Enviado por guilherme.oliveira657

Realismo

Propaganda




Amanda Allucci Azevedo
Ana Júlia Ferreira Gonçalves
Guilherme Alves de Oliveira
João Pedro Vezzaro dos Santos
Ensino Médio Integrado ao Técnico
em Informática para Internet
2019
Rot
eir
o
•
•
•
•
Introdução
Orientadora
Roteiro
Desenvolvimento
• Realismo em Portugal
•
•
•
•
Introdução
Contexto histórico
Principais características
Principais autores e obras
• Realismo no Brasil
•
•
•
•
Introdução e Contexto histórico
Explicação do tema
Principais características
Principais autores e obras
• Apresentação
• Questões do ENEM e vestibulares
• Referências
Realismo em
Portugal
• Desenvolveu-se nos últimos anos da década de 60 do século XIX e
teve como marco a Questão Coimbrã (bom senso/bom gosto):
• elite intelectual portuguesa insatisfeita com o clero e a monarquia;
• período de debates e de grande agitação política, social e cultural na
Universidade de Coimbra.
• Em Portugal, o Realismo estendeu-se até 1890, quando Eugênio de
Castro publicou o livro de poesias Oaristos, seguindo o modelo
simbolista francês.
• O Realismo nasceu como forma de reação ao Romantismo ->
antirromântico.
Realismo em
Portugal
• Contexto histórico europeu:
• segunda fase da Revolução Industrial;
• desenvolvimento do pensamento científico e das doutrinas filosóficas e
sociais difundidas por Hegel, Augusto Comte, Marx e Engels e do
evolucionismo de Darwin.
• Principais características
•
•
•
•
•
•
Objetivismo e Cientificismo;
Racionalismo;
Materialismo e negação dos sentimentos;
Reação à monarquia e ao clero;
Preocupação com o tempo presente, com a sociedade daquele período.
Crítica! Acabou o final feliz, retrata-se fielmente a sociedade.
Realismo em
Portugal
• Principais autores
Realismo no
Brasil
• IMPORTANTE: Romantismo -> Realismo
Caracteriza-se pela abordagem objetiva da
realidade e pelo interesse por temas sociais,
reagindo ao subjetivismo romântico.
• Manifestações literárias em prosa:
romance – social, psicológico e de tese.
Contexto Histórico
•
•
•
•
Segundo Reinado
Capital Rio de Janeiro
Abolição da Escravatura
Proclamação da República
• A Literatura realista deixa de ser mera distração e passa a preocupar-se
com a crítica a instituições, como a Igreja Católica, e à hipocrisia burguesa.
Realismo no
Brasil
• A escravidão, os preconceitos raciais e a sexualidade são os principais
temas, tratados com linguagem clara, direta e objetiva.
• Marco inicial no Brasil: 1881 – publicação de Memórias Póstumas de
Brás Cubas, de Machado de Assis.
• O Realismo surge em meio ao fracasso da Revolução Francesa e de
seus ideais de liberdade, igualdade e fraternidade.
Realismo no
Brasil
• Sociedade dividida: Operários X Burguesia.
• Surgimento de uma realidade oposta ao que tinha sido vivido no
Romantismo.
• Progresso tecnológico: avanço da energia elétrica, surgimento de
novas máquinas, como o carro.
• O pensamento filosófico que exerce mais influência no surgimento do
Realismo é o Positivismo, que analisa a realidade através das
observações e constatações racionais.
Realismo no
Brasil
• Principais características
•
•
•
•
•
•
•
Reprodução da realidade observada.
Objetividade no compromisso com a verdade.
Personagens baseadas em indivíduos comuns: figura humana não idealizada.
Exposição das condições sociais e culturais das personagens.
Lei da causalidade: toda ação tem uma reação.
Linguagem de fácil entendimento.
Contemporaneidade e preocupação em mostrar personagens nos aspectos
reais, até mesmo de miséria.
