ATIVIDADE 2 DE GEOGRAFIA 2º ANO TARTA PR 01) A poesia a

Propaganda
ATIVIDADE 2 DE GEOGRAFIA 2º ANO TARTA PR
01) A poesia a seguir refere-se à industrialização de dois minérios existentes no interior do
Brasil. Esses minérios são utilizados na indústria brasileira e são mercadorias presentes na
nossa pauta de exportações.
indústria: o malho a manha.
outra vez a mina da trama.
a mina de (ferro) Minas/ os poços de caudas
pau e chita: bauxita explorada
indústria...
(Mario Chamie)
a) Como é chamada a indústria que explora esses minérios?
b) Dê a localização geográfica das principais reservas desses minérios no país.
R. a) Indústria extrativista mineral.
b) Ferro: Quadrilátero Ferrífero (MG), Serra dos Carajás (PA), Maciço do Urucum (MS).
Bauxita: Oriximiná, Vale do rio Trombetas (PA), Poço de Caldas (MG).
02) ..."Tudo murcha, pois a indústria extrativa (e não transformadora) de minerais não
costuma deixar senão um rastro de pó e tristeza..."
Carlos Drummond de Andrade em "O horizonte, a exaustão"
a) Caracterize duas áreas nas regiões Sul e Sudeste, quanto à natureza econômica da
exploração e ao destino da produção mineral.
b) Explique duas conseqüências da atividade mineradora para o ambiente e a sociedade dessas
áreas.
R; a) Vale do Tubarão SC - carvão mineral para consumo interno; Quadrilátero Ferrífero MG Fe, Mn exportação consumo interno.
b) SC - poluição do Vale do Rio Tubarão
03) O território brasileiro possui grandes jazidas de minério de ferro. Relacione áreas de
ocorrência e sistemas de transporte para os mercados interno e externo.
R: - Quadrilátero Ferrífero - MG, consumo interno, exportação EF Vitória-Minas para porto de
Tubarão - ES.
- Serrados Carajás PA, exportação EF Ponta da Madeira - Carajás para porto de Itaqui - MA.
04) Observe o mapa:
a) Dê um título adequado a este mapa.
b) O mapa destaca uma região produtora principal e duas grandes regiões consumidoras.
Explique essa rota.
R: a) O aluno deverá:
- expressar com clareza e correção ortográfica um título correspondente ao mapa, levando em
consideração a escala mundial e as relações econômicas relacionadas ao comércio
internacional do petróleo.
b) O aluno deverá:
-identificar e registrar as regiões produtoras e consumidoras, levando em consideração a
localização das mesmas em escala regional no âmbito continental;
- explicar a rota resultante das relações produção-consumo de petróleo em nível mundial,
fundamentando-se nas características da organização territorial das áreas produtoras e
consumidoras geradoras dos fluxos apresentados no mapa.
05) Leia o trecho a seguir:
O petróleo é conhecido desde tempos remotos. A Bíblia já traz referências sobre a existência
de lagos de asfalto. Nabucodonosor pavimentava estradas com esse produto na Babilônia,
enquanto os egípcios o utilizavam como impermeabilizante. Por vários séculos o petróleo foi
utilizado para iluminação.
TAIOLI, F. Recursos minerais. In: TEIXEIRA, W. (Org.). "Decifrando a terra". São Paulo:
Oficina de Textos, 2001. p. 475.
Atualmente, entre as diversas fontes de energia, o petróleo é a mais utilizada no planeta, além
de servir como matéria-prima para muitos produtos industrializados. Com relação ao petróleo,
a) explique a origem e o processo natural de sua formação;
b) apresente e analise dois impactos ambientais negativos decorrentes do seu uso na
sociedade contemporânea.
R; a) Possibilidades de respostas:
Resposta 1: O petróleo é de origem orgânica, encontrado em bacias sedimentares. Sua origem
remonta à Era Mesozóica, devido ao acúmulo de microorganismos animais e vegetais, em
ambiente marinho, os quais sofreram um rápido soterramento, ficando assim em ambientes
que impossibilitavam a sua decomposição.
Resposta 2:
Origem: O petróleo é de origem orgânica e também marinha, principalmente planctônica, isto
é, resulta da deposição de organismos animais e vegetais microscópicos que habitam nas
superfícies dos mares (plâncton), sendo encontrado em bacias sedimentares. Sua origem
remonta à Era Mesozóica.
Formação: A deposição desses organismos ocorria de acordo com as condições de oxigenação
na superfície e com a falta de oxigenação no fundo das bacias, resultando num processo de
putrefação incompleta. O sapropel, uma lama semiputrefata, foi transformando-se em
petróleo durante um processo continuado de deposição de sedimentos, não só orgânicos, num
ambiente que oferecia condições específicas de pressão e temperatura.
b) Medidas:
- Poluição das águas marinhas. No transporte do petróleo em grandes navios são comuns os
acidentes que provocam vazamentos. Esses vazamentos causam danos aos ecossistemas
marinhos atingidos.
- A queima do petróleo libera o gás carbônico que constitui um dos gases mais poluentes da
atmosfera, contribuindo, dessa forma, para a ocorrência do efeito estufa artificial.
06) "... Enquanto nos Estados Unidos, no Japão, na França e na Itália a participação média dos
aços especiais na produção é de 15%, no Brasil este mercado não passa de 8,4% (...). A
produção siderúrgica nacional encontra-se hoje defasada nas tecnologias de processo e de
produto. Um indicador desta defasagem é a parcela de aço produzida através de lingotamento
contínuo. Na Europa esta participação passa de 80%, no Japão chega a 93,5%. Outros países
