de mama ocorrem em mulheres acima de 50
anos;
• História familiar: especialmente em mãe, irmã ou filha diagnosticada antes
da menopausa, ou se possuem mutação nos genes BRCA1 ou BRCA2
(governo de Minas Gerais está criando um protocolo para esses casos);
• Doença prévia da mama com biópsia mostrando anormalidade celular;
• Nuliparidade ou gravidez a termo após os 30 anos;
• Obesidade e sedentarismo: em mulheres pós menopausa;
• Menarca antes dos 12 anos de idade;
• Menopausa tardia: geralmente após os 55 anos;
• Terapia de Reposição Hormonal (estrogênio + progesterona) por mais de 5
anos;
• Use de álcool.
Rastreamento
- Mulheres entre 50 e 69 anos deve realizar uma mamografia bilateral a
cada 02 (dois) anos;
- Mulheres > 35 anos com risco elevado deve realizar uma mamografia
bilateral anualmente;
- Exame clínico anualmente a partir dos 40 anos de idade;
- Conscientização sobre sinais e sintomas suspeitos.
Janeiro/2020
Janderson Ferreira - CRMMG 76028
PREFEITURA MUNICIPAL DE IAPU
Secretaria Municipal de Saúde
ATENÇÃO: o autoexame das mamas como estratégia de rastreamento
não é recomendado.
Com base nas atuais evidências científicas e diante dessa incerteza sobre
os benefícios, aliada ao sobrediagnóstico, aumento do risco de falsos positivos,
levando a biopsias e tratamentos desnecessários, além do aumento do risco
radiológico por exposições repetidas, não se pode preconizar a ampliação do
uso da mamografia para o rastreamento do câncer de mama em mulheres
assintomáticas com risco habitual fora da faixa etária preconizada.
Identificar fatores de risco e precocemente a doença, bem como seu
encaminhamento ágil e adequado para o atendimento especializado dá à
Atenção Básica um caráter essencial para um melhor resultado terapêutico e
prognóstico dos casos.
Segundo as recomendações atuais, 70% dos cânceres de mama serão
diagnosticados em estágio inicial (estágio I e II), além da possibilidade de
sobrevida de 88% em 5 anos, de acordo com dados canadenses.
Diagnóstico
Se suspeita de câncer por métodos de detecção precoce ou do exame
físico (nódulo mamário geralmente único, isolado, endurecido e,
frequentemente, aderido ao tecido adjacente, podendo apresentar assimetria ou
retração), a lesão deverá ser biopsiada.
Após o diagnóstico ser confirmado por exame histopatológico, nova
anamnese deve focar principalmente a história familiar, comorbidades e fatores
de risco e a evolução cronológica da doença. Deve-se voltar a realizar exame
físico completo á procura de outros potenciais sítios de doença, normalmente o
exame das axilas, da região cervical e das fossas supraclaviculares.
Vale ressaltar que o prazo máximo, preconizado por lei, desde a inclusão
da paciente no sistema do SUS até início do tratamento é de no máximo 60 dias.
O prazo máximo vale para que o paciente passe por uma cirurgia ou inicie
sessões de quimioterapia ou radioterapia, conforme prescrição médica.
Exames Laboratoriais
Marcadores tumorais e outros não possuem papel diagnóstico,
prognóstico, seguimento ou acompanhamento após tratamento de pacientes
com câncer de mama.
Tomografias, Ressonâncias e PET-CT somente em caso específicos e se
suspeita metastática.
Janeiro/2020
Janderson Ferreira - CRMMG 76028
PREFEITURA MUNICIPAL DE IAPU
Secretaria Municipal de Saúde
AVALIAÇÃO DE FATORES DE RISCO DE CÂNCER DE MAMA*
NOME:
PRONTUÁRIO:
DN:
CPF:
CARTÃO DO SUS:
Idade___________________
Primeira menstruação: _____________
Menopausa: _____________
Possui filhos? _____________
Se sim, qual idade da primeira gravidez: __________
Fuma? _____________
Consome álcool? ______________
Sobrepeso ou obesidade? ___________
Exposição frequente a raios-X? __________
**Algum homem na família teve/tem câncer de mama? __________
Mãe, irmã ou filha teve/tem câncer de mama? __________
**Se sim, foi antes dos 50 anos ou nos dois seios? ___________
**Mãe, irmã ou filha teve/tem câncer de ovário? __________
Faz/Fez uso de terapia de reposição hormonal? _____________
Se sim, por quanto tempo? ____________
*Não existe uma causa única para o câncer de mama e sim fatores que podem aumentar o risco
da doença.
**Fatores que classificam a paciente como risco elevado e deve-se iniciar a investigação mais
precocemente.
Janeiro/2020
Janderson Ferreira - CRMMG 76028
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

teste

2 Cartões juh16

paulo

2 Cartões oauth2_google_ddd7feab-6dd5-47da-9583-cdda567b48b3

Criar flashcards