Realismo no
Brasil
• Principais autores e obras
• Adolfo Caminha: autor de Bom-Crioulo.
• Aluísio Azevedo: autor de O Cortiço e O
Mulato.
• Machado de Assis: autor de Dom Casmurro,
Memórias Póstumas de Brás Cubas,
Quincas Borba, Esaú e Jacó e Memorial de
Aires.
• Raul Pompéia: autor de O Ateneu.
Machado de
Assis
Joaquim Maria Machado de Assis
foi um escritor brasileiro, considerado por muitos
críticos, estudiosos, escritores e leitores um dos
maiores senão o maior nome da literatura do Brasil.
Questões do ENEM
e vestibulares
1.
(ENEM 2001) No trecho abaixo, o narrador, ao descrever a personagem, critica sutilmente um outro estilo
de época: o romantismo.
“Naquele tempo contava apenas uns quinze ou dezesseis anos; era talvez a mais atrevida criatura da nossa raça, e,
com certeza, a mais voluntariosa. Não digo que já lhe coubesse a primazia da beleza, entre as mocinhas do tempo,
porque isto não é romance, em que o autor sobredoura a realidade e fecha os olhos às sardas e espinhas; mas
também não digo que lhe maculasse o rosto nenhuma sarda ou espinha, não. Era bonita, fresca, saía das mãos da
natureza, cheia daquele feitiço, precário e eterno, que o indivíduo passa a outro indivíduo, para os fins secretos da
criação.”
ASSIS, Machado de. Memórias Póstumas de Brás Cubas.
Rio de Janeiro: Jackson, 1957.
A frase do texto em que se percebe a crítica do narrador ao romantismo está transcrita na alternativa:
a) “... o autor sobredoura a realidade e fecha os olhos às sardas e espinhas...”
b) “... era talvez a mais atrevida criatura da nossa raça...”
c) “Era bonita, fresca, saía das mãos da natureza, cheia daquele feitiço, precário e eterno, ...”
d) “Naquele tempo contava apenas uns quinze ou dezesseis anos...”
e) “... o indivíduo passa a outro indivíduo, para os fins secretos da criação.”
1.
(ENEM 2001) No trecho abaixo, o narrador, ao descrever a personagem, critica sutilmente um outro estilo
de época: o romantismo.
“Naquele tempo contava apenas uns quinze ou dezesseis anos; era talvez a mais atrevida criatura da nossa raça, e,
com certeza, a mais voluntariosa. Não digo que já lhe coubesse a primazia da beleza, entre as mocinhas do tempo,
porque isto não é romance, em que o autor sobredoura a realidade e fecha os olhos às sardas e espinhas; mas
também não digo que lhe maculasse o rosto nenhuma sarda ou espinha, não. Era bonita, fresca, saía das mãos da
natureza, cheia daquele feitiço, precário e eterno, que o indivíduo passa a outro indivíduo, para os fins secretos da
criação.”
ASSIS, Machado de. Memórias Póstumas de Brás Cubas.
Rio de Janeiro: Jackson, 1957.
A frase do texto em que se percebe a crítica do narrador ao romantismo está transcrita na alternativa:
a) “... o autor sobredoura a realidade e fecha os olhos às sardas e espinhas...”
b) “... era talvez a mais atrevida criatura da nossa raça...”
c) “Era bonita, fresca, saía das mãos da natureza, cheia daquele feitiço, precário e eterno, ...”
d) “Naquele tempo contava apenas uns quinze ou dezesseis anos...”
e) “... o indivíduo passa a outro indivíduo, para os fins secretos da criação.”
2.
(PUC-PR 2007) Sobre o Realismo, assinale a alternativa INCORRETA.
a) O Realismo surgiu na Europa, como reação ao Naturalismo.
b) O Realismo e o Naturalismo têm as mesmas bases, embora sejam movimentos diferentes.
c) O Realismo surgiu como consequência do cientificismo do século XIX.
d) Gustave Flaubert foi um dos precursores do Realismo. Escreveu Madame Bovary.
e) Emile Zola escreveu romances de tese e influenciou escritores brasileiros.
