Enviado por Do utilizador2851

AULA 02 HOMEOPATIA

Propaganda
Fundamentos da Homeopatia
1
Prof. Me. Cláudio Luís Venturini
Homeopatia
Homoion : semelhante e Pathos : doente
Hipócrates (460 a. C.–377 a.C.):
 Contraria contrariis curantur : Os contrários curam-se com os
contrários.
os contrários são curados pelos contrarios, base da terapêutica
medicamentosa galênica (origem da atual alopatia)
 Similia simílíbus curantur : Os semelhantes curam-se pelos
semelhantes
os semelhantes são curados pelos semelhantes, base da
terapêutica medicamentosa homeopática
 Vis naturae medicatrix : Via da Cura Natural
a força curativa da natureza, o poder do organismo de acionar
seus mecanismos de defesa sem nenhum auxílio exterior,
favorecendo uma conduta expectante
2
Homeopatia
Galeno (129 – 199 d.C.) e Avicena (980 – 1037):
consolidaram a cura pelos contrários.
Paracelso (1493 – 1591): adepto da cura pelo
semelhante.
3
Homeopatia
Homeopatia é uma terapêutica médica que consiste
em curar os doentes valendo-se de remédios
preparados em diluições infinitesimais e capazes de
produzir no homem aparentemente sadio sintomas
semelhantes aos da doença que deve curar num
paciente específico
4
Homeopatia : Princípios Básicos
Princípio da similitude,
Experimentação no homem são,
Medicamento dinamizado
doses infinitesimais ou ultradiluídas
Medicamento único
5
Homeopatia : Princípios Básicos
Princípio da similitude
Similia similibus curentur ou Similia similibus curantur
Para um medicamento curar um conjunto de sinais e
sintomas num indivíduo doente, deveria despertar
estes mesmos aspectos nos indivíduos sadios que o
experimentassem
6
Homeopatia : Princípios Básicos
Experimentação no homem são
 Catalogar todos os sinais, sintomas e características,
despertadas pelas substâncias medicinais em doses
ponderais, sejam de ordem psíquica, emocional, geral ou
física, em livros textos (Matérias Médicas Homeopáticas) :
 O médico homeopata escolhe o medicamento que consiga
abranger a totalidade dos sintomas peculiares e
característicos àquele indivíduo, capaz de despertar uma
reação do organismo em direção à cura dos mesmos
7
Homeopatia : Princípios Básicos
Experimentação no homem são
 Patogenesia : É o conjunto de sinais e sintomas, objetivos
(físicos) e subjetivos (emocionais e mentais), que um organismo
sadio apresenta ao experimentar determinada substância
medicinal
 Simillimum : é o “remédio” que abrange a totalidade dos
sintomas de um homem doente, ou seja, aquele medicamento
cuja patogenesia melhor coincide com os sintomas
apresentados pelo doente.
 Matéria médica : É constituída pelo conjunto das patogenesias.
São incluídos os sintomas extraídos dos livros de toxicologia e
os sintomas que desapareceram depois que o medicamento
produziu a cura.
8
Homeopatia : Princípios Básicos
Medicamento dinamizado
 Hahnemann buscou uma forma de diminuir a toxicidade,
observando que ao diluí-las e agitá-las vigorosamente
conseguia efeitos iguais ou superiores aos obtidos com doses
massivas (ponderais)
 Medicamentos homeopáticos: utiliza doses mínimas
(infinitesimais), e o método farmacotécnico da dinamização
Não mais um agente puramente químico, mas também físico
9
Homeopatia : Princípios Básicos
Medicamento único
 As experimentações nos indivíduos sadios são realizadas com
substâncias únicas, estando naquelas o referencial que possuímos para
encontrar o medicamento que apresente a capacidade de despertar os
sintomas semelhantes aos do paciente, curando-os
Na prática nem sempre é possível encontrar o simillimum
10
Homeopatia: O nascimento
Medicina Grega Primitiva
 Escola Médica de Cnido :
tratadas
Haviam doenças que precisavam ser
a patologia e a terapêutica eram de índole localizada, com
o que faziam uso de um raciocínio médico mais analítico e
estabeleciam terapêutica mais intervencionista que
expectante
 Escola Médica de Cos
interpretava as doenças dentro do quadro específico e
peculiar de cada paciente, abordando-o como uma
totalidade indivisível, apoiando a terapêutica mais nas
reações defensivas naturais, que eram respeitadas
11
Homeopatia: O nascimento
Visões da Medicina no século XVIII
Mecanicista
percepção do organismo humano como uma máquina,
relacionando a doença com alterações fisiológicas e
com foco para as áreas de anatomia, fisiologia e
posteriormente bioquímica
Vitalistas
entendiam a doença como sendo provocada por um
desequilíbrio da energia vital do ser vivo e definiam
energia vital como aquilo que animava um ser vivo, ou
seja, aquilo que lhe conferia a vida
12
Homeopatia: O nascimento
Praticas médicas da medicina heroica (1780 - 1850)
Adotava a estratégia de provocar a eliminação dos
venenos internos através do aumento das diversas
excreções orgânicas
Sangrias (Sanguessugas, ventosas ou secção das veias
