Enviado por Do utilizador1142

LAUDO TÉCNICO DE INSPEÇÃO PREDIAL ENGENHARIA DIAGNÓSTICA

EVOL Avaliações e Perícia Ltda.
LAUDO TÉCNICO DE INSPEÇÃO PREDIAL
ENGENHARIA DIAGNÓSTICA
Rua São José, nº 392, sala 45 – Criciúma – SC, Bairro Centro CEP 88810 500
EVOL Avaliações e Perícia Ltda.
SUMÁRIO
1. CONSIDERAÇÕES INICIAIS
1.1 Dos dados
1.2 Identificação do imóvel
1.3 Tipologia
2. OBJETIVOS
2.1 Critérios utilizados
2.2 Nível de inspeção
2.3 Grau de risco
3. DOS FATOS
3.1 Dados do residencial
3.2 Documentação não disponibilizada pelo residencial para compor o laudo
4. CONCEITUAÇÃO
5. REGISTRO FOTOGRÁFICO E DESCRIÇÃO DAS ANOMALIDADES E FALHAS DE
MANUTENÇÃO
6. VISTORIA
6.1 Data da vistoria - inspeção
6.2 Análises dos fatos
7. CONSIDERAÇÕES TÉCNICAS
8. CONDIÇÕES DE USO
9. ENCERRAMENTO
10. ANEXO
Rua São José, nº 392, sala 45 – Criciúma – SC, Bairro Centro CEP 88810 500
EVOL Avaliações e Perícia Ltda.
1. CONSIDERAÇÕES INICIAIS
1.1
Dos dados
Requerente:
Este Laudo foi solicitado pelo Sra. Bete - Síndica
1.2
Identificação do imóvel
Edificação: Residencial Maria José
Endereço: Rua João Ravache, 276
1.3
Tipologia
Compreende em um residencial de múltiplos andares.
2. Objetivo
Este trabalho tem como finalidade elaborar Laudo de Inspeção Predial que
analisará as condições técnicas, de uso e de manutenção da edificação, visando
orientar o Plano de Manutenção, e as ações de manutenção nos sistemas
construtivos, priorizadas pelo seu grau de risco, especialmente nas áreas comuns do
Residencial Maria José.
O Laudo de inspeção predial está ilustrado com relatório técnico fotográfico
dos eventos detectados, com a indicação da anomalia e do local onde se encontra o
fato.
Inclusive constará de comentários e recomendações técnicas pertinentes,
para comprovação de danos e patologias encontradas nas áreas comuns.
2.1 Critérios utilizados
Rua São José, nº 392, sala 45 – Criciúma – SC, Bairro Centro CEP 88810 500
EVOL Avaliações e Perícia Ltda.
A inspeção predial está baseada no “check-up” da edificação, que tem como
resultado a análise técnica do fato ou da condição relativa à habitabilidade, mediante
a verificação “in loco” de cada sistema construtivo, estando à mesma voltada para o
enfoque da segurança e da manutenção, de acordo com as diretrizes da Norma de
Inspeção Predial do IBAPE – 2012 e da Norma de Manutenção em Edificações - NBR
5674, da ABNT.
A inspeção procede ao diagnóstico das anomalias construtivas e falhas de
execução que interferem e prejudicam o estado de utilização do residencial e suas
instalações, tendo como objetivo verificar os aspectos de desempenho, vida útil,
utilização e segurança que tenham interface direta com os usuários.
Nota: Não foram realizados testes, medições por ocasião da vistoria,
consoante o nível de inspeção estabelecido como escopo para este trabalho.
2.2 Nível da Inspeção
Esta inspeção é classificada como “Inspeção de Nível 1”, representada por
análise expedita dos fatos e sistemas construtivos vistoriados, com a identificação de
suas anomalias e falhas aparentes.
Caracteriza-se pela verificação isolada ou combinada das condições técnicas
de uso e de manutenção do sistema da edificação, de acordo com a Norma de
Inspeção Predial do IBAPE, respeitado o nível de inspeção adotado, com a
classificação das deficiências encontradas quanto ao grau de risco que representa em
relação à segurança dos usuários, à habitabilidade e à conservação do patrimônio
edificado.
2.3 Grau de Risco
Conforme a referida Norma de Inspeção Predial do IBAPE/SP, as anomalias
e falhas são classificadas em três diferentes graus de recuperação, considerando o
impacto do risco oferecido aos usuários, ao meio ambiente e ao patrimônio.

