Enviado por Do utilizador2330

FENICIOS

Propaganda
FENÍCIOS
Origem e localização geográfica: Os fenícios, povo de origem fenícia semita, surgiram a
partir do ano de 3.000 a.C, numa faixa estreita de terra da costa oriental do mar Mediterrâneo,
rodeada pelas montanhas do Líbano. Proprietários de poucas terras e de solos áridos, rodeados
de montanhas, os fenícios não se dedicaram a agricultura e criação de gado, mas souberam
aproveitar as aguas do Mediterrâneo, ao descobrirem a arte de construir navios e de navegar.
As cidades-estados: A Fenícia não era um pais unificado, constituído por varias cidadesestados que compartilhavam de uma cultura comum mas não tinham elos políticos nem se
agrupavam nas transações comerciais. As mais notáveis: Tiro, Sidon, Biblos e Ugarit, se
tornaram portos de onde partiram os navios para o comercio de mercadorias próprias ou de outros
países.
Expansão marítima: Grandes comerciantes e também piratas, os fenícios realizaram viagens
marítimas em busca de riqueza nos países estrangeiros. Para despistar os seus competidores,
mantinham suas rotas em segredo. Durante mais de três séculos exerceram absoluto monopólio
mercantil. Foi assim que, além de explorar o Mediterrâneo, fazendo comercio com as ilhas de
Chipre, Sicília, Córsega e Sardenha, atingiram o Oceano Atlântico, chegando ao Mar Báltico, no
norte da Europa, e percorrendo a costa da África. Foram os maiores navegadores e exploradores
da Antiguidade, tendo dado a volta completa ao redor da África, por volta de 600 a.C, a pedido do
farao Necao, do Egito, numa viagem que, dois mil anos mais tarde, Vasco da Gama faria em sentido
contrario. Ha quem afirme que os fenícios chegaram ate o litoral do Brasil.
Fundaram em diversas regiões as “concessões” que eram estabelecimentos em países
desenvolvidos usados como deposito de seus produtos; as “feitorias” que eram estabelecimentos
destinados ao comercio com os povos mais atrasados; e as “colônias” que eram fundadas por
famílias fenícias onde se estabeleciam definitivamente. A mais importante foi Cartago, no norte da
África, que se tronou grande centro comercial. Os fatores que favorecem essa expansão foram:

situação geográfica do pais, próximo do Egito, da Creta e das rotas que uniam a
Mesopotâmia ao Mediterrâneo;

bosques de cedro que cobriam as montanhas do Líbano e proporcionavam madeira
necessária a construção de navios;

relativas facilidades que o Mar Mediterrâneo oferecia a navegação rudimentar da
época;

pobreza do solo;

aumento da população.
Organização política: O governo era exercido por ricos comerciantes (chamados “sufetas”)
e industriais em algumas cidades. Outras, em certas épocas, eram governadas por reis não
absolutos. Muitas vezes, as cidades entravam em choque por causa da concorrência comercial.
Algumas delas chegaram mesmo a pagar tributos a fim de terem a preferencia e a proteção no
comercio de seus produtos.
Organização social: As classes sociais eram constituídas de grandes mercadores, pequenos
comerciantes e pescadores, industriais e escravos.
Produtos econômicos: A agricultura era restrita aos pequenos vales onde se cultivavam
oliveiras, vinhas, arvores frutíferas, cereais, algodão e linho. Os produtos comercializados pelos
fenícios foram numerosos. Alguns deles eram com prados de outros países e revendidos em outros
lugares. Mas a maioria era produtos de fabricação própria, como tecidos, corantes para pintar
tecidos (como a purpura), vasos cerâmicos, armas, pecas de metal, vidro transparente e colorido,
joias, perfumes, especiarias, entre outros. Seus artesãos eram hábeis imitadores e falsificadores
de produtos de outras civilizações. Também os cedros das montanhas fenícias eram exportados.
Os fenícios foram, também, os maiores mercadores de escravos da época,
Cultura: Nas artes, não foram grandes artistas, imitando os caldeus e egípcios. Nas letras,
tinham uma literatura pobre que tratava, de preferencia, de assuntos religiosos e mitológicos. No
inicio, os fenícios utilizaram a escrita cuneiforme da Mesopotâmia. Depois, passaram a usar os
hieróglifos dos egípcios. Porem, esses sistemas de escrita não estavam dando satisfação as suas
necessidades comerciais. Dessa forma, nasceu a ideia de simplificar a escrita e inventar o alfabeto,
que acabou sendo a maior contribuição que deram ao mundo, no campo cultural. Essa importante
descoberta nasceu da necessidade de facilitar a contabilidade e elaboração de contratos com
outros povos. Assim, inventaram 22 caracteres representando as consoantes; mais tarde, os
gregos aperfeiçoaram o alfabeto fenício, acrescentando as vogais, e outros povos começaram a
adota-lo. Na cidade de Ugarit foi encontrada uma biblioteca com inúmeros tabletes de argila com
escritos sobre a administração, a religião e a mitologia da Fenícia.
Religião: Caracterizava-se pela consistência do culto oficial e do culto popular e pelos
sacrifícios humanos, principalmente dos primeiros filhos masculinos que era pratica corrente entre
os cananeus da alta antiguidade e os fenícios guardaram ate época avançada. Em ocasiões de
grande calamidade publica; sacrificavam-se as crianças mais queridas, a fim de afastar as
desgracas; nos tempos ordinários substituía-se a vitima humana por um animal; nas fundações de
templo sacrificavam-se hóstias humanas (prisioneiros ou guerreiros caídos em combate), como se
verifica no templo de Tanita, em Cartago, e nas escavações de Kafer-Djarra, velho sitio cananeu.
Astarte Melkart Baal Moloc El-Dagon Eram politeístas, adoravam vários deuses, e cada cidade
tinha seus deuses oficiais chamados Baal (masculino) e Baalat (feminino). Astarte, deusa da
fecundidade (em Biblos); Baal-Moloc, deus do trovão (em Cartago); Melkart, deus violento e
guerreiro (em Tiro); Ishtar, deusa da Mesopotâmia, cultuada também na Fenícia, e El-Dagon, deus
das oferendas do calor.
Desenvolvimento científico: Nada originais no campo cientifico, copiando teorias, conceitos
e ideias de outros povos tudo aquilo que poderia ser de extrema utilidade para eles. Extremamente
ligados ao comercio, a atividade econômica que mais desenvolveram foi o da construção de navios
e da navegação. Possuíam excelentes conhecimentos de matemática para a construção de navios
e de astronomia, que os auxiliava durante a navegação pelos mares.
ATIVIDADES
1. Qual a localização da fenícia?
2. Qual a principal atividade econômica dos fenícios?
3. Como se organizavam politicamente os fenícios e quais as principais cidades-estados?
4. Quem eram os “sufetas”?
5. Qual o produto mais importante no artesanato fenício?
6. Qual a maior contribuição dos fenícios para os povos posteriores?
7. Como era a religião fenícia?
8. Como se organizava a sociedade fenícia?
9. Como se deu a expansão marítima dos fenícios?
10. Quais regiões foram colonizadas pelos fenícios?
11. Quais fatores favorecem a expansão marítima?
12. Qual a importância da escrita fenícia?
13. Quais produtos eram comerciados pelos fenícios?
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

paulo

2 Cartões paulonetgbi

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

teste

2 Cartões juh16

Criar flashcards