Demonstrações Contábeis

Propaganda
Demonstrações
Contábeis
3º Trimestre 2016
ĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
ÍNDICE
Comentário do Desempenho
01
Demonstrações Contábeis Consolidadas........................................................................................... 03
Demonstração do Resultado .................................................................................................................... 03
Demonstração do Resultado Abrangente ................................................................................................ 04
Balanço Patrimonial .................................................................................................................................. 05
Demonstração dos Fluxos de Caixa ........................................................................................................ 06
Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido .............................................................................. 07
Demonstração do Valor Adicionado ......................................................................................................... 08
Notas Explicativas às Demonstrações Contábeis Consolidadas......................................................09
Nota 1 – Contexto Operacional ................................................................................................................ 09
Nota 2 – Aquisições, Vendas e Reestruturações Societárias .................................................................. 09
Nota 3 – Apresentação das Demonstrações Contábeis Intermediárias .................................................. 10
Nota 4 – Gerenciamento de Riscos ......................................................................................................... 13
Nota 5 – Informações por Segmento ....................................................................................................... 35
Nota 6 – Caixa e Equivalentes de Caixa .................................................................................................. 42
Nota 7 – Instrumentos Financeiros .......................................................................................................... 42
Nota 8 – Investimentos em Participações Societárias ............................................................................. 44
Nota 9 – Dividendos / Juros sobre Capital Próprio a Receber................................................................. 66
Nota 10 – Tributos .................................................................................................................................... 67
Nota 11 – Comissões a Receber ............................................................................................................. 69
Nota 12 – Outros Ativos ........................................................................................................................... 70
Nota 13 – Dividendos a Pagar.................................................................................................................. 70
Nota 14 – Provisões e Passivos Contingentes ........................................................................................ 70
Nota 15 – Comissões a Apropriar ............................................................................................................ 72
Nota 16 – Outros Passivos ....................................................................................................................... 72
Nota 17 – Patrimônio Líquido ................................................................................................................... 73
Nota 18 – Receitas de Juros de Instrumentos Financeiros ..................................................................... 76
Nota 19 – Despesas com Pessoal ........................................................................................................... 77
Nota 20 – Despesas Administrativas ....................................................................................................... 77
Nota 21 – Outras Receitas/Despesas ..................................................................................................... 78
Nota 22 – Receitas de Comissões .......................................................................................................... 78
Nota 23 – Partes Relacionadas ................................................................................................................ 79
Nota 24 – Outras Informações ................................................................................................................. 81
Relatório dos Auditores Independentes
Membros da Administração
ŽŵĞŶƚĄƌŝŽĚŽĞƐĞŵƉĞŶŚŽ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
ITR – Comentário do Desempenho
Senhores Acionistas,
A BB Seguridade Participações S.A. apresentou lucro líquido contábil de R$987,9 milhões no terceiro trimestre de
2016, ante lucro líquido ajustado de R$987,7 milhões no terceiro trimestre de 2015, que desconsidera os efeitos
extraordinários que elevaram em R$41,9 milhões o lucro líquido contábil da companhia naquele período.
Receitas de investimentos em participações societárias
No terceiro trimestre de 2016, as receitas de investimentos em participações societárias totalizaram R$997,9 milhões,
registrando queda de 4,0% sobre igual período de 2015, explicada pelos impactos extraordinários de R$22,0 milhões e
de R$19,9 milhões nas receitas de investimentos em participações societárias provenientes da BB MAPFRE SH1 e
MAPFRE BB SH2, respectivamente, que influenciou a base de comparação com o terceiro trimestre do ano passado.
R$ mil
Controlador
RECEITAS DE INVESTIMENTOS EM PARTICIPAÇÕES SOCIETÁRIAS
3T15
3T16
Variação %
1.039.630
997.913
(4,0%)
BB MAPFRE SH1
364.995
326.729
(10,5%)
MAPFRE BB SH2
69.341
22.239
(67,9%)
Brasilprev
166.909
208.223
24,8%
Brasilcap
45.562
67.483
48,1%
IRB Brasil-RE
41.301
13.575
(67,1%)
BB Corretora
366.069
383.973
4,9%
Brasildental
Demais participações
(441)
597
-
(14.106)
(24.906)
76,6%
Excluindo o efeito de itens extraordinários, as receitas de investimentos em participações societárias permaneceram
estáveis no comparativo, desempenho explicado:
(i)
pelo crescimento de 24,8% das receitas advindas da participação societária detida na Brasilprev, justificado
em grande parte por maiores receitas com taxas de gestão;
(ii) pelo aumento de 48,1% das receitas provenientes da Brasilcap, explicado pela melhora da margem
financeira;
(iii) pela evolução de 4,9% das receitas oriundas da BB Corretora, explicada por maiores receitas de
corretagem advindas das empresas coligadas BB MAPFRE SH1 e Brasilprev;
(iv) compensados pela queda nas receitas de participações societárias detidas no IRB Brasil-RE, na MAPFRE
BB SH2 e na BB MAPFRE SH1, em função da piora nos índices combinados dessas empresas, resultado
da deterioração nos índices de sinistralidade.
Cabe ressaltar que alguns fatores pontuais ocorridos ao longo do período de 12 meses de análise impactaram a
base de comparação das receitas de investimentos em participações societárias, tornando-as não diretamente
comparáveis:
(i) aumento na alíquota da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido, a partir de setembro de 2015, com
impacto nas empresas subsidiárias da BB MAPFRE SH1 e da MAPFRE BB SH2, além da Brasilprev,
Brasilcap e IRB Brasil-RE; e
(ii) enquadramento da BB Corretora no regime não cumulativo a partir de março de 2016, com aumento nas
alíquotas de PIS/PASEP e COFINS sobre a receita bruta.
ϭ
ŽŵĞŶƚĄƌŝŽĚŽĞƐĞŵƉĞŶŚŽ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
RELACIONAMENTO COM AUDITORES
Em consonância com a Instrução CVM nº 381/03, informamos que durante o terceiro trimestre de 2016 a BB
Seguridade contratou os serviços de auditoria independente da KPMG Auditores Independentes.
Na contratação de serviços não relacionados à auditoria externa, a BB Seguridade adota procedimentos que se
fundamentam na legislação aplicável e nos princípios internacionalmente aceitos que preservam a independência do
auditor. Esses princípios consistem em: (i) o auditor não deve auditar o seu próprio trabalho; (ii) o auditor não deve
atuar, gerencialmente, perante seu cliente; e (iii) o auditor não deve promover os interesses de seu cliente.
Durante o terceiro trimestre de 2016 não houve alteração em decorrência de celebração, cancelamento ou modificação
de contratos de prestação de serviços de auditoria e não auditoria prestados pela KPMG Auditores Independentes à
Companhia e ao seu controlador.
Em relação às suas controladas e coligadas, a Companhia informa o seguinte contrato que teve início no terceiro
trimestre de 2016:
Empresa
Brasilcap Capitalização S.A.
Data Início
Data Fim
Natureza dos serviços
Valor dos honorários (R$)
01/07/2016
31/05/2017
Auditoria das Demonstrações Financeiras
508.150,00
Para mais informações sobre os resultados da BB Seguridade, favor consultar o Relatório de Análise de Desempenho,
disponível no site www.bancodobrasilseguridade.com.br, aba Informações Financeiras.
Ϯ
[20]
[10]
[21]
Despesas administrativas
Despesas tributárias
Outras receitas/(despesas) operacionais
1,52
1.996.606.547
0,49
As notas explicativas são parte integrante das demonstrações contábeis.
Lucro por ação (básico e diluído) (R$)
1.996.689.543
2.000.000.000
2.000.000.000
3.032.328
--
3.032.328
(7.144)
(12.235)
(11.350)
Número médio ponderado de ações (básico e
diluído)
[17]
987.930
--
987.930
(10.039)
(5.758)
(6.419)
(27.311)
36.362
(21.678)
3.054.006
--
3.054.006
Número de ações
LUCRO POR AÇÃO
LUCRO LÍQUIDO DO PERÍODO
IMPOSTO DE RENDA E CONTRIBUIÇÃO
SOCIAL
[10]
[19]
Despesas com pessoal
RESULTADO ANTES DO IMPOSTO DE
RENDA E CONTRIBUIÇÃO SOCIAL
17.316
(5.083)
(9.983)
[18]
997.913
Receitas de juros de instrumentos financeiros
[08]
Receitas de investimentos em participações
societárias
--
997.913
3º Trim/2016 01.01 a 30.09.2016
OUTRAS RECEITAS E DESPESAS
[22]
Receitas de comissões
RECEITAS OPERACIONAIS
Nota
DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO
0,51
1.999.977.418
2.000.000.000
1.029.571
--
1.029.571
451
(1.883)
(2.149)
(10.649)
4.171
(10.059)
1.039.630
--
1.039.630
1,60
1.999.981.938
2.000.000.000
3.193.870
--
3.193.870
3.564
(2.368)
(8.094)
(28.451)
11.047
(24.302)
3.218.172
--
3.218.172
3º Trim/2015 01.01 a 30.09.2015
Controlador
0,49
1.996.606.547
2.000.000.000
987.930
(212.761)
1.200.691
(35.361)
(92.702)
(53.896)
(12.840)
84.425
(110.374)
638.846
672.219
1.311.065
1,52
1.996.689.543
2.000.000.000
3.032.328
(620.806)
3.653.134
(74.205)
0,51
1.999.977.418
2.000.000.000
1.029.571
(191.385)
1.220.956
(36.398)
(52.753)
(54.489)
(158.653)
(246.382)
(11.183)
68.813
(86.010)
687.667
619.299
1.306.966
ϯ
1,60
1.999.981.938
2.000.000.000
3.193.870
(572.375)
3.766.245
(60.469)
(148.056)
(188.353)
(31.332)
175.729
(252.481)
2.117.164
1.901.562
4.018.726
3º Trim/2015 01.01 a 30.09.2015
(37.993)
222.232
(295.001)
1.916.231
2.031.904
3.948.135
3º Trim/2016 01.01 a 30.09.2016
Consolidado
R$ mil (exceto lucro por ação)
ĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯΣdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
As notas explicativas são parte integrante das demonstrações contábeis.
RESULTADO ABRANGENTE DO PERÍODO
Efeito fiscal
Outros resultados abrangentes
(30.152)
3.069.257
994.573
(133)
--
67.214
36.929
3.032.328
(5.388)
(84)
--
12.115
Ganhos/(perdas) sobre ativos financeiros disponíveis para venda
Variação na participação relativa
6.643
987.930
Participação no resultado abrangente de investimentos em
controladas e controladas em conjunto
LUCRO LÍQUIDO DO PERÍODO
Controlador
3º Trim/2016 01.01 a 30.09.2016
DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO ABRANGENTE
3.158.580
29.758
21.875
1.002.822
1.704
(3.889)
(62.863)
(35.290)
3.193.870
2.240
--
(50.864)
(26.749)
1.029.571
3º Trim/2015 01.01 a 30.09.2015
994.573
(5.388)
(84)
--
12.115
6.643
987.930
3.069.257
(30.152)
(133)
--
67.214
36.929
3.032.328
3º Trim/2016 01.01 a 30.09.2016
Consolidado
1.002.822
21.875
2.240
--
(50.864)
(26.749)
1.029.571
ϰ
3.158.580
29.758
1.704
(3.889)
(62.863)
(35.290)
3.193.870
3º Trim/2015 01.01 a 30.09.2015
R$ mil
ĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯΣdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
ĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯΣdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
BALANÇO PATRIMONIAL
R$ mil
Controlador
Consolidado
Nota
30.09.2016
31.12.2015
30.09.2016
31.12.2015
1.561.078
ATIVO CIRCULANTE
Caixa e equivalentes de caixa
[06]
191.670
59.784
1.355.714
Ativos financeiros disponíveis para venda
[07]
--
--
44
52
Dividendos/JCP a receber
[09]
--
1.938.325
--
10.401
Ativos por impostos correntes
48.418
29.956
450.500
165.805
Comissões a receber
[11]
--
--
790.423
843.796
Outros ativos
[12]
3.854
4
32
22
Ativos financeiros ao valor justo por meio do resultado
[07]
--
--
369.793
633.970
Ativos financeiros mantidos até o vencimento
[07]
--
--
318.327
--
Investimentos em participações societárias
[08]
8.743.998
7.203.271
8.095.410
8.115.752
ATIVO NÃO CIRCULANTE
Ativos por impostos diferidos
[10]
--
--
8.020
6.885
Outros ativos
[12]
--
--
170.552
157.917
8.987.940
9.231.340
11.558.815
11.495.678
1.634.512
TOTAL DO ATIVO
PASSIVO CIRCULANTE
Dividendos a pagar
[13]
5
1.634.512
5
Provisões trabalhistas, fiscais e cíveis
[14]
--
--
13.967
10.902
349
134
649.016
238.848
Passivos por impostos correntes
Comissões a apropriar
[15]
--
--
739.720
769.804
Outros passivos
[16]
6.900
15.926
26.838
39.121
Passivos por impostos diferidos
[10]
--
--
273.977
273.977
Comissões a apropriar
[15]
--
--
874.606
947.746
7.254
1.650.572
2.578.129
3.914.910
5.646.768
PASSIVO NÃO CIRCULANTE
TOTAL DO PASSIVO
PATRIMÔNIO LÍQUIDO
Capital social
[17]
5.646.768
5.646.768
5.646.768
Reserva de capital
1.004
712
1.004
712
Reserva de lucros
2.436.453
2.027.573
2.436.453
2.027.573
(45.324)
Outros resultados abrangentes acumulados
(8.395)
(45.324)
(8.395)
Lucros acumulados
988.062
--
988.062
--
Ações em tesouraria
(83.206)
(48.961)
(83.206)
(48.961)
TOTAL DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO
8.980.686
7.580.768
8.980.686
7.580.768
TOTAL DO PASSIVO E PATRIMÔNIO LÍQUIDO
8.987.940
9.231.340
11.558.815
11.495.678
As notas explicativas são parte integrante das demonstrações contábeis.
ϱ
ĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯΣdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS DE CAIXA
R$ mil
Controlador
Consolidado
01.01 a
30.09.2016
01.01 a
30.09.2015
01.01 a
30.09.2016
01.01 a
30.09.2015
3.032.328
3.193.870
3.653.134
3.766.245
(2.117.164)
Fluxos de caixa proveniente das operações
Lucro antes do Imposto de Renda e Contribuição Social
Ajustes ao lucro antes do Imposto de Renda e Contribuição Social
(3.054.006)
(3.218.172)
(1.916.231)
Despesas com provisões cíveis e fiscais
Resultado de participações em controladas e controladas em conjunto
--
--
3.065
(4.485)
Comissões de corretagem diferidas
--
--
(523.980)
(629.323)
Outros ajustes
24.561
10.158
52.815
41.508
2.883
(14.144)
1.268.803
1.056.781
Variação líquida em ativos financeiros a valor justo por meio do resultado
--
--
264.177
(547.118)
Variação líquida em ativos financeiros disponíveis para venda
--
--
8
3
Variação líquida em ativos financeiros mantidos até o vencimento
--
--
(318.327)
--
Lucro ajustado antes do Imposto de Renda e Contribuição Social
Variações patrimoniais
Imposto de renda e contribuição social pagos
--
--
(418.259)
(569.417)
(18.247)
(16.418)
(47.385)
(33.989)
Variação líquida em impostos diferidos
--
--
(1.135)
1.177
Variação líquida em comissões a apropriar
--
--
474.129
719.137
Variação líquida em impostos correntes
Variação líquida em outros ativos e passivos
(12.876)
(261)
(24.928)
(13.441)
CAIXA GERADO/(UTILIZADO) PELAS OPERAÇÕES
(28.240)
(30.823)
1.197.083
613.133
3.536.449
3.449.963
1.977.251
1.835.238
--
--
(3.375)
--
3.536.449
3.449.963
1.973.876
1.835.238
(3.342.078)
(3.361.786)
(3.342.078)
(3.361.786)
(34.245)
--
(34.245)
--
(3.376.323)
(3.361.786)
(3.376.323)
(3.361.786)
131.886
57.354
(205.364)
(913.415)
59.784
56.385
1.561.078
2.094.427
Fim do exercício
191.670
113.739
1.355.714
1.181.012
Aumento/(redução) de caixa e equivalentes de caixa
131.886
57.354
(205.364)
(913.415)
Fluxos de caixa proveniente das atividades de investimento
Dividendos recebidos
(Aquisição)/alienação de investimentos
CAIXA GERADO/(UTILIZADO) PELAS ATIVIDADES DE INVESTIMENTO
Fluxos de caixa proveniente das atividades de financiamento
Dividendos pagos
(Aquisição)/alienação de ações em tesouraria
CAIXA GERADO/(UTILIZADO) PELAS ATIVIDADES DE FINANCIAMENTO
Variação líquida de caixa e equivalentes de caixa
Início do exercício
As notas explicativas são parte integrante das demonstrações contábeis.
ϲ
--
[17.b]
[17.d]
Reservas de Lucros
Dividendos propostos - 1º semestre/2015
[17.b]
[17.d]
[17.d]
[17.f]
Reservas de Lucros
Dividendos propostos - 1º semestre/2016
Dividendos prescritos
Outros resultados abrangentes
292
--
Mutações do Período
As notas explicativas são parte integrante das demonstrações contábeis.
1.004
--
--
--
--
--
--
5.646.768
--
--
--
--
--
--
292
712
446
102.220
609.113
--
--
--
--
102.220
--
--
506.893
108.214
404.736
--
712
--
--
--
108.214
--
--
296.522
Reserva Legal
--
--
--
--
446
266
Reserva de
Capital
Saldos em 30.09.2016
Lucro líquido do período
[17.h]
Programa de recompra de ações
--
5.646.768
Saldos em 31.12.2015
[17.h]
--
Mutações do Período
Transações com pagamento baseado em ações
5.646.768
--
Lucro líquido do período
Saldos em 30.09.2015
--
Outros resultados abrangentes
--
---
5.646.768
Capital
Social
Dividendos adicionais propostos - 2º semestre/2014
Nota
Transações com pagamento baseado em ações
Saldos em 31.12.2014
EVENTO
DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO
306.660
1.827.340
--
--
--
--
306.660
--
--
1.520.680
324.645
1.214.210
--
--
--
324.645
--
--
889.565
Reserva Estatutária
Reservas de Lucros
--
--
--
--
--
--
--
--
--
--
(1.103.927)
--
--
--
--
--
(1.103.927)
--
1.103.927
Dividendo Adicional
Proposto
(34.245)
(83.206)
--
--
--
--
--
(33.953)
(292)
(48.961)
(446)
(712)
--
--
--
--
--
(446)
(266)
Ações em
Tesouraria
988.062
988.062
3.032.328
--
132
(1.635.518)
(408.880)
--
--
--
1.029.571
1.029.571
3.193.870
--
(1.731.440)
(432.859)
--
--
--
Lucros ou
prejuízos
acumulados
36.929
(8.395)
--
36.929
--
--
--
--
--
(45.324)
(35.290)
(48.088)
--
(35.290)
--
--
--
--
(12.798)
Outros Resultados
Abrangentes
Acumulados
ϳ
1.399.918
8.980.686
3.032.328
36.929
132
(1.635.518)
--
(33.953)
--
7.580.768
323.213
8.247.197
3.193.870
(35.290)
(1.731.440)
--
(1.103.927)
--
7.923.984
Total
R$ mil
ĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯΣdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
ĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯΣdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
DEMONSTRAÇÃO DO VALOR ADICIONADO
R$ mil
Controlador
Consolidado
Nota
01.01 a 30.09.2016
01.01 a 30.09.2015
--
--
2.031.904
1.901.562
--
--
2.031.904
1.901.562
(18.494)
(4.530)
(232.858)
(248.822)
Receitas
Receitas de comissões
[22]
Insumos Adquiridos de Terceiros
01.01 a 30.09.2016 01.01 a 30.09.2015
Despesas administrativas
[20]
(11.350)
(8.094)
(158.653)
(188.353)
Outras receitas/(despesas)
[21]
(7.144)
3.564
(74.205)
(60.469)
Valor Adicionado Bruto
(18.494)
(4.530)
1.799.046
1.652.740
Valor Adicionado Líquido Produzido pela Entidade
(18.494)
(4.530)
1.799.046
1.652.740
3.090.368
3.229.219
2.138.463
2.292.893
3.054.006
3.218.172
1.916.231
2.117.164
36.362
11.047
222.232
175.729
3.071.874
3.224.689
3.937.509
3.945.633
3.945.633
Valor Adicionado Recebido em Transferência
Resultado de participações em controladas/controladas em
conjunto
[8]
Receitas de juros de instrumentos financeiros
[18]
Valor Adicionado Total a Distribuir
Distribuição do Valor Adicionado
3.071.874
3.224.689
3.937.509
Pessoal
[19]
27.311
28.451
37.993
31.332
Impostos, taxas e contribuições
[10]
12.235
2.368
867.188
720.431
Reservas de lucros
[17]
408.880
432.859
408.880
432.859
Remuneração de capital próprio
[17]
2.623.448
2.761.011
2.623.448
2.761.011
As notas explicativas são parte integrante das demonstrações contábeis.
ϴ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
1 – CONTEXTO OPERACIONAL
A BB Seguridade Participações S.A. (denominada BB Seguridade ou Grupo) foi constituída como uma subsidiária do
Banco do Brasil S.A. em 20 de dezembro de 2012. Tem a finalidade de participar em sociedades seguradoras, de
capitalização, entidades abertas de previdência complementar, planos privados de assistência à saúde e
resseguradoras, bem como em outras sociedades cujo objeto social seja a corretagem e a viabilização de negócios
envolvendo empresas de seguros dos ramos elementares, de vida, saúde, capitalização, previdência e
administração de bens.
A BB Seguridade Participações S.A., inscrita sob o CNPJ 17.344.597/0001-94, é sediada no Setor de Autarquias
Norte, Quadra 05, Bloco B, 3º Andar, Edifício Banco do Brasil, Asa Norte, Brasília, Distrito Federal, Brasil.
As operações do Grupo são conduzidas por intermédio das subsidiárias integrais BB Cor Participações S.A. (BB
Cor) e BB Seguros Participações S.A. (BB Seguros), as quais estão sob controle societário e administrativo comum.
–$48,6,d®(69(1'$6(5((6758785$d®(662&,(7È5,$6
a) Reorganização Societária – IRB-Brasil Resseguros S.A. (“IRB-Brasil Re”)
Em 18 de fevereiro de 2016, os ofertantes optaram pela não continuidade do processo de Oferta Pública Inicial
(“IPO”) do IRB Brasil RE que se encontrava em curso na Bolsa de Valores e na CVM, tendo em vista as condições
desfavoráveis do mercado de capitais brasileiro.
Ainda no escopo da reorganização societária, no intuito de otimizar a gestão de seus ativos imobiliários, o Conselho
de Administração do IRB-Brasil Re aprovou, em 19.03.2015, a criação de uma holding, a IRB – Investimentos e
Participações Imobiliárias S.A. (“IRB-PAR”) e de quatro sociedades de propósito específico (“SPEs”).
Em janeiro de 2016, foram lavradas as Escrituras Públicas de Constituição de Sociedades de Propósitos Específicos
(SPE´s) e protocoladas na Junta Comercial do Estado do Rio de Janeiro (“JUCERJA”). Em fevereiro de 2016, após a
constituição das SPE´s e emissão dos CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas), foi lavrada a Escritura
Pública de Constituição da Subsidiária IRB Investimentos e Participações Imobiliárias S.A. (“IRB Holding”), cujo
registro foi deferido pela JUCERJA.
b) Aporte de Capital – Brasildental Operadora de Planos Odontológicos S.A. (“Brasildental”)
A Brasildental foi constituída em 12.03.2014, com capital social total de R$ 5 milhões, distribuído em 100 mil ações
ordinárias (ON) e 100 mil ações preferenciais (PN), sendo a BB Seguros detentora de 49,99% das ações ONs e de
100% das ações PNs, representando 74,99% de participação do capital social total, e a Odontoprev detentora de
50,01% das ações ONs, representando 25,01% do capital social total.
Respeitando a proporção de suas participações acionárias, os acionistas BB Seguros e Odontoprev integralizaram
R$ 1 mil do capital social da Brasildental na data de constituição da companhia e o restante (R$ 4.999 mil) no dia
15.04.2014.
Em 30.03.2016, a Assembleia Geral de Acionistas da Brasildental aprovou o aumento de capital da companhia, no
valor de R$ 4.500 mil, mediante a emissão de 180 mil ações, todas nominativas e sem valor nominal, ao preço de
emissão de R$ 25 cada uma, fixado com base no artigo 170, parágrafo 1º, inciso II da Lei nº 6.404/76, na mesma
proporção do número de ações de todas as espécies existentes, cabendo a cada acionista o exercício do direito de
preferência sobre as ações idênticas às que era possuidor.
A aprovação do aumento de capital resultou na aquisição pela BB Seguros de 44.999 ações ON e 90.000 ações PN,
no valor total de R$ 3.374.975,00, e pela Odontoprev de 45.001 ações ON, no valor total de R$ 1.125.025,00. A
participação acionária da BB Seguros na Brasildental permanece inalterada em comparação à data de constituição
da empresa.
ϵ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
3 – APRESENTAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS INTERMEDIÁRIAS
a) Declaração de Conformidade
As demonstrações contábeis individuais intermediárias foram elaboradas a partir de diretrizes contábeis emanadas da
Lei das Sociedades por Ações e estão apresentadas de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil que
compreende o pronunciamento CPC 21 (R1) – Demonstração Intermediária - emitido pelo Comitê de Pronunciamentos
Contábeis (CPC), aprovado pelo Conselho Federal de Contabilidade (CFC).
As demonstrações contábeis intermediárias consolidadas foram preparadas de acordo com a IAS 34 – Relatório
Financeiro Intermediário – oriunda das Normas Internacionais de Relatório Financeiro (IFRS) emitidas pelo International
Accounting Standards Board (IASB) e pelos respectivos órgãos antecessores.
Em conformidade com a IAS 34, o relatório financeiro intermediário tem como finalidade fornecer uma atualização
sobre o conjunto completo de demonstrações contábeis anuais mais recentes, concentrando-se em novas atividades,
eventos e circunstâncias ocorridos no período, ao invés de duplicar informações anteriormente apresentadas.
Por essa razão, estas demonstrações contábeis intermediárias consolidadas não incluem todas as informações
requeridas quando da elaboração das demonstrações contábeis consolidadas anuais e, logo, devem ser lidas em
conjunto com as demonstrações contábeis consolidadas anuais da BB Seguridade referentes ao exercício findo em
31.12.2015, preparadas em conformidade com as Normas Internacionais de Relatório Financeiro (IFRS) emitidas pelo
IASB.
Estas demonstrações contábeis intermediárias foram aprovadas e autorizadas para emissão pela Diretoria da BB
Seguridade em 04.11.2016.
b) Continuidade
A Administração avaliou que o Grupo possui recursos para dar continuidade aos negócios e operar normalmente. A
Administração desconhece qualquer incerteza material que possa gerar dúvidas significativas sobre a sua capacidade
de continuar operando.
c) Bases de Mensuração dos Ativos e dos Passivos
Estas demonstrações contábeis individuais e consolidadas foram preparadas utilizando o custo histórico como base de
mensuração, exceto para os seguintes itens: (i) ativos e passivos financeiros mantidos para negociação; (ii) ativos e
passivos financeiros designados ao valor justo por meio do resultado; e (iii) ativos financeiros disponíveis para venda,
os quais foram mensurados a valor justo.
d) Moeda Funcional e de Apresentação
As demonstrações contábeis são apresentadas em Reais (R$), a moeda funcional e de apresentação da BB
Seguridade. Exceto quando indicado de outra forma, as informações financeiras quantitativas são apresentadas em
milhares de Reais (R$ mil). A BB Seguridade não realizou operações em moeda estrangeira.
e) Base de Consolidação
As demonstrações contábeis do Grupo incluem a consolidação dos ativos e passivos da BB Seguridade e das suas
controladas, conforme descrito no quadro a seguir:
Empresa
Atividade
País de
constituição
% Participação total
30.09.2016
31.12.2015
100%
BB Seguros Participações S.A.
Holding
Brasil
100%
BB Cor Participações S.A.
Holding
Brasil
100%
100%
Corretora
Brasil
100%
100%
BB Corretora de Seguros e Administradora de Bens S.A.
Os saldos e transações intragrupo, assim como quaisquer receitas ou despesas não realizadas nas transações entre
as companhias do consolidado, são eliminados na preparação das demonstrações contábeis consolidadas. Os ganhos
não realizados oriundos de transações com investidas registradas por equivalência patrimonial são eliminados contra o
investimento na proporção da participação da BB Seguridade na investida.
ϭϬ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
f) Alterações nas Políticas Contábeis
As políticas e os métodos contábeis utilizados na preparação destas demonstrações contábeis intermediárias
consolidadas equivalem-se àqueles aplicados às demonstrações contábeis referentes ao exercício encerrado em
31.12.2015.
g) Sazonalidade das Operações
A BB Seguridade e suas empresas controladas consideram a natureza de suas transações como não cíclicas e não
sazonais, levando em consideração as atividades exercidas pelo Grupo. Consequentemente, não foram fornecidas
divulgações específicas nestas notas explicativas referentes ao terceiro trimestre de 2016.
h) Melhorias às IFRS e Pronunciamentos Recentemente Emitidos
Melhorias às IFRS são emendas emitidas pelo IASB e compreendem alterações nas regras de reconhecimento,
mensuração e evidenciação relacionadas a diversas IFRS. Apresentamos um resumo de algumas emendas, bem como
das interpretações e pronunciamentos recentemente emitidos pelo IASB, que entrarão em vigor após 30 de setembro
de 2016:
IFRS 9 – Instrumentos Financeiros: Reconhecimento e Mensuração – A IFRS 9 é a primeira norma emitida como
parte de um projeto maior para substituir a IAS 39, pois muitos usuários de demonstrações contábeis e outras partes
interessadas consideravam que os requisitos constantes na IAS 39 eram de difícil compreensão, aplicação e
interpretação. Em resposta às diversas solicitações de que a contabilização de instrumentos financeiros fosse
aprimorada rapidamente, o projeto de substituição da IAS 39 foi dividido em três fases principais: (i) classificação e
mensuração de ativos e passivos financeiros; (ii) metodologia de redução ao valor recuperável; e (iii) contabilização de
cobertura.
Nesse sentido, em novembro de 2009, foram emitidos os capítulos da IFRS 9 relativos à classificação e mensuração de
ativos financeiros e, em outubro de 2010, foram acrescentados os requisitos relativos à classificação e mensuração de
passivos financeiros.