GRAU DE RISCO CRÍTICO – IMPACTO IRRECUPERÁVEL – é aquele que
provoca danos contra a saúde e segurança das pessoas e meio ambiente, com
perda excessiva de desempenho e funcionalidade, causando possíveis
Rua São José, nº 392, sala 45 – Criciúma – SC, Bairro Centro CEP 88810 500
EVOL Avaliações e Perícia Ltda.
paralisações, aumento excessivo de custo, comprometimento sensível de vida
útil e desvalorização imobiliária acentuada.

GRAU DE RISCO REGULAR – IMPACTO PARCIALMENTE RECUPERÁVEL
– é aquele que provoca a perda parcial de desempenho e funcionalidade da
edificação, sem prejuízo à operação direta de sistemas, deterioração precoce
e desvalorização em níveis aceitáveis.

GRAU DE RISCO MÍNIMO – IMPACTO RECUPERÁVEL – é aquele causado
por pequenas perdas de desempenho e funcionalidade, principalmente quanto
à estética ou atividade programável e planejada, sem incidência ou sem a
probabilidade de ocorrência dos riscos relativos aos impactos irrecuperáveis e
parcialmente recuperáveis, além de baixo ou nenhum comprometimento do
valor imobiliário.

GRAU DE RISCO SATISFATÓRIO – Quando o empreendimento não contem
anomalias e/ou falhas significativas.
O relatório técnico fotográfico das áreas comuns aponta as anomalias
aparentes e falhas de manutenção ou execução identificadas na edificação.
Serão consideradas anomalias construtivas aquelas que prejudicam o
desempenho, a funcionalidade, a vida útil prevista, a utilização, decorrentes de
problemas de projetos, execução, especificação de materiais, informações
defeituosas sobre manutenção uso e operação do sistema.
Serão consideradas falhas de manutenção, as irregularidades decorrentes de
ações de manutenção.
A constatação das anomalias foi realizada dentro do escopo de trabalho de
inspeção, não envolvendo apurações de causas e origens, sendo, somente, a
identificação de problemas aparentes relacionados à integridade construtiva.
As recomendações técnicas são orientativas e consta no relatório técnico
fotográfico pertinente a cada evento identificado.
Serão inspecionadas as dependências de uso comum do residencial, para
identificação das anomalias construtivas e falhas de manutenção, detectáveis,
visualmente.
Rua São José, nº 392, sala 45 – Criciúma – SC, Bairro Centro CEP 88810 500
EVOL Avaliações e Perícia Ltda.
Todos os eventos serão registrados, fotograficamente, e acompanhados de
breve comentário com a recomendação técnica pertinente.
Não estão previstos trabalhos de prospecção e ensaios de laboratórios no
presente escopo de trabalho, vistorias realizadas por engenheiro civil.
Portanto, consoante o item 2.1 da norma de inspeção predial do IBAPE/SP,
2012, esta inspeção enquadra-se com o sendo de nível 1.
NÍVEL 1 - Identificação das anomalias e falhas aparentes, elaborada por profissional
habilitado.
3. DOS FATOS
O requerente verificou surgimento de várias anomalias no residencial,
contratando um Engenheiro Civil para avaliar a causa e os riscos para o imóvel
limitando-se a averiguar áreas comuns.
Este trabalho caracteriza-se pela inspeção “in loco” da edificação, tendo como
escopo um diagnóstico geral sobre as áreas comuns do residencial, identificando as
anomalias construtivas ou falhas de manutenção detectáveis nas áreas comuns do
Residencial Maria José, com a finalidade de identificar os riscos oferecidos aos
usuários ou ao patrimônio quesitos que podem interferir e prejudicar a saúde e a
habitabilidade.
Observando-se que não foram realizados ensaios invasivos, como também não
serão abordados aspectos legais de assistente técnico em casos de apuração de
responsabilidade e eventual demanda judicial, este Laudo de Inspeção Predial é de
uso exclusivo do residencial sendo proibida sua reprodução.
3.1 Dados do Residencial
O imóvel está situado a Rua João Ravache 276, bairro Santo Antônio, na
cidade de Joinville, Estado de Santa Catarina.
Está localizado em região de uso misto residencial, comercial, industrial, em
via de acesso secundário.