2.
(PUC-PR 2007) Sobre o Realismo, assinale a alternativa INCORRETA.
a) O Realismo surgiu na Europa, como reação ao Naturalismo.
b) O Realismo e o Naturalismo têm as mesmas bases, embora sejam movimentos diferentes.
c) O Realismo surgiu como consequência do cientificismo do século XIX.
d) Gustave Flaubert foi um dos precursores do Realismo. Escreveu Madame Bovary.
e) Emile Zola escreveu romances de tese e influenciou escritores brasileiros.
3.
(UFPR) Eça de Queirós afirmava:
"O Realismo é a anatomia do caráter. É a crítica do homem. É a arte que nos pinta a nossos próprios olhos – para
nos conhecermos, para que saibamos se somos verdadeiros ou falsos, para condenar o que houver de mau na
nossa sociedade."
Para realizar essa proposta literária, quais os recursos utilizados no discurso realista? Selecione-os na relação abaixo
e depois assinale a alternativa que os contém:
1. Preocupação revolucionária, atitude de crítica e de combate;
2. Imaginação criadora;
3. Personagens fruto da observação; tipos concretos e vivos;
4. Linguagem natural, sem rebuscamentos;
5. Preocupação com mensagem que revela concepção materialista do homem;
6. Senso de mistério;
a) 1, 2, 3, 5, 7, 8.
7. Retorno ao passado;
b) 1, 3, 4, 5, 8.
8. Determinismo biológico ou social.
c) 2, 3, 4, 6, 7.
d) 3, 4, 5, 6, 8.
e) 2, 3, 4, 5, 8.
3.
(UFPR) Eça de Queirós afirmava:
"O Realismo é a anatomia do caráter. É a crítica do homem. É a arte que nos pinta a nossos próprios olhos – para
nos conhecermos, para que saibamos se somos verdadeiros ou falsos, para condenar o que houver de mau na
nossa sociedade."
Para realizar essa proposta literária, quais os recursos utilizados no discurso realista? Selecione-os na relação abaixo
e depois assinale a alternativa que os contém:
1. Preocupação revolucionária, atitude de crítica e de combate;
2. Imaginação criadora;
3. Personagens fruto da observação; tipos concretos e vivos;
4. Linguagem natural, sem rebuscamentos;
5. Preocupação com mensagem que revela concepção materialista do homem;
6. Senso de mistério;
a) 1, 2, 3, 5, 7, 8.
7. Retorno ao passado;
b) 1, 3, 4, 5, 8.
8. Determinismo biológico ou social.
c) 2, 3, 4, 6, 7.
d) 3, 4, 5, 6, 8.
e) 2, 3, 4, 5, 8.
4.
(MACK-SP) Várias características do Realismo estão intimamente ligadas ao momento histórico,
refletindo, dessa forma, as posturas:
a) nacionalista e positivista.
b) positivista e evolucionista.
c) evolucionista e sentimentalista.
d) neoclassicista e socialista.
e) bucólica e antropocêntrica.
4.
(MACK-SP) Várias características do Realismo estão intimamente ligadas ao momento histórico,
refletindo, dessa forma, as posturas:
a) nacionalista e positivista.
b) positivista e evolucionista.
c) evolucionista e sentimentalista.
d) neoclassicista e socialista.
e) bucólica e antropocêntrica.
5.
(PUC-SP) Leia os trechos abaixo:
I- “Gastei trinta dias para ir do Rocio Grande ao coração de Marcela…“
II- “Marcela amou-me durante quinze meses e onze contos de réis; nada menos.”
As duas citações acima integram o romance Memórias Póstumas de Brás Cubas, escrito por Machado de Assis.