A IFRS 9 simplifica o modelo de mensuração para ativos financeiros e estabelece duas categorias de mensuração
principais: (i) custo amortizado e (ii) valor justo. A base de classificação depende do modelo de negócios da entidade e
das características contratuais do fluxo de caixa dos ativos financeiros. Relativamente aos requerimentos de
mensuração e classificação de passivos financeiros, o efeito mais significativo diz respeito à contabilização de
variações no valor justo de um passivo financeiro mensurado ao valor justo por meio do resultado. A variação no valor
justo de referidos passivos atribuível a mudanças no risco de crédito passam a ser reconhecidas em Outros Resultados
Abrangentes, a menos que o reconhecimento dos efeitos de tais mudanças resulte em ou aumente o descasamento
contábil do resultado.
Em novembro de 2013, o IASB introduziu novos requisitos para hedge accounting na IFRS 9. Os novos requisitos
tem o pressuposto de alinhar hedge accounting mais próximo com a gestão de risco.
Em julho de 2014, o IASB concluiu o projeto de substituição da IAS 39.
Estas emendas à IFRS 9 são efetivas para exercícios iniciados a partir de 1º de janeiro de 2018, com aplicação
antecipada permitida.
IFRS 15 – Receita de Contratos com Clientes – Em maio 2014, o IASB publicou uma nova norma que especifica
como e quando as demonstrações em IFRS reconhecerão as receitas, assim como solicita que as entidades
forneçam dados mais relevantes aos usuários das informações contábeis.
A IFRS 15 é efetiva para exercícios iniciados a partir de 1º de janeiro de 2018, com aplicação antecipada permitida.
Emendas à IFRS 10 – Demonstrações Financeiras Consolidadas e IAS 28 – Investimentos em Coligadas e
Empreendimentos em Conjunto – Em setembro de 2014, o IASB emitiu emendas à IFRS 10 e à IAS 28 que abordam
as inconsistências geradas pelas duas normas quanto a contabilização de transações entre investidores e suas
coligadas e joint ventures.
A data para adoção destas emendas à IFRS 10 e à IAS 28 foi adiada, ainda sem uma data definida pelo IASB.
Emendas à IAS 7 – Demonstração de Fluxos de Caixa – Em janeiro e março de 2016, o IASB emitiu emendas à IAS
7, que facilitará aos investidores na avaliação de variações do passivo decorrentes de atividades de financiamento,
incluindo mudanças de fluxos de caixa e mudanças que não envolvam caixa (como ganhos ou perdas cambiais).
ϭϭ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
Estas emendas à IAS 7 são efetivas para exercícios iniciados a partir de 1º de janeiro de 2017.
Emendas à IAS 12 – Impostos sobre as Rendas – Em janeiro de 2016, o IASB emitiu emendas à IAS 12,
esclarecendo a forma de contabilização de impostos diferidos para perdas não realizadas referente a instrumentos de
dívida mensurados a valor justo.
Estas emendas à IAS 12 são efetivas para exercícios iniciados a partir de 1º de janeiro de 2017, com aplicação
antecipada permitida.
Emenda à IFRS 2 – Pagamento Baseado em Ações – Em abril de 2016, o IASB emitiu emenda à IFRS 2 que
esclarece a base de mensuração para pagamentos baseado em ações liquidados em caixa e a contabilização na
alteração de prêmio liquidado em caixa para instrumentos patrimoniais.
Esta emenda é efetiva para exercícios iniciados a partir de 1º de janeiro de 2018, com aplicação antecipada permitida.
A BB Seguridade decidiu não adotar antecipadamente todas essas alterações. Eventuais impactos decorrentes da
adoção dessas normas ou emendas estão sendo avaliados e serão concluídos até a data de vigência de cada
normativo.
i) Principais Julgamentos e Estimativas Contábeis
A preparação das demonstrações contábeis em conformidade com os CPCs e as IFRS requer que a Administração
faça julgamentos e estimativas que afetam os valores reconhecidos de ativos, passivos, receitas e despesas. As
estimativas e pressupostos adotados são analisados em uma base contínua, sendo as revisões realizadas
reconhecidas no período em que a estimativa é reavaliada, com efeitos prospectivos. Ressalta-se que os resultados
realizados podem ser diferentes das estimativas.
Considerando que, em muitas situações, existem alternativas ao tratamento contábil, os resultados divulgados
poderiam ser distintos, caso um tratamento diferente fosse escolhido. A Administração considera que as escolhas
são apropriadas e que as demonstrações contábeis apresentam, de forma adequada, a posição financeira da
BB Seguridade e o resultado das suas operações, em todos os aspectos materialmente relevantes.
Os ativos e os passivos significativos sujeitos a essas estimativas e premissas abrangem itens, principalmente, para
os quais é necessária uma avaliação a valor justo. As aplicações mais relevantes do exercício de julgamento e
utilização de estimativas ocorrem em: valor justo de instrumentos financeiros, redução ao valor recuperável de ativos
financeiros disponíveis para venda – imparidade, redução ao valor recuperável de ativos não financeiros –
imparidade, impostos sobre os lucros, reconhecimento e avaliação de impostos diferidos e provisões e passivos
contingentes.
ϭϮ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
j) Correlação entre as Notas Explicativas divulgadas nas Demonstrações Contábeis Anuais
Completas e nas Demonstrações Contábeis Intermediárias
Número das notas explicativas
Títulos das notas explicativas
Exercício/2015
3º Trimestre/2016
01
01
02
02
Aquisições, vendas e reestruturações Societárias
03, 04 e 05
03
Apresentação das Demonstrações Contábeis Intermediárias
Contexto Operacional
06
04
Gerenciamento de Riscos
07
05
Informações por Segmento
08
06
Caixa e Equivalentes de Caixa
09
07
Instrumentos Financeiros
10
08
Investimentos em Participações Societárias
11
09
Dividendos/ Juros sobre Capital Próprio a Receber
12
10
Tributos
13
11
Comissões a Receber
14
12
Outros Ativos
15
13
Dividendos a Pagar
16
14
Provisões e Passivos Contingentes
17
15
Comissões a Apropriar
18
16
Outros Passivos
19
17
Patrimônio Líquido
20
18
Receitas de Juros de Instrumentos Financeiros
21
19
Despesas com Pessoal
22
20
Despesas Administrativas
23
21
Outras Receitas/Despesas Operacionais
24
22
Receitas de Comissões
25
23
Partes Relacionadas
26
24
Outras Informações
4 – GERENCIAMENTO DE RISCOS
A Política de Gestão de Riscos da BB Seguridade, aprovada pelo Conselho de Administração, define como
relevantes os riscos que, dada a posição atual da Companhia, são capazes de ameaçar o seu modelo de negócios,
performance futura, solvência ou liquidez, independentemente de serem originados na Companhia, suas controladas
ou coligadas.
O gerenciamento dos riscos corporativos na BB Seguridade, suas controladas e coligadas abrange as sete
categorias de risco declaradas como relevantes pela Companhia: crédito, mercado, liquidez, operacional, reputação,
estratégia e subscrição, sendo a exposição a esse último originada especificamente por meio das operações de
seguros, resseguros, previdência complementar aberta, capitalização e planos de assistência odontológica
conduzidas nas sociedades coligadas.
A BB Seguridade possui estrutura própria e segregada de suas áreas operacionais e da Auditoria Interna para a
gestão de riscos na Companhia e em suas controladas, assim como para a realização da governança de riscos nas
demais sociedades em que detém participações, por reconhecer que sua exposição aos riscos relevantes origina-se,
também, da operação das sociedades coligadas.
a) Gestão de riscos na BB Seguridade e em suas controladas
O modelo de gerenciamento de riscos adotado pela BB Seguridade está estruturado em linhas de defesa, que
contemplam a atuação integrada entre os gestores dos processos (proprietários dos riscos), áreas de gestão de
riscos e compliance, Auditoria Interna e Externa, Conselho Fiscal, Comitê de Auditoria e Alta Administração.
Como primeira linha de defesa, o proprietário do risco administra os riscos e é responsável por implementar ações
preventivas e corretivas que mitiguem as fragilidades identificadas nos processos e controles.
Na segunda linha de defesa, as áreas de gestão de riscos e compliance auxiliam e monitoram o proprietário do risco
no desenvolvimento dos processos e controles de forma a adequá-los ao apetite a riscos da Companhia.
ϭϯ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
Em uma terceira linha de defesa, a Auditoria Interna, com alto nível de independência, fornece aos órgãos de
governança avaliações sobre a eficácia do gerenciamento de riscos e dos controles.
Além das três linhas de defesa, a Companhia possui dois Comitês Técnicos, o Comitê de Risco de Reputação e o
Comitê Financeiro que, embora não sejam órgãos estatutários, assessoram a Diretoria Colegiada nas questões
relativas à gestão e ao controle, respectivamente, do risco de reputação e dos riscos da carteira de investimentos
financeiros da Companhia e de suas controladas.
Em observância às melhores práticas, a estrutura e os processos de gestão de riscos na Companhia contemplam,
entre outros aspectos: segregação de funções; avaliações de eficácia de controles internos; decisões colegiadas;
Política de Gestão de Riscos, Política de Segurança da Informação e Política de Prevenção e Combate à Lavagem
de Dinheiro, ao Financiamento do Terrorismo e à Corrupção divulgadas internamente e também ao mercado; e
normatização interna da gestão de riscos.
A estrutura de governança da BB Seguridade contempla ainda o Comitê de Auditoria, órgão estatutário de
assessoramento ao Conselho de Administração, a quem compete avaliar e monitorar as exposições a riscos da
Companhia. Informações relacionadas à gestão de riscos são reportadas periodicamente à Diretoria Colegiada e ao
Conselho de Administração e também levadas ao conhecimento do Conselho Fiscal.
Risco de crédito, mercado e liquidez
Complementarmente à Política de Gestão de Riscos, a Companhia possui Política de Investimentos Financeiros,
aprovada pelo Conselho de Administração e aplicável às suas controladas, onde estão estabelecidos os critérios
referentes à natureza, ao prazo e aos riscos aceitáveis para alocação de recursos financeiros. A Política vigente
permite a aplicação de recursos apenas em ativos de renda fixa e, no caso de títulos privados, a contraparte deve
possuir no mínimo classificação de rating “grau de investimento”, emitida por pelo menos uma das seguintes
agências: Moody’s, Standard & Poor’s e Fitch Ratings. As operações com ativos que resultem em risco de moeda
estrangeira, risco de renda variável ou alavancagem são vedadas, assim como a negociação de instrumentos
derivativos, exceto quando explicitamente aprovada em mandatos de gestão e com o propósito único de proteção
(hedge).
As exposições em investimentos financeiros da Companhia e de suas controladas estão concentradas em
operações compromissadas lastreadas por títulos públicos federais e títulos privados junto ao Banco do Brasil, em
fundo de investimento renda fixa de longo prazo e em letras financeiras (Nota 6 e Nota 7.a).
Em setembro de 2016 o VaR (Value at Risk) para um dia, calculado por simulação histórica de 150 dias, com 95%
de confiança) do fundo de investimento em renda fixa de longo prazo foi de 0,0046% (0,0042% em dezembro de
2015).
A gestão da liquidez considera a classificação dos investimentos financeiros em duas categorias, diferenciadas pela
espécie de ativos e exposição a riscos admitidos na alocação dos recursos e pelo horizonte temporal previsto para
sua utilização.
Conforme também estabelecido na Política de Investimentos Financeiros, a BB Seguridade e suas controladas
mantém um nível mínimo de ativos com alto grau de conversão em espécie para a cobertura de passivos e outras
destinações previstas para o consumo no curto prazo (até 365 dias). O montante de recursos livres disponível para
manutenção em carteira de investimentos com perfil de longo prazo é definido após finalizados os orçamentos de
capital da Companhia e de suas controladas.
b) Governança de riscos
A exemplo do que acontece na BB Seguridade e suas controladas, as sociedades coligadas da Companhia
apresentam estruturas segregadas das áreas de negócios e da Auditoria Interna e com independência para a gestão
de riscos. Os resultados dos trabalhos executados por essas estruturas são o subsídio para o monitoramento e
avaliação contínuos, pela BB Seguridade, das exposições e dos riscos relevantes nas sociedades coligadas.
Nesse contexto, embora a BB Seguridade possua gestão de risco distinta, a Companhia busca, por meio da atuação
via governança das suas participações, assegurar a adoção das melhores práticas de gestão de riscos pelas
sociedades coligadas. Como mecanismo de governança para a gestão de riscos, a BB Seguridade indica
representantes em comitês voltados para a gestão financeira e de riscos nessas sociedades.
ϭϰ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
Nas sociedades coligadas a gestão de riscos é sustentada por ferramentas estatísticas como testes de adequação
de passivos, análises de sensibilidade, cálculo do Value at Risk (VaR), indicadores de suficiência de capital, dentre
outras. A estas ferramentas, adiciona-se a parcela qualitativa da gestão de riscos, com os resultados de
autoavaliação de riscos, coleta de informações de perdas e análises de resultados de testes de controles e de
auditorias.
A seguir são detalhados os principais riscos a que estão sujeitas as sociedades coligadas da BB Seguridade.
c) Risco de subscrição
O risco de subscrição consiste na possibilidade de ocorrência de perdas que contrariem as expectativas de uma
companhia seguradora, resseguradora, de capitalização, entidade aberta de previdência complementar ou
companhia que opera planos privados de assistência à saúde, associadas, diretamente ou indiretamente, às bases
técnicas utilizadas para cálculo de prêmios, contribuições, quotas e provisões técnicas.
A BB Seguridade está exposta indiretamente ao risco de subscrição em razão das atividades operacionais de suas
sociedades coligadas. As provisões técnicas dessas sociedades são calculadas de acordo com notas técnicas e
normas estabelecidas pela Superintendência de Seguros Privados (Susep), pelo Conselho Nacional de Seguros
Privados (CNSP) e Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). Para apresentar os impactos nessas provisões
e no resultado das sociedades participadas em função de alterações razoavelmente possíveis nas variáveis
relevantes do risco de subscrição, quando aplicável, são utilizadas análises de sensibilidade.
Limitações da análise de sensibilidade
As análises de sensibilidade demonstram o efeito de uma mudança em uma premissa importante enquanto as
outras premissas permanecem inalteradas. Na realidade, existe uma correlação entre as premissas e outros fatores.
Deve também ser observado que essas sensibilidades não são lineares, ou seja, impactos maiores ou menores não
devem ser interpolados ou extrapolados a partir desses resultados.
c.1) GRUPO SEGURADOR BB MAPFRE
No mercado de seguros, em que a teoria da probabilidade é aplicada para a precificação e provisionamento, as
seguradoras entendem que o principal risco transferido para elas é o risco de que sinistros avisados e os
pagamentos de benefícios resultantes desses eventos excedam o valor dos passivos dos contratos de seguros.
Essas situações ocorrem, na prática, quando a frequência e/ou severidade dos sinistros e benefícios aos segurados
são maiores do que previamente estimados, segundo a metodologia de cálculo desses passivos.
Programas de resseguro
Para reduzir esses riscos, são utilizadas estratégias de diversificação de riscos e programas de resseguro, com
resseguradoras que possuam rating de risco de crédito de alta qualidade, de forma que o resultado adverso de
eventos atípicos e vultosos seja minimizado. Não obstante, parte do risco de subscrição ao qual as seguradoras
estão expostas é minimizado em função de a menor parcela dos riscos aceitos possuir importância segurada
elevada.
A seguir são apresentados os montantes de prêmios emitidos líquidos, com o detalhamento do montante cedido
mediante resseguros e do percentual de retenção.
BB MAPFRE SH1
R$ mil
3° Trimestre/2016
Grupo de ramos
Pessoas
Rural
Demais
Total
Prêmio emitido
líquido(1)
3° Trimestre /2015
Resseguro
Cedido
Retenção
1.113.803
2.629
100%
579.436
182.621
68%
52.493
(899)
1.745.732
184.351
Prêmio emitido
líquido(1)
Resseguro
cedido
Retenção
1.106.940
1.993
100%
875.455
326.595
63%
102%
48.285
7.325
85%
89%
2.030.680
335.913
83%
(1) Prêmio emitido líquido de cosseguro e cancelamentos.
ϭϱ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
R$ mil
01.01.2016 a 30.09.2016
Grupo de ramos
Prêmio emitido
líquido(1)
01.01.2015 a 30.09.2015
Resseguro
Cedido
Retenção
Prêmio emitido
líquido(1)
Resseguro
cedido
Retenção
100%
Pessoas
3.284.435
8.622
100%
3.681.880
9.511
Rural
1.712.362
559.182
67%
1.468.244
423.413
71%
160.080
14.028
91%
146.771
16.313
89%
5.156.877
581.832
89%
5.296.895
449.237
92%
Demais
Total
(1) Prêmio emitido líquido de cosseguro e cancelamentos.
Em 30 de setembro de 2016, o total de ativos de resseguro recuperáveis era de R$ 792.138 mil (R$ 498.715 mil em
31.12.2015).
MAPFRE BB SH2
R$ mil
3º Trimestre/2016
Grupo de Ramos
Prêmio emitido
líquido(1)
Resseguro
Cedido
3º Trimestre/2015
Retenção
Prêmio emitido
líquido(1)
Resseguro
cedido
Retenção
Automóvel
932.123
--
100%
1.267.765
5
Patrimonial
414.451
156.848
62%
527.245
267.576
49%
Transportes
70.794
4.576
94%
66.365
2.066
97%
67.288
55.387
18%
86.099
76.890
11%
105.688
35.532
66%
141.686
50.288
64%
301.727
40.249
87%
267.777
83.587
69%
1.892.071
292.592
85%
2.356.937
480.412
80%
Marítimos/Aeronáuticos
Rural
Demais
Total
100%
(1) Prêmio emitido líquido de cosseguro e cancelamentos.
R$ mil
01.01.2016 a 30.09.2016
Grupo de Ramos
Prêmio emitido
líquido(1)
Resseguro
Cedido
01.01.2015 a 30.09.2015
Retenção
Prêmio emitido
líquido(1)
Resseguro
Cedido
Retenção
Automóvel
3.071.293
789
100%
3.764.374
1.420
Patrimonial
1.309.748
604.008
54%
1.357.166
574.344
100%
58%
Transportes
207.711
11.752
94%
194.675
2.575
99%
Marítimos/Aeronáuticos
263.323
223.357
15%
218.834
189.007
14%
Rural
268.151
74.188
72%
321.286
83.485
74%
Demais
1.010.789
230.041
77%
766.147
231.575
70%
Total
6.131.015
1.144.135
81%
6.622.482
1.082.406
84%
(1) Prêmio emitido líquido de cosseguro e cancelamentos.
Em 30 de setembro de 2016, o total de ativos de resseguro recuperáveis era de R$ 695.833 mil (R$ 910.265 mil em
31.12.2015).
Análise de sensibilidade
As provisões técnicas representam valor significativo do passivo e correspondem aos diversos compromissos
financeiros futuros das seguradoras com seus clientes. Em função da relevância do montante financeiro e das
incertezas que envolvem os cálculos das provisões, foram consideradas na análise de sensibilidade as variáveis
mais relevantes para cada tipo de negócio, sendo avaliado como alterações nos fatores de risco selecionados
impactam o resultado e o patrimônio líquido das seguradoras:
•
•
Provisão de Sinistros Ocorridos e Não Avisados (IBNR): simulado como um possível e razoável aumento no
atraso entre a data de ocorrência dos sinistros e a respectiva data de aviso à seguradora poderia afetar o saldo
da provisão de IBNR. Os agravamentos considerados baseiam-se na aplicação dos fatores de IBNR calculados
em função da variação observada no comportamento do aviso de sinistros entre os períodos avaliados.
Provisão Complementar de Cobertura (PCC) para seguros de longo prazo (Ouro Vida Revisado), constituída
na Companhia de Seguros Aliança do Brasil para suportar os sinistros previstos face ao envelhecimento do
grupo segurado e à vedação de novos entrantes (comercialização descontinuada): simulado como um agravo
de 5% na tábua de mortalidade e como uma redução de 100 bps na taxa de desconto utilizada para cálculo da
PCC poderia afetar o saldo desta provisão.
ϭϲ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
•
Sinistralidade: simulado como uma elevação em 5% na sinistralidade da carteira dos últimos 12 meses poderia
impactar o resultado e o patrimônio líquido das seguradoras.
BB MAPFRE SH1
R$ mil
Impacto no resultado/PL
Fator de
risco
Análise de sensibilidade
a. Provisões
técnicas
Alteração das principais premissas
das provisões técnicas
a1. IBNR
a2. PCC de
longo prazo(1)
b. Sinistralidade
30.09.2016
% do PL
31.12.2015
% do PL
(256.355)
(12,52)
(156.372)
(7,91)
Aplicação dos fatores de sinistros
ocorridos e não avisados (IBNR)
(24.188)
(1,18)
(65.542)
(3,31)
Agravo de 5% na tábua de
mortalidade
(44.033)
(2,15)
(36.594)
(1,85)
Redução de 100 bps na taxa de
desconto
(188.134)
(9,19)
(54.236)
(2,74)
Elevação de 5% na sinistralidade
(104.209)
(5,09)
(89.471)
(4,52)
(1) Provisão constituída especificamente para a Companhia de Seguros Aliança do Brasil.
MAPFRE BB SH2
R$ mil
Impacto no resultado/PL
Fator de risco
Análise de sensibilidade
30.09.2016
% do PL
31.12.2015
% do PL
a. Provisões
técnicas
Alteração das principais premissas das
provisões técnicas
(26.496)
(0,76)
(28.854)
(0,92)
a1. IBNR
Aplicação dos fatores de sinistros ocorridos
e não avisados (IBNR)
(26.496)
(0,76)
(28.854)
(0,92)
b. Sinistralidade
Elevação de 5% na sinistralidade
(221.321)
(6,37)
(216.353)
(6,90)
c.2) IRB BRASIL RE
No mercado de resseguros, como forma de reduzir a exposição, o IRB Brasil RE trabalha com um portfólio
diversificado de carteiras de resseguros. A evolução dos riscos é monitorada, assim como são realizados o
acompanhamento das provisões técnicas e a revisão constante das premissas atuariais e das políticas de
subscrição e de aceitação de riscos. Além disso, o IRB Brasil RE utiliza a retrocessão como técnica de transferência
de riscos a outros resseguradores, com a finalidade de mitigar e controlar o risco de subscrição.
Monitoramento dos passivos de resseguro por linhas de negócio
O quadro abaixo demonstra os passivos - Provisão de Sinistros a Liquidar (PSL); Provisão de Sinistros Ocorridos e
Não Avisados (IBNR); Provisão de Sinistros Ocorridos mas Não Suficientemente Avisados (IBNER); Provisão de
Excedentes Técnicos (PET); Provisão de Prêmios Não Ganhos (PPNG); e Provisão de Despesas Relacionadas
(PDR) - brutos e seus respectivos ativos de retrocessão por linha de negócio.
ϭϳ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
R$ mil
30.09.2016
31.12.2015
Grupo
Passivo de resseguro
Ativo de retrocessão
Patrimonial
Passivo de resseguro
Ativo de retrocessão
3.071.317
(1.646.632)
3.361.049
Riscos especiais
303.930
(187.854)
645.634
(1.887.700)
(470.335)
Responsabilidades
726.776
(319.141)
686.881
(304.393)
(559.666)
Cascos
584.325
(489.419)
672.707
Automóvel
235.474
(8.086)
251.306
(6.295)
Transportes
391.114
(199.020)
413.570
(243.290)
Riscos financeiros
655.294
(310.211)
710.635
(367.277)
31.319
(23.493)
37.515
(27.715)
168.835
(44.167)
203.075
(38.980)
Crédito
Pessoas
53.470
(658)
52.307
(270)
Rural
Habitacional
826.950
(38.535)
442.205
(44.316)
Marítimos
148.478
(29.012)
176.366
(39.859)
Aeronáuticos
426.817
(263.931)
338.119
(166.654)
Run-off (Londres)
174.303
--
217.661
-
Outros
951.978
(57.382)
881.856
(56.005)
8.750.380
(3.617.541)
9.090.886
(4.212.755)
Total
Análise de sensibilidade
Devido à natureza das operações aceitas pelo IRB Brasil RE, não há exposição material a índice de
conversibilidade, mortalidade ou sobrevivência. Portanto, a análise de sensibilidade realizada considerou apenas o
agravamento da sinistralidade, representado no teste por uma elevação de 5% nos sinistros avisados.
R$ mil
Impacto no resultado/PL
Fator de risco
Análise de sensibilidade
30.09.2016
Sinistralidade
Elevação de 5%
(84.798)
% do PL
(2,71)
31.12.2015
(47.600)
% do PL
(1,50)
c.3) BRASILCAP CAPITALIZAÇÃO S.A.
Conforme definido na Resolução CNSP nº 321/2015, para as sociedades de capitalização o risco de subscrição
representa a possibilidade de ocorrência de perdas que contrariem as expectativas associadas, direta ou
indiretamente, às bases técnicas utilizadas para cálculo das reservas e provisões técnicas, remuneração dos títulos
e seu custeio, e está dividido nas seguintes categorias:
a)
b)
c)
Risco de sorteios a realizar, decorrente da variância dos valores dos sorteios em relação aos valores
esperados utilizados para cálculo das reservas;
Risco da garantia de rentabilidade, conforme as condições do produto e os indexadores definidos na emissão
do título; e
Risco de flutuações das despesas administrativas dos planos de capitalização.
Todos esses riscos são geridos pela Brasilcap durante o processo de desenvolvimento e ao longo de toda a vida
dos produtos. Em conformidade com as disposições da Resolução CNSP n° 321/2015, a Brasilcap calcula reser vas
de capital específicas para a cobertura do risco de subscrição.
c.4) BRASILPREV SEGUROS E PREVIDÊNCIA S.A.
No segmento de previdência complementar aberta o risco de subscrição vincula-se à formação do passivo (provisões
técnicas) das operações, sendo o principal risco de negócio a possibilidade de transformação das reservas acumuladas
em rendas continuadas.
A Brasilprev monitora e avalia a exposição ao risco de subscrição com normas de subscrição que são revisadas
periodicamente e aprovadas pela diretoria. Sobre as provisões constituídas são realizados testes de consistência,
cujo objetivo é verificar, em uma determinada data, se tais provisões são adequadas.
ϭϴ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
Os riscos de mortalidade e morbidade, bem como seus acúmulos por participantes e segurados, são mitigados por
meio da contratação de resseguros de excedente de responsabilidade e de catástrofe. O risco de longevidade é
monitorado adotando-se, no cálculo das provisões técnicas e no desenho de produtos, premissas de melhoria na
expectativa de vida futura da população segurada e assistida pela Brasilprev.
O risco de resgates é gerenciado via monitoramento frequente da experiência da Brasilprev, tendo sido estabelecida
uma diretriz para melhorar, quando for o caso, a retenção de recursos e clientes.
c.5) BRASILDENTAL
O modelo de negócio da Brasildental é baseado na cobrança de mensalidades dos clientes, em contratos de médio
e longo prazo, e está exposto a risco de subscrição e de flutuação dos custos odontológicos. No setor de planos
odontológicos esses riscos são limitados pela frequência de utilização dos serviços prestados junto à rede
credenciada e pelo baixo custo dos tratamentos realizados.
Em conformidade com a Resolução Normativa n° 322/13 emitida pela ANS, a Brasildental constitui no passivo
circulante a Provisão de Prêmios ou Contraprestações Não Ganhas (PPCNG), reconhecendo a receita conforme o
período de vigência contratual.
d) Risco de crédito
O risco de crédito consiste na possibilidade de ocorrência de perdas associadas ao não cumprimento, pelo tomador
ou contraparte, das suas respectivas obrigações financeiras nos termos pactuados, e/ou da desvalorização dos
recebíveis decorrente da redução na classificação de risco do tomador ou contraparte.
No que se refere às operações de seguros, há uma exposição reduzida ao risco de crédito em relação às obrigações
de pagamento dos prêmios e contribuições. No entanto, considerando as características do portfólio de negócios e o
perfil da carteira de clientes, a administração avalia que o risco de crédito está presente de forma mais intensa nas
aplicações financeiras e nas operações de resseguros e retrocessão contratadas pelas sociedades em que a BB
Seguridade detém participações.
d.1) GRUPO SEGURADOR BB MAPFRE
No segmento de seguros, o risco de crédito apresenta-se associado à contraparte das operações de resseguros
realizadas pelas seguradoras. Esse risco é gerenciado por meio de regras de cessão, limites de exposição
consolidados para cada negócio, limites de cessão por rating e limites de crédito por ressegurador, respeitando
ainda os limites regulatórios.
Ainda em relação às operações de resseguro, as seguradoras estão expostas a concentrações de risco com
resseguradores individuais, devido à natureza do mercado de resseguro e à faixa estrita de resseguradores que
possuem classificações de crédito aceitáveis emitidas por agências avaliadoras como Standard & Poor´s, AM Best,
Fitch Ratings e Moody´s. No caso da resseguradora local MAPFRE RE do Brasil Companhia de Resseguros foi
considerado o rating da MAPFRE RE da Espanha.