Rua São José, nº 392, sala 45 – Criciúma – SC, Bairro Centro CEP 88810 500
EVOL Avaliações e Perícia Ltda.
O Residencial Maria José é constituído por 01 (um) bloco; contendo 01 (um)
pavimento no subsolo; 01 pavimento no térreo; 06 (seis) pavimentos tipo; 04 (quatro)
unidades por andar; 01 (um) pavimento denominado de ático contendo barrilete, a
cobertura geral, a caixa d água superior; a casa de máquinas do elevador, possuindo
ainda caixa de escadas.
A cobertura geral do residencial é composta de laje Impermeabilizada e
demais coberturas em Telhado.
No pavimento térreo estão situados: centro de medição de energia elétrica, os
acessos para veículos e pedestres; hall de elevador; abrigo de água; entrada de
energia, salão comercial, garagem do pavimento térreo e acesso para garagem do
subsolo. No subsolo se localiza as vagas de garagem cobertas.
Desta forma, o Residencial Maria José, totaliza 24 (vinte e quatro) unidades
autônomas. Todos os andares são dotados de 01 (um) elevador, com acesso ao hall
de entrada.
Foram inspecionados os diversos ambientes que compõem as áreas comuns
do residencial, conforme descrição acima.
O residencial foi construído segundo os padrões convencionais de edificação,
contando, resumidamente em: estrutura em concreto armado; fechamento externo e
interno em alvenaria convencional; pavimento das garagens em cimento liso; laje de
cobertura do reservatório superior, com tratamento impermeabilizante e proteção
mecânica e demais lajes de cobertura do telhado.
3.2 Documentação não disponibilizada pelo residencial para compor este Laudo.
1) Projetos aprovados.
2) Memorial descritivo de incorporação registrado em cartório e Especificação,
instituição de residencial.
3) Memorial descritivo de instalação geral.
4) Manual do proprietário. (Fornecido pela construtora e dispensável no caso,
pela idade da edificação).
5) Auto de vistoria do Corpo de Bombeiros.
6) Alvará de funcionamento dos elevadores.
7) Certificado de Conclusão PM de Joinville.
8) Certificado de garantia das mangueiras para uso de Combate Incêndio.
Rua São José, nº 392, sala 45 – Criciúma – SC, Bairro Centro CEP 88810 500
EVOL Avaliações e Perícia Ltda.
9) Guia do Consumidor do gás central.
10) Laudo comprobatório de estabilidade da estrutura do residencial.
11) Cópia do Certificado de garantia de dedetização.
12) Cópia do manual de instruções de segurança a descarga atmosféricas.
13) Memorial descritivo da construção atual.
14) Escritura de declaração, especificação e convenção do residencial.
15) Regulamento Interno da Garagem.
16) Regulamento Interno.
4. CONCEITUAÇÃO
Do glossário de treinamento de terminologia Básica aplicável à Engenharia de
Avaliações e Perícia de Engenharia – IBAPE/SP, Livro - (Engenharia diagnostica de
edificações, 2012, Pág.162), constam as definições das expressões citadas abaixo,
que serão utilizadas no decorrer do presente Laudo de Inspeção Predial,
complementadas por outras extraídas de bibliografias especializadas, conforme
segue:
Anomalias: irregularidade, anormalidade, exceção à regra.
Classificação das anomalias (GOMIDE; PUJADAS; CABRAL, Técnicas de
Inspeção e Manutenção Predial, São Paulo 2006 Ed. PINI) Adaptadas do Glossário
IBAPE:
Endógenas: Proveniente de vício de projeto, Materiais e execução.
Exógenas: Decorrentes de danos causados por terceiros.
Naturais: Oriundas de danos causados pela natureza.
Funcionais: Provenientes da degradação, associada ao uso.
Armação: Conjunto de barras de aço que compõem as peça de concreto
armado.
Degradação: Desgaste dos componentes e sistemas das edificações em
decorrência do efeito do transcurso do tempo, uso e interferências do meio.
Depreciação: Perda de valor de um bem, devido a modificações em seu
estado ou qualidade, ocasionadas por diversas patologias.
Depreciação Física: Perda de valor em função do desgaste das partes
construtivas de benfeitorias, resultante de decrepitude, deterioração ou mutilação.
Rua São José, nº 392, sala 45 – Criciúma – SC, Bairro Centro CEP 88810 500
EVOL Avaliações e Perícia Ltda.
