be___historia_-11935-54f7439146c2f

Propaganda
HISTÓRIA
7º ano
1º Trimestre / 2015
BATERIA DE EXERCÍCIOS
 Capítulo 1 – A Alta Idade Média e o início do feudalismo.
1. Complete os espaços com V (verdadeiro) ou F (falso).
(
(
(
(
(
)
)
)
)
Para os germânicos, o chefe guerreiro não era uma figura muito importante.
O chefe guerreiro garantia a sobrevivência de todo o povo e o poder da aristocracia.
Os líderes guerreiros não eram escolhidos pelo Comitatus.
Os líderes guerreiros dirigiam um grupo armado nas conquistas e, depois da vitória, dividiam o butim
entre eles.
) Com o tempo a liderança entre os germânicos passou a ser hereditária.
2. Observe.
a) Em que consistia o sistema de colonato, instituído por Constantino? Explique.
b) Que novo modelo de trabalhador surgiu após o estabelecimento da dependência do colono em relação
aos proprietários rurais?
3. Observe.
Fonte: VIDAL-NAQUET, Pierre (Org.). Il nuovo atlante storico. Bolonha: Nicola Zanichelli, 1992. p. 60
a) A o observarmos o mapa, a quais conclusões podemos chegar, quando nos referimos ao Império
Romano como um todo?
b) Qual era a sede do Império Romano do Oriente?
c) As invasões tiveram origem em qual região?
4. Para melhor administrar e organizar o seu grandioso império, Carlos Magno dividiu-o em diversas
unidades e deixou pessoas responsáveis por elas.
a) Como eram denominadas essas unidades?
b) Quem eram os seus governantes?
c) Para que elas serviam?
5. Leia atentamente:
“(…) o moleiro do castelo, para moer o grão do camponês, cobra um alqueire de grão e uma certa
quantidade de farinha; no forno é preciso pagar também, e o forneiro jura que, se não tiver o seu
pagamento, o pão do camponês ficará malcozido e malvirado.”
Direitos senhoriais em verso, segundo Luchaire, La Société française au temps de Phillipe Auguste. Em:ISAAC J.;
ALBA, A. História Universal – Idade Média. São Paulo: Mestre Jou, 1967.
Agora, responda:
a) Qual é o tema do texto? Explique.
b) Cite quais eram os mais importantes tributos pagos pelos servos.
c) Explique cada um desses tributos detalhadamente.
d) Quais eram os outros tipos de obrigações ocasionais dos servos?
6. O cavaleiro pertencia a que grupo social? Indique em sua resposta outras pessoas que também faziam
parte desse grupo.
7. Sobre as invasões dos povos bárbaros, que destruíram a organização imperial romana, no século V,
sabemos que.
a) Tornaram-se possíveis devido à capacidade de liderança de Átila, que organizou os governos em um
grande exército conquistador.
b) Foram precipitadas pela pressão dos hunos sobre os bárbaros germânicos, obrigando-os a se deslocar
em direção ao Império.
c) Puderam alcançar seus objetivos de conquista, graças ao fato de os romanos desconhecerem os
costumes e a organização político-militar desses povos.
d) Tornaram-se possíveis graças à solidariedade existente entre as tribos bárbaras, organizadas em uma
federação estável.
e) alcançaram seus objetivos graças à superioridade cultural e organizacional dos bárbaros diante dos
romanos.
8. Durante a Idade Média o maior bem que um homem poderia ter não era o acúmulo de moedas e de
títulos. Indique qual era o maior bem nesse período e o que era feito para assegurá-lo.
9. Complete o diagrama com os acontecimentos a seguir, organizando-os em ordem cronológica.
Reis francos
Igreja Católica
Reis carolíngios
A feudalização da Europa
1. No ano de 800,CarlosMagno foi coroado imperador pelo papa Leão III.
2. Pepino, o Breve, entregou ao papa os territórios conquistados na Península Itálica. Isso possibilitou a
criação dos Estados Pontifícios.
3. Carlos Magno, para evitar traições e agitações, estimulou o costume germânico das relações entre
senhor e servos, estabelecendo as relações de vassalagem.
4. Clóvis, rei da dinastia merovíngia, converteu-se ao cristianismo por volta de 495m aproximando os
francos da Igreja cristã.
5. A Igreja reconheceu Pepino como rei dos francos. Era o fim da dinastia merovíngia e o início da dinastia
carolíngia.
6. As disputas territoriais e a divisão do Império de Carlos Magno enfraqueceram os reis e fortaleceram os
senhores locais.
7. Carlos Martel expulsou os muçulmanos da Gália, na Batalha de Poitiers, travada em 732.
8. Lotário, Carlos, o Calvo e Luís, o Germânico, assinaram o Tratado de Verdun em 843, que estabeleceu
a divisão do império.
 Capítulo 2 – Nascimento e expansão do islã.
10. Complete o quadro com informações sobre o islã.
O ISLÃ
Quando e por quem foi fundado
Diferença em relação às crenças pré-islâmicas
Livro sagrado
Significado e importância da hégira
Significado de jihad
11. “A visita à cidade de Meca é uma das obrigações de todo muçulmano. Ela faz parte dos cinco pilares