Exposição ao risco de crédito em operações de resseguro por rating do ressegurador
BB MAPFRE SH1
R$ mil
3º Trimestre/2016
3º Trimestre/2015
Rating
Local
A
Admitido
Total
Local
Admitido
Total
1.268
27.715
28.983
1.112
84.724
85.836
A-
155.368
--
155.368
250.077
--
250.077
Total
156.636
27.715
184.351
251.189
84.724
335.913
ϭϵ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
R$ mil
01.01.2016 a 30.09.2016
01.01.2015 a 30.09.2015
Rating
Local
A
Total
Admitido
Local
Total
Admitido
7.220
102.224
109.444
3.592
113.665
117.257
A-
472.388
--
472.388
331.980
--
331.980
Total
479.608
102.224
581.832
335.572
113.665
449.237
MAPFRE BB SH2
R$ mil
3º Trimestre/2016
3º Trimestre/2015
Rating
Local
Admitido
AAA
--
29
AA+
--
--
554
(172)
11.278
AA
AA-
Eventual
Total
Local
Admitido
Eventual
Total
--
29
5.283
394
394
--
--
--
5.283
1.243
1.857
(27)
355
3
1.519
2.232
3.100
3.754
2.855
1.495
15.628
14.265
10.677
(2.005)
22.937
78.423
3.083
17.656
1.246
21.985
(4.431)
78.966
3.888
419.939
(1.142.390)
1.266
(721.185)
2.896
34.034
4.608
41.538
1.012.416
(42.122)
2.047
972.341
307.340
491
737
308.568
BBB+
--
--
--
--
(5.130)
--
--
(5.130)
BrAA-
--
--
--
--
324
--
--
324
2.859
--
--
2.859
19
--
(700)
(681)
186
--
--
186
--
--
--
--
--
--
3
--
--
3
--
3.108
--
3.108
1.657
--
--
1.657
A+
A
A-
BrA+
BrA
BrA-
--
--
A-1+
--
--
--
--
BAA1
--
--
--
--
BB+
--
--
--
--
--
--
21
21
BBB-
--
--
--
--
16.782
--
725
17.507
Total
1.450.315
(1.164.144)
6.421
292.592
339.011
130.038
11.363
480.412
R$ mil
01.01.2016 a 30.09.2016
01.01.2015 a 30.09.2015
Rating
Local
Admitido
Eventual
Total
Local
AAA
9.047
AA+
--
AA
8.309
AAA+
30
--
9.077
5.283
30
1.091
1.121
--
5.257
233
13.799
14
6.941
7.150
6.930
6.486
20.566
14.265
21.754
7.148
43.167
6.765
195.916
5.590
208.271
--
222.049
14.732
236.781
A
46.251
59.682
7.821
113.754
47.314
74.323
9.680
131.317
A-
766.525
241
4.558
771.324
621.453
1.657
2.486
625.596
BrAA-
2.218
--
--
2.218
1.140
--
--
1.140
BrA+
3.807
--
--
3.807
311
--
--
311
198
--
--
198
--
--
--
--
BrA-
--
--
--
--
33
--
--
33
A-1+
--
--
--
--
--
3.108
--
3.108
BAA1
--
--
--
--
1.657
--
--
1.657
BrA
Admitido
Eventual
Total
--
--
5.283
1.243
3.315
4.558
4.972
11.927
BB+
--
--
--
--
--
--
21
21
BBB-
--
--
--
--
16.782
--
725
17.507
Total
850.270
268.086
25.779
1.144.135
708.252
331.075
43.079
1.082.406
Exposição ao risco de crédito em ativos financeiros
O gerenciamento de risco de crédito referente aos instrumentos financeiros inclui o monitoramento de exposições ao
risco de crédito de contrapartes individuais em relação às suas classificações de crédito. A Política de Investimentos
ϮϬ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
do Grupo Segurador BB Mapfre prevê a diversificação da carteira de investimentos (ativos financeiros), com o
estabelecimento de limites de exposição por emissor com alta qualidade de crédito, refletida nos ratings atribuídos
por agências classificadoras, tais como Fitch Ratings, Standard & Poor´s e Moody´s.
BB MAPFRE SH1
R$ mil
30.09.2016
Ativos financeiros – Rating(1)
AAA
AA+
AA-
A+
A
BBB+
BBB-
CCC+
Sem
rating
Total
Títulos de renda fixa públicos
--
--
5.818.979
--
--
--
--
--
--
5.818.979
Certificados de depósito bancário (CDB)
--
--
--
--
--
--
--
--
--
--
Certificados de depósito bancário (CDB–
DPGE)
--
--
--
--
--
--
--
--
--
--
--
10.574
48.007
1.042
349
32.466
10.023
9.158
--
111.619
2.492
--
2.494
--
--
--
--
--
--
4.986
47.591
--
--
--
--
--
--
--
--
47.591
Notas promissórias
--
2.562
--
--
--
--
--
--
--
2.562
Outras aplicações
--
--
--
--
--
--
--
--
112
112
50.383
13.136
5.869.480
1.042
349
32.466
10.023
9.158
112
5.985.849
Debêntures
Letras financeiras
Fundos de investimento em direitos
creditórios
Total
(1) A Standard & Poor’s foi utilizada como base para conversão dos ratings das demais agências.
R$ mil
31.12.2015
Ativos financeiros – Rating(1)
AAA
AA+
AA
AA-
A+
A
A-
BBB-
BB+
B-
Sem
rating
Total
6.058.998
--
--
--
--
--
--
--
--
--
-- 6.058.998
Certificados de depósito bancário (CDB)
--
131.700
--
--
--
--
--
--
--
--
--
131.700
Certificados de depósito bancário (CDB–
DPGE))
16.118
--
--
-- 16.107
--
--
--
-- 15.962
--
48.187
Debêntures
42.433
21.350
28.632
6.709
9.791
--
--
160.030
--
37.662
--
--
6.153
--
--
--
--
--
--
43.815
49.266
--
--
--
--
--
--
--
--
--
--
49.266
--
--
--
--
--
--
--
112
112
Títulos de renda fixa públicos
Letras financeiras
Fundos de investimento em direitos
creditórios
Outras aplicações
Total
(1)
--
--
--
6.166.815
190.712
28.632
-- 30.461 10.109 10.545
6.709 22.260 30.461 10.109 10.545
9.791 15.962
112 6.492.108
A Standard & Poor’s foi utilizada como base para conversão dos ratings das demais agências.
MAPFRE BB SH2
R$ mil
30.09.2016
Ativos financeiros – Rating(1)
AAA
AA+
AA-
A+
A
A-
BBB+
BBB-
Sem
rating
Total
Títulos de renda fixa públicos
--
-- 4.313.675
--
--
--
--
--
-- 4.313.675
Certificados de depósito bancário (CDB)
--
--
25.477
--
--
31.365
10.201
--
--
67.043
Certificados de depósito bancário (CDB–
DPGE)
--
--
--
--
--
--
--
--
--
--
Debêntures
Letras financeiras
Fundos de investimento em direitos
creditórios
Outras aplicações
Total
--
10.574
44.253
2.426
21.061
--
9.257
10.023
--
97.594
4.568
--
4.572
--
--
--
--
--
--
9.140
42.898
--
--
--
--
--
--
--
--
42.898
--
--
--
--
--
--
--
1.068
1.068
10.574 4.387.977
2.426
21.061
31.365
19.458
10.023
-47.466
1.068 4.531.418
(1) A Standard & Poor’s foi utilizada como base para conversão dos ratings das demais agências.
Ϯϭ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
R$ mil
31.12.2015
Ativos financeiros – Rating (1)
AAA
AA+
AA
AA-
A+
A
BBB+
Sem rating
Total
3.890.948
--
--
--
--
--
--
--
3.890.948
Certificados de depósito bancário (CDB)
26.685
144.132
--
--
28.375
--
10.734
--
209.926
Certificados de depósito bancário (CDB–
DPGE)
--
16.344
--
--
16.171
--
--
--
32.515
17.721 11.996
175.938
Títulos de renda fixa públicos
Debêntures
78.622
44.907
--
12.147
10.545
--
--
25.108
--
--
6.153
--
--
--
31.261
44.397
--
--
--
--
--
--
--
44.397
--
--
--
--
--
--
1.068
1.068
203.305 11.996
44.907
50.699
12.147
21.279
1.068
4.386.053
Letras financeiras
Fundos de investimento em direitos creditórios
Outras aplicações
Total
-4.040.652
(1) A Standard & Poor’s foi utilizada como base para conversão dos ratings das demais agências.
d.2) IRB BRASIL RE
No segmento de resseguros o risco de crédito origina-se principalmente nas operações de retrocessão. A exposição
ao risco de crédito de contraparte do IRB Brasil RE originado de aplicações em títulos privados é reduzida, dada a
pequena representatividade desses papéis na carteira frente aos volumes aplicados em títulos públicos do Tesouro
Nacional.
O risco de crédito associado a aplicações em fundos e instrumentos financeiros derivativos, assim como em títulos
emitidos por instituições financeiras, é limitado porque as contrapartes são representadas por bancos com alto rating
de crédito avaliado por agências internacionais.
A fim de mitigar o risco de crédito nas operações de retrocessão, o IRB Brasil RE adota a política de celebrar
operações de retrocessão com sociedades que tenham, pelo menos, metade dos ratings em registro,
comprovadamente, igual ou superior a A- (S&P, Fitch e AM Best) ou A3 (Moody's), e avalia seus retrocessionários
através de uma classificação própria. A exposição da resseguradora também é mitigada pela adoção de limites de
retrocessão para as contrapartes, que são revisados e aprovados com uma periodicidade mínima anual pelo Comitê
de Security.
(%) Resseguros de participantes dos contratos e proteção em vigor em 30.09.2016
Rating
Local
Admitido
Eventual
Total
AAA ou equivalente
--
0,84
0,18
1,02
AA ou equivalente
--
20,24
7,77
28,01
A ou equivalente
0,32
30,57
38,56
69,45
BBB+ ou equivalente
0,04
--
1,14
1,18
Sem rating
0,14
0,19
0,01
0,34
Total
0,50
51,84
47,66
100,00
(%) Resseguros de participantes dos contratos e proteção em vigor em 31.12.2015
Rating
Local
Admitido
Eventual
Total
AA ou equivalente
--
41,39
0,26
41,65
A ou equivalente
--
49,85
8,35
58,20
Sem rating
0,15
--
--
0,15
Total
0,15
91,24
8,61
100,00
d.3) BRASILCAP CAPITALIZAÇÃO S.A.
A Brasilcap possui política específica aprovada pelo Conselho de Administração, estruturada de forma a atender às
restrições legais e ao gerenciamento da carteira de ativos, que se aplica a todos os negócios que envolvam risco de
crédito. Conforme definido em seu documento de Políticas e Diretrizes de Investimentos e de Gestão de Riscos, a
Companhia possui limites de concentração para exposição ao risco de crédito por emissor, por setor, por tranche e
por rating.
ϮϮ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
R$ mil
30.09.2016
CCC/
B CC/
C
Ativos financeiros – Rating
AAA
AA
A
BBB
BB
0,
SD
Exposição
a risco de
mercado
Total
8.381.504
Títulos de renda fixa públicos
--
8.381.504
--
--
--
--
--
--
--
Certificados de Depósito Bancário (CDB)
--
--
--
--
--
--
--
--
--
--
74.870
320.088
20.088
--
2.738
--
28.542
23.648
--
469.974
71.751
--
--
--
--
--
1.499.870
Debêntures
Letras financeiras
--
1.315.839 112.280
Fundos de investimento em direitos creditórios
--
--
--
--
27.067
8.492
--
--
--
35.559
Certificado de Recebíveis Imobiliários (CRI)
--
286
--
--
--
--
--
--
--
286
Operações Compromissadas
--
1.022.657
--
--
--
--
--
--
--
1.022.657
DPGE
--
--
--
--
--
17.383
--
--
--
17.383
Outros(1)
--
--
--
--
--
--
--
--
76.594
76.594
11.040.374 132.368
71.751
29.805
25.875
28.542
23.648
76.594
11.503.827
Total
74.870
(1) Referem-se aos Fundos BB CAP Ações, BB CAP Ibovespa Indexado e BB Curto Prazo 600 mil.
R$ mil
31.12.2015
A
BBB
BB
CCC/
CC/
C
Exposição a
risco de
mercado
Total
--
--
--
--
--
--
9.747.395
--
65.857
--
--
--
--
65.857
101.568
368.681
36.359
10.154
30.761
20.656
--
568.179
1.336.761
291.862
272.522
--
--
--
--
1.901.145
--
42.801
--
--
--
--
--
42.801
607
--
--
--
--
--
--
607
500.637
--
--
--
--
--
--
500.637
DPGE
--
--
--
--
15.552
--
--
15.552
Outros(1)
--
--
--
--
--
--
65.082
65.082
11.686.968
703.344
374.738
10.154
46.313
20.656
Ativos financeiros – Rating
Títulos de renda fixa públicos
Certificados de Depósito Bancário (CDB)
Debêntures
Letras financeiras
Fundos de investimento em direitos creditórios
Certificado de Recebíveis Imobiliários (CRI)
Operações Compromissadas
Total
AAA
AA
9.747.395
--
65.082 12.907.255
(1) Referem-se aos Fundos BB CAP Ações, BB CAP Ibovespa Indexado e BB Curto Prazo 600 mil.
d.4) BRASILPREV SEGUROS E PREVIDÊNCIA S.A.
No mercado de previdência aberta, a exposição ao risco de crédito origina-se principalmente na aplicação dos ativos
garantidores de reservas técnicas e dos recursos livres dos acionistas. Por meio de sua Política e Diretrizes Gerais
de Investimentos, a Brasilprev define os objetivos, parâmetros e as regras aplicáveis à gestão desses ativos.
Com o objetivo de mitigar o risco de crédito associado a essas exposições, a Brasilprev tem como diretrizes a
diversificação das contrapartes privadas, mediante estabelecimento de limites de concentração por contraparte e
setor econômico e a aquisição de ativos apenas de contrapartes que possuam classificação de crédito mínima de
“grau de investimento”, atribuída pelas agências Moody’s, Standard & Poor’s ou Fitch Ratings.
A tabela a seguir apresenta todos os ativos financeiros detidos pela Brasilprev distribuídos por rating de crédito
fornecidos pelas agências de classificação. Os ativos classificados na categoria “Outros” compreendem
substancialmente ativos de renda variável e outros valores a receber e a pagar registrados nos fundos de
investimentos.
Ϯϯ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
R$ mil
30.09.2016
Ativos Financeiros – Rating
AAA
Exposição
SD a risco de
mercado
Sem
rating
AA
A
BBB
BB
B
CCC
Total
Títulos de renda fixa públicos
-- 157.903.651
--
--
--
--
--
--
--
-- 157.903.651
Certificados de depósito bancário
(CDB)
--
--
--
--
--
--
--
--
--
--
--
Certificados de depósito bancário
(CDB–DPGE)
--
--
14.589
--
--
--
--
--
--
--
14.589
1.771.073 812.609
77.559
24.915
84.535 256.417 197.068
--
--
4.283.459
Debêntures
1.059.283
Letras financeiras
2.744.785
13.960.422
--
--
--
--
--
--
--
-- 16.705.207
486.038
--
21.230
--
--
--
--
--
--
--
507.268
--
--
--
--
--
--
--
--
--
3.849.312
3.849.312
534
306.970
--
--
--
--
--
-- 1.117.181
(65.377)
1.359.308
4.290.640 173.942.116 848.428
77.559
24.915
Fundos de investimento em
direitos creditórios
Operações compromissadas (1)
Outros
Total
84.535 256.417 197.068 1.117.181
3.783.935 184.622.794
(1) Lastreadas em títulos públicos.
R$ mil
31.12.2015
Ativos Financeiros – Rating
AAA
AA
A
BBB
BB
C
Exposição a
risco de
mercado
Sem
rating
Total
101.814.162
--
--
--
--
--
--
-- 101.814.162
Certificados de depósito bancário
(CDB)
--
187.301
--
--
--
--
--
--
187.301
Certificados de depósito bancário
(CDB–DPGE)
--
--
28.980
20.508
15.978
--
--
--
65.466
3.150.313
293.915
336.139
--
47.523
--
--
5.134.358
11.172.460 1.312.824
--
--
--
--
--
17.815.454
179.523
--
--
--
--
743.766
Títulos de renda fixa públicos
Debêntures
1.306.468
Letras financeiras
5.330.170
Fundos de investimento em direitos
creditórios
Operações compromissadas (1)
Outros
Total
525.473
--
38.770
--
--
--
--
--
--
--
22.486.778
22.486.778
284.582
--
--
--
--
--
1.190.543
16.187
1.491.312
14.510.074 1.674.489
536.170
15.978
47.523
1.190.543
109.260.855
22.502.965 149.738.597
(1) Lastreadas em títulos públicos.
d.5) BRASILDENTAL
Na Brasildental, a exposição ao risco de crédito advém da possibilidade do não recebimento dos valores decorrentes
das contraprestações e serviços e da alocação de recursos financeiros, sendo este último considerado o risco de
maior materialidade. A totalidade dos ativos financeiros da Brasildental é representada por aplicação em fundo de
investimento renda fixa, conforme apresentado na tabela abaixo.
R$ mil
Saldo
Fundo de investimento
Fundo de Investimento Renda Fixa
30.09.2016
31.12.2015
11.829
5.896
e) Risco de mercado
O risco de mercado representa a possibilidade de ocorrência de perdas resultantes da flutuação nos valores de
mercado de posições detidas, incluindo os riscos das operações sujeitas à variação cambial, das taxas de juros, dos
preços de ações e dos preços de mercadorias (commodities).
Para apresentar os impactos nos valores de mercado de posições detidas pelas sociedades participadas em função
de fatores associados ao risco de mercado, quando aplicável, serão utilizadas análises de sensibilidade.
Ϯϰ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
Limitações da análise de sensibilidade
As análises de sensibilidade demonstram o efeito de uma mudança em uma premissa importante enquanto as
outras premissas permanecem inalteradas. Na realidade, existe uma correlação entre as premissas e outros fatores.
Deve também ser observado que essas sensibilidades não são lineares e, portanto, impactos maiores ou menores
não devem ser interpolados ou extrapolados a partir desses resultados.
As análises de sensibilidade não levam em consideração que os ativos e passivos são altamente gerenciados e
controlados. Além disso, a posição financeira poderá variar na ocasião em que qualquer movimentação no mercado
ocorra. Por exemplo, a estratégia de gerenciamento de risco visa gerenciar a exposição a flutuações no mercado. À
medida que os mercados de investimentos se movimentam através de diversos níveis, as ações de gerenciamento
poderiam incluir a venda de investimentos, mudança na alocação da carteira, entre outras medidas de proteção.
Outras limitações na análise de sensibilidade incluem o uso de movimentações hipotéticas no mercado para
demonstrar o risco potencial que somente representa a visão das companhias de possíveis mudanças no mercado
em um futuro próximo, que não podem ser previstas com qualquer certeza, além de considerar como premissa que
todas as taxas de juros se movimentam de forma idêntica.
e.1) GRUPO SEGURADOR BB MAPFRE
No Grupo Segurador BB Mapfre, os investimentos financeiros são gerenciados ativamente com uma abordagem de
balanceamento entre qualidade, diversificação, liquidez e retorno de investimento. O principal objetivo do processo
de investimento é aperfeiçoar a relação entre risco e retorno, alinhando os investimentos aos fluxos de caixa dos
passivos. Para tanto, são utilizadas estratégias que levam em consideração os níveis de risco aceitáveis, prazos,
rentabilidade, sensibilidade, liquidez, limites de concentração de ativos por emissor e risco de crédito.
O Grupo Segurador adota uma política conservadora de risco de mercado que é calculado com base em cenários de
stress, histórico e na metodologia de Value at Risk (VaR). O resultado do VaR é acompanhado diariamente pela
Diretoria de Finanças e é apresentado periodicamente nas reuniões do Comitê Financeiro, visando identificar
necessidade de realocação. A metodologia adotada para a apuração do VaR é a série histórica de 150 dias, com
nível de confiança de 95% e horizonte temporal de 1 dia útil.
R$ mil
Companhia
Indexador
Possibilidade de perda estimada pelo modelo do VaR
para 1 dia
30.09.2016
%
31.12.2015
%
Companhia de Seguros Aliança do Brasil
Índices de preços e taxa de juros pré-fixada
11.456
0,25
14.832
0,32
Aliança do Brasil Seguros S.A.
Índices de preços e taxa de juros pré-fixada
665
0,21
1.244
0,31
Brasilveículos Companhia de Seguros
Índices de preços e taxa de juros pré-fixada
2.292
0,22
3.196
0,31
MAPFRE Vida S.A.
Índices de preços e taxa de juros pré-fixada
265
0,04
954
0,17
MAPFRE Seguros Gerais
Índices de preços e taxa de juros pré-fixada
6.132
0,24
5.687
0,24
Análise de sensibilidade à taxa de juros
Para essa análise, são considerados os seguintes fatores de risco: (i) taxa de juros e (ii) cupons de títulos indexados
a índices de inflação (INPC, IGP-M e IPCA), em função da relevância dos mesmos nas posições ativas e passivas
das seguradoras.
A definição dos parâmetros quantitativos utilizados na análise de sensibilidade – 100 pontos base para taxa de juros
e para cupons de inflação – teve por base a análise das variações históricas de taxas de juros em período recente e
a premissa de não alteração das curvas de expectativa de inflação, refletindo nos respectivos cupons na mesma
magnitude da taxa de juros. A análise de sensibilidade considera os instrumentos financeiros existentes na database do trimestre com exceção da posição DPVAT.
Ϯϱ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
BB MAPFRE SH1
R$ mil
Impacto na carteira
Fator de risco
Análise de sensibilidade
30.09.2016
%
31.12.2015
%
Taxa de juros e cupons de inflação
Elevação de 100 bps
(342.535)
(6,15)
(207.113)
(3,41)
Taxa de juros e cupons de inflação
Redução de 100 bps
386.756
6,95
218.443
3,60
MAPFRE BB SH2
R$ mil
Impacto na carteira
Fator de risco
Análise de sensibilidade
30.09.2016
%
31.12.2015
%
Taxa de juros e cupons de inflação
Elevação de 100 bps
(184.534)
(4,76)
(137.539)
(3,65)
Taxa de juros e cupons de inflação
Redução de 100 bps
207.861
(5,36)
150.463
4,00
e.2) IRB BRASIL RE
A mensuração do risco de mercado é feita através do VaR diário da carteira de ativos do IRB Brasil RE, segundo o
método histórico, com nível de confiança de 95% e janela de observação móvel de 252 dias úteis, considerando as
oscilações do mercado e a diversificação dos riscos.
R$ mil
Impacto na carteira(1)
Value at Risk (VaR)
30.09.2016
%
31.12.2015
%
21.107
0,33
21.807
0,35
(1) Inclui aplicações financeiras e saldo de contas correntes.
Análise de sensibilidade à moeda estrangeira
O IRB Brasil Re está exposto principalmente ao dólar americano, havendo, contudo, exposição em menor grau a
outras moedas estrangeiras, como a libra esterlina, o euro e o peso argentino. Para a análise de sensibilidade à
variação na taxa de câmbio R$/US$ foi considerado um cenário provável para o encerramento do exercício de 2016.
Para definição deste cenário foi adotado como referência o Sistema de Expectativas de Mercado do Banco Central
do Brasil para 30 de setembro GH , quando a taxa de câmbio R$/US$ estimada para o final de 2016 era de
3,24.
R$ mil
Cenário provável
Variação dos ativos em dólares americanos
Variação dos ativos em libras esterlinas
Variação dos ativos em euros
Variação dos ativos em pesos argentinos
Variação dos ativos em real
Total
Impacto projetado na carteira de investimentos
% da carteira total
(1.039)
(0,02)
(1)
(0,00)
(34)
(0,00)
(185)
(0,00)
--
0,00
(1.259)
(0,02)
Análise de sensibilidade à taxa de juros
O IRB Brasil Re está exposto ao risco de taxa de juros uma vez que possui títulos e valores mobiliários vinculados a
esse fator de risco de mercado. Para a análise de sensibilidade a variações na taxa de juros (curva de DI Futuro da
BM&F Bovespa em 30 de setembro de 2016) foram considerados os seguintes cenários: uma elevação (absoluta) de
100 bps em cada vértice da curva e uma queda (absoluta) de 100 bps em cada vértice da curva.
Ϯϲ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
R$ mil
Fator de risco
30.09.2016
% da Carteira
31.12.2015
% da Carteira
Taxa de juros e cupons de inflação(1)
Elevação de 100 bps
(16.023)
(0,25)
(52.558)
(0,84)
Taxa de juros e cupons de inflação(1)
Redução de 100 bps
16.931
0,27
63.166
1,01
(1) Assumindo por conservadorismo que a taxa de juros real (cupom NTN-B) evoluiu proporcionalmente à taxa Selic.
e.3) BRASILCAP CAPITALIZAÇÃO S.A.
O risco de mercado é acompanhado diariamente por meio do VaR calculado por simulação histórica de 150 dias
úteis, para um dia com nível de confiança de 95%. Em complemento, são realizados testes de estresse e análises
de sensibilidade sobre os ativos marcados a mercado.
R$ mil
Exposição aos fatores de risco de mercado
Fator de risco
30.09.2016
%
31.12.2015
%
7.139.674
62,49
8.474.900
66,01
52
0,00
680
0,00
Taxa de juros pós-fixada
3.082.208
26,98
3.127.787
24,36
Cupom de IPCA
Taxa de juros pré-fixada
Derivativos p/ hedge (ajustes)
1.202.743
10,53
1.235.283
9,63
TR ativo
291
0,00
616
0,00
Caixa / compromissadas 1 dia
275
0,00
289
0,00
11.425.243
100,00
12.839.555
100,00
Total
Efeito do hedge à exposição a risco de mercado
Parte dos ativos expostos a taxas de juros pré-fixadas encontra-se protegida contra variações de mercado por
operações com derivativos para fins de hedge, que alteram a exposição da carteira aos fatores de risco de mercado,
conforme demonstrado na tabela a seguir:
R$ mil
Fator de risco
30.09.2016
Taxa de juros pré-fixada
%
31.12.2015
%
7.139.674
62,49
8.474.900
66,01
(1.129.186)
(9,88)
(2.787.579)
(21,71)
Total exposição ao risco pré
6.010.488
52,61
5.687.321
44,30
Taxa de juros pós-fixada
3.082.208
26,98
3.127.787
24,36
Efeito do hedge na exposição pós
1.129.186
9,88
2.787.579
21,71
Total exposição ao risco pós
4.211.394
36,86
5.915.366
46,07
Efeito do hedge na exposição pré-fixada
Análise de sensibilidade
A Brasilcap elabora análise de sensibilidade das posições passivas e ativas, considerando a possibilidade de
ocorrência de um cenário eventual, no qual a taxa básica de juros e os cupons de juros dos papéis indexados a
índices de inflação sofreriam um aumento ou uma redução da ordem de 100 bps.
R$ mil
30.09.2016
Fator de risco
31.12.2015
Elevação da taxa
em 100 bps
Redução da taxa
em 100 bps
Elevação da taxa
em 100 bps
Redução da taxa
em 100 bps
Taxa de juros pré-fixada
(34.904)
35.798
(25.923)
26.559
Taxa de juros pós-fixada
70
(72)
52
(54)
(17.418)
18.194
(9.933)
10.267
TR Passivo (títulos de capitalização)
43.063
(66.967)
86.545
(92.253)
Total
(9.189)
(13.047)
50.741
(55.481)
Cupom de IPCA
Ϯϳ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
e.4) BRASILPREV SEGUROS E PREVIDÊNCIA S.A.
Para controle do risco de mercado, a Companhia utiliza o conjunto de métricas mais adequado para cada carteira,
fundo ou portfólio. São definidos limites de Tracking Error, Duration e análise ad hoc de volatilidade dos fundos
próprios e da concorrência nas carteiras de ativos vinculados à fase de acumulação dos produtos PGBL e VGBL.
Além disso, nos portfólios em que a Companhia oferece garantias de taxas de juros (rendas vitalícias e produtos
tradicionais), conta com um modelo e processo estruturado de gestão de ativos e passivos (Asset Liability
Management - ALM) no qual são avaliados os casamentos de indexadores, dos fluxos de caixa de curto e longo
prazo, bem como simulações de reinvestimento que levam em conta variações nos cenários econômicos.
Análise de sensibilidade
São considerados os seguintes fatores de risco: (i) taxa de juros e (ii) cupons de títulos indexados a índices de
inflação (IGP-M e IPCA) em função da relevância dos mesmos nas posições ativas e passivas da Brasilprev. A
definição dos parâmetros quantitativos utilizados na análise de sensibilidade (100 bps para taxa de juros e para
cupons de inflação) teve por base a análise das variações históricas de taxas de juros em período recente e a
premissa de não alteração das curvas de expectativa de inflação, refletindo em choque nos respectivos cupons na
mesma magnitude da taxa de juros.
O teste de sensibilidade realizado considera os efeitos isolados de cada fator de risco. A coluna “análise de
sensibilidade” representa um índice de mudança considerado possível de ocorrência para as premissas
selecionadas. As análises de sensibilidade apresentadas pela Brasilprev foram elaboradas com base na melhor
estimativa de mudanças sobre essas premissas em um cenário e condições normais de mercado.
A presente análise contempla somente os ativos classificados nas categorias “títulos mensurados ao valor justo por
meio do resultado” e “títulos disponíveis para venda”, que estão marcados a mercado de acordo com as
metodologias de precificação e de cálculo de risco utilizadas pela Brasilprev, referentes a todos os planos ativos com
exceção dos planos PGBL e VGBL em fase de acumulação.
R$ mil
Fator de risco
Análise de sensibilidade
30.09.2016
%
31.12.2015
%
(1)
Elevação de 100 bps
286
0,01
154
0,01
Taxa de juros (1)
Redução de 100 bps
(286)
(0,01)
(154)
(0,01)
Cupom
Elevação de 100 bps
(11.529)
(0,63)
(12.288)
(0,63)
Cupom
Redução de 100 bps
11.529
0,63
12.288
0,63
Taxa de juros
(1) O impacto considerado para a taxa de juros equivale ao efeito do ajuste na taxa em 100 bps em um dia de rendimento, principalmente por este efeito
impactar ativos de liquidez imediata.
e.5) BRASILDENTAL
A Brasildental aplica seus recursos financeiros em fundo de investimento de renda fixa. Em Setembro de 2016 o
fundo apresentou VaR de 0,0027% (0,0043% em dezembro de 2015), utilizando simulação histórica de 150 dias e
intervalo de confiança de 95% para o horizonte de 1 dia.
f) Risco de liquidez
O risco de liquidez consiste na possibilidade de a companhia não ser capaz de honrar eficientemente suas
obrigações esperadas e inesperadas, correntes e futuras, sem afetar suas operações diárias e sem incorrer em
perdas significativas; ou não conseguir negociar a preço de mercado uma posição, devido ao seu tamanho elevado
em relação ao volume normalmente transacionado ou em razão de alguma descontinuidade no mercado.
Para mitigar esse risco, as sociedades nas quais a BB Seguridade detém participações frequentemente realizam
estudos dos fluxos de movimentações financeiras esperados em vários cenários, avaliando de forma conservadora
os limites mínimos de recursos líquidos a serem mantidos em cada período.
f.1) GRUPO SEGURADOR BB MAPFRE
A administração do risco de liquidez envolve um conjunto de controles, principalmente no que diz respeito ao
estabelecimento de limites técnicos, com permanente avaliação das posições assumidas e instrumentos financeiros
utilizados. São aprovados pela Diretoria, anualmente, os níveis mínimos de liquidez a serem mantidos, assim como
Ϯϴ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
os instrumentos para gestão da liquidez, tendo como base as premissas estabelecidas na Política de Investimentos
aprovada pelo Conselho de Administração.