Serviços de manutenção: Intervenção realizada sobre a edificação e suas
partes constituintes, com a finalidade de conservar ou recuperar sua capacidade
funcional. (NBR5674/1999).
Sistemas de Manutenção: Conjunto de procedimentos organizados para
gerenciar os serviços de manutenção. (NBR 5674/1999).
5. REGISTRO FOTOGRÁFICO E DESCRIÇÃO DAS ANOMALIAS E FALHAS DE
MANUTENÇÃO
O registro fotográfico das dependências do imóvel vistoriado, contemplando,
exclusivamente, subsolo, área externa, área de garagem, hall de entrada, salão de
festa, cortina ou parede de contenção do subsolo e pavimento térreo, apresentando
as anomalias e falhas de manutenção, detectadas por ocasião da inspeção, realizada
conforme descrita acima.
6. VISTORIA
6.1 Data da vistoria - inspeção
A inspeção foi realizada no dia 12 de Novembro de 2014 e foi acompanhada
pelo síndico do residencial, Sra. Bete.
6.2 Análises dos fatos
Descrição: Vista frontal do residencial.
Rua São José, nº 392, sala 45 – Criciúma – SC, Bairro Centro CEP 88810 500
EVOL Avaliações e Perícia Ltda.
Vista Frontal
Sistema Estrutural: A estrutura da edificação foi dimensionada e executada
em concreto armado convencional, com a instalação do SPDA estrutural, sendo
compostos de fundações, pilares, vigas, lajes, escadaria e rampa de acesso para
garagem do térreo.
Anomalias: Fissuras na laje do térreo, com evidências de infiltração de água
através da laje de concreto sobre a área de estacionamento do subsolo, como essa
infiltração é constante e sobre um ponto de iluminação, há risco de curto circuito,
incêndio ou choque elétrico.
A fissura por sua vez ocorre à infiltração da umidade reduzindo o Ph da
armadura, dando origem à formação de óxido de ferro, o que provoca aumento na
dimensão da secção de aço, expulsando a camada superficial do concreto,
contribuindo para surgimento de mais fissuras e deixando a armadura exposta.
(Inspeção Predial, 2012, pg. 73).
Rua São José, nº 392, sala 45 – Criciúma – SC, Bairro Centro CEP 88810 500
EVOL Avaliações e Perícia Ltda.
Recomendações consultar projetista estrutural ou empresa especializada em
análise de estruturas a fim de atestar a estabilidade da estrutura e seu grau de
corrosão.
Descrição: Detalhe da laje com fissuras e infiltração.
Vista da laje do subsolo
Ação a implementar: Tratamento das fissuras, trincas e juntas de dilatação do
térreo, com a restauração da impermeabilização e dos acabamentos de revestimentos
afetados.
De acordo com a NBR 6574 1999, determina a organização do sistema de
manutenção que deve levar em consideração as características construtivas,
tipologia; tamanho e complexidade funcional; número e dispersão geográfica; relações
especiais de vizinhança que são as implicações de seu entorno.
Solicitar empresa específica de estruturas para atestas à estabilidade e
integridade do concreto e da armadura.
Rua São José, nº 392, sala 45 – Criciúma – SC, Bairro Centro CEP 88810 500
EVOL Avaliações e Perícia Ltda.
Classificação quanto ao Grau de Risco:
Crítico: recomendado intervenção imediata, devido ao risco iminente de curto
circuito, princípio de incêndio ou choque elétrico.
Descrição: Detalhe das vigas com superfície rugosa e mal adensada.
Vigas da garagem subsolo
Anomalias: Rugosidade das superfícies das vigas do subsolo indica falta de
qualidade no acabamento, reduzindo o desempenho quanto ao cobrimento causando
corrosão da armadura em longo prazo.
Ação a implementar: Tratamento dos vazios ou bicheiras com graute
argamassado, levando em consideração a aderência visto que a superfície está
pintada, segundo o Manual para diagnóstico de Obras deterioradas, pág. 98.
É necessário preparar a superfície do concreto original para assegurar uma
perfeita aderência com o material de reparo. Esta preparação dependerá em cada
caso de diversos fatores. A aderência é sempre favorecida com certa rugosidade
superficial.
Classificação quanto ao Grau de Risco:
Mínimo: recomendado intervenção programada e planejada, principalmente
quanto à estética e a perda de desempenho em longo prazo.
