Enviado por Do utilizador3199

ANATOMOFISIOLOGIA DO SISTEMA CARDIOVASCULAR

Propaganda
ANATOMOFISIOLOGIA DO SISTEMA CARDIOVACULAR
O sistema cardiovascular transporta nutrientes, hormônios, oxigênio,
gás carbônico, excretas e células de defesa, além de colaborar na
homeostase e na manutenção da temperatura corporal.
Constituição: constituído pelo coração (bomba cardíaca), vasos
sanguíneos (rede de circulação) e pelo sangue (líquido circulante).
CORAÇÃO
Situa-se no meio da caixa torácica, no mediastino, sendo formado de
músculo estriado cardíaco, o miocárdio (com membrana dupla externa, o
pericárdio; e membrana única interna, o endocárdio), e está dividido em
quatro cavidades cardíacas, dois átrios e dois ventrículos, separados pelo
septo central. O coração funciona por impulsos elétricos, vindos das
contrações do nó sinoatrial, também chamado marca-passo. O lado direito
do coração recebe sangue dos tecidos e envia para os pulmões, caso inverso
acontece no lado esquerdo que recebe sangue arterial e envia para os
tecidos.
As valvas são comunicações de átrios com ventrículos. A valva
tricúspide é formada por três válvulas; já a valva bicúspide ou mitral é
formada por duas válvulas. O sangue só consegue atravessar essas valvas
no sentido do átrio para o ventrículo, pois sua pressão fecha a passagem no
sentido contrário. Ocorre uma situação semelhante na passagem dos
ventrículos para as artérias, onde ficam as valvas semilunares.
O coração exerce uma pressão contra a parede das artérias, que pode
ser chamada de sístole (contração da câmara cardíaca) e diástole
(relaxamento da cavidade). P. ex., quando temos uma sístole ventricular,
temos uma diástole atrial, e assim inversamente.
Imagem extraída de: http://www.blogpsicologos.com.br/psicologia/genetica-fisiologiahumana/item/49-sistema-cardiovascular-fisiologia
humana?fb_comment_id=1381227601933921_1680662111990467#f34e18166036db8
REPRESENTAÇÃO DAS DIVISÕES DO CORAÇÃO EM VALVAS E VÁLVULAS, ALÉM DE MOSTRAR
ALGUMAS ARTÉRIAS E VEIAS IMPORTANTES
1
VASOS SANGUÍNEOS
Os vasos sanguíneos estão divididos em artérias, veias e
capilares.
As artérias são vasos calibrosos, com endotélio grosso e
reforçado, a fim de suportar a alta pressão sanguínea que sai do
coração.
As artérias são compostas por três camadas, as chamadas túnicas, formadas de tecido
conjuntivo, e a mais externa de epitélio do tipo endotélio; a intermediária de
musculatura não estriada e elástica, sendo esta unida à camada íntima, calibrosa nas
artérias; e a túnica adventícia, quase imperceptível nas artérias.
Imagem extraída de:
http://www.inf.ufsc.br/~j.barreto/Projetos/Luciana/aplicativo/arterias.html
REPRESENTAÇÃO ESQUEMÁTICA DE UMA ARTÉRIA E SUAS TÚNICAS (CAMADAS).
Metarteríolas: menos calibrosas que as artérias, e se ramificam em arteríolas, que se
ligam aos capilares.
As veias são uniões de pequenas vênulas, que carregam o
sangue a uma baixa pressão, geralmente 80 mmHg.
As veias possuem uma túnica adventícia mais grossa e uma camada íntima menos
resistente, porque leva o sangue a uma baixa pressão de volta ao coração.
Imagem extraída de:
http://www.inf.ufsc.br/~j.barreto/Projetos/Luciana/aplicativo/veias.html
REPRESENTAÇÃO ESQUEMÁTICA DE UMA VEIA E SUAS TÚNICAS (CAMADAS).
2
Os capilares são vasos sanguíneos muito finos, que fazem a junção
entre vasos sanguíneos mais calibrosos. Os capilares permitem a
passagem de nutrientes e troca de gases entre o sangue e os tecidos,
através da conexão da rede arterial à rede venosa.
Os capilares são classificados em:
 Somáticos: contínuos, sem fenestra;
 Fenestrados: viscerais com orifícios;
 Sem diafragma: sempre com aberturas;
 Sinusoides: tortuosos.
SANGUE
O sangue em 55% é formado pelo plasma, composto de água,
aminoácidos, sais minerais, gases respiratórios, nutrientes e excretas
metabólicas; e cerca de 45% corresponde a parte corpuscular, isto é, células
(leucócitos e hemácias) e fragmentos celulares (plaquetas), que em
conjunto são denominados elementos figurados do sangue.
A coagulação sanguínea ocorre de uma sequência complexa de
reações químicas, sendo uma parte da hemostasia. Ao ser lesado, o
endotélio expõe o colágeno, e com isso as células liberam tromboxano, que
acaba por unir vários fragmentos celulares, as plaquetas, que se unem e
formam um tampão plaquetário. Temos a participação da protrombina e
fibrinogênio, proteínas inativas, que são convertidas em trombina e fibrina,
também sendo fatores de coagulação, pois forma os coágulos (o cálcio e a
vitamina K são cofatores da coagulação, já que estão presentes em vários
pontos da cascata de coagulação). Após formado o tampão plaquetário,
ocorre o processo de fibrinólise, sendo uma resposta ao deposito de fibrina
formado no organismo do indivíduo, sendo produzida pelo plasminogênio
liberado pelo endotélio, convertido em plasmina cuja a função é degradar
a fibrina formada, evitando os problemas de tromboembolias
Defeitos na coagulação podem aumentar a tendência a tromboembolias, como a
proteína C, as antetrombinas e inibidores do fator tissular, cuja a função é de
transformar a protrombina em trombina, na presença de íons Ca.
A circulação sanguínea é tida como dupla, já que temos a circulação
pulmonar e a sistêmica.
Circulação pulmonar VD – pulmões – AE
Leva o sangue saturado de CO2 aos pulmões e devolve sangue arterial ao coração.
Circulação sistêmica VE – corpo – AD
Leva sangue rico em O2 aos tecidos e traz para o coração, sangue venoso.
3
Imagem extraída de:
https://www.colegioweb.com.br/sistema-circulatorio/tipos-de-circulacao.html
ESQUEMA DA PEQUENA E DA GRANDE CIRCULAÇÃO.
BONS ESTUDOS!!!
VC CONSEGUE!!!
;) ;) ;) ;) ;)
4
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

Criar flashcards