em desenvolvimento como o México (55,8%), a Coréia do Sul (94,1%) ou a Argentina (74,3%)
adotam o método com mais intensidade que o Brasil (54%) (...). Das 35 empresas instaladas
[no Brasil], apenas 8 contabilizam gastos de pesquisa e desenvolvimento (...). A capacitação
desse pessoal [de pesquisa] também é baixa: 40% dos pesquisadores têm mestrado e apenas
3% doutorado. (...) O resultado é que a defasagem da siderurgia brasileira, estimada em 65%
em 1988, frente ao contexto internacional, pulou para 80% em 1989."
(G. Schwartz, "Folha de São Paulo", 04/03/91, p.3-5)
Comente o texto anterior, relacionando tecnologia, investimento e produção no processo de
transformação dos recursos naturais.
R: Processo de produção pouco desenvolvido, pouco investimento na melhora de produção.
07) Com relação ao destino dos bens produzidos, as indústrias podem ser classificadas como
indústrias de bens de produção (ou indústrias de base) e indústrias de bens de consumo.
a) Sobre as indústrias de bens de produção, responda ao que se pede.
a.1. Nomeie duas das suas principais características.
a.2. Cite os dois principais grupos.
a.3. Cite dois exemplos para cada grupo de indústria.
b) Sobre as indústrias de bens de consumo, responda ao que se pede.
b.1. Nomeie duas das suas principais características.
b.2. Cite os dois principais grupos.
b.3. Cite dois exemplos para cada grupo de indústria.
R; a) a.1. as indústrias de bens de produção transformam recursos naturais em matériasprimas
para outras indústrias. Produzem bens para o abastecimento direto de outras indústrias ou de
setores da infra-estrutura de um país. São muito importantes para o desenvolvimento
econômico de um país, pois fornecem o alicerce do desenvolvimento industrial. Movimentam
grandes quantidades de matérias-primas e consomem muita energia.
a.2. as indústrias de bens de produção podem ser de dois tipos: indústrias de bens
intermediários e indústrias de bens de capital (ou de equipamento).
a.3. exemplos de indústrias de bens intermediários: metalúrgica, siderúrgica, petroquímica,
extrativa mineral, entre outras. Exemplos de indústrias de bens de capital: de produção de
máquinas, motores e equipamentos para os setores de transporte, de saneamento básico, de
eletrificação, entre outras.
b) b.1. as indústrias de bens de consumo produzem para o abastecimento direto do mercado
consumidor. São indústrias voltadas para o atendimento das necessidades de consumo da
população.
b.2. essas indústrias se dividem em dois grupos: indústrias de bens de consumo duráveis e
indústrias de bens de consumo não-duráveis.
b.3. exemplos de indústrias de bens de consumo duráveis: de automóveis, eletrodomésticos,
entre outras. Exemplo de indústrias de bens de consumo não-duráveis: de alimentos, tecidos,
remédios, vestuário, entre outras.
08) Observe a tabela:
A economia brasileira, ao longo da década de 1990, passou por profundas transformações com
sucessivas privatizações e maior abertura comercial e financeira para o capital internacional. O
Estado do Rio de Janeiro, nesse período, reestruturou sua economia com o surgimento de
novas áreas especializadas, sobretudo nas regiões de governo Norte Fluminense e Médio
Paraíba, apesar da manutenção da forte concentração do PIB na Região Metropolitana. Aponte
o setor industrial que mais se desenvolveu no Norte Fluminense e o mais importante do Médio
Paraíba, na última década. Identifique, também, dois fatores que explicam a forte
concentração do PIB na Região Metropolitana.
R>: Norte Fluminense: extração de petróleo.
Médio Paraíba: pólo metal-mecânico.
Dois dos fatores:
- concentração de boa parte da infra-estrutura do Estado
- convergência das vias de transporte
- concentração das principais indústrias, dos serviços especializados e dos órgãos da
administração pública federal
- concentração de grande parte do mercado consumidor do Estado
- convergência de investimentos públicos e privados na região, tendo em vista o fato de ter
sido capital do país durante muito tempo
- pouca expressividade das atividades agropecuárias no interior do antigo Estado do Rio de
Janeiro, desde a marcha do café, acentuando o contraste econômico entre capital e interior
09) "A indústria moderna estabeleceu o mercado mundial. A necessidade de um mercado em
constante expansão para os produtos industriais deu caráter cosmopolita à produção e ao
consumo em todos os países. Em lugar da auto-suficiência e fechamento nacional e local
temos interações em todas as direções, uma interdependência universal das nações."
(Adaptado de Marx & Engels, 1848).
Seguindo a lógica do sistema capitalista, os investimentos de empresas brasileiras no exterior
aumentaram nos últimos anos.
Apresente duas razões para o aumento da presença das empresas brasileiras no exterior nos
últimos anos.
R: Entre as razões para a expansão da atuação das grandes empresas brasileiras no exterior
temos: a expansão dos mercados consumidores e fornecedores, a diversificação das fontes de
fornecimento de matéria-prima; a ocupação de uma melhor posição em um mercado
internacional altamente competitivo; o aumento da escala geográfica de controle da
produção; a participação na formação dos preços das "commodities"; a busca de maiores
margens de lucro.
Download
Random flashcards
paulo

2 Cartões paulonetgbi

Criar flashcards