Rua São José, nº 392, sala 45 – Criciúma – SC, Bairro Centro CEP 88810 500
EVOL Avaliações e Perícia Ltda.
Descrição: Infiltração na junção de elementos estruturais.
Infiltração em elementos estruturais
Ação a implementar: O sistema de manutenção deve ser orientado por um
conjunto de diretrizes que definem padrões de operação que asseguram a
preservação do desempenho e do valor da edificação ao longo do tempo, a principal
atividade a ser desenvolvida na anomalia apresentada é a restauração da
impermeabilização no piso do térreo, afim de estancar a infiltração evitando a
degradação dos elementos estruturais.
Classificação quanto ao Grau de Risco:
Médio: Com impacto parcial e recuperável, com deterioração em níveis
aceitáveis, manutenção programável em médio prazo.
Descrição: Falta de acabamento no entorno de ralo e tubos de queda.
Rua São José, nº 392, sala 45 – Criciúma – SC, Bairro Centro CEP 88810 500
EVOL Avaliações e Perícia Ltda.
Detalhe da falta de acabamento com vazamento nas conexões
Anomalias: Ponto de vazamento na tubulação falta de acabamento na junção
entre o tubo e o concreto onde a má execução no cuidado do substrato ocorreu o
descolamento onde a argamassa aplicada está se desprendendo ou nem foi aplicada.
Ação a implementar: Verificar a conexão onde está com vazamento, retirar
argamassa solta e reaplicar, de acordo com a NBR 5674 Manutenção de Edifícios –
Procedimentos.
Classificação quanto ao Grau de Risco:
Médio: Com impacto parcial e recuperável, com deterioração em níveis
aceitáveis, manutenção programável em médio prazo.
Descrição: Fissuras em elemento estrutural.
Detalhe das fissuras em vigas
Rua São José, nº 392, sala 45 – Criciúma – SC, Bairro Centro CEP 88810 500
EVOL Avaliações e Perícia Ltda.
Anomalias: Fissuras em sentido transversal em vigas do subsolo.
Ação a implementar: Verificar junto ao projetista da estrutura ou consultar
empresa para que faça uma análise estrutural afim de atestar a estabilidade da
estrutura.
Classificação quanto ao Grau de Risco:
Crítico: recomendado solicitar laudo estrutural de empresa especializada
específico para este caso.
Descrição: Infiltração na laje do Box 104.
Detalhe da falta de tubulação de saída e ponto de infiltração na laje do subsolo
Anomalias: Ponto de infiltração em laje da garagem do subsolo e tubo de a
queda anulado tampão de papel.
Ação a implementar: Executar acabamento adequado ou retirar pois não foi
utilizado (rever Projeto), extinguir o vazamento (infiltração) e refazer a bicheira com os
devidos cuidados segundo a boa prática de engenharia, verificando se há corrosão na
armadura ou deterioração do concreto devido ao tempo de exposição ao agente
agressor.
Rua São José, nº 392, sala 45 – Criciúma – SC, Bairro Centro CEP 88810 500
EVOL Avaliações e Perícia Ltda.
Classificação quanto ao Grau de Risco:
Mínimo:
recomendado
executar
manutenção
corretiva
com
agendamento em médio prazo.
Descrição: Infiltração na parede de contenção do subsolo (fundos).
Detalhe da garagem do subsolo com infiltração na parede de contenção
Anomalias: Infiltração decorrente de uma impermeabilização deficiente na
parede de contenção do subsolo, proliferando fungos e bolor por todo o entorno da
parede de contenção, onde em relato do síndico o residencial após verificar que sua
estanqueidade estava comprometida resolveu instalar calha no piso a fim de conter e
direcionar o fluxo de água corrente.
Ação a implementar: Refazer a impermeabilização completa de toda a
contenção do subsolo afim de solucionar de forma conclusiva o excesso de umidade.
Classificação quanto ao Grau de Risco:
Médio: recomendado ação corretiva a fim de estancar o fluxo de
infiltração, onde poderá causar danos à saúde dos condôminos.
Descrição: Infiltração na parede de contenção do subsolo.
Rua São José, nº 392, sala 45 – Criciúma – SC, Bairro Centro CEP 88810 500
EVOL Avaliações e Perícia Ltda.
Fissura na parede
de contenção e
infiltração
Detalhe da garagem do subsolo com infiltração e fissuras.