Prescrição de substancias extremamente toxicas
 Calomelano (HgCl2 ) = atuaria como purgativo e emético
 Substâncias cáusticas e irritantes sobre a pele =
vesiculação – supuração
13
Homeopatia: O nascimento
 Formou-se em Viena, Erlagen em 1779
Christian Friedrich
De 1780 a 1789, em sua atividade médica
Samuel Hahnemann
também prescrevia diarreicos e eméticos
(1755-1843)
como calomelano e arsênico.
Aos 34, com diversas publicações sobre
química, medicina preventiva e patologia,
membro de sociedades científicas médicas
e dono e clientela que cada dia crescia
mais
Em 1789 abandona a profissão médica e
passa a viver como tradutor de obras
científicas nas áreas de química e medicina
14
Homeopatia: O nascimento
15
Samuel Hahnemann (1755-1843)
 Família humilde: filho de mestre vidreiro, dominava alquimia
 Casou-se com a filha de um farmacêutico : aprendeu a dominar técnicas
farmacêuticas da época
 Traduziu livros de grandes expoentes da química e medicina da sua época:
dominava vários idiomas (grego, latim, inglês, francês, árabe, hebraico,
espanhol, italiano)
 Dotado de capacidade muito acurada de observação e senso crítico muito
pronunciado
A homeopatia começou a nascer quando Hahnemann realizava a tradução da
Matéria médica, de Willian Cullen; livro onde o autor descrevia as principais
substâncias então em uso na prática médica e tentava explicar o mecanismo
de ação delas
 Experimento com Quina: Ingestão de Quina: sintomas semelhantes da
malária  esfriamento da ponta dos dedos, fraqueza, sonolência,
taquicardia, pulsação rápida, ansiedade, pulsação na cabeça, rubor nas faces,
sensação de entorpecimento
Homeopatia: O nascimento
Samuel Hahnemann (1755-1843)
16
 discordou da explicação dada para a ação da quina e movido
pela sua curiosidade e intuição, decidiu realizar o
experimento em si mesmo ingerindo a quina diariamente,
em doses recomendadas na sua época
 Sensível a quina, observa atentamente todos as modificações
que se seguiram à ingestão da droga e conclui que os
sintomas resultantes da intoxicação a que se submetera eram
bastantes semelhantes aos sintomas da malária, para cujo
tratamento a quina era medicamento de eleição
 Repetiu novamente a experimentação e estendendo-a depois
a outras substâncias como beladona, mercúrio. A digital, o
ópio, o arsênico e mais 13 medicamentos de uso corrente na
época
Homeopatia: O nascimento
Samuel Hahnemann (1755-1843)
17
 Segue rigorosamente os conselhos do grande fisiologista e
botânico Albrecht von Halleer, que já havia preconizado em
livro traduzido por Hahnemann a necessidade de estudar
em homem aparentemente são antes de ser prescrito ao
doente.
 Após 6 anos de constante experimentações, em si mesmo e
no seus familiares, publica em 1796 – um Ensaio sobre um
novo princípio para descobrir as virtudes curativas das
substâncias medicinais, na mais importante revista médica
em língua alemã de sua época, o Jornal de Hufeland
Homeopatia: O nascimento
1796 o nascimento da homeopatia,
 Hahnemann só veio a chamar o seu sistema de tratamento
médica desta forma alguns anos mais tarde, para diferenciá-lo
da prática medicamentosa abusiva, agressiva e pouco eficaz do
seu tempo, a que denominou de alopatia
Em 1810 publicou o Organon da arte de curar – onde expõe
as bases filosófica e metodológicas da homeopatia – (6 ed. –
última póstuma)
De 1811 a 1821 publica suas experiências com 67 substâncias
diferentes (6 v.) sob o título Matéria médica pura
Em 1828 publicou o Tratado das doenças crônicas
18
 “ O privilégio do gênio é o de se antecipar ao seu tempo”
 Foi muito criticado e perseguido
Homeopatia: O nascimento
1835 : Aos 80 anos foi para a França onde quiseram
impedi-lo de exercer a medicina
 Guizot (Ministro de Luis Felipe) escreveu:
19
“ Hahnemann é um sábio de grande mérito. A ciência deve
ser para todos. Se a homeopatia é uma quimera ou um
método sem valor própria, ela cairá por si mesma. Se é, ao
contrário, um progresso, expandir-se-á apesar de todas as
medidas contrárias, e a Academia deve desejá-lo antes de
qualquer outra, ela que tem por missão impulsionar a ciência
e encorajar as descoberta”
Homeopatia: Medicamento Homeopático
Medicamento homeopático é toda apresentação
farmacêutica destinada a ser ministrada segundo o
principio da similitude com finalidade preventiva e
terapêutica, obtida pelo método de diluições seguidas de
sucussões e/ou triturações sucessivas
Os medicamentos homeopáticos são preparados partir de
substâncias pertencentes aos três reinos:
 Vegetal: Atropa belladona, Allium cepa, Coffea cruda
 Animal: Apis mellifica, Formica ruffa, Lachesis muta
 Mineral: Aurum metallicum, Sulphur, Natrium muriaticum
20
Download
Random flashcards
paulo

2 Cartões paulonetgbi

Criar flashcards