Delas pode inferir-se que:
a) em ambas há igual manifestação da relação temporal e espacial.
b) nenhuma apresenta discrepância semântica entre as relações espaciais.
c) apenas em uma há referência espacial geográfica e sentimental.
d) ambas operam com a relação de tempo e de espaço.
e) nenhuma revela discrepância semântica entre as relações temporais.
5.
(PUC-SP) Leia os trechos abaixo:
I- “Gastei trinta dias para ir do Rocio Grande ao coração de Marcela…“
II- “Marcela amou-me durante quinze meses e onze contos de réis; nada menos.”
As duas citações acima integram o romance Memórias Póstumas de Brás Cubas, escrito por Machado de Assis.
Delas pode inferir-se que:
a) em ambas há igual manifestação da relação temporal e espacial.
b) nenhuma apresenta discrepância semântica entre as relações espaciais.
c) apenas em uma há referência espacial geográfica e sentimental.
d) ambas operam com a relação de tempo e de espaço.
e) nenhuma revela discrepância semântica entre as relações temporais.
6.
(UFTM) Assinale a alternativa em que se encontram características da prosa do Realismo:
a) Objetivismo; subordinação dos sentimentos a interesses sociais; críticas às instituições decadentes da sociedade
burguesa.
b) Idealização do herói; amor visto como redenção; oposição aos valores sociais.
c) Casamento visto como arranjo de conveniência; descrição objetiva; idealização da mulher.
d) Linguagem metafórica; protagonista tratado como anti-herói; sentimentalismo.
e) Espírito de aventura; narrativa lenta; impasse amoroso solucionado pelo final feliz.
6.
(UFTM) Assinale a alternativa em que se encontram características da prosa do Realismo:
a) Objetivismo; subordinação dos sentimentos a interesses sociais; críticas às instituições decadentes da
sociedade burguesa.
b) Idealização do herói; amor visto como redenção; oposição aos valores sociais.
c) Casamento visto como arranjo de conveniência; descrição objetiva; idealização da mulher.
d) Linguagem metafórica; protagonista tratado como anti-herói; sentimentalismo.
e) Espírito de aventura; narrativa lenta; impasse amoroso solucionado pelo final feliz.
• AULA DE. "Literatura - Aula 8: Realismo"; YouTube. Disponível em:
<https://www.youtube.com/watch?v=6vPf_HsWB8c>.
• PROFESSOR NOSLEN. "Realismo Portugal [Prof. Noslen]"; YouTube. Disponível em:
<https://www.youtube.com/watch?v=Yny-_awoqyg>.
• PROFESSOR NOSLEN. "Realismo Brasil [Prof. Noslen]"; YouTube. Disponível em:
<https://www.youtube.com/watch?v=iCXp_ic4p_E>.
• CASTRO, Luana. "Realismo"; Brasil Escola. Disponível em:
<https://brasilescola.uol.com.br/literatura/realismo.htm>.
• VILARINHO, Sabrina. "Literatura no Realismo"; Brasil Escola. Disponível em:
<https://brasilescola.uol.com.br/literatura/literatura-no-realismo.htm>.
• BRASIL ESCOLA. "Realismo - Brasil Escola"; YouTube. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=x4959qMiEU>.
• SÓ LITERATURA. "Realismo"; Só Literatura. Virtuous Tecnologia da Informação. Disponível em:
<https://www.soliteratura.com.br/realismo/>.
• DIANA, Daniela. "Autores do Realismo Brasileiro"; Toda Matéria. Disponível em:
<https://www.todamateria.com.br/autores-do-realismo-brasileiro/>.
• BRASIL ESCOLA. "EXERCÍCIOS SOBRE REALISMO"; Brasil Escola. Disponível em:
<https://exercicios.brasilescola.uol.com.br/exercicios-literatura/exercicios-sobre-realismo.htm>.
• ACADEMIA DE LETRAS DE LORENA. "Os Acadêmicos"; Academia de Letras de Lorena. Disponível em:
<https://acadletraslorena.wixsite.com/a-academia/os-academicos>.
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

Criar flashcards