Enviado por Do utilizador5202

atividade magnetismo IIIUNIDADE

Propaganda
CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL
EM SAÚDE ADÉLIA TEIXEIRA
PROFº(a):
CURSO:
TURMA:
TURNO:
DISCIPLINA
DATA: ____ /____/ 2018
Tatiane Sampaio
ESTUDANTE(S):
1. Há vários tipos de tratamentos
de doenças cerebrais que requerem
a estimulação de partes do cérebro
por correntes elétricas. Os eletrodos
são introduzidos no cérebro para
gerar pequenas correntes em áreas
específicas. Para se eliminar a
necessidade de introduzir eletrodos
no cérebro, uma alternativa é usar
bobinas que, colocadas fora da
cabeça, sejam capazes de induzir
correntes
elétricas
no
tecido
cerebral.
Para que o tratamento de patologias
cerebrais com bobinas seja realizado
satisfatoriamente, é necessário que
a) haja um grande número de
espiras nas bobinas, o que diminui a
voltagem induzida.
b) o campo magnético criado pelas
bobinas seja constante, de forma a
haver indução eletromagnética.
c) se observe que a intensidade
das correntes induzidas depende da
intensidade da corrente nas
bobinas.
d) a corrente nas bobinas seja
contínua, para que o campo
magnético possa ser de grande
intensidade.
e) o campo magnético dirija a
corrente elétrica das bobinas para
dentro do cérebro do paciente.
NOTA:
2. A magnetohipertermia é um
procedimento terapêutico que se
baseia na elevação da temperatura
das células de uma região específica
do corpo que estejam afetadas por
um tumor. Nesse tipo de tratamento,
nanopartículas magnéticas são
fagocitadas pelas células tumorais, e
um campo magnético alternado
externo é utilizado para promover a
agitação das nanopartículas e
consequente aquecimento da célula.
A elevação de temperatura descrita
ocorre porque
a) o campo magnético gerado pela
oscilação das nanopartículas é
absorvido pelo tumor.
b) o campo magnético alternado
faz as nanopartículas girarem,
transferindo calor por atrito.
c) as nanopartículas interagem
magneticamente com as células do
corpo, transferindo calor.
d) o campo magnético alternado
fornece calor para as nanopartículas
que o transfere às células do corpo.
e) as nanopartículas são
aceleradas em um único sentido em
razão da interação com o campo
magnético, fazendo-as colidir com
as células e transferir calor.
3. Considere um equipamento
capaz
de
emitir
radiação
eletromagnética com comprimento
de onda bem menor que a da
radiação ultravioleta. Suponha que a
radiação
emitida
por
esse
equipamento foi apontada para um
tipo especif́ ico de filme fotográfico e
entre o equipamento e o filme foi
posicionado o pescoço de um
individ
́ uo. Quanto mais exposto à
radiação, mais escuro se torna o
filme após a revelação. Após acionar
o equipamento e revelar o filme,
evidenciou-se a imagem mostrada
na figura abaixo.
Dentre os fenômenos decorrentes
da interação entre a radiação e os
átomos do individ
́ uo que
permitem a obtenção desta
imagem inclui-se a
a) absorção da radiação
eletromagnética e a consequente
ionização dos átomos de cálcio, que
se transformam em átomos de
fósforo.
b) maior absorção da radiação
eletromagnética pelos átomos de
cálcio que por outros tipos de
átomos.
c) maior absorção da radiação
eletromagnética pelos átomos de
carbono que por átomos de cálcio.
d) maior refração ao atravessar os
átomos de carbono que os átomos
de cálcio.
e) maior ionização de moléculas de
água que de átomos de carbono.
4. Os dínamos são geradores de
energia elétrica utilizados em
bicicletas
para
acender
uma
pequena lâmpada. Para isso, é
necessário que a parte móvel esteja
em contato com o pneu da bicicleta
e, quando ela entra em movimento,
é gerada energia elétrica para
acender a lâmpada. Dentro desse
gerador, encontram-se um imã e
uma
bobina.
O princípio de funcionamento desse
equipamento é explicado pelo fato
de que a
a) corrente elétrica no circuito
fechado gera um campo magnético