Detalhe da garagem do subsolo com infiltração
Anomalias: Fissuras e indícios de infiltração no substrato onde apresenta o
desplacamento da pintura, na parede de contenção nos Box 304 e 305 da garagem
do subsolo.
Ação a implementar: Refazer a impermeabilização no subsolo e trataras
fissuras e pintar a área novamente, evitando mais ponto de infiltração.
Classificação quanto ao Grau de Risco:
Rua São José, nº 392, sala 45 – Criciúma – SC, Bairro Centro CEP 88810 500
EVOL Avaliações e Perícia Ltda.
Médio: recomendado ação corretiva a fim de estancar o fluxo de infiltração, e
averiguar o surgimento de novas fissuras com empresa especializadas a parede de
contenção.
Descrição: Detalhe do piso da garagem do subsolo
Detalhe da garagem do subsolo fissuras no piso e trecho sem acabamento
Anomalias: Trecho de piso da faixa de rolamento no portão de acesso ao
subsolo com trincas e entre o box 103 e 104 a ponto que não foi utilizado régua.
Ação a implementar: Recomenda-se retirar o piso bruto e danificado e que
seja refeito utilizando técnicas estabelecidas em norma.
Impermeabilização do sistema de piso é o conjunto de operações e técnicas
construtivas (serviços), composto por uma ou mais camadas que tem por finalidade
proteger as construções contra a ação deletéria de fluidos, vapores e da umidade.
(NBR15575, 2013, item 3.12)
Classificação quanto ao Grau de Risco:
Mínimo: recomendado ação corretiva para evitar o surgimento de umidade
excessiva.
Rua São José, nº 392, sala 45 – Criciúma – SC, Bairro Centro CEP 88810 500
EVOL Avaliações e Perícia Ltda.
Descrição: Detalhe do Guarda Corpo com fissura em infiltração.
Guarda Corpo
Anomalias: Trinca na junção entre a parede de divisa o Guarda Corpo.
Ação a implementar: Vício construtivo na junção das duas paredes,
necessário intervenção programada.
Classificação quanto ao Grau de Risco:
Mínimo: recomendado ação corretiva sem perda ou causas a danos à
saúde dos condôminos.
Descrição: Detalhe do piso do térreo com fissura em infiltração.
Piso do térreo
Rua São José, nº 392, sala 45 – Criciúma – SC, Bairro Centro CEP 88810 500
EVOL Avaliações e Perícia Ltda.
Anomalias: Piso do pavimento térreo com trincas infiltrando umidade para a
laje do subsolo.
Ação a implementar: Necessário urgência no reparo de impermeabilização
pois neste ponto onde há indícios de infiltração sobre a iluminação do subsolo.
Classificação quanto ao Grau de Risco:
Crítico: recomendado ação corretiva emergencial tendo em vista o risco de
curto circuito, princípio de incêndio ou choque elétrico.
Descrição: Detalhe laje do térreo
Piso do térreo
Anomalias: Ponto de vazamento nas conexões e erro de posicionamento do
ralo e pregos em deterioração na laje.
Ação a implementar: Isolar ralo em posição errada, executar teste de
estanqueidade nas conexões e retirar pregos cravados em estado de deterioração na
laje, tratando o substrato afim de evitar a deterioração interna no concreto (bicheiras).
Classificação quanto ao Grau de Risco:
Mínimo: recomendado ação corretiva programada, sem risco a saúde ou a
integridade física.
Rua São José, nº 392, sala 45 – Criciúma – SC, Bairro Centro CEP 88810 500
EVOL Avaliações e Perícia Ltda.
Descrição: Detalhe do murro de contenção
Murro de divisa
Iluminação do muro de divisa e piso do térreo
Anomalias: De acordo com as imagens 25 e 26, há evidências de infiltração
em todo o entorno, na base da parede de divisa do pavimento térreo, na imagem 27
a iluminação fixada na parede de divisa do pavimento térreo apresenta fissuras,
imagem 28 mostra a laje do piso térreo com fissura do guarda corpo até o ralo.
Ação a implementar: Refazer a impermeabilização na base da parede de
divisa visando total estanqueidade do substrato. Correção na fixação da iluminação
retirando as fissuras de seu entorno, garantindo o não surgimento de infiltração de
umidade no sistema elétrico.
Classificação quanto ao Grau de Risco:
Rua São José, nº 392, sala 45 – Criciúma – SC, Bairro Centro CEP 88810 500
EVOL Avaliações e Perícia Ltda.