do Islã.” Cite e explique, com suas palavras, os cinco pilares do Islã.
12. Relacione cada número a um item sobre a Arábia pré-islâmica.
1. Oásis.
2. Meca.
3. Arábia Feliz.
4. Península Arábica.
5. Deserto da Arábia.
(
(
(
(
(
) Nome dado pelos europeus à região da Península Arábica banhada pelo Oceano Índico e pelo Mar
Vermelho.
) Centro de culto e peregrinação que abrigava o santuário conhecido como Caaba.
) Pequena área fértil, graças à presença de água, em grandes porções de área desértica.
) Local habitado pelos beduínos, grupos nômades que criavam carneiros, cabras e camelos.
) Local de onde os árabes são originários.
 Capítulo 3 – A Baixa Idade Média e a crise do feudalismo.
13. As cruzadas influíram decisivamente na história da Europa na Baixa Idade Média. A mais significativa
de suas consequências foi:
a)
b)
c)
d)
a reunificação das Igrejas Católica e Ortodoxa, separadas em 1054 pelo Cismo do Oriente.
um novo Cisma no cristianismo com o início da Reforma protestante no século XVI.
a conquista dos lugares sagrados do cristianismo situados na Ásia Ocidental.
a “reabertura” do Mediterrâneo, que, possibilitando a reativação dos contratos entre Ocidente e Oriente,
intensificou o renascimento comercial e urbano na Europa.
e) o declínio do comércio, o desaparecimento da vida urbana e a descentralização política no ocidente da
Europa.
14. Leia abaixo um trecho do discurso do papa Urbano II, realizado no Concílio de Clermont, em 1905:
“Deixai os que outrora estavam acostumados a se baterem, impiedosamente, contra os fiéis, em guerras particulares,
lutarem contra os infiéis [...] Deixai os que até aqui foram ladrões, tornarem-se soldados. Deixai aqueles que outrora se
bateram contra seus irmãos e parentes, lutarem agora contra os bárbaros, como devem. Deixai os que outrora foram
mercenários, a baixos salários, receberem agora a recompensa eterna.”
“Uma vez que a terra que vos habitais, fechadas de todos os lados pelo mar e circundada por picos de montanhas, é
demasiadamente pequena à vossa grande população: sua riqueza não abunda, mal fornece o alimento necessário aos seus
cultivadores [...] tomais o caminho do Santo Sepulcro; arrebatai aquela terra à raça perversa e submete-a a vós mesmos.
Essa terra em que, como diz a Escritura, ‘jorra leite e mel’ foi dada por Deus aos filhos de Israel. Jerusalém é o umbigo do
mundo; a terra é mais que todas frutífera, como um novo paraíso de deleites.”
No discurso do papa, é possível perceber uma série de argumentos usados por ele para que as cruzadas
ocorressem. Qual das afirmativas abaixo indica um motivo não utilizado à época para o início das
cruzadas?
a) Marginalização social de parte da população em decorrência do crescimento demográfico.
b) O direito de primogenitura impedia que parte dos membros das famílias senhoriais conseguisse terras
para serem assenhoradas por eles, necessitando de novas terras que poderiam ser encontradas no
Oriente.
c) O direcionamento das ações de guerra na luta contra os muçulmanos, e não entre os povos que
habitavam o continente europeu.
d) A necessidade de criar uma nova rota comercial que pudesse fazer os comerciantes chegarem às
Índias e dessa criar um sistema de intercâmbio de especiarias.
e) Retomar a cidade de Jerusalém dos muçulmanos, onde estava localizado o Santo Sepulcro de Cristo, e
garantir que as peregrinações dos europeus à Terra Santa não fossem mais contidas pelos “bárbaros”.
15. Sobre as motivações das Cruzadas, responda às seguintes questões:
a) Qual o interesse da Igreja para com o movimento?
b) Quais os interesses econômicos vinculados às Cruzadas?
16. As corporações de ofícios eram organizadas com o objetivo de:
a)
b)
c)
d)
e)
defender os interesses dos artesãos diante dos patrões.
proporcionar formação profissional aos jovens fidalgos.
aplicar os princípios religiosos às atividades cotidianas.
combater os senhores feudais.
proteger os ofícios contra a concorrência e controlar a produção.
17. Se, para o historiador, a Idade Média não pode ser reduzida a uma “Idade das Trevas”, para o senso
comum, ela continua a ser lembrada dessa maneira, como um período de práticas e instituições
“bárbaras”. Com base na afirmação acima, indique e descreva:
a) duas contribuições relevantes da Idade Média.
b) duas práticas ou instituições medievais lembradas negativamente.
GABARITO
1. a) F
b) V
c) F
d) V
e) V
2. a) O imperador Constantino instituiu o colonato, transformando o colono em um camponês preso à terra. Esse
camponês cuidava de uma pequena parcela de terras, de onde retirava o seu sustento e o de sua família. Como