nessa região.
b) bobina imersa no campo
magnético em circuito fechado gera
uma corrente elétrica.
c) bobina em atrito com o campo
magnético no circuito fechado gera
uma corrente elétrica.
d) corrente elétrica é gerada em
circuito fechado por causa da
presença do campo magnético.
e) corrente elétrica é gerada em
circuito fechado quando há variação
do campo magnético.
5. Uma pessoa abre sua geladeira,
verifica o que há dentro e depois
fecha a porta dessa geladeira. Em
seguida, ela tenta abrir a geladeira
novamente, mas só consegue fazer
isso depois de exercer uma força
mais intensa do que a habitual.
A dificuldade extra para reabrir a
geladeira ocorre porque o(a):
a) volume de ar dentro da geladeira
diminuiu.
b) motor da geladeira está
funcionando com potência máxima.
c) força exercida pelo ímã fixado na
porta da geladeira aumenta.
d) pressão no interior da geladeira
está abaixo da pressão externa.
e) temperatura no interior da
geladeira é inferior ao valor
existente antes de ela ser aberta.
6. Para demonstrar o processo de
transformação de energia mecânica
em elétrica, um estudante constrói
um pequeno gerador utilizando:
•
um
fio
de
cobre
de
diâmetro D enrolado em N espiras
circulares de área A;
• dois ímãs que criam no espaço
entre eles um campo magnético
uniforme de intensidade B; e
• um sistema de engrenagens que
lhe permite girar as espiras em torno
de um eixo com uma frequência f.
Ao fazer o gerador funcionar, o
estudante obteve uma tensão
máxima V e uma corrente de curtocircuito i.
Para dobrar o valor da tensão
máxima V do gerador mantendo
constante o valor da corrente de
curto i, o estudante deve dobrar
o(a):
a) número de espiras.
b) frequência de giro.
c) intensidade do campo
magnético.
d) área das espiras.
e) diâmetro do fio.
7. A tecnologia de comunicação da
etiqueta RFID (chamada de etiqueta
inteligente) é usada há anos para
rastrear gado, vagões de trem,
bagagem aérea e carros nos
pedágios. Um modelo mais barato
dessas etiquetas pode funcionar
sem baterias e é constituído por três
componentes: um microprocessador
de silício; uma bobina de metal, feita
de cobre ou de alumínio, que é
enrolada em um padrão circular; e
um encapsulador, que é um material
de vidro ou polímero envolvendo o
microprocessador e a bobina. Na
presença de um campo de
radiofrequência gerado pelo leitor, a
etiqueta transmite sinais. A distância
de leitura é determinada pelo
tamanho da bobina e pela potência
da onda de rádio emitida pelo leitor.
Disponível em:
http://eletronicos.hsw.uol.com.br.
(adaptado).
A etiqueta funciona sem pilhas
porque o campo
a) elétrico da onda de rádio agita
elétrons da bobina.
b) elétrico da onda de rádio cria
uma tensão na bobina.
c) magnético da onda de rádio
induz corrente na bobina.
d) magnético da onda de rádio
aquece os fios da bobina.
e) magnético da onda de rádio
diminui a ressonância no interior da
bobina.
8. Os dínamos são geradores de
energia elétrica utilizados em
bicicletas
para
acender
uma
pequena lâmpada. Para isso, é
necessário que a parte móvel esteja
em contato com o pneu da bicicleta
e, quando ela entra em movimento,
é gerada energia elétrica para
acender a lâmpada. Dentro desse
gerador, encontram-se um ímã e
uma
bobina.
O princípio de funcionamento desse
equipamento é explicado pelo fato
de que a:
a) corrente elétrica no circuito
fechado gera um campo magnético
nessa região.
b) bobina imersa no campo
magnético em circuiro fechado
gera uma corrente elétrica.
c) bobina em atrito com o campo
magnético no circuito fechado gera
uma corrente elétrica.
d) corrente elétrica é gerada em
circuito fechado por causa da
presença do campo magnético.
e) corrente elétrica é gerada em
circuito fechado quando há variação
do campo magnético.
9. Há vários tipos de tratamentos
de doenças cerebrais que requerem
a estimulação de partes do cérebro