Mínimo: recomendado ação corretiva programada, sem risco a saúde ou a
integridade física.
Descrição: Detalhe da infiltração no teto do hall de entrada e parede.
Laje do hall de entrada e parede
Anomalias: Nas imagens abaixo indica ponto de infiltração no corredor do hall
de entrada, proveniente do pavimento superior, no roda pé do mesmo corredor
apresenta desplacamento de pintura proveniente da umidade excessiva vinda da
parede.
Ação a implementar: Refazer a impermeabilização na base da parede e
investigas o que está surgindo a umidade no teto do hall de entrada.
Classificação quanto ao Grau de Risco:
Mínimo: recomendado ação corretiva programada, sem risco a saúde ou a
integridade física.
Rua São José, nº 392, sala 45 – Criciúma – SC, Bairro Centro CEP 88810 500
EVOL Avaliações e Perícia Ltda.
7. CONSIDERAÇÕES TÉCNICAS
A edificação possui quantidade relevante de anomalias corrigíveis em
diversos sistemas construtivos e instalações, contudo exige-se intervenção de mão
de obra especializada.
Devido à deficiência de documentação comprobatória de regularidade e
adequação de instalações elétricas, hidráulicas, SPDA, dentre outros, não foi possível
verificar prováveis erros de projeto.
8. CONDIÇÕES DE USO
Os indícios de anomalias construtivas detectadas na edificação é
recomendado que se faça uma consulta técnica especializada e especifica de
impermeabilização apontando através de ensaios a condição real, das eventuais
adequações necessárias para regularização da edificação.
Denotam-se, inclusive, indícios de anomalias na estrutura de concreto
armado, em especialmente no subsolo onde há uma viga com várias fissuras e a laje
com fissura longitudinal onde passa pela iluminação conforme imagem 02,08 e 09
deste mesmo laudo, a qual tais eventos classificam as condições técnicas de uso
desta edificação como CRÍTICA e demandam ações corretivas adequadas, de forma
incisiva e URGENTE, precedidas de consultoria técnica especializada.
Diante das patologias identificadas na edificação, verificou-se quanto a
criticidade das anomalias construtivas de origem endógenas (execução e materiais),
sendo que as anomalias afetam diretamente a saúde e segurança dos condôminos e
a avaliação geral do imóvel (Mercado imobiliário) e podem desencadear novas
patologias tais como infiltração, fungos e fissuras.
Deve ser implantados sistemas de manutenções programadas após a
correção das anomalias citadas acima para gerenciar e mapear possíveis pontos
futuros.
No tocante a documentação técnica, é importante ressaltar que NÃO foi
avaliada nenhuma documentação, portanto o recomendado é criar um Book ou
arquivo contendo todos os projetos e demais documentações pertinentes, para que
sirva de consulta do síndico e dos condôminos e para as diversas atividades de
Rua São José, nº 392, sala 45 – Criciúma – SC, Bairro Centro CEP 88810 500
EVOL Avaliações e Perícia Ltda.
manutenção, pois a documentação solicitada para compor este laudo nada foi
entregue.
9. ENCERRAMENTO
Este Laudo Técnico de Inspeção Predial é composto por 24 folhas impressas
e numeradas e 02 (dois) cadernos rubricados em cada folha e assinados.
Indica-se a realização de uma inspeção completa em todos os sistemas
construtivos e nos apartamentos, a fim de observar possível fatos e anomalias. E
realizar uma nova Inspeção Predial dentro de um ano, para averiguar da implantação
das providencias de reparos, segundo recomendações, como também checagem do
cronograma de obras estabelecido, conforme implantação do Plano de Manutenção
a ser elaborado pelo condomínio residencial.
10. ANEXO
Anotação de responsabilidade técnica em anexo.
Joinville, 28 de Novembro de 2014.
_______________________
Tiago Valmor Vieira CREA – SC 077412-7
Técnico em Eletrotécnica
Engenheiro Civil e de Segurança do Trabalho
Pós Graduando do Curso de Auditoria, Avaliação e Perícia de Engenharia
Membro do Instituto Gaúcho de Engenharia Legal e Avaliações – IGEL
ART nº 529374-0
Rua São José, nº 392, sala 45 – Criciúma – SC, Bairro Centro CEP 88810 500
Download
Random flashcards
Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

teste

2 Cartões juh16

Criar flashcards