BB MAPFRE SH1
R$ mil
30.09.2016
Até 1 ano
De 1 a 5
anos
31.12.2015
Acima de
5 anos
Total
Até 1 ano
De 1 a 5
anos
Acima de
5 anos
Total
Ativo
Disponível
78.222
--
--
78.222
102.515
--
--
Equivalente de caixa
20.034
--
--
20.034
19.822
--
--
19.822
Aplicações (1)
2.611.479
1.954.976
1.020.657
5.587.112
2.559.898
2.199.369
1.416.915
6.176.182
Créditos das operações de
seguros e resseguros
2.548.337
1.098.653
--
3.646.990
2.035.475
1.342.403
--
3.377.878
242.560
263.185
30.092
535.837
264.037
299.298
42.737
606.072
Ativos de resseguro –
provisões técnicas (3)
102.515
Outros créditos operacionais
80.326
--
--
80.326
41.404
--
--
41.404
Títulos e créditos a receber (2)
133.948
483
--
134.431
288.230
483
--
288.713
5.403
Outros valores e bens
Despesas antecipadas
Custos de aquisição diferidos
Outras aplicações
Total Ativo
654
--
--
654
5.403
--
--
13.122
--
--
13.122
3.750
--
--
3.750
642.740
929.948
--
1.572.688
713.456
961.108
--
1.674.564
--
--
112
6.371.422
4.247.357
3.216.646
3.501.657
613.220
74
1.661.335
--
112
--
112
--
112
1.050.749 11.669.528
6.033.990
4.802.773
1.459.652
12.296.415
982.176
7.700.479
3.107.003
3.829.248
960.119
7.896.370
--
613.294
710.572
--
--
710.572
--
1.661.335
1.761.367
--
--
1.761.367
--
134.808
120.498
--
--
120.498
982.176 10.109.916
5.699.440
3.829.248
960.119
10.488.807
Passivo
Provisões técnicas (3)
Contas a pagar
Débitos das operações com
seguros e resseguros
Depósitos de terceiros
Total Passivo
134.808
--
5.626.009
3.501.731
(1) Nas aplicações financeiras foram consideradas as datas de vencimento dos títulos e valores mobiliários. Os ativos financeiros, no valor de R$ 398.625
mil (R$ 315.814 mil em 31.12.2015) e as provisões técnicas de R$ 398.559 mil (R$ 315.727 mil em 31.12.2015), ambos relacionados a DPVAT, não foram
classificados no quadro por não estarem sob a gestão da Administração.
(2) Os depósitos judiciais e fiscais no montante de R$ 852.264 mil (R$ 794.203 mil em 31.12.2015), e provisões judiciais de R$ 677.453 mil (R$ 642.734
mil em 31.12.2015), não foram classificados no quadro acima devido à expectativa incerta do prazo das respectivas decisões judiciais. Os créditos
tributários e previdenciários, no valor de R$ 446.321 mil (R$ 520.745 mil em 31.12.2015) também não foram classificados no quadro acima.
(3) No que se refere ao fluxo de saída das provisões de sinistros, foi considerada a experiência histórica observada do padrão de pagamento.
Ϯϵ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
MAPFRE BB SH2
R$ mil
30.09.2016
31.12.2015
Até 1 ano
De 1 a 5
anos
Acima de
5 anos
Total
Até 1 ano
Disponível
94.517
--
--
94.517
139.967
Equivalente de caixa
24.976
--
--
24.976
29.535
Aplicações (1)
1.218.176
1.806.196
933.873
3.958.245
1.122.207
Créditos das operações de
seguros e resseguros
3.551.605
38.360
--
3.589.965
Ativos de resseguro –
provisões técnicas (3)
1.255.275
762.570
145.239
Outros créditos operacionais
165.452
--
Títulos e créditos a receber (2)
259.068
--
Outros valores e bens
344.475
Despesas antecipadas
28.094
636.387
De 1 a 5
anos
Acima de
5 anos
Total
--
--
139.967
--
--
29.535
1.713.440
1.147.611
3.983.258
4.140.469
72.648
--
4.213.117
2.163.084
1.540.247
830.565
116.964
2.487.776
--
165.452
162.481
--
--
162.481
--
259.068
281.507
--
--
281.507
--
--
344.475
348.891
--
--
348.891
--
--
28.094
12.902
--
--
12.902
83.263
--
719.650
712.357
77.719
--
790.076
Ativo
Custos de aquisição diferidos
Outras aplicações
Total Ativo
342
726
--
1.068
550
518
--
1.068
7.578.367
2.691.115
1.079.112
11.348.594
8.491.113
2.694.890
1.264.575
12.450.578
4.703.986
2.161.545
330.226
7.195.757
5.280.679
2.270.084
268.319
7.819.082
538.224
459
--
538.683
933.825
502
--
934.327
1.223.282
--
--
1.223.282
1.613.964
--
--
1.613.964
Passivo
Provisões técnicas (3)
Contas a pagar
Débitos das operações com
seguros e resseguros
Depósitos de terceiros
Total Passivo
133.012
--
--
133.012
237.068
--
--
237.068
6.598.504
2.162.004
330.226
9.090.734
8.065.536
2.270.586
268.319
10.604.441
(1) Nas aplicações financeiras foram consideradas as datas de vencimento dos títulos e valores mobiliários. Os ativos financeiros, no valor de R$ 572.105
mil (R$ 401.726 mil em 31.12.2015) e as provisões técnicas de R$ 572.011 mil (R$ 401.613 mil em 31.12.2015), ambos relacionados a DPVAT, não foram
classificados no quadro por não estarem sob a gestão da Administração.
(2) Os depósitos judiciais e fiscais no montante de R$ 763.786 mil (R$ 717.464 mil em 31.12.2015), e provisões judiciais de R$ 669.013 mil (R$ 655.222
mil em 31.12.2015), não foram classificados no quadro acima devido à expectativa incerta do prazo das respectivas decisões judiciais. Os créditos
tributários e previdenciários, no valor de R$ 640.377 mil (R$ 713.685 mil em 31.12.2015) também não foram classificados no quadro acima.
(3) No que se refere ao fluxo de saída das provisões de sinistros, foi considerada a experiência histórica observada do padrão de pagamento.
f.2) IRB BRASIL RE
Para mitigar o risco de liquidez, o IRB Brasil RE busca alocar uma reserva mínima em fundos de elevada liquidez
(Operações Compromissadas lastreadas em títulos públicos federais) para fazer face às necessidades de caixa no
curto prazo. O risco de liquidez é monitorado continuamente pelo acompanhamento dos fluxos de caixa previstos e
reais, e pela combinação dos perfis de vencimento dos ativos e passivos financeiros ao longo do tempo.
R$ mil
Passivos de resseguro
(provisões técnicas)
30.09.2016
Até 1 Ano
31.12.2015
De 1 a 5
Anos
Acima de
5 anos
Total
Até 1 Ano
De 1 a 5
Anos
Acima de
5 anos
Total
PSL Total
751.595
2.375.180
2.022.055
5.148.830
934.396
2.037.601
2.594.816
5.566.813
PPNG-RVE
573.110
591.990
20.387
1.185.487
986.760
382.773
721
1.370.254
PPNG-EPI
348.809
42.715
--
391.524
266.109
27.612
--
293.721
IBNR + IBNER
341.396
931.717
429.079
1.702.192
605.682
587.128
428.590
1.621.400
PPNG-RVNE
171.555
2.380
--
173.935
171.104
3.120
--
174.224
PET
6.111
102.287
--
108.398
5.276
20.564
--
25.840
PDR
6.137
18.925
14.952
40.014
7.762
14.117
16.755
38.634
Total
2.198.713
4.065.194
2.486.473
8.750.380
2.977.089
3.072.915
3.040.882
9.090.886
ϯϬ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
R$ mil
30.09.2016
Até 1 ano
De 1 a 5
anos
31.12.2015
Acima de
5 anos
Total
Até 1 ano
De 1 a 5
anos
Acima de 5
anos
Total
Ativo
197.569
--
--
197.569
13.952
--
--
13.952
Aplicações
1.226.216
2.909.808
1.925.299
6.061.323
2.047.238
1.929.388
2.270.650
6.247.276
Créditos das operações de seguros e
resseguros
2.158.201
79.536
111.612
2.349.349
2.188.472
--
--
2.188.472
Ativos de retrocessão – provisões
técnicas
908.982
1.680.613
1.027.946
3.617.541
1.379.596
1.424.001
1.409.158
4.212.755
Títulos e créditos a receber
247.015
1.297.504
--
1.544.519
142.145
1.189.041
Outros valores e bens
296.028
--
--
296.028
--
71.372
202.435
273.807
4.780
--
--
4.780
1.247
--
--
1.247
5.038.791
5.967.461
3.064.857
14.071.109
5.772.650
4.613.802
3.882.243 14.268.695
Equivalente de caixa
Despesas antecipadas
Total Ativo
1.331.186
Passivo
2.198.713
4.065.194
2.486.473
8.750.380
2.977.089
3.072.915
3.040.882
9.090.886
Contas a pagar
374.451
833.288
--
1.207.739
165.545
682.403
113.365
961.313
Débitos das operações com resseguros
e retrocessão
983.826
789
--
984.615
1.038.195
789
--
1.038.984
--
2.917
Provisões técnicas
Depósitos de terceiros
Total Passivo
4.131
--
--
4.131
2.917
--
3.561.121
4.899.271
2.486.473
10.946.865
4.183.746
3.756.107
3.154.247 11.094.100
f.3) BRASILCAP CAPITALIZAÇÃO S.A.
A gestão do risco de liquidez da Brasilcap utiliza a análise de ALM (Asset Liability Management) como instrumento
para avaliar o nível de descasamento de prazos e de exposição entre ativos e passivos.
Os prazos dos resgates dos títulos de capitalização emitidos pela Brasilcap são comparados com os prazos dos
ativos da carteira garantidora desses títulos, identificando-se possíveis pontos de descasamento. Para efeito do
estudo de liquidez, consideraram-se os resgates antecipados projetados com a mesma distribuição observada no
histórico de cada produto de capitalização e, de forma conservadora, os ativos como líquidos apenas em seus
respectivos vencimentos.
Do lado das aplicações, parcela significativa dos ativos financeiros garantidores das operações de capitalização
possui mercado ativo que possibilitaria sua venda antes do vencimento, permitindo à Companhia fazer frente às
eventuais necessidades de caixa. Apesar de realista, a hipótese da venda antecipada dos Ativos Financeiros não foi
considerada na análise mostrada nesta nota.
R$ mil
30.09.2016
Até 1 Ano
31.12.2015
De 1 a 5
anos
Acima de
5 anos
Total
Até 1 Ano
De 1 a 5
anos
Acima de
5 anos
Total
Fluxo de caixa dos ativos
5.537.617
7.933.128
1.228
13.471.973
7.352.583
7.790.973
6.135
15.149.691
Recebimentos das demais parcelas
Fluxo de caixa do passivo
(exigibilidades)
Caixa líquido – primário
1.779.984
1.598.795
--
3.378.779
1.632.102
1.570.892
--
3.202.994
(6.391.316) (11.668.248)
(329.674)
(18.389.238)
2.593.369 (2.306.383)
(323.539)
(36.553)
Remuneração do Caixa
Saldo de caixa (1)
(5.951.129) (9.990.422)
(118.955) (16.060.506)
1.366.472
(458.499)
(117.727)
790.246
117.007
982.862
456.236
1.556.105
242.944
3.296.494
4.218.012
7.757.450
1.483.479
2.007.842
2.346.351
2.346.351
2.836.313
3.826.424
7.720.897
7.720.897
(1) Considera a projeção de todos os fluxos de todos os ativos financeiros, bem como das contas de despesas, necessárias para a manutenção da
Brasilcap em um possível regime de run-off.
f.4) BRASILPREV SEGUROS E PREVIDÊNCIA S.A.
Aliada à estratégia de avaliação conservadora dos limites mínimos de recursos líquidos a serem mantidos, a
Brasilprev busca opções de reinvestimento que permitam sempre maximizar os recursos disponíveis.
ϯϭ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
Para mitigar esse risco, frequentemente são realizados estudos dos fluxos de movimentações financeiras esperados
em vários cenários, avaliando-se de forma conservadora os limites mínimos de recursos líquidos a serem mantidos.
Os papéis dados em cobertura das provisões técnicas no montante de R$ 184.623 milhões (de R$ 149.739 milhões
em 31.12.2015) serão reaplicados na data de vencimento de acordo com a maturidade dos passivos atuariais. A
tabela abaixo apresenta todos os ativos e passivos financeiros detidos pela Brasilprev classificados segundo os
prazos de vencimento esperados dos fluxos de caixa.
R$ mil
30.09.2016
De 1 a 5
anos
Até 1 Ano
31.12.2015
Acima de
5 anos
Total
Até 1 Ano
De 1 a 5
anos
Acima de
5 anos
Total
Ativo
Aplicações
Créditos das operações com seguros e
resseguros
Créditos das operações com previdência
complementar
Títulos e créditos a receber
Despesas antecipadas
Custos de aquisição diferidos
Total do Ativo
16.961.576 117.842.902
49.818.316 184.622.794
47.006.624
39.350.078 63.381.895 149.738.597
1.890
--
--
1.890
1.940
--
--
1.940
--
--
--
--
561
--
--
561
41.587
533.199
--
574.786
27.000
479.190
--
506.190
1.169
--
--
1.169
34
--
--
34
466.632
679.829
--
1.146.461
363.156
562.440
--
925.596
49.818.316 186.347.100
47.399.315
40.391.708 63.381.895 151.172.918
43.457.611 129.839.742 182.723.663
18.171.830
32.640.717 97.434.207 148.246.754
17.472.854 119.055.930
Passivo
Provisões Técnicas
9.426.310
454.615
--
--
454.615
187.164
--
--
187.164
Débitos das operações com seguros e
resseguros
9.053
--
--
9.053
8.447
--
--
8.447
Débitos das operações com previdência
complementar
1.010
--
--
1.010
3.343
--
--
3.343
Contas a pagar
183.274
--
--
183.274
22.564
--
--
22.564
Provisões judiciais
--
612.591
--
612.591
--
482.146
--
482.146
Total do Passivo
10.074.262
44.070.202 129.839.742 183.984.206
18.393.348
Depósitos de terceiros
33.122.863 97.434.207 148.950.418
f.5) BRASILDENTAL
Os recebimentos que compõem o fluxo de caixa da Brasildental são oriundos, basicamente, dos contratos coletivos
na modalidade pré-pagamento, que prevê a liquidação da mensalidade em contrapartida ao direito de utilização do
benefício. Os fluxos de saída são compostos pelos pagamentos à rede credenciada e corretores, principais
fornecedores.
R$ mil
30.09.2016
Até 1 Ano
De 1 a 5
anos
31.12.2015
Acima de
5 anos
Total
Até 1 Ano
De 1 a 5
anos
Acima de
5 anos
Total
Ativo
11.829
--
--
11.829
5.896
--
--
5.541
--
--
5.541
3.803
--
--
3.803
17.370
--
--
17.370
9.699
--
--
9.699
Provisões técnicas
4.370
--
--
4.370
4.259
--
--
4.259
Demais passivos (2)
3.897
--
--
3.897
3.396
--
--
3.396
Patrimônio Líquido
9.103
--
--
9.103
2.044
--
--
2.044
Total do Passivo
17.370
--
--
17.370
9.699
--
--
9.699
Aplicações financeiras
Demais Ativos (1)
Total do Ativo
5.896
Passivo
(1) O item demais ativos é composto por crédito tributário e prêmios a receber.
(2) O item demais passivos é constituído por tributos a recolher e obrigações com fornecedores e pessoal.
ϯϮ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
g) Risco operacional
O risco operacional é definido como a possibilidade de ocorrência de perdas resultantes de falha, deficiência ou
inadequação de processos internos, pessoas e sistemas, ou de eventos externos. Essa definição contempla o risco
legal, entendido como a possibilidade de perdas decorrentes da inadequação ou deficiência em contratos firmados
pela companhia, bem como a sanções em razão de descumprimento de dispositivos legais e a indenizações por
danos a terceiros decorrentes das atividades desenvolvidas pela companhia.
A gestão do risco operacional nas sociedades coligadas é realizada com foco no controle, monitoramento e redução
das ameaças externas e internas. As sociedades coligadas mantém atualizadas as atividades de controle de
prevenção de riscos não aceitos e de detecção de riscos residuais. Ferramentas e metodologias específicas, dentre
elas a matriz de riscos, são utilizadas para identificar os fatores de riscos, que são classificados, monitorados e
reportados periodicamente.
No âmbito do atendimento à Circular Susep n° 517/201 5, as sociedades coligadas da BB Seguridade sujeitas à
supervisão da Susep estão estruturando seu Banco de Dados de Perdas Operacionais (BDPO).
h) Gestão de capital
A BB Seguridade monitora a gestão de capital das sociedades nas quais detém participações visando otimizar o
retorno para os acionistas e assegurar a manutenção de níveis de capital suficientes para atender os requerimentos
determinados pelos órgãos reguladores CNSP, Susep e ANS.
No âmbito da gestão de capital das sociedades participadas supervisionadas pela Susep, o principal indicador
utilizado é o Capital Mínimo Requerido (CMR), que representa o capital total que uma companhia deve manter, a
qualquer tempo, para operar, e visa garantir os riscos inerentes às suas operações. O CMR é composto por parcelas
referentes aos riscos de subscrição, crédito, operacional e mercado e está regulamentado pela Resolução CNSP n°
321/2015. A exigência de capital relacionada ao risco de mercado está condicionada à entrada em vigor, até
31.12.2016, de regulamentação que aumente a sensibilidade do Patrimônio Líquido Ajustado (PLA) à variação de
valores econômicos utilizados para apuração do capital de risco de mercado.
A suficiência de capital é medida utilizando-se o Patrimônio Líquido Ajustado da entidade, que deve ser igual ou
superior ao CMR calculado. O PLA é definido como o patrimônio líquido contábil da entidade ajustado pelas
deduções previstas na Resolução CNSP n° 321/2015.
Além do requerimento de capital mínimo, a Resolução CNSP n° 321/2015 estabelece a exigência de que o mont ante
de ativos líquidos da entidade, correspondentes a todos os ativos aceitos pelo Conselho Monetário Nacional em
100% na cobertura de provisões técnicas, em excesso à necessidade de cobertura de provisões, seja superior a
20% do Capital de Risco. De acordo com o mesmo normativo, são redutores da necessidade de cobertura das
provisões técnicas os direitos creditórios, ativos de resseguro e de retrocessão redutores, os depósitos judiciais
redutores e os custos de aquisição diferidos redutores. Para as sociedades reguladas pela Susep em que a BB
Seguridade detém participações o Capital de Risco corresponde ao CMR.
Para a sociedade participada do segmento de planos odontológicos - Brasildental, a ANS estabelece regras para
constituição de provisões técnicas e critérios de manutenção de patrimônio líquido mínimo de acordo com a
Resolução Normativa 209/09. O valor mínimo do patrimônio líquido ajustado da entidade é representado pelo
Patrimônio Mínimo Ajustado (PMA), calculado a partir da aplicação de fator específico (k) sobre o capital base
definido pela Resolução Normativa. Já a Margem de Solvência, aplicável a empresas com mais de um ano de
operação, corresponde à suficiência do patrimônio líquido ajustado por efeitos econômicos em relação à
necessidade de capital, representada pelo maior montante entre:
a)
0,20 vezes a soma dos últimos doze meses de 100% das contraprestações/prêmios na modalidade de
preço preestabelecido, e de 50% das contraprestações/prêmios na modalidade de preço pós-estabelecido;
ou
b)
0,33 vezes a média anual dos últimos 36 meses (ou do tempo de atividade da empresa, quando inferior) da
soma de 100% dos eventos/sinistros na modalidade de preço preestabelecido e de 50% dos
eventos/sinistros na modalidade de preço pós-estabelecido.
Conforme tabelas abaixo, em 30 de setembro de 2016 todas as sociedades nas quais a BB Seguridade detém
participações apresentavam suficiência de capital e liquidez, em conformidade com a legislação vigente aplicável.
ϯϯ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
R$ mil
30.09.2016
31.12.2015
Suficiência de Capital
PL Ajustado
CMR/PMA(1)
Suficiência
PL Ajustado
CMR/PMA(1)
Suficiência
1.435.193
1.186.931
248.262
1.390.720
1.291.516
99.204
255.938
171.930
84.008
269.134
173.523
95.611
60.142
BB MAPFRE SH1
Companhia de Seguros Aliança do Brasil
MAPFRE Vida S.A.
MAPFRE BB SH2
Brasilveículos Companhia de Seguros
503.338
409.628
93.710
540.950
480.808
Aliança do Brasil Seguros S.A.
217.460
108.268
109.192
208.805
124.423
84.382
MAPFRE Seguros Gerais S.A.
1.951.086
1.007.776
943.310
1.594.675
1.030.967
563.708
IRB Brasil RE
2.770.049
928.519
1.841.530
3.010.331
975.885
2.034.446
372.347
286.238
86.109
436.643
264.644
171.999
2.386.477
1.444.712
941.765
2.242.182
1.312.400
929.782
8.166
255
--
1.583
235
--
Brasilcap
Brasilprev
Brasildental
(1) O conceito de PMA (Patrimônio Mínimo Ajustado) aplica-se apenas à Brasildental.
R$ mil
30.09.2016
Liquidez
31.12.2015
Ativos
líquidos
Provisões
técnicas a
cobrir
4.490.791
3.984.809
237.386
718.519
547.941
34.386
Ativos
líquidos
Provisões
técnicas a
cobrir
268.596
4.770.750
4.023.983
258.303
488.464
136.192
604.844
489.786
34.705
80.353
20% do Excesso de
CMR
liquidez
20% do Excesso de
CMR
liquidez
BB MAPFRE SH1
Companhia de Seguros Aliança do Brasil
MAPFRE Vida S.A.
MAPFRE BB SH2
1.043.730
871.086
81.926
90.718
1.071.872
918.770
96.162
56.940
Aliança do Brasil Seguros S.A.
Brasilveículos Companhia de Seguros
327.286
231.714
21.654
73.918
414.279
355.686
24.885
33.708
MAPFRE Seguros Gerais S.A.
2.568.436
2.111.750
201.555
255.131
2.342.905
2.106.911
206.193
29.801
5.273.481
4.806.680
185.704
281.098
5.380.285
4.994.843
195.177
190.265
11.563.842
11.011.804
57.248
494.790
12.838.870
12.354.368
52.929
431.573
184.622.794 182.723.662
288.942
1.610.189 149.738.597 148.246.754
262.480
1.229.363
IRB Brasil RE
Brasilcap
Brasilprev
R$ mil
30.09.2016
Margem de Solvência
Brasildental
31.12.2015
PL Ajustado
Solvência
Exigida
Margem de
Solvência
PL Ajustado
Solvência
Exigida
Margem de
Solvência
8.116
2.089
6.027
1.583
1.158
425
ϯϰ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
5 – INFORMAÇÕES POR SEGMENTO
As informações por segmento foram elaboradas considerando os critérios utilizados pela Administração na avaliação
do desempenho, na tomada de decisões quanto à alocação de recursos para investimento e outros fins,
considerando-se o ambiente regulatório e as semelhanças entre produtos e serviços.
As operações do Grupo BB Seguridade estão divididas basicamente em dois segmentos: i) seguridade, que
contempla operações de seguros e resseguros, previdência, capitalização e saúde; e ii) corretagem.
a) Segmento Seguridade
Nesse segmento são registrados os resultados oriundos da oferta de produtos e serviços relacionados a seguros de
vida, patrimonial, automóvel, rural, riscos especiais e financeiros, transportes, cascos, habitacional e pessoas,
planos de previdência complementar, planos odontológicos, planos de capitalização e resseguros.
O resultado desse segmento provém principalmente das receitas com prêmios de seguros e resseguros,
contribuições de planos de previdência, contribuições de planos odontológicos, títulos de capitalização e aplicações
em títulos e valores mobiliários, deduzidas das despesas de comercialização, provisões técnicas e despesas com
sinistros.
O registro contábil desses resultados é efetuado por meio de equivalência patrimonial dos investimentos em
participações societárias.
b) Segmento Corretagem
Nesse segmento são registrados os resultados oriundos das receitas com corretagem e a administração, realização,
promoção e viabilização de negócios de seguros dos ramos elementares, vida e capitalização, planos de
previdência, planos odontológicos e seguro saúde.
c) Demonstração do Resultado por Segmento
R$ mil
3° Trimestre/2016
Seguridade Corretagem
3° Trimestre/2015
Total Seguridade Corretagem
Total
Receitas operacionais
638.846
672.219
1.311.065
687.667
619.299
Receitas de comissões
--
672.219
672.219
--
619.299
619.299
638.846
--
638.846
687.667
--
687.667
Receitas de investimentos em participações societárias
Outras receitas e despesas
1.306.966
(7.321)
(92.993)
(100.314)
(8.904)
(67.029)
(75.933)
Receitas de juros de instrumentos financeiros
12.825
53.892
66.717
15.677
48.663
64.340
Despesas com pessoal
(2.600)
(4.913)
(7.513)
(175)
(307)
(482)
(131)
(47.345)
(47.476)
(9)
(52.332)
(52.341)
Despesas administrativas
Despesas tributárias
(6.066)
(80.318)
(86.384)
(4.450)
(45.677)
(50.127)
(11.349)
(14.309)
(25.658)
(19.947)
(17.376)
(37.323)
Resultado antes do Impostos de Renda e Contribuição Social
631.525
579.226
1.210.751
678.763
552.270
1.231.033
Imposto de Renda e Contribuição Social
(17.540)
(195.253)
(212.793)
(5.196)
(186.201)
(191.397)
Lucro líquido (1)
613.985
383.973
997.958
673.567
366.069
1.039.636
2.691.198 11.291.754
Outras receitas/(despesas)
Total dos ativos
Total dos passivos
Total do patrimônio líquido
8.600.556
7.969.553
2.279.025
10.248.578
302.228
2.272.248
2.574.476
287.569
1.877.952
2.165.521
8.298.328
418.950
8.717.278
7.681.984
401.073
8.083.057
(1) Não inclui o resultado financeiro e as despesas de IR/CS das empresas BB Seguridade e BB Cor nas posições individuais.
ϯϱ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
R$ mil
01.01 a 30.09.2016
Seguridade Corretagem
01.01 a 30.09.2015
Total Seguridade Corretagem
Total
Receitas operacionais
1.916.231
2.031.904
3.948.135
2.117.164
1.901.562
Receitas de comissões
--
2.031.904
2.031.904
--
1.901.562
1.901.562
1.916.231
--
1.916.231
2.117.164
--
2.117.164
Receitas de investimentos em participações societárias
Outras receitas e despesas
4.018.726
(14.540)
(259.331)
(273.872)
(476)
(228.176)
(228.652)
Receitas de juros de instrumentos financeiros
31.350
153.232
184.582
39.605
124.556
164.161
Despesas com pessoal
(3.594)
(6.672)
(10.266)
(566)
(2.178)
(2.744)
(174)
(147.126)
(147.300)
(19)
(180.241)
(180.260)
Despesas administrativas
Despesas tributárias
(9.733)
(223.103)
(232.836)
(4.565)
(140.380)
(144.945)
(32.389)
(35.662)
(68.052)
(34.931)
(29.933)
(64.864)
1.901.691
1.772.571
3.674.263
2.116.688
1.673.386
3.790.074
(22.994)
(597.643)
(620.637)
(8.046)
(564.185)
(572.231)
Lucro líquido (1)
1.878.697
1.174.930
3.053.626
2.108.642
1.109.201
3.217.843
Total dos ativos
8.600.556
2.691.198 11.291.754
Outras receitas/(despesas)
Resultado antes do Impostos de Renda e Contribuição Social
Imposto de Renda e Contribuição Social
Total dos passivos
Total do patrimônio líquido
7.969.553
2.279.025
10.248.578
302.228
2.272.248
2.574.476
287.569
1.877.952
2.165.521
8.298.328
418.950
8.717.278
7.681.984
401.073
8.083.057
(1) Não inclui o resultado financeiro e as despesas de IR/CS das empresas BB Seguridade e BB Cor nas posições individuais.
d) Subdivisão do Segmento Seguridade
Os resultados do segmento seguridade são avaliados considerando-se as seguintes linhas de negócios: i) Seguros;
ii) Resseguros; iii) Previdência Complementar; iv) Capitalização; e v) Saúde.
Seguros
A linha de negócios de seguros compreende os produtos oferecidos pelas sociedades holdings BB Mapfre SH1
Participações S.A. e Mapfre BB SH2 Participações S.A. São subdivididos em seguros de vida, habitacional e rural e
seguros patrimoniais.
Seguros – Vida, Habitacional e Rural
Compreende os produtos oferecidos pela holding BB Mapfre SH1 (seguros de vida, habitacional e rural). O resultado
advém principalmente das receitas com prêmios de seguros e aplicações em títulos e valores mobiliários, deduzidas
das despesas de comercialização, provisões técnicas e despesas com sinistros.
Seguros – Patrimônio
Compreende os produtos oferecidos pela holding Mapfre BB SH2 (seguros de veículos e patrimonial). O resultado
advém principalmente das receitas com prêmios de seguros e aplicações em títulos e valores mobiliários, deduzidas
das despesas de comercialização, provisões técnicas e despesas com sinistros.
Resseguros
Compreende os produtos oferecidos pelo IRB Brasil Re (operações de resseguros). 2 UHVXOWDGR DGYpP
SULQFLSDOPHQWH GDV UHFHLWDV FRPSUrPLRVGH UHVVHJXURV HPLWLGRV e retrocessão no país e no exterior H DSOLFDo}HV
HP WtWXORV H YDORUHV PRELOLiULRV GHGX]LGDVGDVGHVSHVDVGH FRPHUFLDOL]DomRSURYLV}HV WpFQLFDV H GHVSHVDV FRP
sinistros.
Previdência Privada
Esse segmento compreende SODQRV GH SUHYLGrQFLD SULYDGD comercializados pela BrasiO3UHY 2 UHVXOWDGR DGYpP
SULQFLSDOPHQWH GD DGPLQLVWUDomR GDV FRQWULEXLo}HV GH SODQRV GH SUHYLGrQFLD H DSOLFDo}HV HP WtWXORV H YDORUHV
PRELOLiULRVGHGX]LGDVGDVGHVSHVDVGHFRPHUFLDOL]DomRSURYLV}HVWpFQLFDVHGHVSHVDVFRPEHQHItFLRVHUHVJDWes.
ϯϲ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
Capitalização
5HVSRQViYHO HVVHQFLDOPHQWHSHODRIHUWD GHWtWXORVGHFDSLWDOL]DomR GD %UDVLO&DS 2 UHVXOWDGR DGYpP GDV UHFHLWDV
FRP SUrPLRV GH WtWXORV HPLWLGRV H DSOLFDo}HV HP WtWXORV H YDORUHV PRELOLiULRV GHGX]LGDV GDV GHVSHVDV GH
comerciali]DomRSURYLV}HVWpFQLFDVHGHVSHVDVFRPresgates e sorteios.