por correntes elétricas. Os eletrodos
são introduzidos no cérebro para
gerar pequenas correntes em áreas
específicas. Para se eliminar a
necessidade de introduzir eletrodos
no cérebro, uma alternativa é usar
bobinas que, colocadas fora da
cabeça, sejam capazes de induzir
correntes
elétricas
no
tecido
cerebral.
Para que o tratamento de patologias
cerebrais com bobinas seja realizado
satisfatoriamente, é necessário que
a) haja um grande número de
espiras nas bobinas, o que diminui a
voltagem induzida.
b) o campo magnético criado pelas
bobinas seja constante, de forma a
haver indução eletromagnética.
c) se observe que a intensidade
das correntes induzidas depende da
intensidade da corrente nas
bobinas.
d) a corrente nas bobinas seja
contínua, para que o campo
magnético possa ser de grande
intensidade.
e) o campo magnético dirija a
corrente elétrica das bobinas para
dentro do cérebro do paciente.
10. O funcionamento dos geradores
de usinas elétricas baseia-se no
fenômeno
da
indução
eletromagnética, descoberto por
Michael Faraday no século XIX.
Pode-se observar esse fenômeno ao
se movimentar um ímã e uma espira
em sentidos opostos com módulo da
velocidade igual a v, induzindo uma
corrente elétrica de intensidade i,
como
ilustrado
na
figura.
Afim de se obter uma corrente
com o mesmo sentido da
apresentada na figura, utilizando
os mesmos materiais, outra
possibilidade é mover a espira
para a
a) esquerda e o ímã para a direita
com polaridade invertida.
b) direita e o ímã para a esquerda
com polaridade invertida.
c) esquerda e o ímã para a
esquerda com mesma polaridade.
d) direita e manter o ímã em
repouso com polaridade invertida.
e) esquerda e manter o ímã em
repouso com mesma polaridade.
11. Desenvolve-se um dispositivo
para abrir automaticamente uma
porta no qual um botão, quando
acionado, faz com que uma corrente
elétrica i = 6 A percorra uma barra
condutora de comprimento L = 5 cm,
cujo ponto médio está preso a uma
mola de constante elástica k=5 x 102 N/cm. O sistema mola-condutor
está imerso em um campo
magnético uniforme perpendicular
ao plano. Quando acionado o botão,
a barra sairá da posição de equilíbrio
a uma velocidade média de 5 m/s e
atingirá a catraca em 6 milisegundos,
abrindo a porta.
A intensidade do campo magnético,
para que o dispostivo funcione
corretamente, é de
a)
b)
c)
d)
e)
5 x 10-1 T.
5 x 10-2 T.
5 x 101 T.
2 x 10-2 T.
2 x 100 T.
12. Duas irmãs que dividem o
mesmo
quarto
de
estudos
combinaram de comprar duas caixas
com tampas para guardarem seus
pertences dentro de suas caixas,
evitando, assim, a bagunça sobre a
mesa
de
estudos.
Uma delas comprou uma metálica, e
a outra, uma caixa de madeira de
área e espessura lateral diferentes,
para facilitara identificação. Um dia
as meninas foram estudar para a
prova de Física e, ao se
acomodarem na mesa de estudos,
guardaram seus celulares ligados
dentro de suas caixas. Ao longo
desse dia, uma delas recebeu
ligações telefônicas, enquanto os
amigos da outra tentavam ligar e
recebiam a mensagem de que o
celular estava fora da área de
cobertura
ou
desligado.
Para explicar essa situação, um
físico deveria afirmar que o material
da caixa, cujo telefone celular não
recebeu
as
ligações
é
de
a) madeira, e o telefone não
funcionava porque a madeira
não é um bom condutor de
eletricidade.
b) metal, e o telefone não
funcionava devido à
blindagem eletrostática que o
metal proporcionava.
c) metal, e o telefone não
funcionava porque o metal
refletia todo tipo de radiação
que nele incidia.
d) metal, e o telefone não
funcionava porque a área
lateral da caixa de metal era
maior.
e) madeira, e o telefone não
funcionava porque a
espessura desta caixa era
maior que a espessura da
caixa de metal.
Download
Random flashcards
paulo

2 Cartões paulonetgbi

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

teste

2 Cartões juh16

Criar flashcards