Enviado por jorgeeduardomend

3. Calor

Propaganda
Professora: Clotildes Alvino Leite
Agente físico: Calor
Temperaturas extremas
Temperaturas
extremas são as
condições térmicas
rigorosas, em que
são realizadas as
atividades
profissionais.
FRIO
CALOR
Vasodilatação
Vasoconstrição
Sudorese
 Calor:
 Forma de energia
que se transfere
de um sistema
para outro em
virtude de uma
diferença de T
entre os mesmos.
 Siderurgia;
 Indústria de vidro;
 Atividades
com
fornos;
 Operações
em
caldeiras;
 Estufas e solda.
 Sobrecarga térmica:
 Esta relacionada:
 É a quantidade de
 Com o ambiente:
energia
que
o
exposição
organismo
deve
 Com a atividade física
dissipar para atingir o
do trabalhador.
equilíbrio.
Reações do Organismo ao Calor
 À medida que ocorre
a
sobrecarga
térmica,
o
organismo dispara
certos mecanismos
para
manter
a
temperatura interna
constante, sendo os
principais:
• VASODILATAÇÃO
PERIFÉRICA
• SUDORESE
Conseqüências do calor na saúde da pessoas
 Hipertermia (aumento da temperatura interna do
corpo);
 Tontura ou desfalecimento;
 Desidratação;
 Doenças da pele;
 Exaustão do calor;
 Catarata.
Avaliação pelo IBUTG
• LT para exposição ao calor:
Cálculo do IBUTG
 Onde:
 tbn: temperatura de bulbo úmido
natural;
 tg: temperatura de globo;
 tbs: temperatura de bulbo seco;
Conjunto
IBUTG,
compostos de
termômetro
de
globo,
bulbo seco e
bulbo úmido.
Lembre-se
As medições devem ser efetuadas no local onde permanece o
trabalhador, a altura da região do corpo mais atingida.
Instrumentos de Medição
 Termômetro de Globo: É usado para medir
temperatura proveniente do calor radiante. O globo
preto absorve a radiação e aquece o ar quente.
 Termômetro de bulbo úmido: Erlenmeyer de 125 ml,
pavio de tecido branco de algodão, de alto poder de
absorção de água, com comprimento mínimo de
100mm e água destilada.
Figura: Monitor no tripé e reservatório de água destilada
Exemplo
 Um trabalhador ao produzir travessas de vidro fica
exposto constantemente (trabalho continuo) a
seguinte situação: tbn = 22⁰C e tg = 43⁰C. Esse
trabalhador executa atividades moderadas de
limpeza da matriz. A exposição e insalubre? Em caso
afirmativo, qual a jornada que deve ser recomendada
pelo técnico em segurança do trabalho?
Exemplo
 (28,3°C > 26,7°C). Portanto, este trabalho é
considerado insalubre.
 O regime de trabalho necessário para não acarretar
em insalubridade é de 30 minutos de trabalho e 30
minutos de descanso.
IBUTG em função do metabolismo em
atividade contínua
LT para exposição ao calor, em regime de trabalho
intermitente com períodos de descanso no próprio local de
prestação de serviço (Quadro 1 da NR 15)
Quadro 3
 Em função do índice obtido, o regime de
trabalho intermitente será definido no Quadro
abaixo:
Os períodos de descanso serão considerados tempo de serviço para todos os
efeitos legais.
LT para exposição ao calor, em regime de trabalho
intermitente com período de descanso em outro local
(local de descanso) (Quadro 2 da NR 15)
 Os LT são dados segundo o quadro abaixo:
Local de descanso: ambiente termicamente mais ameno
(trabalhador em repouso ou exercendo atividade leve).
As taxas de metabolismo Mt e Md serão
obtidas consultando-se o quadro 3 da NR 15
Atividade de aprendizagem
(COPASA, 2018) Foi avaliada a exposição ao calor, registando-se
os seguintes resultados:
Tbn = 23°C, Tbs = 30°C e Tg = 40°C
No posto de trabalho, não há incidência de carga solar , o forneiro
permanece durante a jornada de trabalho no mesmo ambiente,
sendo sua atividade considerada pesada.
O IBUTG a que está exposto o forneiro será de:
a) 24,9
b) 25,4
c) 27,1
d) 28,1
Atividade de aprendizagem
(UFRJ, 2018) Ao avaliar a exposição de um trabalhador ao
agente físico calor em uma cultura de café, cujo trabalho
ocorre a céu aberto no período da manhã, entre 6 e 12h, o
local revelou as seguintes temperaturas:
Índice de Bulbo Úmido Termômetro de Globo − IBUTG; TBN
= 25,0 °C; TG = 30,0 °C e TBS = 28,0 °C.
É correto afirmar que o IBUTG para esta atividade é de:
A) 28,5 °C
B) 28,1 °C
C) 26,5 °C
D) 26,3 °C
E) 28 °C
Atividade de aprendizagem
(OVG, 2018) Ao realizar medições em um ambiente externo
com carga solar, um Engenheiro de Segurança do Trabalho,
encontrou os seguintes resultados: temperatura de bulbo
úmido natural igual a 29ºc, temperatura de globo igual a
36ºc e temperatura de bulbo seco igual 30ºc. Indique, qual é
o IBUTG do ambiente.
a) 31,1ºc
b) 31ºc
c) 30,5ºc
d) 32,2ºc
Atividade de aprendizagem
(CEMIG – MG, 2018) Para avaliar a sobrecarga térmica com
incidência de carga solar, devemos avaliar:
a) temperatura de bulbo seco e temperatura de globo.
b) temperatura de bulbo úmido e temperatura de globo.
c) temperatura úmida e seca e velocidade do ar.
d) temperatura de bulbo seco, temperatura de bulbo úmido e
temperatura de globo.
Exemplo
 Um trabalhador fica exposto junto a uma caldeira.
Feita a avaliação no local de trabalho obteve-se os
seguintes dados:
 10 minutos carregando a lenha (atividade pesada).
 05 minutos remexendo a lenha (atividade pesada).
 15 minutos descansando em uma mesa observando
(atividade leve).
Exemplo
 Sabendo que esse ciclo se repete até o fim da jornada
de trabalho, verifique se ha insalubridade. Na
avaliação da exposição, tivemos a informação de que
as temperaturas são:
 No local de trabalho: tbn = 32°C e tg = 47°C
 No local de descanso: tbn = 27°C e tg = 28°C
Exemplo
Exemplo
Técnicas preventivas
• As vestes devem ser leves e a velocidade do ar com valor
que ofereça satisfação;
• As superfícies dos ambientes de trabalho devem ser
pintadas com cor clara;
• O ambiente de trabalho deve ser bem ventilado;
• Exames pré-admissional e periódico;
• Programa de aclimatização;
• Reposição hídrica;
• Pausas.
Medidas de Controle
 O controle do calor deve ser feito primeiramente na
fonte e em seguida em sua trajetória, deixando a
aplicação do controle ao pessoal como complemento
das medidas anteriores ou quando constituir a única
solução viável.
Exercício 1
 Em certo recinto, as atividades de trabalho e
descanso resultam num metabolismo médio igual a
270 Kcal/h. Medições das temperaturas de bulbo
úmido e de globo revelaram um índice IBUTG com
valor médio igual a 28˚C. com base nesses dados,
informe se as condições térmicas de trabalho são ou
não insalubres.
Exercício 2
 Medições realizadas em certo galpão, onde as
pessoas realizam atividades moderadas de modo
contínuo, revelaram as seguintes temperaturas: de
bulbo seco = 30˚C, de bulbo úmido = 24˚C e de globo =
35˚C. Qual a sua opinião sobre as condições de
trabalho.
Exercício 3
• Um trabalhador inspeciona um auto-forno digitando
num painel onde está exposto a uma temperatura de
bulbo úmido de 31°C e temperatura de globo de 30,5°C
durante 20min, num ambiente sem carga solar. E
abastece caixotes com areia utilizando uma pá, onde
se expõe a uma temperatura de bulbo úmido de 28°C,
temperatura de globo 30,5°C e temperatura de bulbo
seco de 27°C durante 40min. Calcule o IBUTG e
verifique se ultrapassou o Limite de tolerância.
Atividades de aprendizagem
I - Os locais de descanso não são considerados como situações
térmicas.
II - O metabolismo está relacionado ao tipo de atividade física
do trabalhador.
III - A vasodilatação é o efeito do calor que causa aumento do
fornecimento de sangue para a pele.
IV - A medida da temperatura ambiente tem menor influencia
para o IBUTG de ambientes internos.
IV - Os limites de tolerância da NR 15 sobre a exposição ao calor
são baseados em valores de IBUTG, em concomitância, apenas,
com o metabolismo desenvolvido no trabalhador, quando o
mesmo esta em repouso.
Download
Random flashcards
paulo

2 Cartões paulonetgbi

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Criar flashcards