Saúde
Compreende os produtos oferecidos pela Brasildental Operadora de Planos Odontológicos S.A. (operação de planos
privados de assistência odontológica). O resultado advém principalmente das receitas de contraprestações líquidas
de operações com planos de assistência à saúde, prêmios retidos H DSOLFDo}HV HP WtWXORV H YDORUHV PRELOLiULRV
deduzidas das despesas de comerciali]DomRHSURYLV}HVWpFQLFDV
ϯϳ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
e) Demonstração do Resultado por Subsegmento
R$ mil
3° Trimestre/2016
Resultado de operações de seguros
Prêmios ganhos
Prêmios emitidos
Variação das provisões técnicas
Resultado com emissão de apólices
Despesas com sinistros
Custos de aquisição
Resultado com resseguros
Receita com resseguro
Despesa com resseguro
Resultado de operações de previdência
Rendas de contribuições e prêmios
Constituição da provisão de benefícios a conceder
Variação das provisões técnicas
Renda com taxas de gestão
Despesas com sinistros
Benefícios retidos
Contribuição para cobertura de riscos
Despesas de comercialização
Resultado de operações de capitalização
Receita líquida com títulos de capitalização
Arrecadação com títulos de capitalização
Variação da provisão para resgate
Variação das provisões técnicas
Resultado com sorteios
Despesas de comercialização
Resultado de operações de assistência à saúde
Receitas com planos de assistência à saúde
Outras receitas e despesas
Outras receitas/despesas
Despesas administrativas
Despesas com tributos
Resultado financeiro
Receitas financeiras
Despesas financeiras
Resultado patrimonial
Resultado operacional
Ganhos ou perdas com ativos não correntes
Lucro antes dos impostos
Impostos
Participações sobre o resultado
Lucro líquido
Atribuível ao Grupo BB Seguridade
Atribuível aos demais acionistas
Total dos ativos
Total dos passivos
Total do patrimônio líquido
Seguros – Vida,
Habitacional e
Rural
Seguros –
Patrimônio
Resseguros
Previdência
Capitalização
Saúde
1.972.302
1.818.700
153.602
2.717
(673.836)
(470.401)
(99.891)
182.819
(282.710)
----------
2.195.391
1.970.883
224.508
3.899
(1.330.405)
(430.016)
(134.397)
262.017
(396.414)
----------
967.867
1.041.343
(73.476)
-(841.440)
(23.270)
(92.903)
121.081
(213.984)
----------
---------48.159
10.218.318
(10.170.159)
10.330
524.060
(4.017)
(39.516)
49.453
(128.545)
-------------------
-------------------
-------
-------
-------
-------
220.135
1.359.880
(1.139.745)
(16.934)
(32.515)
(112.536)
-------
--
--
--
--
--
4.858
(64.687)
(85.860)
(59.168)
161.498
217.602
(56.104)
(7.798)
674.876
(1)
674.875
(237.117)
(2.060)
435.698
326.729
108.969
(72.993)
(236.848)
(35.865)
122.918
174.872
(51.954)
(840)
80.844
6.211
87.055
(33.817)
(8.760)
44.478
22.239
22.239
(23.632)
(49.263)
(27.628)
196.172
198.526
(2.354)
18.765
124.668
(8)
124.660
(52.226)
(5.975)
66.459
13.575
52.884
(5.558)
(84.757)
(42.544)
115.576
5.707.781
(5.592.205)
-442.641
-442.641
(162.052)
(2.940)
277.649
208.223
69.426
(3.008)
(22.511)
(9.486)
161.217
412.090
(250.873)
114
184.476
-184.476
(82.063)
(1.178)
101.235
67.483
33.752
(274)
(3.939)
(341)
380
437
(57)
-684
-684
112
-796
597
199
14.866.230
11.457.087
3.409.143
14.161.111
10.382.652
3.778.459
14.070.456
10.946.605
3.123.851
186.552.883
183.984.206
2.568.677
12.619.196
12.237.951
381.245
17.370
8.267
9.103
ϯϴ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
R$ mil
ZΨŵŝů
Resultado de operações de seguros
Prêmios ganhos
Prêmios emitidos
Variação das provisões técnicas
Resultado com emissão de apólices
Despesas com sinistros
Custos de aquisição
Resultado com resseguros
Receita com resseguro
Despesa com resseguro
Resultado de operações de previdência
Rendas de contribuições e prêmios
Constituição da provisão de benefícios a conceder
Variação das provisões técnicas
Renda com taxas de gestão
Despesas com sinistros
Benefícios retidos
Contribuição para cobertura de riscos
Despesas de comercialização
Resultado de operações de capitalização
Receita líquida com títulos de capitalização
Arrecadação com títulos de capitalização
Variação da provisão para resgate
Variação das provisões técnicas
Resultado com sorteios
Despesas de comercialização
Resultado de operações de assistência à saúde
Receitas com planos de assistência à saúde
Outras receitas e despesas
Outras receitas/despesas
Despesas administrativas
Despesas com tributos
Resultado financeiro
Receitas financeiras
Despesas financeiras
Resultado patrimonial
Resultado operacional
Ganhos ou perdas com ativos não correntes
Lucro antes dos impostos
Impostos
Participações sobre o resultado
Lucro líquido
Atribuível ao Grupo BB Seguridade
Atribuível aos demais acionistas
Total dos ativos
Total dos passivos
Total do patrimônio líquido
ZΨŵŝů
01.01 a 30.09.2016
Seguros – Vida,
Habitacional e
Rural
Seguros –
Patrimônio
Resseguros
Previdência
Capitalização
Saúde
5.711.040
5.412.165
298.875
12.138
(2.426.034)
(1.390.087)
196.525
971.260
(774.735)
----------
6.778.222
6.428.342
349.880
16.421
(3.914.177)
(1.306.724)
(614.290)
542.513
(1.156.803)
----------
3.051.727
3.223.466
(171.739)
-(2.172.893)
(80.830)
(458.096)
358.007
(816.103)
----------
---------146.741
32.039.114
(31.892.373)
(29.201)
1.428.572
(10.020)
(68.474)
147.989
(331.521)
-------------------
-------------------
-------
-------
-------
-------
667.674
3.973.964
(3.306.290)
(37.003)
(118.847)
(307.856)
-------
--
--
--
--
--
14.674
(147.437)
(267.914)
(179.087)
520.233
698.292
(178.059)
(23.267)
2.006.110
3.998
2.010.108
(767.668)
(7.884)
1.234.556
925.793
308.763
(216.300)
(701.991)
(125.246)
486.396
464.239
22.157
(2.561)
399.750
6.884
406.634
(167.974)
(17.920)
220.740
110.370
110.370
(11.998)
(160.854)
(101.407)
617.947
1.012.818
(394.871)
39.095
722.691
4
722.695
(237.179)
(17.924)
467.592
95.507
372.085
(26.253)
(247.618)
(117.151)
396.835
16.349.507
(15.952.672)
-1.289.899
85
1.289.984
(538.275)
(9.372)
742.337
556.716
185.621
(10.654)
(59.914)
(28.330)
516.155
1.308.080
(791.925)
318
621.543
-621.543
(279.221)
(3.399)
338.923
225.926
112.997
(274)
(10.710)
(1.017)
766
949
(183)
-3.439
-3.439
(880)
-2.559
1.919
640
14.866.230
11.457.087
3.409.143
14.161.111
10.382.652
3.778.459
14.070.456
10.946.605
3.123.851
186.552.883
183.984.206
2.568.677
12.619.196
12.237.951
381.245
17.370
8.267
9.103
ϯϵ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
R$ mil
3° Trimestre/2015
Resultado de operações de seguros
Prêmios ganhos
Prêmios emitidos
Variação das provisões técnicas
Resultado com emissão de apólices
Despesas com sinistros
Custos de aquisição
Resultado com resseguros
Receita com resseguro
Despesa com resseguro
Resultado de operações de previdência
Rendas de contribuições e prêmios
Constituição da provisão de benefícios a conceder
Variação das provisões técnicas
Renda com taxas de gestão
Despesas com sinistros
Benefícios retidos
Contribuição para cobertura de riscos
Despesas de comercialização
Resultado de operações de capitalização
Receita líquida com títulos de capitalização
Arrecadação com títulos de capitalização
Variação da provisão para resgate
Variação das provisões técnicas
Resultado com sorteios
Despesas de comercialização
Resultado de operações de assistência à saúde
Receitas com planos de assistência à saúde
Outras receitas e despesas
Outras receitas/despesas
Despesas administrativas
Despesas com tributos
Resultado financeiro
Receitas financeiras
Despesas financeiras
Resultado patrimonial
Resultado operacional
Ganhos ou perdas com ativos não correntes
Lucro antes dos impostos
Impostos
Participações sobre o resultado
Lucro líquido
Atribuível ao Grupo BB Seguridade
Atribuível aos demais acionistas
Total dos ativos
Total dos passivos
Total do patrimônio líquido
Seguros – Vida,
Habitacional e
Rural
Seguros –
Patrimônio
Resseguros
Previdência
Capitalização
Saúde
1.663.819
2.094.321
(430.502)
6.261
(435.294)
(428.657)
(46.192)
133.184
(179.376)
----------
2.229.845
2.421.506
(191.661)
11.087
(1.266.829)
(419.590)
(166.568)
220.660
(387.228)
----------
943.328
901.542
41.786
-(599.703)
(33.106)
(161.455)
227.116
(388.571)
----------
---------45.668
7.847.432
(7.801.764)
(6.658)
418.124
(3.344)
(12.672)
49.535
(103.072)
-------------------
-------------------
-------
-------
-------
-------
228.257
1.378.614
(1.150.357)
4.409
(43.333)
(108.009)
-------
--
--
--
--
--
3.457
(64.749)
(85.757)
(55.376)
156.684
195.454
(38.770)
(7.646)
703.093
(4.196)
698.897
(206.883)
(5.289)
486.725
364.995
121.730
(126.838)
(225.734)
(40.485)
183.367
448.878
(265.511)
(1.485)
176.770
755
177.525
(25.194)
(13.649)
138.682
69.341
69.341
(48.351)
(33.549)
(12.669)
196.793
829.214
(632.421)
1.995
253.283
9
253.292
(44.196)
(6.885)
202.211
41.302
160.909
(7.968)
(75.352)
(34.753)
111.931
3.113.778
(3.001.847)
-381.439
(38)
381.401
(156.148)
(2.693)
222.560
166.909
55.651
(2.349)
(22.259)
(9.880)
66.704
352.198
(285.494)
90
113.630
-113.630
(44.232)
(1.048)
68.350
45.562
22.788
-(3.970)
(241)
165
226
(61)
-(589)
-(589)
--(589)
(441)
(148)
14.213.258
10.959.214
3.254.044
14.866.178
11.448.371
3.417.807
14.787.557
11.673.077
3.114.480
141.168.955
138.954.749
2.214.206
13.420.725
13.069.380
351.345
9.226
7.209
2.017
ϰϬ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
R$ mil
01.01 a 30.09.2015
Seguros – Vida,
Habitacional e
Rural
Resultado de operações de seguros
Prêmios ganhos
Prêmios emitidos
Variação das provisões técnicas
Resultado com emissão de apólices
Despesas com sinistros
Custos de aquisição
Resultado com resseguros
Receita com resseguro
Despesa com resseguro
Resultado de operações de previdência
Rendas de contribuições e prêmios
Constituição da provisão de benefícios a conceder
Variação das provisões técnicas
Renda com taxas de gestão
Despesas com sinistros
Benefícios retidos
Contribuição para cobertura de riscos
Despesas de comercialização
Resultado de operações de capitalização
Receita líquida com títulos de capitalização
Arrecadação com títulos de capitalização
Variação da provisão para resgate
Variação das provisões técnicas
Resultado com sorteios
Despesas de comercialização
Resultado de operações de assistência à saúde
Receitas com planos de assistência à saúde
Outras receitas e despesas
Outras receitas/despesas
Despesas administrativas
Despesas com tributos
Resultado financeiro
Receitas financeiras
Despesas financeiras
Resultado patrimonial
Resultado operacional
Ganhos ou perdas com ativos não correntes
Lucro antes dos impostos
Impostos
Participações sobre o resultado
Lucro líquido
Atribuível ao Grupo BB Seguridade
Atribuível aos demais acionistas
Total dos ativos
Total dos passivos
Total do patrimônio líquido
Seguros –
Patrimônio
Resseguros
Previdência
Capitalização
Saúde
4.846.827
5.503.199
(656.372)
12.923
(1.719.294)
(1.215.809)
77.835
484.751
(406.916)
----------
6.596.490
6.866.766
(270.276)
16.097
(3.939.793)
(1.228.002)
(267.226)
694.409
(961.635)
----------
2.638.570
2.661.996
(23.426)
-(1.513.758)
(83.069)
(604.218)
313.001
(917.219)
----------
---------129.220
27.071.021
(26.941.801)
479.274
1.133.131
(8.935)
(44.354)
149.214
(293.274)
-------------------
-------------------
-------
-------
-------
-------
823.999
4.660.844
(3.836.845)
(19.619)
(156.150)
(392.335)
-------
--
--
--
--
--
7.267
(159.829)
(229.347)
(157.989)
481.890
599.717
(117.827)
(22.816)
1.914.391
(4.193)
1.910.198
(636.736)
(12.924)
1.260.538
945.277
315.261
(317.952)
(672.118)
(136.303)
477.791
925.980
(448.189)
(4.615)
524.369
144
524.513
(151.966)
(34.902)
337.645
168.823
168.822
(80.079)
(153.195)
(59.425)
633.893
1.747.961
(1.114.068)
(5.995)
772.724
25
772.749
(196.590)
(19.804)
556.355
113.637
442.718
(20.886)
(220.884)
(118.253)
405.008
9.848.868
(9.443.860)
-1.589.261
29
1.589.290
(634.013)
(9.028)
946.249
709.640
236.609
(12.563)
(65.999)
(33.351)
305.999
1.068.774
(762.775)
283
450.264
-450.264
(176.987)
(3.238)
270.039
180.008
90.031
-(7.927)
(649)
273
366
(93)
-(1.036)
-(1.036)
742
-(294)
(220)
(74)
14.213.258
10.959.214
3.254.044
14.866.178
11.448.371
3.417.807
14.787.557
11.673.077
3.114.480
141.168.955
138.954.749
2.214.206
13.420.725
13.069.380
351.345
9.226
7.209
2.017
ϰϭ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
6 – CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA
R$ mil
Controlador
30.09.2016
Caixa
Consolidado
31.12.2015
30.09.2016
31.12.2015
--
3
--
4
1.279
1.256
10.854
10.686
Operações Compromissadas (1)
190.391
58.525
1.344.860
1.550.388
Total
191.670
59.784
1.355.714
1.561.078
Fundo de Curto Prazo
(1) Referem-se a investimentos em operações compromissadas junto ao Banco do Brasil S.A. lastreadas em títulos públicos federais e/ou títulos privados
emitidos pela BB Leasing S.A. (Consolidado), empresa do Conglomerado Banco do Brasil, com liquidez diária e risco insignificante de mudança de
valor justo.
7 – INSTRUMENTOS FINANCEIROS
a) Ativos Financeiros ao Valor Justo por meio do Resultado
a.1) Movimentação dos Ativos
R$ mil
Controlador
30.09.2016
31.12.2015
Valor de
Custo
Valor de Mercado/
Aplicações
Contábil
Resgates
Rentabilidade(2)
Valor de
Custo
Valor de Mercado/
Contábil
Fundo de Longo Prazo(1)
--
--
--
--
--
--
--
Total
--
--
--
--
--
--
-R$ mil
Consolidado
30.09.2016
31.12.2015
Valor de
Custo
Valor de Mercado/
Aplicações
Contábil
Resgates
Rentabilidade(2)
Valor de
Custo
Valor de Mercado/
Contábil
Fundo de Longo Prazo(1)
606.317
633.970
127.891
424.817
32.749
339.769
369.793
Total
606.317
633.970
127.891
424.817
32.749
339.769
369.793
(1) Refere-se à investimentos no fundo de investimento BB Renda Fixa Longo Prazo Corporativo 10 Milhões, cuja política de investimentos prevê
aplicações em fundos de investimentos com carteira composta, isolada ou cumulativamente, por títulos e valores mobiliários públicos ou privados, préfixados ou pós-fixados e operações compromissadas. Adicionalmente, deve ser mantida 80% da carteira do Fundo em títulos públicos federais e/ou
ativos com baixo risco de crédito relacionados à taxa de juros doméstica, a índices de preços ou ambos e não são admitidas estratégias que
impliquem risco de moeda estrangeira, renda variável ou alavancagem.
(2) Valores líquidos de efeitos tributários.
a.2) Hierarquia de valor justo
A Companhia classifica os instrumentos financeiros em três níveis de subjetividade na determinação do valor justo.
Os diferentes níveis são definidos conforme segue:
•
Nível 1: Preços cotados em mercados ativos para ativos e passivos idênticos;
•
Nível 2: Inputs, exceto preços cotados, incluídas no Nível 1 que são observáveis para o ativo ou passivo,
diretamente (preços) ou indiretamente (derivado de preços);
•
Nível 3: Premissas, para o ativo ou passivo, que não são baseadas em dados observáveis de mercado (inputs
não observáveis).
ϰϮ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
R$ mil
Controlador
30.09.2016
Consolidado
31.12.2015
30.09.2016
31.12.2015
Nível 1
Nível 2
Total
Nível 1
Nível 2
Total
Nível 1
Nível 2
Total
Nível 1
Nível 2
Total
Fundo de Longo Prazo
--
--
--
--
--
--
369.793
--
369.793
633.970
--
633.970
Total
--
--
--
--
--
--
369.793
--
369.793
633.970
--
633.970
b) Ativos Financeiros Disponíveis para Venda
R$ mil
Controlador
30.09.2016
Consolidado
31.12.2015
Valor de Valor de
Custo mercado/
Contábil
30.09.2016
31.12.2015
Valor de
custo
Valor de
mercado/
Contábil
Valor de
custo
Valor de
mercado/
Contábil
Valor de
custo
Valor de
mercado/
Contábil
Certificado de Investimento
--
--
--
--
81
44
81
52
Total
--
--
--
--
81
44
81
52
c) Ativos Financeiros Mantidos até o Vencimento
R$ mil
Controlador
Rating da
Contraparte
Letras Financeiras(1)
AA
30.09.2016
31.12.2015
Valor de Valor de
Custo mercado/
Contábil
--
Consolidado
--
30.09.2016
31.12.2015
Valor de
custo
Valor de
mercado/
Contábil
Valor de
custo
Valor de
mercado/
Contábil
--
--
315.000
318.327
Valor de Valor de
custo mercado/
Contábil
--
--
(1) Letras Financeiras com registro na Cetip - Central de Custódia e de Liquidação Financeira de Títulos, com prazo de vencimento máximo de 2 anos.
ϰϯ
3.679.670
2.568.677
3.124.244
1.968.380
943.417
1.453.080
Mapfre BB SH2 Participações S.A. (3)
Brasilprev Seguros e Previdência S.A.
418.950
26.918
BB Corretora de Seguros e Administradora de Bens S.A.
Total das participações
445.670
9.103
9.500
36.211
381.245
231.264
BB Cor Participações S.A.
Brasildental Operadora de Planos Odontológicos S.A. (5)
Brasilcap Capitalização S.A. (4)
IRB-Brasil RE S.A.
2.882.775
2.050.198
BB Mapfre SH1 Participações S.A. (2)
8.298.328
4.210.872
BB Seguros Participações S.A.
Patrimônio
Líquido
Ajustado(1)
Capital
Social
Empresas
7.203.271
34.984
61.749
1.533
405.229
663.819
1.794.476
2.230.688
3.020.007
7.141.522
31.12.2015
Saldo
Contábil
(1.550.208)
(790.956)
(791.380)
--
(266.268)
(122.565)
(448.203)
--
(1.139.850)
(758.828)
Dividendos/
JCP
36.929
(8)
(8)
--
--
5.607
560
7.847
22.923
36.937
Ajustes de
Avaliação
Patrimonial
--
--
--
3.376
--
--
--
--
--
Outros
Eventos
Movimentações
01.01 a 30.09.2016
Controlador
a) Participações Societárias Avaliadas pelo Método de Equivalência Patrimonial
8 – INVESTIMENTOS EM PARTICIPAÇÕES SOCIETÁRIAS
3.054.006
1.174.930
1.175.309
1.919
225.926
95.507
556.716
110.370
925.793
1.878.697
Resultado de
Equivalência
8.743.998
418.950
445.670
6.828
364.887
642.368
1.903.549
2.348.905
2.828.873
8.298.328
30.09.2016
Saldo
Contábil
638.846
--
--
597
67.483
13.575
208.223
22.239
326.729
--
3º Trim/2016
1.916.231
--
--
1.919
225.926
95.507
556.716
110.370
925.793
--
01.01 a
30.09.2016
Resultado de Equivalência
Patrimonial
R$ mil
ϰϰ
8.095.410
--
--
6.828
364.887
642.368
1.903.549
2.348.905
2.828.873
--
8.115.752
--
--
1.533
405.229
663.819
1.794.476
2.230.688
3.020.007
--
31.12.2015
Saldo Contábil
30.09.2016
Consolidado
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
2.050.198
1.968.380
602.955
BB Mapfre SH1 Participações S.A. (2)
Mapfre BB SH2 Participações S.A. (3)
Brasilprev Seguros e Previdência S.A.
401.073
26.918
BB Corretora de Seguros e Administradora de Bens S.A.
6.660.086
35.006
46.903
1.733
396.717
617.672
1.457.045
2.008.260
2.785.719
6.613.183
31.12.2014
Saldo
Contábil
(743.131)
(728.598)
--
(231.769)
(89.047)
(527.397)
--
(994.368)
(1.004.554)
Dividendos/
JCP
(3)
(3)
--
--
(1.125)
(1.574)
(8.525)
(24.063)
(35.287)
Ajustes de
Avaliação
Patrimonial
--
--
--
--
--
--
--
--
--
--
Outros
Eventos
Movimentações
01.01 a 30.09.2015
3.218.172
1.109.201
1.109.530
(220)
180.008
113.636
709.640
168.823
945.277
2.108.642
Resultado de
Equivalência
8.109.816
401.073
427.832
1.513
344.956
641.136
1.637.714
2.168.558
2.712.565
7.681.984
30.09.2015
Saldo Contábil
687.667
--
--
(441)
45.562
41.301
166.909
69.341
364.995
--
3° Trim/2015
2.117.164
--
--
(220)
180.008
113.636
709.640
168.823
945.277
--
01.01 a
30.09.2015
Resultado de Equivalência
Patrimonial
Saldo Contábil
R$ mil
--
--
--
1.733
396.717
617.672
ϰϱ
Não há operações descontinuadas de investimentos em participações societárias avaliados pelo método de equivalência patrimonial nas quais o Grupo BB Seguridade
tenha parte.
Nenhum dos investimentos em participações societárias avaliados pelo método de equivalência patrimonial apresentou restrições significativas para a transferência de
recursos na forma de dividendos em caixa ou de restituição de empréstimos ou adiantamentos nos períodos apresentados.
Os investimentos em participações societárias avaliados pelo método de equivalência patrimonial não possuem ações regularmente negociadas em bolsas de valores.
Os dividendos recebidos dos investimentos em participações societárias avaliados pelo método de equivalência patrimonial totalizaram R$ 1.977.251 mil em 30.09.2016
(R$ 1.852.149 mil em 31.12.2015).
--
--
1.513
344.956
641.136
1.637.714 1.457.045
2.168.558 2.008.260
2.712.565 2.785.719
--
30.09.2015 31.12.2014
Consolidado
Patrimônio líquido não ajustado pelo percentual de participação societária detido pela BB Seguridade.
Inclui no valor contábil do investimento em 30.09.2016 o saldo de R$ 693.836 mil relativo ao ágio oriundo do acordo de parceria com a Mapfre.
Inclui no valor contábil do investimento em 30.09.2016 o saldo de R$ 97.704 mil relativo ao ágio oriundo do acordo de parceria com a Mapfre.
Inclui no valor contábil do investimento em 30.09.2016 o saldo de R$ 110.749 mil relativo ao ágio na aquisição de participação societária da empresa Sulacap pela BB Seguros, ocorrida em 22/07/2011.
O valor reconhecido em “Outros Eventos” refere-se ao aporte de capital na Companhia, na proporção da participação detida.
b) Informações
(1)
(2)
(3)
(4)
(5)
Total das participações
427.832
2.017
351.345
36.211
5.000
231.264
3.113.930
2.214.206
3.316.288
2.707.602
7.681.984
Patrimônio
Líquido
Ajustado(1)
BB Cor Participações S.A.
Brasildental Operadora de Planos Odontológicos S.A.
Brasilcap Capitalização S.A. (4)
1.453.080
3.213.534
BB Seguros Participações S.A.
IRB-Brasil RE S.A.
Capital
Social
Empresas
Controlador
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
Operadora de assistência 24 horas com foco de atuação no segmento de seguros de danos.
Atuação no segmento de seguros de danos.
Mapfre Assistência S.A.
Aliança do Brasil Seguros S.A.
BB Corretora de Seguros e Adm. de Bens S.A.
Segmento Corretagem
Brasildental Operadora de Planos Odontológicos
S.A.
Segmento Saúde
Brasilprev Seguros e Previdência S.A.
Previdência Privada
Brasilcap Capitalização S.A.
Capitalização
IRB Brasil RE S.A.
Corretagem de seguros dos ramos elementares, vida e saúde, títulos de capitalização, planos de previdência complementar aberta e a administração
de bens.
Comercialização de planos odontológicos.
Comercializa seguros de vida com cobertura de sobrevivência e planos de aposentadoria e benefícios complementares.
Comercializa planos de capitalização, bem como outros produtos e serviços admitidos às sociedades de capitalização.
Atuação no segmento de resseguros no país e no exterior.
Atuação no segmento de seguros e cosseguros nos ramos de vida e elementares.
Mapfre Seguros Gerais S.A.
Resseguros
50,00
Atuação no segmento de seguros de danos, especializada na modalidade automóvel.
Brasilveículos Companhia de Seguros
49,99
49,99
49,99
20,43
49,00
49,00
49,00
49,00
49,00
49,99
49,99
49,99
ON
ϰϲ
100,00 100,00
74,99
74,99
66,66
20,43
50,00
50,00
50,00
Holding de outras sociedades dedicadas à comercialização de seguros de danos, incluídos os seguros de veículos e excluídos os seguros imobiliário e
agrícola.
Mapfre BB SH2 Participações S.A.
50,00
74,99
Atuação no segmento de riscos de pessoas, seguros rurais e seguro habitacional.
Companhia de Seguros Aliança do Brasil
Seguros – Patrimônio
74,99
Holding de outras sociedades dedicadas à comercialização de seguros de pessoas, imobiliário e agrícola.
Atuação no segmento de seguros do ramo vida em geral.
74,99
Total
30.09.2016
Mapfre Vida S.A.
Descrição
% de participação
BB Mapfre SH1 Participações S.A.
Seguros – Vida, habitacional e rural
Segmento seguridade
Segmento/Ramo de atuação
c) Descrição do Contexto Operacional dos Investimentos em Participações Societárias, por Segmento de Negócios
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
d) Informações de Resultado resumidas dos Investimentos em Participações Societárias, Apurados
em Conformidade com as IFRS
d.1) Segmento Seguridade: Seguros – Vida, Habitacional e Rural
R$ mil
3° Trimestre/2016
Receitas
Receitas de juros
Despesas de juros
Depreciação e amortização
Despesa de IR/CSLL
Lucro ou (prejuízo) do período
Outros resultados abrangentes
Resultado abrangente total
Mapfre Vida S.A.
Cia. de Seguros
Aliança do Brasil
BB Mapfre SH1(1)
171.848
11.730
(3.763)
(1.449)
(7.066)
8.089
637
8.726
1.646.851
46.908
(12.974)
(7.559)
(228.044)
423.457
3.128
426.585
1.818.699
58.638
(16.738)
(9.008)
(237.117)
435.698
3.765
439.463
(1) Apresenta os saldos consolidados da BB Mapfre SH1.
R$ mil
01.01 a 30.09.2016
Mapfre Vida S.A.
Cia. de Seguros
Aliança do Brasil
BB Mapfre SH1(1)
5.412.165
Receitas
573.258
4.838.907
Receitas de juros
49.482
197.145
246.627
Despesas de juros
(10.308)
(41.145)
(51.455)
Depreciação e amortização
(7.446)
(24.820)
(32.266)
Despesa de IR/CSLL
(40.223)
(709.837)
(767.668)
Lucro ou (prejuízo) do período
48.043
1.193.472
1.234.556
Outros resultados abrangentes
4.052
26.516
30.568
Resultado abrangente total
52.095
1.219.988
1.265.124
Mapfre Vida S.A.
Cia. de Seguros
Aliança do Brasil
BB Mapfre SH1(1)
2.094.321
(1) Apresenta os saldos consolidados da BB Mapfre SH1.
R$ mil
3° Trimestre/2015
Receitas
156.925
1.937.396
Receitas de juros
14.363
53.625
67.988
Despesas de juros
(19)
(10.266)
(10.285)
Depreciação e amortização
(1.070)
(2.168)
(3.238)
Despesa de IR/CSLL
15.664
(223.989)
(206.883)
Lucro ou (prejuízo) do período
39.012
448.633
486.725
Outros resultados abrangentes
(3.178)
(20.001)
(23.179)
Resultado abrangente total
35.834
428.632
463.546
Mapfre Vida S.A.
Cia. de Seguros
Aliança do Brasil
BB Mapfre SH1(1)
5.503.199
(1) Apresenta os saldos consolidados da BB Mapfre SH1.
R$ mil
01.01 a 30.09.2015
Receitas
540.024
4.963.175
Receitas de juros
61.676
162.209
223.885
Despesas de juros
(740)
(27.059)
(27.799)
Depreciação e amortização
(3.279)
(6.076)
(9.355)
Despesa de IR/CSLL
(9.625)
(632.361)
(636.736)
Lucro ou (prejuízo) do período
76.870
1.189.363
1.260.538
Outros resultados abrangentes
(3.752)
(28.335)
(32.088)
Resultado abrangente total
73.118
1.161.028
1.228.450
(1) Apresenta os saldos consolidados da BB Mapfre SH1.