pagamento, tinha de entregar parte da produção ao proprietário das terras.
b) A prática dos proprietários de estabelecer trabalhadores dependentes de sua proteção originou a servidão,
sistema de trabalho dominante a partir do século X.
3. a) Resposta pessoal. Espera-se que o aluno comente que o Império Romano do Ocidente foi fragmentado em
diversos domínios bárbaros, enquanto o Império Romano do Oriente manteve uma unidade política.
b) Constantinopla.
c) Na região Norte.
4. Nos territórios localizados nas fronteiras do império, estabeleceram-se as marcas, controladas pelos marqueses, e
os ducados, governados pelo duques. Nessas regiões, os servidores do rei tinham grande liberdade para manter
exércitos formados por aristocratas locais e também para administrar a justiça. Os demais territórios dirigidos pelos
condes eram chamados condados.
5. a) O texto trata da agricultura e do trabalho servil. Os servos produziam para abastecer toda a sociedade e
pagavam tributos pela utilização das terras dos senhores.
b) Os mais importantes tributos pagos pelos servos eram a corveia, a talha e as banalidades.
c) Corveia: os servos deviam cultivar as terras da reserva senhorial de duas a três vezes por semana, sem ganhar
nada em troca. Tudo o que produziam era apropriado pelo senhor. Talha: o servo tinha de entregar ao senhor uma
parte do que produzia no manso servil. Em geral, o tributo variava entre 30% e 40%.
Banalidades: para utilizar as instalações da reserva senhorial, por exemplo, o forno e o moinho, os servos
entregavam uma parte da produção ao senhor.
6. Os cavaleiros faziam parte do grupo dos senhores de terra. A esse grupo pertenciam também os nobres, os
grandes senhores e os senhores menores.
7. B
8. Durante a Idade Média, o maior bem que um homem poderia possuir era a terra. Para assegurar o poder sobre
ela, os proprietários firmavam alianças que eram reforçadas pelo juramento de fidelidade.
9. 4 7 2 5 1 3 8 6
10.
Quando e por quem foi fundado
Maomé, no século VII.
Diferença em relação às crenças pré-islâmicas
Crença em um único Deus.
Livro sagrado
Alcorão.
Significado e importância da hégira
Significado de jihad
Episódio em que Maomé fugiu de Meca para Yatrib
(posteriormente Median), ameaçado pelos seus
opositores. O acontecimento marca o início do
calendário muçulmano.
Significa “esforço em favor de Deus”, uma das
bases do islã.
11. O credo: Todo muçulmano deve crer que existe apenas um Deus e que Maomé é seu profeta.
A oração: Deve ser realizada cinco vezes por dia. O crente deve estar com o corpo voltado para Meca.
A esmola ou a caridade: O fiel deve dar parte dos seus rendimentos aos necessitados. O jejum durante o Ramadã.
A peregrinação: Caso o fiel tenha recursos, é sua obrigação ir à cidade de Meca pelo menos uma vez na vida.
12. 3 2 1 5 4
13. D
14. D
15. a) Para congregar as forças militares da nobreza europeia, a Igreja estabeleceu que as Cruzadas tivessem
como objetivo fundamental, impor a expulsão dos muçulmanos da cidade de Jerusalém. Considerada uma
cidade santa, os clérigos pretendiam varrer qualquer possibilidade de avanço da crença islâmica em terras
ocidentais.
b) Na época em que as Cruzadas foram organizadas, a Europa vivia um franco processo de crescimento de
suas populações. Dessa forma, as terras disponíveis passariam a não comportar adequadamente a demanda
por alimentos dos europeus. Com isso, a conquista de terras no Oriente aparecia como uma maneira
interessante de se resolver o problema. Além disso, devemos destacar que alguns comerciantes também
apoiaram o movimento esperando tomar posse de rotas comerciais, terrestres e marítimas controladas pelos
muçulmanos.
16. E
17. a) Contribuições relevantes: arquitetura gótica, representada sobretudo pelas catedrais e caracterizada pela
monumentalidade, verticalidade e novos recursos arquitetônicos, com destaque para o arco ogival ou gótico; e
as “grandes invenções” – pólvora, bússola, papel e imprensa – que, embora parcialmente de origem chinesa,
foram introduzidas na Europa e aperfeiçoadas na Idade Média; tais invenções tiveram extraordinária
importância para o desenvolvimento intelectual e para a expansão geográfica que floresceriam no início dos
tempos modernos.
b) Práticas ou instituições lembradas negativamente: a prática da bruxaria, em decorrência da ignorância
predominante na época; e a instituição do Tribunal da Inquisição, com o emprego sistemático da tortura em
seus interrogatórios.
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

paulo

2 Cartões paulonetgbi

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

Criar flashcards