ϰϳ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
d.2) Segmento Seguridade: Seguros – Patrimônio
R$ mil
3° Trimestre/2016
Receitas
Receitas de juros
Despesas de juros
Depreciação e amortização
Despesa de IR/CSLL
Lucro ou (prejuízo) do período
Outros resultados abrangentes
Resultado abrangente total
Aliança do Brasil
Seguros
Brasilveículos
Mapfre Seguros
Gerais
Mapfre Assistência
Mapfre BB SH2(1)
152.919
2.933
(1.547)
(1.750)
(7.059)
8.576
106
8.682
383.959
20.846
(1.196)
(3.312)
(12.576)
15.682
158
15.840
1.434.005
33.564
(3.524)
(17.229)
(14.002)
20.162
1.438
21.600
-57
--(177)
356
-356
1.970.883
57.400
(6.267)
(22.291)
(33.817)
44.478
1.702
46.180
Aliança do Brasil
Seguros
Brasilveículos
Mapfre Seguros
Gerais
Mapfre Assistência
Mapfre BB SH2(1)
473.737
27.949
(3.668)
(5.352)
(54.109)
65.770
2.082
67.852
1.219.190
73.758
(4.396)
(10.991)
(51.194)
81.532
1.336
82.868
4.735.415
162.021
(10.259)
(48.468)
(54.945)
76.696
12.277
88.973
-191
(2)
-(471)
970
-970
6.428.342
263.944
(18.325)
(64.811)
(167.974)
220.740
15.695
236.435
Aliança do Brasil
Seguros
Brasilveículos
Mapfre Seguros
Gerais
Mapfre Assistência
Mapfre BB SH2(1)
182.867
11.371
(1.468)
(122)
(17.469)
25.784
(1.699)
24.085
546.299
21.581
(410)
(1.322)
(30.986)
39.917
(1.690)
38.227
1.692.342
128.086
(4.640)
(17.148)
24.045
72.086
(10.000)
62.086
-56
--(366)
694
-694
2.421.508
161.095
(6.518)
(19.098)
(25.194)
138.682
(13.388)
125.294
Aliança do Brasil
Seguros
Brasilveículos
Mapfre Seguros
Gerais
Mapfre Assistência
Mapfre BB SH2(1)
546.548
31.075
(3.084)
(379)
(47.156)
70.230
(2.492)
67.738
1.589.168
60.416
(3.101)
(4.037)
(87.410)
125.233
(2.180)
123.053
4.731.050
351.931
(15.194)
(50.238)
(15.833)
140.860
(12.379)
128.481
-187
(3)
-(1.004)
1.938
-1.938
6.866.766
443.610
(21.382)
(56.172)
(151.966)
337.645
(17.051)
320.594
(1) Apresenta os saldos consolidados da Mapfre BB SH2.
R$ mil
01.01 a 30.09.2016
Receitas
Receitas de juros
Despesas de juros
Depreciação e amortização
Despesa de IR/CSLL
Lucro ou (prejuízo) do período
Outros resultados abrangentes
Resultado abrangente total
(1) Apresenta os saldos consolidados da Mapfre BB SH2.
R$ mil
3° Trimestre/2015
Receitas
Receitas de juros
Despesas de juros
Depreciação e amortização
Despesa de IR/CSLL
Lucro ou (prejuízo) do período
Outros resultados abrangentes
Resultado abrangente total
(1) Apresenta os saldos consolidados da Mapfre BB SH2.
R$ mil
01.01 a 30.09.2015
Receitas
Receitas de juros
Despesas de juros
Depreciação e amortização
Despesa de IR/CSLL
Lucro ou (prejuízo) do período
Outros resultados abrangentes
Resultado abrangente total
(1) Apresenta os saldos consolidados da Mapfre BB SH2.
ϰϴ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
d.3) Segmento Seguridade: Resseguros
R$ mil
IRB Brasil RE S/A
3° Trimestre/2016
Receitas
Receitas de juros
Despesas de juros
Depreciação e amortização
Despesa de IR/CSLL
Lucro ou (prejuízo) do período
Outros resultados abrangentes
Resultado abrangente total
1.022.494
198.526
(2.637)
(7.214)
(52.226)
66.459
12.079
78.538
01.01 a 30.09.2016
3.223.466
1.012.818
(382.741)
(20.982)
(237.179)
467.592
27.446
495.038
3° Trimestre/2015
1.471.355
514.454
(317.661)
(5.970)
(44.196)
202.211
(8.931)
193.280
01.01 a 30.09.2015
3.709.060
974.932
(341.039)
(17.956)
(196.590)
556.355
7.081
563.436
d.4) Segmento Seguridade: Capitalização
R$ mil
Brasilcap Capitalização S.A.
Receitas
Receitas de juros
Despesas de juros
Depreciação e amortização
Despesa de IR/CSLL
Lucro ou (prejuízo) do período
Outros resultados abrangentes
Resultado abrangente total
3° Trimestre/2016
1.359.880
412.090
(250.873)
(636)
(82.063)
101.235
-101.235
01.01 a 30.09.2016
3.973.964
1.308.080
(791.925)
(2.082)
(279.221)
338.923
-338.923
3° Trimestre/2015
1.378.614
352.198
(285.494)
(1.623)
(44.232)
68.350
-68.350
01.01 a 30.09.2015
4.660.844
1.068.774
(762.775)
(4.900)
(176.987)
270.039
-270.039
d.5) Segmento Seguridade: Previdência Complementar
R$ mil
Brasilprev Seguros e Previdência S.A
Receitas
Receitas de juros
Despesas de juros
Depreciação e amortização
Despesa de IR/CSLL
Lucro ou (prejuízo) do período
Outros resultados abrangentes
Resultado abrangente total
3° Trimestre/2016
954.921
373.047
(21.123)
(1.092)
(162.052)
277.649
668
278.317
01.01 a 30.09.2016
3.063.443
1.451.482
(91.015)
(3.386)
(538.275)
742.337
747
743.084
3° Trimestre/2015
866.482
462.285
(70.793)
(2.811)
(156.148)
222.560
(1.137)
221.423
01.01 a 30.09.2015
2.580.093
1.409.756
(132.843)
(8.770)
(634.013)
946.249
(2.099)
944.150
d.6) Segmento Corretagem
R$ mil
BB Corretora de Seguros e Administradora de Bens
Receitas
Receitas de juros
Despesas de juros
Depreciação e amortização
Despesa de IR/CSLL
Lucro ou (prejuízo) do período
Outros resultados abrangentes
Resultado abrangente total
3° Trimestre/2016
672.219
54.481
(11.313)
-(195.253)
383.973
1
383.974
01.01 a 30.09.2016
2.031.904
154.924
(26.361)
-(597.643)
1.174.930
(7)
1.174.923
3° Trimestre/2015
619.299
49.229
(15.500)
-(186.201)
366.069
2
366.071
01.01 a 30.09.2015
1.901.562
126.265
(27.380)
-(564.185)
1.109.201
(2)
1.109.199
ϰϵ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
d.7) Segmento Seguridade: Saúde
R$ mil
Brasildental Operadora de Planos Odontológicos
3° Trimestre/2016
Receitas
Receitas de juros
Despesas de juros
Depreciação e amortização
Despesa de IR/CSLL
Lucro ou (prejuízo) do período
Outros resultados abrangentes
Resultado abrangente total
01.01 a 30.09.2016
4.857
437
(57)
(6)
112
796
-796
3° Trimestre/2015
14.674
949
(183)
(7)
(880)
2.559
-2.559
01.01 a 30.09.2015
3.441
225
(60)
(4)
-(589)
-(589)
6.984
366
(93)
(12)
742
(294)
-(294)
e) Informações Patrimoniais resumidas dos Investimentos em Participações Societárias, Apurados
em Conformidade com as IFRS
e.1) Segmento Seguridade: Seguros – Vida, Habitacional e Rural
R$ mil
30.09.2016
Ativo circulante
Caixa e equivalentes de caixa
Aplicações
Outros ativos circulantes
Ativo não circulante
Passivo circulante
Passivos financeiros
Provisões técnicas
Outros passivos circulantes
Passivo não circulante
Passivos financeiros
Provisões técnicas
Outros passivos não circulantes
Patrimônio líquido ajustado
Mapfre Vida S.A.
Cia. de Seguros
Aliança do Brasil
BB Mapfre SH1
740.664
15.084
526.543
199.037
561.841
653.664
71.367
486.326
95.971
182.151
74
169.134
12.943
466.690
6.319.403
83.156
2.535.623
3.700.624
5.595.888
5.872.336
526.847
3.645.318
1.700.171
4.462.771
-3.798.261
664.510
1.580.184
7.459.414
98.257
3.413.646
3.947.511
7.406.816
6.812.165
613.220
4.131.644
2.067.301
4.644.922
74
3.967.395
677.453
3.409.143
R$ mil
31.12.2015
Mapfre Vida S.A.
Cia. de Seguros
Aliança do Brasil
BB Mapfre SH1
7.033.692
638.138
5.678.561
Caixa e equivalentes de caixa
6.027
114.816
122.338
Aplicações
416.397
2.102.789
3.224.321
Outros ativos circulantes
Ativo circulante
215.714
3.460.956
3.687.033
Ativo não circulante
584.020
6.500.557
8.356.537
Passivo circulante
595.704
6.282.959
7.181.205
Passivos financeiros
59.113
627.858
710.570
Provisões técnicas
443.584
3.866.241
4.309.825
Outros passivos circulantes
93.007
1.788.860
2.160.810
146.042
4.398.962
4.545.004
Passivos financeiros
--
--
--
Provisões técnicas
137.403
3.764.867
3.902.270
Outros passivos não circulantes
8.639
634.095
642.734
480.412
1.497.197
3.664.020
Passivo não circulante
Patrimônio líquido ajustado
ϱϬ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
e.2) Segmento Seguridade: Seguros – Patrimônio
R$ mil
30.09.2016
Ativo circulante
Caixa e equivalentes de caixa
Aplicações
Outros ativos circulantes
Ativo não circulante
Passivo circulante
Passivos financeiros
Provisões técnicas
Outros passivos circulantes
Passivo não circulante
Passivos financeiros
Provisões técnicas
Outros passivos não circulantes
Patrimônio líquido ajustado
Aliança do Brasil
Seguros
Brasilveículos
Mapfre Seguros
Gerais
Mapfre Assistência
Mapfre BB SH2
810.825
9.823
201.012
599.990
328.487
726.941
77.830
464.949
184.162
152.391
-112.761
39.630
259.980
1.428.086
3.148
523.790
901.148
1.417.719
1.484.631
91.835
1.279.647
113.149
788.108
-307.823
480.285
573.066
7.497.681
105.219
1.881.798
5.510.664
2.310.843
6.317.131
355.852
4.902.295
1.058.984
849.850
459
700.295
149.096
2.641.543
13.357
1.285
-12.072
53
8.516
8.516
------4.894
9.802.715
119.492
2.653.837
7.029.386
4.358.396
8.592.303
538.225
6.646.891
1.407.187
1.790.349
459
1.120.879
669.011
3.778.459
Aliança do Brasil
Seguros
Brasilveículos
Mapfre Seguros
Gerais
Mapfre Assistência
Mapfre BB SH2
1.041.642
11.177
180.986
849.479
391.010
1.023.798
84.041
576.624
363.133
167.426
118
130.283
37.025
241.428
1.496.620
5.271
384.711
1.106.638
1.521.574
1.665.942
148.794
1.395.301
121.847
755.055
-291.918
463.137
597.197
7.318.440
151.738
994.207
6.172.495
2.860.143
6.959.307
514.947
5.078.309
1.366.051
903.705
384
748.261
155.060
2.315.571
11.293
1.184
-10.109
31
7.400
7.400
------3.924
10.088.319
169.502
1.741.484
8.177.333
5.077.631
9.907.710
844.674
7.050.234
2.012.802
1.826.186
502
1.170.462
655.222
3.432.054
R$ mil
31.12.2015
Ativo circulante
Caixa e equivalentes de caixa
Aplicações
Outros ativos circulantes
Ativo não circulante
Passivo circulante
Passivos financeiros
Provisões técnicas
Outros passivos circulantes
Passivo não circulante
Passivos financeiros
Provisões técnicas
Outros passivos não circulantes
Patrimônio líquido ajustado
e.3) Segmento Seguridade: Resseguros
R$ mil
IRB Brasil RE S/A
Ativo circulante
Caixa e equivalentes de caixa
Aplicações
Outros ativos circulantes
Ativo não circulante
Passivo circulante
Passivos financeiros
Provisões técnicas
Outros passivos circulantes
Passivo não circulante
Passivos financeiros
Provisões técnicas
Outros passivos não circulantes
Patrimônio líquido ajustado
30.09.2016
31.12.2015
7.399.010
197.569
1.226.216
5.975.225
6.671.446
9.869.314
1.114.803
8.750.380
4.131
1.077.291
708.508
-368.783
3.123.851
8.776.915
13.952
2.060.771
6.702.252
5.724.878
10.462.863
1.369.382
9.090.886
2.595
812.083
338.004
-474.079
3.226.847
ϱϭ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
e.4) Segmento Seguridade: Capitalização
R$ mil
Brasilcap Capitalização
Ativo circulante
Caixa e equivalentes de caixa
Aplicações
Outros ativos circulantes
Ativo não circulante
Passivo circulante
Passivos financeiros
Provisões técnicas
Outros passivos circulantes
Passivo não circulante
Passivos financeiros
Provisões técnicas
Outros passivos não circulantes
Patrimônio líquido ajustado
30.09.2016
31.12.2015
8.231.327
262
8.191.943
39.122
4.387.869
11.214.071
-11.011.804
202.267
1.023.880
--1.023.880
381.245
11.087.066
817
11.068.115
18.134
2.731.135
12.546.444
-12.354.369
192.075
829.992
--829.992
441.765
30.09.2016
31.12.2015
185.139.810
5.736
184.622.795
511.279
1.413.073
10.074.262
585.667
9.426.310
62.285
173.909.944
-173.297.353
612.591
2.568.677
150.182.287
62
149.738.598
443.627
1.239.065
18.441.045
177.642
18.171.830
91.573
130.557.070
-130.074.924
482.146
2.423.237
30.09.2016
31.12.2015
ϭ͘ϴϮϳ͘ϱϱϵ
ϲϳϰ͘ϮϮϲ
ϳϵϬ͘ϰϮϯ
ϯϲϮ͘ϵϭϬ
ϴϲϯ͘ϲϯϵ
ϲϴϴ͘ϭϮϬ
ϭϳϱ͘ϱϭϵ
ϭ͘ϯϵϳ͘ϲϰϮ
ͲͲ
ͲͲ
ϳϯϵ͘ϳϮϬ
ϲϱϳ͘ϵϮϮ
ϴϳϰ͘ϲϬϲ
ͲͲ
ϴϳϰ͘ϲϬϲ
ϰϭϴ͘ϵϱϬ
1.973.097
1.020.762
843.796
108.539
795.685
633.970
161.715
1.786.052
-765.065
769.804
251.183
947.746
-947.746
34.984
e.5) Segmento Seguridade: Previdência Complementar
R$ mil
Brasilprev Seguros e Previdência S.A.
Ativo circulante
Caixa e equivalentes de caixa
Aplicações
Outros ativos circulantes
Ativo não circulante
Passivo circulante
Passivos financeiros
Provisões técnicas
Outros passivos circulantes
Passivo não circulante
Passivos financeiros
Provisões técnicas
Outros passivos não circulantes
Patrimônio líquido ajustado
e.6) Segmento Corretagem
R$ mil
BB Corretora de Seguros e Adm. de Bens
Ativo circulante
Caixa e equivalentes de caixa
Comissões a receber
Outros ativos circulantes
Ativo não circulante
Aplicações
Outros ativos não circulantes
Passivo circulante
Passivos financeiros
Dividendos a pagar
Comissões a apropriar
Outros passivos circulantes
Passivo não circulante
Passivos financeiros
Comissões a apropriar
Patrimônio líquido ajustado
ϱϮ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
e.7) Segmento Seguridade: Saúde
R$ mil
Brasildental Operadora de Planos Odontológicos S.A.
Ativo circulante
Caixa e equivalentes de caixa
Aplicações
Outros ativos circulantes
Ativo não circulante
Passivo circulante
Passivos financeiros
Provisões técnicas
Outros passivos circulantes
Passivo não circulante
Passivos financeiros
Provisões técnicas
Outros passivos não circulantes
Patrimônio líquido ajustado
30.09.2016
31.12.2015
16.709
135
11.829
4.745
661
8.267
-4.370
3.897
----9.103
8.889
139
5.896
2.854
810
7.654
-4.259
3.395
----2.045
f) Saldo das Operações com Seguros e Resseguros dos Investimentos em Participações
Societárias Avaliados por Equivalência Patrimonial
R$ mil
30.09.2016
31.12.2015
Seguros – Vida, Habitacional e Rural
3.647.920
3.379.347
Prêmios a receber
2.810.122
2.900.621
Operações com seguradoras
Operações com resseguradoras
(-) Provisão para riscos de crédito
78.835
50.720
792.138
498.714
(33.175)
(70.708)
Seguros – Patrimônio
3.581.970
4.210.408
Prêmios a receber
2.957.948
3.335.610
Operações com seguradoras
129.215
131.628
Operações com resseguradoras
695.832
910.265
(201.025)
(167.095)
Resseguros
2.269.888
2.009.322
Prêmios a receber
1.824.225
1.819.173
(-) Provisão para riscos de crédito
Operações com seguradoras
(-) Provisão para riscos de crédito
Outros Créditos
553.266
338.765
(107.603)
(148.616)
336.308
328.155
9.836.086
9.927.232
Atribuível à BB Seguridade
5.155.684
5.188.841
Atribuível aos demais acionistas
4.680.402
4.738.391
Total
ϱϯ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
g) Saldo dos Passivos por Contratos de Seguros e Provisões Técnicas de Capitalização das
Participações Societárias Avaliadas por Equivalência Patrimonial
R$ mil
30.09.2016
31.12.2015
Seguros – Vida, Habitacional, Rural e Vida com Cobertura de Sobrevivência (1)
151.351.604
120.382.431
Provisão matemática de benefícios a conceder – VGBL
143.310.811
112.379.161
Provisão de prêmios não ganhos
4.862.585
5.245.484
Sinistros a liquidar
1.631.335
1.363.528
Provisão para eventos ocorridos e não avisados – IBNR
617.706
528.862
Provisão matemática para resgates
291.586
241.698
Provisão matemática de benefícios concedidos – VGBL
122.585
98.944
Outras provisões
514.996
524.754
Seguros – Patrimônio (1)
5.604.683
5.732.922
Provisão de prêmios não ganhos
3.366.664
3.768.616
Sinistros a liquidar
1.527.171
1.374.752
Provisão para eventos ocorridos e não avisados – IBNR
572.749
475.447
Outras provisões
138.099
114.107
Resseguros
5.132.836
4.880.633
Sinistros a liquidar
3.055.881
2.446.052
Provisão de prêmios não ganhos
1.180.894
1.122.136
Provisão para eventos ocorridos e não avisados – IBNR
768.018
1.265.900
Outras provisões
128.043
46.545
Previdência Complementar
38.935.259
35.470.347
Provisão matemática de benefícios a conceder – PGBL
35.968.117
32.784.969
Provisão matemática de benefícios concedidos – PGBL
2.163.415
1.882.366
658.816
646.049
Provisão de excedente financeiro
Provisão para eventos ocorridos e não avisados – IBNR
10.035
9.595
134.876
147.368
Capitalização
11.011.804
12.354.369
Provisão matemática para resgates
10.716.455
11.964.660
213.634
315.625
81.715
74.084
Outras provisões
Provisão para sorteios e resgates
Outras provisões
Saúde
4.370
4.259
Total
212.040.556
178.824.961
Atribuível à BB Seguridade
153.893.620
128.978.673
58.146.936
49.846.288
Atribuível aos demais acionistas
(1) Os valores são apresentados líquidos de resseguros.
ϱϰ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
h) Saldo dos Passivos por Contratos de Seguros e Provisões Técnicas de Capitalização por
Produto das Participações Societárias Avaliadas por Equivalência Patrimonial
R$ mil
30.09.2016
31.12.2015
Seguros – Vida, Habitacional e Rural e Vida com Cobertura de Sobrevivência (1)
151.351.604
120.382.431
Vida gerador de benefícios livres – VGBL
143.788.404
112.776.407
Vida
6.143.819
6.220.337
Ramos elementares
1.020.822
1.069.961
398.559
315.726
Seguros – Patrimônio (1)
5.604.683
5.732.922
Auto
3.219.530
3.620.004
Ramos elementares
1.489.088
1.427.461
DPVAT
572.011
401.613
Vida
324.054
283.844
Resseguros
5.132.836
4.880.633
Ramos elementares
DPVAT
4.780.780
4.487.724
Auto
227.388
153.086
Vida
124.668
239.823
Previdência
38.935.259
35.470.347
Plano gerador de benefícios livres – PGBL
29.800.993
26.905.461
Planos tradicionais
Capitalização
Saúde
9.134.266
8.564.886
11.011.804
12.354.369
4.370
4.259
Total
212.040.556
178.824.961
Atribuível à BB Seguridade
153.893.620
128.978.673
58.146.936
49.846.288
Atribuível aos demais acionistas
(1) Os valores são apresentados líquidos de resseguros.
i) Garantias dos Passivos por Contratos de Seguros e das Provisões Técnicas de Capitalização das
Participações Societárias Avaliadas por Equivalência Patrimonial
R$ mil
30.09.2016
Vida, Habitacional,
Rural e Vida com
cobertura de
sobrevivência
Cotas de fundos de investimento (VGBL e PGBL)
Patrimônio
Previdência Capitalização Resseguros
Total
134.598.366
--
38.012.327
--
--
172.610.693
Cotas de fundos de investimento (exceto VGBL e PGBL)
9.708.450
3.106.245
1.686.472
5.604.577
1.585.015
21.690.759
Títulos públicos
4.545.309
635.218
901.781
3.971.751
3.315.146
13.369.205
Títulos privados
318.620
169.437
57.052
1.987.514
399.257
2.931.880
2.056.902
1.600.031
--
--
--
3.656.933
3.728
28.552
--
--
--
32.280
--
343
--
--
--
343
1.110.827
2.380.835
--
--
--
3.491.662
Total
152.342.202
7.920.661
40.657.632
11.563.842
5.299.418
217.783.755
Atribuível à BB Seguridade
114.241.417
3.960.330
30.491.191
7.708.457
1.086.911
157.488.306
38.100.785
3.960.331
10.166.441
3.855.385
4.212.507
60.295.449
Direitos creditórios
Imóveis
Depósitos retidos no IRB e depósitos judiciais
Redutor da necessidade de cobertura
Atribuível aos demais acionistas
ϱϱ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
R$ mil
31.12.2015
Vida, Habitacional,
Rural e Vida com
cobertura de
sobrevivência
Cotas de fundos de investimento (VGBL e PGBL)
Patrimônio
Previdência Capitalização Resseguros
Total
105.624.792
--
33.221.027
--
--
Cotas de fundos de investimento (exceto VGBL e PGBL)
8.150.464
2.209.923
1.616.383
7.262.514
91.063
19.330.347
Títulos públicos
4.957.141
1.176.166
926.752
2.868.000
4.542.970
14.471.029
Títulos privados
138.845.819
553.216
412.268
63.918
2.355.983
209.248
3.594.633
2.302.145
1.895.804
--
46.946
483.137
4.728.032
3.786
30.700
--
--
--
34.486
--
516
--
--
--
516
1.080.456
2.561.810
--
--
--
3.642.266
122.672.000
8.287.187
35.828.080
12.533.443
5.326.418
184.647.128
Atribuível à BB Seguridade
91.991.732
4.143.593
26.869.268
8.354.793
1.092.448
132.451.834
Atribuível aos demais acionistas
30.680.268
4.143.594
8.958.812
4.178.650
4.233.970
52.195.294
Direitos creditórios
Imóveis
Depósitos retidos no IRB e depósitos judiciais
Redutor da necessidade de cobertura
Total
j) Cobertura das Provisões Técnicas das Participações Societárias Avaliadas por Equivalência
Patrimonial
R$ mil
Provisões técnicas
30.09.2016
31.12.2015
215.538.891
182.484.279
Custos de aquisição diferidos redutores de PPNG
(1.533.989)
(1.358.683)
Parcela correspondente a resseguros contratados
(2.004.671)
(2.389.641)
Direitos creditórios
(4.409.346)
(4.728.552)
Provisões retidas pelo IRB
DPVAT
Total a ser coberto
(342)
(516)
(970.570)
(717.338)
206.619.973
173.289.549
Bens oferecidos em cobertura:
Quotas e fundos de investimentos
194.301.453
157.964.736
Títulos de renda fixa – públicos
13.369.205
15.468.717
Títulos de renda fixa – privados
2.931.880
3.580.475
Imóveis
Total
Suficiência
32.280
34.487
210.634.818
177.048.415
4.014.845
3.758.866
ϱϲ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
k) Movimentação dos Passivos por Contratos de Seguros e Previdência Complementar das
Participações Societárias Avaliadas por Equivalência Patrimonial
R$ mil
01.01 a 30.09.2016
Saldo Inicial
Constituições
Provisões Técnicas – Seguros e Vida com Cobertura de
Sobrevivência
134.094.089
45.826.733
Provisão matemática de benefícios a conceder
112.379.162
11.383.882
Provisão de sinistros a liquidar
7.402.389
Provisão de eventos ocorridos mas não avisados
1.859.637
Provisão de prêmios não ganhos
Reversões Atualizações
Saldo Final
(27.403.417)
12.275.012
164.792.417
27.157.124
(8.544.416)
12.318.941
143.310.811
10.122.932
(10.869.669)
--
10.637.145
7.496.387
(7.309.875)
(53.215)
7.535.686
370.687
(129.722)
--
2.100.602
Provisão complementar de cobertura
446.238
78.360
--
--
524.598
Provisão para resgates e outros valores a regularizar
241.698
140.787
(91.023)
124
291.586
Provisão matemática de benefícios concedidos
98.943
274.499
(260.019)
9.162
122.585
282.140
185.957
(198.693)
--
269.404
Provisões Técnicas – Previdência Complementar
35.470.347
2.960.486
(3.186.029)
3.690.455
38.935.259
Provisão matemática de benefícios a conceder
32.784.970
2.173.966
(2.405.329)
3.414.510
35.968.117
Provisão matemática de benefícios concedidos
1.882.366
642.693
(582.434)
220.790
2.163.415
646.049
95.979
(135.850)
52.638
658.816
Provisão de excedente financeiro
62.588
36.763
(54.994)
555
44.912
Provisão para resgates e outros valores a regularizar
30.411
5.368
(2.280)
1.962
35.461
Provisão de prêmios não ganhos
11.585
2.347
(3.088)
--
10.844
9.595
1.952
(1.512)
--
10.035
42.783
1.418
(542)
--
43.659
Total das Provisões Técnicas
169.564.436
48.787.219
(30.589.446)
15.965.467
203.727.676
Atribuível à BB Seguridade
122.446.323
33.614.528
(20.024.945)
12.006.726
148.042.632
47.118.113
15.172.691
(10.564.501)
3.958.741
55.685.044
Outras provisões
Provisão de sinistros a liquidar
Provisão de eventos ocorridos mas não avisados
Outras provisões
Atribuível aos demais acionistas
R$ mil
01.01 a 30.09.2016
Saldo Inicial
Constituições
Provisões Técnicas – Resseguros
7.974.485
3.664.297
(3.328.886)
(119.909)
Provisão de sinistros a liquidar – PSL
4.664.111
2.005.440
(1.915.155)
(119.909)
4.634.487
Provisão de prêmios não ganhos (PPNG + PRVNE)
2.365.523
1.289.690
(1.191.718)
--
2.463.495
855.329
191.195
(133.043)
--
913.481
26.547
2.136
(53)
--
28.630
(31.957)
22.575
(40.390)
--
(49.772)
94.932
153.261
(48.527)
--
199.666
Atribuível à BB Seguridade
2.695.265
1.776.212
(1.611.330)
(59.826)
2.800.321
Atribuível aos demais acionistas
5.279.220
1.888.085
(1.717.556)
(60.083)
5.389.666
Provisão de eventos ocorridos e não avisados – IBNR
Provisão de despesas relacionadas – PDR
Provisão de eventos ocorridos e não avisados – IBNeR
Outras provisões
Reversões Atualizações
Saldo Final
8.189.987
ϱϳ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
R$ mil
01.01 a 30.09.2015
Saldo Inicial
Constituições
Provisões Técnicas – Seguros e Vida com Cobertura de
Sobrevivência
98.884.096
31.873.609
Provisão matemática de benefícios a conceder
Reversões Atualizações
Saldo Final
(13.298.069)
7.514.389
124.974.025
80.196.464
18.333.363
(1.729.145)
7.061.306
103.861.988
Provisão de prêmios não ganhos
9.981.247
3.857.874
(2.595.790)
81.953
11.325.284
Provisão de sinistros a liquidar
6.385.838
8.743.660
(8.557.227)
360.196
6.932.467
Provisão de eventos ocorridos mas não avisados
1.473.032
427.910
(143.749)
4.831
1.762.024
Provisão complementar de cobertura
359.123
56.946
--
--
416.069
Provisão para resgates e outros valores a regularizar
139.162
195.807
(67.574)
79
267.474
Provisão matemática de benefícios concedidos
70.204
147.252
(135.040)
7.579
89.995
279.026
110.797
(69.544)
(1.555)
318.724
Provisões Técnicas – Previdência Complementar
31.475.439
1.722.332
(1.816.084)
2.415.049
33.796.736
Provisão matemática de benefícios a conceder
28.676.323
993.530
(610.481)
2.192.839
31.252.211
Provisão matemática de benefícios concedidos
1.540.194
597.625
(539.851)
173.764
1.771.732
Provisão de sinistros a liquidar
27.767
5.194
(6.016)
1.375
28.320
Provisão de prêmios não ganhos
11.334
3.077
(3.117)
--
11.294
Provisão de eventos ocorridos mas não avisados
10.373
1.451
(1.948)
--
9.876
1.209.448
121.455
(654.671)
47.071
723.303
Outras provisões
Outras provisões
130.359.535
33.595.941
(15.114.153)
9.929.438
158.770.761
Atribuível à BB Seguridade
Total das Provisões Técnicas
93.648.685
21.868.435
(8.517.092)
7.310.166
114.310.194
Atribuível aos demais acionistas
36.710.850
11.727.506
(6.597.061)
2.619.272
44.460.567
R$ mil
01.01 a 30.09.2015
Saldo Inicial
Constituições
Provisões Técnicas – Resseguros
6.393.948
6.603.541
(5.500.580)
346.371
Provisão de sinistros a liquidar – PSL
3.750.354
4.873.122
(4.582.532)
261.142
4.302.086
Provisão de prêmios não ganhos (PPNG + PRVNE)
1.983.949
1.362.106
(726.856)
81.953
2.701.152
634.828
269.982
(142.777)
4.831
766.864
14.688
10.503
(122)
--
25.069
(63.734)
27.774
(728)
--
(36.688)
73.863
60.054
(47.565)
(1.555)
84.797
Atribuível à BB Seguridade
2.053.539
2.476.626
(2.112.835)
137.075
2.554.405
Atribuível aos demais acionistas
4.340.409
4.126.915
(3.387.745)
209.296
5.288.875
Provisão de eventos ocorridos e não avisados – IBNR
Provisão de despesas relacionadas – PDR
Provisão de eventos ocorridos e não avisados – IBNeR
Outras provisões
Reversões Atualizações
Saldo Final
7.843.280
ϱϴ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
l) Resultado das Operações com Seguros e Previdência Complementar das Participações
Societárias Avaliadas por Equivalência Patrimonial
R$ mil
3° Trimestre/2015
3° Trimestre/2016
Seguros
Prêmios e contribuições retidos
Variação das provisões técnicas
Rendas com taxas de gestão e produtos
Sinistros retidos
Despesas com benefícios e resgates
Despesas de comercialização
Previdência
Total
Seguros
Previdência
Total
4.473.113
17.131
4.490.244
4.669.403
33.536
4.702.939
33.944
(1.001)
32.943
(409.325)
46.491
(362.834)
395.853
128.206
524.059
298.934
119.191
418.125
(2.356.233)
--
(2.356.233)
(1.880.236)
--
(1.880.236)
(17.657)
(25.876)
(43.533)
(18.907)
(58.724)
(77.631)
(724.222)
(10.480)
(734.702)
(643.504)
(10.406)
(653.910)
(428.657)
Despesas diferidas
(470.400)
--
(470.400)
(428.657)
--
Outras receitas/despesas operacionais
(114.255)
(618)
(114.873)
(277.751)
(563)
(278.314)
Resultado das operações
1.220.143
107.362
1.327.505
1.309.957
129.525
1.439.482
Receitas financeiras
591.439
5.707.781
6.299.220
1.473.772
3.113.778
4.587.550
(110.751)
(5.671.056)
(5.781.807)
(937.093)
(3.001.846)
(3.938.939)
480.688
36.725
517.413
536.679
111.932
648.611
Total
1.700.831
144.087
1.844.918
1.846.636
241.457
2.088.093
Atribuível à BB Seguridade
1.095.482
108.058
1.203.540
1.111.580
181.080
1.292.660
605.349
36.029
641.378
735.056
60.377
795.433
Despesas financeiras
Resultado financeiro
Atribuível aos demais acionistas
R$ mil
01.01 a 30.09.2015
01.01 a 30.09.2016
Seguros
Previdência
Total
Seguros
Previdência
Total
13.234.141
40.391
13.274.532
13.309.130
101.561
13.410.691
377.442
795
378.237
(900.527)
492.458
(408.069)
1.065.583
362.989
1.428.572
796.838
336.293
1.133.131
(6.851.511)
--
(6.851.511)
(5.780.877)
--
(5.780.877)
(44.353)
(34.141)
(78.494)
(9.236)
(44.053)
(53.289)
Despesas de comercialização
(2.120.293)
(18.439)
(2.138.732)
(1.857.353)
(31.250)
(1.888.603)
Despesas diferidas
(1.215.809)
Prêmios e contribuições retidos
Variação das provisões técnicas
Rendas com taxas de gestão e produtos
Sinistros retidos
Despesas com benefícios e resgates
(1.390.086)
--
(1.390.086)
(1.215.809)
--
Outras receitas/despesas operacionais
(390.281)
(1.668)
(391.949)
(605.601)
(1.403)
(607.004)
Resultado das operações
3.880.642
349.927
4.230.569
3.736.565
853.606
4.590.171
Receitas financeiras
2.176.298
16.349.507
18.525.805
ϯ͘Ϯϳϰ͘ϬϮϯ
ϵ͘ϴϰϴ͘ϴϲϴ
ϭϯ͘ϭϮϮ͘ϴϵϭ
Despesas financeiras
(538.826)
(16.031.522) (16.570.348)
;ϭ͘ϲϴϬ͘ϱϬϴͿ
Resultado financeiro
1.637.472
317.985
1.955.457
1.593.515
405.009
1.998.524
Total
5.518.114
667.912
6.186.026
5.330.080
1.258.615
6.588.695
Atribuível à BB Seguridade
3.344.638
500.901
3.845.539
3.121.734
943.898
4.065.632
Atribuível aos demais acionistas
2.173.476
167.011
2.340.487
2.208.346
314.717
2.523.063
;ϵ͘ϰϰϯ͘ϴϱϵͿ ;ϭϭ͘ϭϮϰ͘ϯϲϳͿ
ϱϵ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
m) Desenvolvimento de Sinistros das Participações Societárias Avaliadas por Equivalência
Patrimonial
R$ mil
ŶŽĚĞKĐŽƌƌġŶĐŝĂĚŽ^ŝŶŝƐƚƌŽ
ϮϬϭϬ
ϮϬϭϭ
ϮϬϭϮ
ϮϬϭϯ
ϮϬϭϰ
ϮϬϭϱ
ϯϬ͘Ϭϵ͘ϮϬϭϲ
dŽƚĂů
6.019.015
Segmento Seguros
Sinistros Brutos de Resseguros
Montante estimado para os sinistros
No período da ocorrência
3.581.826
4.446.776 4.700.837
5.468.708 6.676.587
7.056.525
6.019.015
Um período após a ocorrência
3.635.388
4.492.744 4.794.389
5.389.827 6.780.140
7.014.814
--
7.014.814
Dois períodos após a ocorrência
3.690.285
4.529.089 4.780.297
5.399.065 6.755.685
--
--
6.755.685
Três períodos após a ocorrência
3.716.367
4.534.347 4.805.914
5.452.615
--
--
--
5.452.615
Quatro períodos após a ocorrência
3.733.648
4.554.326 4.831.260
--
--
--
--
4.831.260
Cinco períodos após a ocorrência
3.735.597
4.580.095
--
--
--
--
--
4.580.095
Seis períodos após a ocorrência
3.760.249
--
--
--
--
--
--
3.760.249
Estimativas dos sinistros na data base
(30.09.2016)
3.760.249
4.580.095 4.831.260
5.452.615 6.755.685
7.014.814
6.019.015
38.413.733
Pagamentos de sinistros efetuados
3.670.647
4.434.232 4.638.530
5.172.647 6.250.880
6.357.709
4.169.045
34.693.690
89.602
145.863
192.730
279.968
504.805
657.105
1.849.970
3.720.043
Passivo em relação a períodos anteriores a
31.12.2010
--
--
--
--
--
--
--
1.084.434
4.804.477
Passivo Reconhecido no Balanço Patrimonial
Total do passivo
--
--
--
--
--
--
--
Atribuível à BB Seguridade
--
--
--
--
--
--
--
2.913.902
Atribuível aos demais acionistas
--
--
--
--
--
--
--
1.890.575
Sinistros Líquidos de Resseguros
Montante estimado para os sinistros
No período da ocorrência
2.301.513
2.854.840 3.538.469
3.579.151 4.500.702
5.048.221
4.637.670
4.637.670
Um período após a ocorrência
2.311.767
2.942.042 3.359.086
3.328.026 4.330.630
5.376.725
--
5.376.725
Dois períodos após a ocorrência
2.347.457
2.980.970 3.268.152
3.304.358 4.457.039
--
--
4.457.039
Três períodos após a ocorrência
2.393.626
2.878.776 3.166.405
3.403.406
--
--
3.403.406
--
Quatro períodos após a ocorrência
2.355.262
2.863.815 3.204.880
--
--
--
--
3.204.880
Cinco períodos após a ocorrência
2.359.894
2.903.800
--
--
--
--
--
2.903.800
Seis períodos após a ocorrência
2.353.817
--
--
--
--
--
--
2.353.817
Estimativas dos sinistros na data base
(30.09.2016)
2.353.817
2.903.800 3.204.880
3.403.406 4.457.039
5.376.725
4.637.670
26.337.337
Pagamentos de sinistros efetuados
2.276.176
2.800.090 3.091.277
3.250.972 4.243.025
5.069.789
3.530.319
24.261.648
77.641
103.710
113.603
152.434
214.014
306.936
1.107.351
2.075.689
Passivo em relação a períodos anteriores a
31.12.2010
--
--
--
--
--
--
--
913.846
Passivo Reconhecido no Balanço Patrimonial
Total do passivo
--
--
--
--
--
--
--
2.989.535
Atribuível à BB Seguridade
--
--
--
--
--
--
--
1.645.219
Atribuível aos demais acionistas
--
--
--
--
--
--
--
1.825.253
ϲϬ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
R$ mil
ŶŽĚĞKĐŽƌƌġŶĐŝĂĚŽ^ŝŶŝƐƚƌŽ
ϮϬϭϬ
ϮϬϭϭ
ϮϬϭϮ
ϮϬϭϯ
ϮϬϭϰ
ϮϬϭϱ
ϯϬ͘Ϭϵ͘ϮϬϭϲ
dŽƚĂů
Segmento Resseguros
Sinistros Brutos de Retrocessão
Montante estimado para os sinistros
No período da ocorrência
340.142
200.595
342.520
1.107.829
293.187
656.095
239.960
239.960
Um período após a ocorrência
845.278
516.906
975.304
1.362.435 1.331.605
2.013.431
--
2.013.431
1.690.720
Dois períodos após a ocorrência
750.949
765.358 1.813.805
2.039.277 1.690.720
--
--
Três períodos após a ocorrência
682.091
1.028.917 2.005.247
2.066.343
--
--
--
2.066.343
Quatro períodos após a ocorrência
838.675
972.769 2.005.207
--
--
--
--
2.005.207
Cinco períodos após a ocorrência
815.800
1.032.791
--
--
--
--
--
1.032.791
Seis períodos após a ocorrência
817.244
--
--
--
--
--
--
817.244
Estimativas dos sinistros na data base
(30.09.2016)
817.244
1.032.791 2.005.207
2.066.343 1.690.720
2.013.431
239.960
9.865.696
Pagamentos de sinistros efetuados
731.158
778.968 1.705.953
1.703.399 1.187.200
788.985
75.425
6.971.088
86.086
253.823
299.254
362.944
503.520
1.224.446
164.535
2.894.608
Passivo em relação a períodos anteriores a
31.12.2010
--
--
--
--
--
--
--
2.550.061
Total do passivo
--
--
--
--
--
--
--
5.444.670
Atribuível à BB Seguridade
--
--
--
--
--
--
--
1.112.085
Atribuível aos demais acionistas
--
--
--
--
--
--
--
4.332.585
Passivo Reconhecido no Balanço Patrimonial
Sinistros Líquidos de Retrocessão
Montante estimado para os sinistros
No período da ocorrência
257.280
146.828
212.493
713.804
194.043
325.364
156.339
156.339
Um período após a ocorrência
648.986
283.846
588.287
802.663
981.979
1.336.860
--
1.336.860
Dois períodos após a ocorrência
550.314
346.747
916.994
Três períodos após a ocorrência
471.303
589.538 1.016.375
Quatro períodos após a ocorrência
579.850
Cinco períodos após a ocorrência
559.104
Seis períodos após a ocorrência
561.294
Estimativas dos sinistros na data base
(30.09.2016)
561.294
Pagamentos de sinistros efetuados
1.133.787 1.216.742
--
--
1.216.742
1.220.417
--
--
--
1.220.417
574.959 1.025.856
--
--
--
--
1.025.856
597.473
--
--
--
--
--
597.473
--
--
--
--
--
--
561.294
597.473 1.025.856
1.220.417 1.216.742
1.336.860
156.339
6.114.980
516.191
471.040
849.069
1.061.136
932.429
653.918
72.282
4.556.066
45.102
126.433
176.787
159.281
284.312
682.942
84.057
1.558.914
Passivo em relação a períodos anteriores a
31.12.2010
--
--
--
--
--
--
--
1.496.967
Total do passivo
--
--
--
--
--
--
Atribuível à BB Seguridade
--
--
--
--
--
--
--
624.170
Atribuível aos demais acionistas
--
--
--
--
--
--
--
2.431.711
Passivo Reconhecido no Balanço Patrimonial
3.055.881
ϲϭ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
n) Composição dos Ativos Financeiros por Prazo e por Título das Participações Societárias
Avaliadas por Equivalência Patrimonial
R$ mil
ϯϬ͘Ϭϵ͘ϮϬϭϲ
Sem
A vencer A vencer A vencer A vencer
Valor Contábil/
Vencimento
entre 1 mês entre 1 e 5 entre 5 e após 10
Valor Justo
definido
e 1 ano
anos 10 anos
anos
ou até 1 mês
Valor da
Curva
Ajuste a
Valor
Justo
Ativos Designados ao Valor Justo por Meio do Resultado
Instrumentos financeiros
Títulos públicos federais brasileiros
2.205.290
6.320.067105.239.794 34.584.317 5.993.103
Títulos emitidos por empresas financeiras
1.319.881
5.674.463 11.811.586
56.917
29.062
154.342.571 152.876.214 1.466.357
18.891.909 18.832.616
5.559
--
--
--
98.845
1.096.256
227.775
405.835
--
--
1.729.866
1.918.121 (188.255)
Títulos emitidos por empresas não financeiras
(191.115)
715.323
3.745.740
444.714
--
4.714.662
4.945.693 (231.031)
Operação Compromissada
6.526.019
286.870
6.405
--
16.659
6.835.953
6.835.953
--
1.362.986
--
--
--
--
1.362.986
1.176.201
186.785
362
56
(11.775)
(41.243)
(12.523)
(65.123)
(65.123)
--
Aplicações em fundos mútuos de investimento
98.845
59.293
93.286
Títulos de governos estrangeiros
--
Instrumentos de patrimônio
Ações negociáveis
Instrumentos financeiros derivativos ativos
Outros
12.412.965
13.230.113121.197.585 35.044.705 6.026.301
Atribuível ao Grupo BB Seguridade
8.701.702
9.331.650 90.462.175 26.223.440 4.510.334
139.229.301 138.261.790
967.511
Atribuível aos demais acionistas
3.711.263
3.898.463 30.735.410 8.821.265 1.515.967
48.682.368 48.356.730
325.638
Total
187.911.669 186.618.520 1.293.149
R$ mil
ϯϭ͘ϭϮ͘ϮϬϭϱ
Sem
A vencer A vencer A vencer A vencer
Valor Contábil/
Vencimento
entre 1 mês entre 1 e 5 entre 5 e após 10
Valor Justo
definido
e 1 ano
anos 10 anos
anos
ou até 1 mês
Valor da
Curva
Ajuste a
Valor
Justo
Ativos Designados ao Valor Justo por Meio do Resultado
Instrumentos financeiros
Títulos públicos federais brasileiros
7.982.380
8.282.956 29.653.342 51.074.485 2.355.906
99.349.069 101.826.145 (2.477.076)
Títulos emitidos por empresas financeiras
2.387.799
9.223.368
20.297.944 20.280.303
Títulos de governos estrangeiros
Aplicações em fundos mútuos de investimento
Títulos emitidos por empresas não financeiras
Operação Compromissada
8.686.777
--
--
75.077
--
6.801
--
--
81.878
966.819
299.799
580.431
--
--
1.847.049
1.975.007 (127.958)
5.668.449
5.825.218 (156.769)
2.753
675.406
4.489.473
500.817
--
22.755.495
1.910.301
6.065
--
--
1.509.597
--
--
--
--
1.509.597
(259)
51.968
25.500
228.894
60.674
366.777
81.878
17.641
24.671.861 24.671.862
--
(1)
Instrumentos de patrimônio
Ações negociáveis
1.687.888 (178.291)
Instrumentos financeiros derivativos ativos
Outros
390.122
(23.345)
Total
35.679.661
20.443.798 43.448.389 51.804.196 2.416.580
153.792.624 156.738.423 (2.945.799)
Atribuível ao Grupo BB Seguridade
26.127.695
14.748.777 32.170.061 38.835.970 1.812.314
113.694.817 115.887.283 (2.192.466)
Atribuível aos demais acionistas
9.551.966
5.695.021 11.278.328 12.968.226
604.266
40.097.807 40.851.140 (753.333)
ϲϮ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
R$ mil
ϯϬ͘Ϭϵ͘ϮϬϭϲ
Sem A vencer
A vencer A vencer
Vencimento entre 1
entre 1 e 5 entre 5 e
definido mês e 1
anos 10 anos
ou até 1 mês
ano
A vencer
Valor Contábil/
após 10
Valor Justo
anos
Valor da
Ajuste a
Curva Valor Justo
Ativos Disponíveis para Venda
Instrumentos financeiros
Títulos públicos federais brasileiros
2.095
351.300
Títulos emitidos por empresas financeiras
4.973
135.202
79.726
--
--
219.901
215.103
4.798
Títulos de governos estrangeiros
--
29.609
75.255
25.062
111.096
241.022
253.988
(12.966)
Aplicações em fundos mútuos de investimento
--
--
--
--
236.949
236.949
242.344
(5.395)
Títulos emitidos por empresas não financeiras
3.937
35.692
251.849
4.898
130
296.506
316.962
(20.456)
--
25.586
419
--
1.860
27.865
27.865
--
(52)
--
--
--
--
(52)
5
(57)
(55.787)
Operação Compromissada
3.952.127 1.816.328
27.771
6.149.621 6.171.332
(21.711)
Instrumentos financeiros derivativos ativos
Outros
10.953
577.389
4.359.376 1.846.288
377.806
7.171.812 7.227.599
Atribuível ao Grupo BB Seguridade
2.856
248.215
1.653.757
524.921
92.392
2.522.141 2.539.117
(16.976)
Atribuível aos demais acionistas
8.097
329.174
2.705.619 1.321.367
285.414
4.649.671 4.688.482
(38.811)
Total
R$ mil
ϯϭ͘ϭϮ͘ϮϬϭϱ
Sem A vencer
A vencer A vencer
Vencimento entre 1
entre 1 e 5 entre 5 e
definido mês e 1
anos 10 anos
ou até 1 mês
ano
A vencer
Valor Contábil/
após 10
Valor Justo
anos
Valor da
Ajuste a
Curva Valor Justo
Ativos Disponíveis para Venda
Instrumentos financeiros
Títulos públicos federais brasileiros
-- 1.355.874
2.911.518 2.981.890
161.480
7.410.762 7.541.269
(130.507)
544
258.313
110.998
--
--
369.855
369.862
(7)
Aplicações em fundos mútuos de investimento
--
--
118.192
117.025
264.407
499.624
596.289
(96.665)
Títulos emitidos por empresas não financeiras
2.183
83.386
268.568
--
36.841
390.978
421.420
(30.442)
20.587
1.421
--
--
--
22.008
22.008
--
(76)
--
--
--
--
(76)
(76)
--
(257.621)
Títulos emitidos por empresas financeiras
Operação Compromissada
Instrumentos financeiros derivativos ativos
Outros
Total
Atribuível ao Grupo BB Seguridade
Atribuível aos demais acionistas
23.238 1.698.994
3.409.276 3.098.915
462.728
8.693.151 8.950.772
638.047
1.566.060 1.075.371
139.715
3.423.939 3.521.587
(97.648)
18.492 1.060.947
1.843.216 2.023.544
323.013
5.269.212 5.429.185
(159.973)
4.746
ϲϯ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
R$ mil
ϯϬ͘Ϭϵ͘ϮϬϭϲ
Sem
Vencimento A vencer entre 1 A vencer entre A vencer entre A vencer após 10 Valor Contábil/
mês e 1 ano
1 e 5 anos
5 e 10 anos
anos
Valor Curva
definido
ou até 1 mês
Ativos Mantidos até o Vencimento
Instrumentos financeiros
Títulos públicos federais brasileiros
--
1.856.944
5.056.049
1.115.767
9.315.165
17.343.925
Títulos emitidos por empresas financeiras
--
10.201
249.662
--
--
259.863
Títulos de governos estrangeiros
--
9.506
--
--
--
9.506
Aplicações em fundos mútuos de investimento
11.829
--
--
--
--
11.829
Títulos emitidos por empresas não financeiras
--
--
8.433
--
--
8.433
11.829
1.876.651
5.314.144
1.115.767
9.315.165
17.633.556
Atribuível ao Grupo BB Seguridade
Total
8.871
1.261.178
3.462.269
737.305
6.906.658
12.376.281
Atribuível aos demais acionistas
2.958
615.473
1.851.875
378.462
2.408.507
5.257.275
R$ mil
ϯϭ͘ϭϮ͘ϮϬϭϱ
Sem
Vencimento A vencer entre 1 A vencer entre A vencer entre A vencer após 10 Valor Contábil/
mês e 1 ano
1 e 5 anos
5 e 10 anos
anos
Valor Curva
definido
ou até 1 mês
Ativos Mantidos até o Vencimento
Instrumentos financeiros
Títulos públicos federais brasileiros
824.672
1.270.025
3.908.049
1.868.754
8.859.917
16.731.417
--
262.073
224.661
--
--
486.734
Aplicações em fundos mútuos de investimento
5.896
--
--
--
--
5.896
Títulos emitidos por empresas não financeiras
--
54.181
13.182
--
--
67.363
Títulos emitidos por empresas financeiras
Total
830.568
1.586.279
4.145.892
1.868.754
8.859.917
17.291.410
Atribuível ao Grupo BB Seguridade
555.397
1.044.196
2.675.310
1.273.843
6.574.831
12.123.577
Atribuível aos demais acionistas
275.171
542.083
1.470.582
594.911
2.285.086
5.167.833
ϲϰ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
o) Hierarquia do Valor Justo das Participações Societárias Avaliadas por Equivalência Patrimonial
R$ mil
30.09.2016
Nível 1
31.12.2015
Nível 2
Total
Nível 1
Nível 2
Total
148.850.765
5.491.807
154.342.572
70.384.969
28.964.102
99.349.071
(2)
18.891.909
18.891.907
--
20.297.944
20.297.944
98.845
--
98.845
81.878
--
81.878
1.556.581
173.285
1.729.866
1.529.005
318.044
1.847.049
Ativos Designados ao Valor Justo por Meio do Resultado
Instrumentos financeiros
Títulos públicos federais brasileiros
Títulos emitidos por empresas financeiras
Títulos de governos estrangeiros
Aplicações em fundos mútuos de investimento
Títulos emitidos por empresas não financeiras
1.433
4.713.229
4.714.662
570.932
5.097.516
5.668.448
2.986.641
3.849.312
6.835.953
24.671.861
--
24.671.861
1.133.849
229.138
1.362.987
1.234.211
275.626
1.509.837
(65.325)
202
(65.123)
16.734
349.802
366.536
Total
154.562.787
33.348.882
187.911.669
98.489.590
55.303.034 153.792.624
Atribuível ao Grupo BB Seguridade
115.182.905
24.046.396
139.229.301
73.306.089
40.388.728 113.694.817
39.379.882
9.302.486
48.682.368
25.183.501
14.914.306
Operação Compromissada
Instrumentos de patrimônio
Ações negociáveis
Instrumentos financeiros derivativos ativos
Outros
Atribuível aos demais acionistas
40.097.807
R$ mil
30.09.2016
Nível 1
31.12.2015
Nível 2
Total
Nível 1
Nível 2
Total
Ativos Financeiros Disponíveis para a Venda
Instrumentos financeiros
Títulos públicos federais brasileiros
6.149.621
--
6.149.621
7.410.764
--
7.410.764
Títulos emitidos por empresas financeiras
147.084
72.817
219.901
359.040
10.815
369.855
Títulos de governos estrangeiros
241.023
--
241.023
--
--
--
Aplicações em fundos mútuos de investimento
38.097
198.851
236.948
360.923
138.701
499.624
Títulos emitidos por empresas não financeiras
52.675
243.831
296.506
354.136
36.840
390.976
Operação Compromissada
27.865
--
27.865
22.008
--
22.008
--
(52)
(52)
--
(76)
(76)
Instrumentos financeiros derivativos ativos
Outros
Total
6.656.365
515.447
7.171.812
8.506.871
186.280
8.693.151
Atribuível ao Grupo BB Seguridade
2.286.579
235.562
2.522.141
3.365.788
58.151
3.423.939
Atribuível aos demais acionistas
4.369.786
279.885
4.649.671
5.141.083
128.129
5.269.212
ϲϱ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
R$ mil
30.09.2016
Nível 1
31.12.2015
Nível 2
Total
Nível 1
3.910.312 17.343.925
12.964.007
Nível 2
Total
Ativos Mantidos até o Vencimento
Instrumentos financeiros
Títulos públicos federais brasileiros
Títulos emitidos por empresas financeiras
13.433.613
3.767.412 16.731.419
249.662
10.201
259.863
262.073
224.661
Títulos de governos estrangeiros
--
9.506
9.506
--
--
486.734
--
Aplicações em fundos mútuos de investimento
--
11.829
11.829
5.896
--
5.896
Títulos emitidos por empresas não financeiras
--
8.433
8.433
41.761
25.600
67.361
13.683.275
3.950.281 17.633.556
13.273.737
4.017.673 17.291.410
Atribuível ao Grupo BB Seguridade
9.749.537
2.626.744 12.376.281
9.561.104
2.562.473 12.123.577
Atribuível aos demais acionistas
3.933.738
1.323.537
3.712.633
1.455.200 5.167.833
Total
5.257.275
p) Teste de Adequação de Passivos
Conforme estabelecido na IFRS 4, o Grupo deve realizar o teste de adequação de passivos para todos os contratos
que atendam à definição de um contrato de seguro, que estejam vigentes na data de execução, com o objetivo de
determinar a suficiência ou insuficiência dos saldos contabilizados.
Este teste corresponde ao confronto do valor contábil líquido das provisões técnicas e matemáticas, denominado
Net Carrying Amount (NCA), deduzidas as despesas de comercialização diferidas e os ativos intangíveis
relacionados, com o cálculo atuarial das estimativas correntes de fluxos de caixa futuros dos contratos de seguros e
de previdência.
Havendo deficiência nessa comparação, ou seja, sendo o valor do fluxo de caixa futuro superior ao NCA, a
deficiência encontrada será reconhecida por meio de constituição de provisão.
As premissas utilizadas pelo Grupo foram:
a) taxa de desconto utilizada para trazer os fluxos projetados a valor presente: taxa de juros livre de risco, obtida
da curva de juros extrapolada dos títulos públicos, quando aplicável, considerados sem risco de crédito,
disponíveis no mercado financeiro brasileiro;
b) sinistralidade, despesas administrativas e operacionais, despesas de comercialização, cancelamento,
contribuições futuras, resgates parciais e conversões em renda baseados no comportamento histórico; e
c) mortalidade e sobrevivência seguem as tábuas biométricas construídas especificamente com a experiência no
mercado segurador brasileiro.
Em 30.06.2016, foi realizado o teste de adequação de passivo nas empresas e o mesmo não apresentou
insuficiência para os contratos de seguros, resseguros e previdência complementar.
9 – ',9,'(1'26-852662%5(&$3,7$/35Ï35,2$5(&(%(5
R$ mil
Controlador (1)
Consolidado (2)
30.09.2016
31.12.2015
30.09.2016
31.12.2015
Dividendos a receber
--
1.938.325
--
--
Juros sobre capital próprio a receber
--
--
--
10.401
Total
--
1.938.325
--
10.401
(1) Em 31.12.2015, R$ 1.172.876 mil referem-se aos dividendos a receber da BB Seguros Participações S.A. e R$ 765.449 mil da BB Cor
Participações S.A.
(2) Em 31.12.2015, R$ 10.401 mil referem-se aos juros sobre capital próprio a receber da BrasilCap Capitalização S.A.
ϲϲ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
10 – TRIBUTOS
a) Demonstração da Despesa de IR e CS
R$ mil
&RQWURODGRU
3º Trim/2016
Consolidado
3º Trim/2015
3º Trim/2016
3º Trim/2015
Valores Correntes
--
--
(213.115)
(191.251)
IR e CS
--
--
(213.115)
(191.251)
Valores Diferidos
--
--
354
(134)
Ativo Fiscal Diferido
--
--
354
(134)
--
--
354
(134)
--
--
(212.761)
(191.385)
Diferenças intertemporais
Total
R$ mil
&RQWURODGRU
D
Consolidado
D
D
D
Valores Correntes
--
--
(621.940)
(571.198)
IR e CS
--
--
(621.940)
(571.198)
Valores Diferidos
--
--
1.134
(1.177)
Ativo Fiscal Diferido
--
--
1.134
(1.177)
--
--
1.134
(1.177)
--
--
(620.806)
(572.375)
Diferenças intertemporais
Total
b) Conciliação dos Encargos de IR e CS
R$ mil
&RQWURODGRU
Resultado Antes do Imposto de Renda e Contribuição Social
Encargo total do IRPJ (25%) e da CSLL (9%)
Resultado da participação em controladas em conjunto (34%)
Outros valores (34%)
Imposto de Renda e Contribuição Social
Consolidado
3º Trim/2016
3º Trim/2015
3º Trim/2016
3º Trim/2015
987.930
1.029.571
1.200.691
1.220.956
(335.896)
(350.054)
(408.235)
(415.125)
339.290
353.474
217.208
233.807
(3.394)
(3.420)
(21.734)
(10.067)
--
--
(212.761)
(191.385)
R$ mil
&RQWURODGRU
D
Resultado Antes do Imposto de Renda e Contribuição Social
Encargo total do IRPJ (25%) e da CSLL (9%)
Resultado da participação em controladas em conjunto (34%)
Outros valores (34%)
Imposto de Renda e Contribuição Social
Consolidado
D
D
D
3.032.328
3.193.870
3.653.134
3.766.245
(1.030.992)
(1.085.916)
(1.242.066)
(1.280.524)
1.038.362
1.094.178
651.519
719.836
(7.370)
(8.262)
(30.259)
(11.687)
--
--
(620.806)
(572.375)
ϲϳ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
c) Despesas Tributárias
R$ mil
&RQWURODGRU
Cofins
ISS
PIS/Pasep
IOF
Outras
Total
Consolidado
3º Trim/2016
3º Trim/2015
3º Trim/2016
3º Trim/2015
(1.602)
(1.595)
(60.356)
(31.496)
--
--
(15.607)
(14.614)
(258)
(257)
(12.840)
(5.221)
(3.898)
(30)
(3.898)
(1.420)
--
(1)
(1)
(2)
(5.758)
(1.883)
(92.702)
(52.753)
R$ mil
&RQWURODGRU
Cofins
ISS
PIS/Pasep
IOF
Outras
Total
Consolidado
D
D
D
D
(3.944)
(1.624)
(158.270)
(85.897)
--
--
(47.201)
(46.109)
(636)
(263)
(32.751)
(14.063)
(7.641)
(478)
(8.145)
(1.973)
(14)
(3)
(15)
(14)
(12.235)
(2.368)
(246.382)
(148.056)
d) Ativos por Impostos Diferidos (Créditos Tributários)
Ativado
R$ mil
Diferenças Temporárias
31.12.2015
Constituição
Baixa
30.09.2016
8.020
6.885
2.337
(1.202)
Amortização de ágio
3.053
--
--
3.053
Provisões passivas
3.182
2.333
(1.201)
4.314
Outras provisões
650
4
(1)
653
6.885
2.337
(1.202)
8.020
Imposto de renda
5.451
1.716
(883)
6.284
Contribuição social
1.434
621
(319)
1.736
Total dos Créditos Tributários Ativados
Não Ativado
R$ mil
&RQWURODGRU
30.09.2016
Consolidado
31.12.2015
30.09.2016 31.12.2015
Ativos Fiscais Diferidos
--
--
Prejuízo fiscal/base negativa
Diferenças temporárias
Total
ϲϴ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
e) Expectativa de Realização
R$ mil
Valor Nominal
Valor Presente
Em 2017
--
--
Em 2018
--
--
Em 2019
--
--
Em 2020
1.615
971
Em 2021
1.927
1.077
Em 2022
865
442
Em 2023
713
335
828
356
A partir de 2025
Em 2024
1.719
669
Total
7.667
3.850
A expectativa de realização dos ativos fiscais diferidos (créditos tributários), referentes às investidas BB Seguros e
BB Corretora, respaldam-se em estudo técnico elaborado em 26.07.2016, sendo o valor presente apurado com base
na taxa média de captação.
Durante o exercício de 2016, observou-se a realização de créditos tributários no montante de R$ 1.202 mil,
superando a respectiva projeção de utilização no período.
f) Passivos por Impostos Diferidos
R$ mil
&RQWURODGRU
Consolidado
30.09.2016
31.12.2015
30.09.2016
31.12.2015
Passivos Fiscais Diferidos
Decorrente da parceria com a MAPFRE
--
--
Decorrente de amortização de ágio da Brasilcap
--
--
Decorrente de deságio sobre investimentos
--
--
Outras diferenças temporárias
--
--
Total
--
--
11 – COMISSÕES A RECEBER
R$ mil
Controlador
30.09.2016
Consolidado
31.12.2015
30.09.2016
31.12.2015
BB Mapfre SH1
--
--
701.344
746.849
Mapfre BB SH2
--
--
86.345
96.947
Outras
--
--
2.734
--
Total
--
--
790.423
843.796
ϲϵ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
12 – OUTROS ATIVOS
R$ mil
Controlador
30.09.2016
31.12.2015
30.09.2016
31.12.2015
157.769
Depósitos judiciais
Valores a receber de sociedades ligadas
--
--
170.399
3.853
--
--
--
1
4
185
170
3.854
4
170.584
157.939
Outros
Total
Consolidado
13 – ',9,'(1'26$3$*$5
R$ mil
Controlador
Consolidado
30.09.2016
31.12.2015
30.09.2016
31.12.2015
5
1.634.512
5
1.634.512
Dividendos a pagar
14 – PROVISÕES E PASSIVOS CONTINGENTES
Ativos contingentes
Não foram reconhecidos ativos contingentes nas demonstrações contábeis consolidadas.
Ações fiscais
As ações são oriundas, principalmente, de autuações do fisco municipal/distrital e tratam de Imposto Sobre Serviços
de Qualquer Natureza (ISS).
Ações cíveis
Nas ações de natureza cível, destacam-se os pedidos de indenizações diversas (dano material, moral, etc.), litígios
quanto ao pagamento de sinistros e aplicabilidade do código de defesa do consumidor.
a) Provisões
Em conformidade com a IAS 37, a BB Seguridade constitui provisão para demandas fiscais, cíveis e trabalhistas
com risco de perda “provável”.
ϳϬ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
Provisão para demandas fiscais, cíveis e trabalhistas classificadas como prováveis
R$ mil
Consolidado(1)(2)
3º trim/2016
01.01 a 30.09.2016
3º trim/2015 01.01 a 30.09.2015
Saldo inicial
69
291
425
Constituição
2
17
15
568
Reversão de provisão(3)
--
--
--
(3.076)
Demandas Fiscais
Baixa
2.948
--
(237)
--
--
71
71
440
440
Saldo inicial
12.970
10.611
11.047
11.609
Constituição
3.929
8.814
820
2.882
Reversão de provisão
(1.580)
(3.704)
(1.090)
(2.457)
Baixa
(1.693)
(2.095)
(1.115)
(2.372)
Saldo final
13.626
13.626
9.662
9.662
Saldo final
Demandas Cíveis
Demandas Trabalhistas
Saldo inicial
156
--
--
--
Constituição
116
272
--
--
(2)
(2)
--
--
--
--
--
--
270
270
--
--
13.967
13.967
10.102
10.102
Reversão de provisão
Baixa
Saldo final
Total
(1) Referem-se, principalmente, às contingências registradas na BB Corretora.
(2) Em 30.09.2016 e em 30.09.2015 não existem saldos de provisão para demandas fiscais, cíveis e trabalhistas classificadas como prováveis no
controlador.
(3) Referente a reversão face à ação judicial requerendo pagamento de ISSQN, anteriormente classificada como provável, reclassificada como possível.
Fluxos estimados de saída de benefícios econômicos
R$ mil
Trabalhistas
Fiscais
Cíveis
263
7
-270
38
25
8
71
11.096
2.471
59
13.626
Até 5 anos
De 5 a 10 anos
Acima de 10 anos
Total
Dado o cenário de incertezas de duração dos processos, bem como a possibilidade de alterações na jurisprudência dos
tribunais, os fluxos de saída de benefícios econômicos têm sido estimados com base nas melhores informações
disponíveis.
b) Passivos Contingentes
As demandas fiscais e cíveis classificadas com risco “possível” são dispensadas de constituição de provisão em
conformidade com a IAS 37.
Saldos dos passivos contingentes classificados como possíveis
R$ mil
Controlador
Consolidado
30.09.2016
31.12.2015
30.09.2016
31.12.2015
Demandas trabalhistas
--
--
--
--
Demandas fiscais(1)
--
--
156.116
9.327
Demandas cíveis
--
--
3.124
3.555
Total
--
--
159.240
12.882
(1) Refere-se, principalmente, à ação judicial de natureza fiscal com o objetivo de anular decisão administrativa que não homologou declarações de
compensação de saldos negativos de IRPJ com diversos tributos próprios. Existe depósito em garantia para a ação mencionada conforme
demonstrado no item “c” abaixo.
ϳϭ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
A BB Seguridade não possui passivos contingentes de suas controladas em conjunto compartilhados com outros
investidores das controladas em conjunto e nem é responsável solidária por todos ou parte dos passivos de suas
controladas em conjunto.
c) Depósitos em Garantia de Recursos
Os depósitos em garantia são depósitos de quantias em dinheiro e são efetuados no Banco ou em outra instituição
financeira oficial, como meio de pagamento ou como meio de garantir o pagamento de condenações, indenizações,
acordos e demais despesas decorrentes de processos judiciais. Os valores estão apresentados no balanço
patrimonial em Outros Ativos.
Saldos dos depósitos em garantia constituídos para as provisões e passivos contingentes
R$ mil
Controlador
Demandas fiscais
(1)
Consolidado
30.09.2016
31.12.2015
30.09.2016
31.12.2015
155.781
--
--
167.228
Demandas cíveis
--
--
3.171
1.988
Total
--
--
170.399
157.769
(1) Refere-se, principalmente, à ação judicial de natureza fiscal com o objetivo de anular decisão administrativa que não homologou declarações de
compensação de saldos negativos de IRPJ com diversos tributos próprios. O valor atualizado do referido depósito judicial é de R$ 128.471 mil
(R$ 120.176 mil em 31.12.2015), referente à investida BB Corretora, sendo sua atualização pela taxa SELIC.
15 – COMISSÕES A APROPRIAR
R$ mil
&RQWURODGRU
Consolidado
31.12.2015
31.12.2015
BB Mapfre SH1
--
--
1.440.797
Mapfre BB SH2
--
--
173.529
Total
--
--
1.614.326
16 – OUTROS PASSIVOS
R$ mil
Controlador
Consolidado
30.09.2016
31.12.2015
30.09.2016
31.12.2015
Valores a pagar a sociedades ligadas
4.653
5.117
21.669
25.406
Programa de remuneração variável de administradores
2.247
3.266
2.247
3.266
--
7.543
--
7.543
Programa de recompra de ações
Outros
Total
--
--
2.922
2.906
6.900
15.926
26.838
39.121
ϳϮ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
17 – PATRIMÔNIO LÍQUIDO
a) Capital Social
O Capital Social, no montante de R$ 5.646.768 mil em 30.09.2016 e 31.12.2015, está dividido em 2.000.000.000
(dois bilhões) de ações ordinárias em 30.09.2016 e 31.12.2015, representadas na forma escritural e sem valor
nominal. O Patrimônio Líquido de R$ 8.980.686 mil (R$ 7.580.768 mil em 31.12.2015), corresponde a um valor
patrimonial de R$ 4,49 por ação (R$ 3,79 por ação em 31.12.2015).
b) Reservas de Capital e Lucros
R$ mil
Controlador e Consolidado
30.09.2016
31.12.2015
Reservas de Capital
1.004
712
Reservas de Lucros
2.436.453
2.027.573
Reserva Legal
Reserva Estatutária
609.113
506.893
1.827.340
1.520.680
c) Lucro por ação
Controlador e Consolidado
01.01 a 30.09.2016
Lucro líquido atribuível aos acionistas (R$ mil)
1~PHURPpGLRSRQGHUDGRGHDo}HVEiVLFRHGLOXtGR
Lucro por ação (básico e diluído) (R$)
01.01 a 30.09.2015
3.032.328
3.193.870
1.996.689.543
1.999.981.938
1,52
1,60
O lucro por ação básico é calculado pela divisão do lucro líquido atribuível aos acionistas controladores pela média
ponderada do número de ações ordinárias em circulação em cada um dos períodos apresentados.
O lucro por ação diluído é calculado pela divisão do lucro líquido atribuível aos acionistas controladores pela média
ponderada do número de ações ordinárias em circulação, incluindo o efeito de todas as ações ordinárias potenciais
diluíveis.
A BB Seguridade não tem opção, bônus de subscrição ou seus equivalentes que dão ao seu titular direito de adquirir
ações. Assim, o lucro líquido por ação básico e diluído são iguais.
d) Dividendos
R$ mil
Controlador e Consolidado
01.01 a 30.09.2016
01.01 a 30.09.2015
Base de cálculo:
2.930.240
3.085.656
/XFUROtTXLGR
3.032.328
3.193.870
'LYLGHQGR3UHVFULWR
5HVHUYDOHJDOFRQVWLWXtGDQRSHUtRGR
132
--
(102.220)
(108.214)
485.545
514.022
Dividendo Adicional
1.149.973
1.217.418
Reserva Estatutária
306.660
324.645
Saldo do lucro líquido ajustado, após as destinações
988.062
1.029.571
Dividendo Mínimo Obrigatório
Não houve alteração na política de distribuição de dividendos apresentada nas demonstrações financeiras
individuais e consolidadas de 31.12.2015.
Os dividendos apurados no 1º semestre de 2016 foram pagos em 24.08.2016 corrigidos monetariamente pela taxa
Selic, no montante de R$ 1.669.362 mil.
ϳϯ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
e) Dividendos por ação
D
01.01 a 30.09.2015
9DORU5PLO
Valor por ação (R$)
9DORU5PLO
Valor por ação (R$)
1.635.518
0,819
1.731.440
0,866
Dividendos
f) Outros Resultados Abrangentes Acumulados
Os outros resultados abrangentes acumulados decorrem principalmente da valorização ou desvalorização resultante
do ajuste ao valor de mercado, pelo valor líquido dos efeitos tributários, dos títulos classificados na categoria ativos
financeiros disponíveis para venda, tendo como contrapartida a adequada conta patrimonial.
Tendo em vista que a BB Seguridade não possui títulos classificados como ativos financeiros disponíveis para
venda, os outros resultados abrangentes constante em suas demonstrações, são reflexo dos valores existentes nas
empresas controladas e controladas em conjunto nas quais a BB Seguridade detém participação.
g) Participações Acionárias (Quantidade de Ações)
31.12.2015
$o}HV
% Total
$o}HV
7RWDO
1.325.000.000
66,25
1.325.000.000
66,25
671.606.547
33,58
673.096.518
33,65
3.393.453
0,17
1.903.482
0,10
Total
2.000.000.000
100,00
2.000.000.000
100,00
Residentes no país
1.450.907.802
72,55
1.475.172.145
73,76
549.092.198
27,45
524.827.855
26,24
$FLRQLVWDV
Banco do Brasil
Outros Acionistas
Ações em Tesouraria
Residentes no exterior
h) Ações em Tesouraria
h.1) Programa de Remuneração Variável
O Programa de Remuneração Variável da Diretoria da BB Seguridade prevê que, do valor total destinado ao
pagamento da remuneração variável, 50% será realizado em ações da BB Seguridade (BBSE3). Do total pago em
ações, 20% será imediatamente transferido para a titularidade do beneficiário e 80% será diferido pelo prazo de quatro
anos.
Em maio de 2014, apurada a remuneração variável a que tiveram direito os dirigentes da Companhia pelos resultados
alcançados em 2013, foram adquiridas 11.600 ações da BB Seguridade e colocadas em tesouraria. O custo mínimo e
máximo por ação foi de R$ 28,64 e R$ 28,65, respectivamente.
Em 13 de novembro de 2014, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) autorizou a BB Seguridade a efetuar a
negociação privada de ações de sua própria emissão, com o intuito de suprir, por meio destas, o pagamento de
parte da remuneração variável dos membros de sua Diretoria Executiva por meio de ações, sem a necessidade de
submeter, a cada ano, àquela comissão novas solicitações, tratando-se, portanto de autorização permanente.
Em março de 2015, apurada a remuneração variável a que tiveram direito os dirigentes da Companhia pelos resultados
alcançados em 2014, foram adquiridas 19.500 ações da BB Seguridade e colocadas em tesouraria. O custo mínimo,
médio e máximo por ação foi de R$ 32,74, R$ 32,81 e R$ 32,85, respectivamente.
Em março de 2016, apurada a remuneração variável a que tiveram direito os dirigentes da Companhia pelos resultados
alcançados em 2015, foram adquiridas 21.372 ações da BB Seguridade e colocadas em tesouraria. O custo único por
ação foi de R$ 28,50.
h.2) Programa de Recompra
Em 15 de outubro de 2015, o Conselho de Administração aprovou o Programa de Recompra de até 10.000.000 de
ações de própria emissão da companhia para permanência em tesouraria e posterior alienação ou cancelamento. O
prazo de vigência é de até 365 dias contados a partir dessa data em consonância com o limite estipulado pela Instrução
CVM 567. Até 30.09.2016, foram adquiridas 3.360.000 ações, no montante de R$ 82.201 mil, com custo mínimo, médio
e máximo por ação de R$ 21,09, R$ 24,46 e R$ 27,76, respectivamente.
ϳϰ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
h.3) Quantidade de Ações em Tesouraria
'HVFULomR
30.09.2016
Programa de Remuneração Variável
31.12. 2015
33.453
22.582
3URJUDPDGH5HFRPSUD
3.360.000
1.880.900
Total
3.393.453
1.903.482
O valor de mercado das ações em tesouraria, calculado com base na última cotação de 30.09.2016, é de
R$ 101.396 mil.
i) Pagamento Baseado em Ações
i.1) Programa 2013
Em março de 2013, a BB Seguridade aprovou pagamento de remuneração variável aos membros da Diretoria
Executiva, na forma de ações ou instrumentos baseados em ações. Os membros dessa Diretoria receberão a título
de bonificação anual relativa ao exercício de 2013, dentro do montante global aprovado pela Assembleia Geral
Ordinária de 28.03.2013, um valor entre seis e doze honorários, de acordo com o atingimento da meta de Retorno
sobre o Patrimônio Líquido – RSPL.
Em maio de 2014 a BB Seguridade adquiriu 11.600 ações por meio de aquisição direta das ações em tesouraria e
foram transferidas 2.313 ações aos membros da Diretoria Executiva. A primeira e a segunda parcela anual de 2.310
ações foram transferidas em março de 2015 e março de 2016, respectivamente. Além das transferências efetuadas,
foram remanejadas 47 ações excedentes para o programa de 2015.
Dessa forma permaneceram 4.620 ações registradas em tesouraria e bloqueadas para movimentação, estando
prevista a transferência das parcelas diferidas, conforme cronograma apresentado no quadro a seguir:
Cronograma estimado para transferência
4XDQWLGDGHGHDo}HV
Data prevista
7HUFHLUDSDUFHOD
4XDUWDSDUFHOD
7RWDO
i.2) Programa 2014
O Programa de Remuneração Variável da Diretoria Executiva da BB Seguridade para 2014 foi aprovado pelo
Conselho de Administração da Companhia em 21.03.2014.
Em Março de 2015, a BB Seguridade adquiriu 19.500 ações por meio de aquisição direta das ações em tesouraria e
foram transferidas 3.895 ações aos membros da Diretoria Executiva. A primeira parcela anual de 3.887 ações foi
transferida em março de 2016. Além das transferências efetuadas, foram remanejadas 57 ações excedentes para o
programa de 2015.
Dessa forma permaneceram 11.661 ações registradas em tesouraria e bloqueadas para movimentação, estando
prevista a transferência das parcelas diferidas, conforme cronograma apresentado no quadro a seguir:
Cronograma estimado para transferência
4XDQWLGDGHGHDo}HV
Data prevista
6HJXQGDSDUFHOD
7HUFHLUDSDUFHOD
4XDUWDSDUFHOD
7RWDO
i.3) Programa 2015
O Programa de Remuneração Variável da Diretoria Executiva da BB Seguridade para 2015 foi aprovado pelo
Conselho de Administração da Companhia em 20.11.2015.
Em março de 2016, a BB Seguridade adquiriu 21.372 ações por meio de aquisição direta das ações em tesouraria.
Além das aquisições efetuadas, foram remanejadas 104 ações excedentes dos programas de 2013 e 2014. Em abril
de 2016 foram transferidas 4.304 ações aos membros da Diretoria Executiva.
ϳϱ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
Dessa forma permaneceram 17.172 ações registradas em tesouraria e bloqueadas para movimentação, estando
prevista a transferência das parcelas diferidas, conforme cronograma apresentado no quadro a seguir:
Cronograma estimado para transferência
4XDQWLGDGHGHDo}HV
Data prevista
Primeira Parcela
4.293
31.03.2017
Segunda parcela
4.293
31.03.2018
Terceira parcela
4.293
31.03.2019
Quarta parcela
4.293
31.03.2020
7RWDO
i.4) Programa 2016
O Programa de Remuneração Variável da Diretoria Executiva da BB Seguridade para 2016 foi aprovado pelo
Conselho de Administração da Companhia em 11.12.2015 (versão sem metas) e em 22.01.2016 (versão com
metas).
Para o referido Programa, não houve alteração em relação ao mecanismo de remuneração por ações vigente nas
versões de anos anteriores.
ϳϲ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
18 – RECEITAS DE JUROS DE INSTRUMENTOS FINANCEIROS
R$ mil
&RQWURODGRU
Aplicações em operações compromissadas
Consolidado
3º Trim/2016
3º Trim/2015
3º Trim/2016
3º Trim/2015
17.273
4.137
69.024
55.122
Ativos financeiros ao valor justo por meio do resultado
--
--
8.641
10.459
Ativos Financeiros Mantidos até o Vencimento
--
--
3.327
--
Atualização monetária de depósitos judiciais
--
--
3.082
2.858
Valorização de quotas de fundos
Total
43
34
351
374
17.316
4.171
84.425
68.813
R$ mil
&RQWURODGRU
Aplicações em operações compromissadas
Consolidado
01.01 a 30.09.2016
01.01 a 30.09.2015
01.01 a 30.09.2016
01.01 a 30.09.2015
36.241
11.013
168.358
156.676
Ativos financeiros ao valor justo por meio do resultado
--
--
40.763
10.868
Atualização monetária de depósitos judiciais
--
--
8.794
7.709
Ativos Financeiros Mantidos até o Vencimento
--
--
3.327
--
121
34
990
476
36.362
11.047
222.232
175.729
Valorização de quotas de fundos
Total
19 – DESPESAS COM PESSOAL
R$ mil
&RQWURODGRU
Consolidado
3º Trim/2016
3º Trim/2015
3º Trim/2016
3º Trim/2015
Proventos
(2.150)
(5.776)
(7.132)
(6.034)
Encargos sociais
(1.285)
(3.106)
(3.781)
(3.248)
Honorários
(885)
(915)
(1.017)
(1.045)
Benefícios
(662)
(717)
(737)
(721)
Capacitação
(101)
(135)
(173)
(135)
(5.083)
(10.649)
(12.840)
(11.183)
Total
R$ mil
&RQWURODGRU
Proventos
Consolidado
01.01 a 30.09.2016
01.01 a 30.09.2015
01.01 a 30.09.2016 01.01 a 30.09.2015
(14.390)
(15.511)
(21.086)
(17.182)
Encargos sociais
(7.770)
(8.423)
(11.152)
(9.287)
Honorários
(2.561)
(2.196)
(2.967)
(2.530)
Benefícios
(2.291)
(1.998)
(2.388)
(2.010)
(299)
(323)
(400)
(323)
(27.311)
(28.451)
(37.993)
(31.332)
Capacitação
Total
ϳϳ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
20 – DESPESAS ADMINISTRATIVAS
R$ mil
&RQWURODGRU
Consolidado
3º Trim/2016
3º Trim/2015
3º Trim/2016
3º Trim/2015
Suporte operacional
--
Custo administrativo de produtos
--
--
(23.037)
(27.059)
--
(13.971)
(17.018)
(4)
(34)
(8.765)
(8.178)
(4.691)
(360)
(6.205)
(369)
Despesas com aluguéis e Taxa Condominial
(722)
(818)
(887)
(818)
Viagens a serviço
(374)
(240)
(375)
(240)
Gastos com comunicação
(313)
(340)
(313)
(442)
Serviços contratados de terceiros
Processamento de dados
Serviços técnicos especializados
(147)
(78)
(147)
(78)
Promoções e relações públicas
(45)
(172)
(45)
(172)
Serviços do sistema financeiro
(13)
(27)
(22)
(27)
(1)
(3)
(1)
(3)
(109)
(77)
(128)
(85)
(6.419)
(2.149)
(53.896)
(54.489)
Publicações
Outras
Total
R$ mil
&RQWURODGRU
Consolidado
01.01 a 30.09.2016 01.01 a 30.09.2015 01.01 a 30.09.2016 01.01 a 30.09.2015
Suporte operacional
--
--
(72.426)
Custo administrativo de produtos
--
--
(45.842)
(70.754)
(12)
(35)
(27.088)
(26.953)
Serviços técnicos especializados
(5.502)
(2.759)
(7.016)
(2.771)
Despesas com aluguéis e Taxa Condominial
(2.511)
(2.178)
(2.731)
(2.178)
Processamento de dados
(82.098)
Gastos com comunicação
(980)
(855)
(1.075)
(1.203)
Viagens a serviço
(806)
(785)
(807)
(785)
Serviços contratados de terceiros
(459)
(306)
(461)
(306)
Serviços do sistema financeiro
(385)
(405)
(395)
(409)
Publicações
(312)
(284)
(312)
(284)
(95)
(295)
(95)
(295)
Promoções e relações públicas
Outras
Total
(288)
(192)
(405)
(317)
(11.350)
(8.094)
(158.653)
(188.353)
21 – OUTRAS RECEITAS/DESPESAS OPERACIONAIS
R$ mil
&RQWURODGRU
Variações monetárias ativas
(Constituição)/reversão de provisões trabalhistas, fiscais e cíveis
Despesas com Patrocínio
Variações monetárias passivas
Outras
Total
Consolidado
3º Trim/2016
3º Trim/2015
3º Trim/2016
3º Trim/2015
23.854
36.531
1.281
587
--
--
(772)
1.370
--
--
(2.550)
(2.360)
(33.844)
(36.080)
(33.853)
(36.087)
(49)
--
533
92
ϳϴ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
R$ mil
&RQWURODGRU
Consolidado
01.01 a 30.09.2016 01.01 a 30.09.2015 01.01 a 30.09.2016
Variações monetárias ativas
Receita com ADR
(Constituição)/reversão de provisões trabalhistas, fiscais e cíveis
Despesas com Patrocínio
Variações monetárias passivas
Outras
Total
01.01 a 30.09.2015
552
486
552
486
--
--
(3.065)
4.455
--
--
22 – RECEITAS DE COMISSÕES
R$ mil
&RQWURODGRU
3° Trim/2016
Consolidado
3° Trim/2015
3° Trim/2016
3° Trim/2015
BB Mapfre SH1
--
--
404.675
Brasilprev
--
--
124.119
Mapfre BB SH2
--
--
76.690
Brasilcap
--
--
65.437
Outras empresas
--
--
1.298
2.059
Total
--
--
672.219
R$ mil
&RQWURODGRU
01.01 a 30.09.2016
Consolidado
01.01 a 30.09.2015
01.01 a 30.09.2016
01.01 a 30.09.2015
BB Mapfre SH1
--
--
1.199.849
Brasilprev
--
--
400.465
Mapfre BB SH2
--
--
232.846
Brasilcap
--
--
194.312
Outras empresas
--
--
4.432
Total
--
--
2.031.904
23 – PARTES RELACIONADAS
Custos com remunerações e outros benefícios atribuídos ao Pessoal Chave da Administração da BB Seguridade,
formado pela Diretoria Executiva, Comitê de Auditoria, Conselho de Administração e Conselho Fiscal:
R$ mil
Benefícios de curto prazo
Honorários e encargos sociais
Diretoria Executiva
Comitê de Auditoria
Conselho de Administração
Conselho Fiscal
Remuneração Variável
Outros
Remuneração Baseada em Ações (2)
Total
(1)
(2)
3º Trimestre/2016
3º Trimestre/2015
3.136
2.617
1.902
345
214
157
308
212
415
3.551
2.798
2.215
1.694
232
130
159
363
221
272
3.070
Benefícios considerados: assistência médica, avaliação de saúde e previdência complementar dos administradores.
Refere-se ao custo das ações relativas às parcelas dos programas de pagamentos baseados em ações de 2013, 2014 e 2015. No primeiro
semestre/2016 houve transferência aos beneficiários de ações dos programas de 2013, 2014 e 2015.
De acordo com a política de remuneração variável da BB Seguridade Participações, estabelecida em conformidade
com a Lei 6.404/76, artigo 152 e o CPC 10 – Pagamento Baseado em Ações, parte da remuneração variável da
Diretoria Executiva é paga em ações.
ϳϵ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
O Comitê de Auditoria - COAUD foi constituído em 12.02.2015.
A BB Seguridade não oferece benefícios pós-emprego ao Pessoal Chave da Administração, com exceção daqueles
que fazem parte do quadro funcional do Banco do Brasil S.A., controlador da Companhia.
O Grupo BB Seguridade realiza transações bancárias com o seu controlador, Banco do Brasil S.A., como depósitos
em conta corrente (não remunerados), cartões empresariais, aplicações financeiras, prestação de serviços e de
garantias, em condições equivalentes às disponibilizadas a demais clientes.
Adicionalmente, a BB Seguridade e suas subsidiárias integrais possuem convênio firmado com o Banco do Brasil
S.A. para rateio e/ou ressarcimento de despesas e custos diretos e indiretos decorrentes do uso do quadro de
pessoal, recursos materiais, tecnológicos e administrativos, necessários para a manutenção das atividades das
Companhias e, em especial, comercialização de produtos no canal bancário. O convênio visa capturar sinergias
decorrentes do compartilhamento de recursos e seus termos preveem que o ressarcimento siga critérios de rateio
conforme a efetiva utilização dos recursos.
O Grupo BB Seguridade não concede empréstimos aos seus Diretores e, aos membros dos Conselhos Fiscais, de
Conselho de Administração e Comitê de Auditoria.
Apresentamos as principais operações com partes relacionadas vigentes entre as empresas do Grupo
BB Seguridade:
a) Sumário das Transações com Partes Relacionadas
BB Seguridade – Controlador
R$ mil
30.09.2016
31.12.2015
Controlador (1)
Controladas (2)
Controlador (1)
Controladas (2)
Ativo
Caixa e equivalentes de caixa
191.670
--
59.784
--
Dividendos a receber
--
--
--
1.938.325
Valores a receber de sociedades ligadas
--
3.852
--
--
--
--
1.082.864
--
4.653
--
5.117
--
Passivo
Dividendos a pagar
Valores a pagar a sociedade ligadas
R$ mil
3º Trimestre/2016
Controlador (1)
3º Trimestre/2015
Controladas (2)
Controlador (1)
Controladas (2)
Resultado
Receita de juros de instrumentos financeiros
17.316
--
4.171
--
Despesas com pessoal
(5.083)
--
(10.649)
--
Despesas administrativas (4)
(1.513)
--
(1.376)
--
Variações monetárias ativas
--
22.947
--
36.531
(22.422)
--
(23.902)
--
Variações monetárias passivas
ϴϬ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
R$ mil
01.01 a 30.09.2016
Controlador (1)
01.01 a 30.09.2015
Controladas (2)
Controlador (1)
Controladas (2)
Resultado
Receita de juros de instrumentos financeiros
36.362
--
11.047
--
(27.311)
--
(28.451)
--
Despesas administrativas (4)
(5.006)
--
(6.607)
--
Variações monetárias ativas
--
61.826
--
65.939
(47.735)
--
(41.763)
--
Despesas com pessoal
Variações monetárias passivas
BB Seguridade – Consolidado
R$ mil
30.09.2016
31.12.2015
Controlador (1) Controle Conjunto(3)
Controlador (1)
Controle Conjunto(3)
Ativo
Caixa e equivalentes de caixa
1.355.714
--
1.561.078
--
44
--
52
--
369.793
--
633.970
--
Dividendos/JCP a receber
--
--
--
10.401
Comissões a receber
--
790.423
--
843.796
Ativos financeiros disponíveis para venda
Ativos financeiros ao valor justo por meio do resultado
Passivo
Dividendos a pagar
Valores a pagar a sociedade ligadas
Comissões a apropriar
--
--
1.082.864
--
21.259
410
24.987
419
--
1.614.326
--
1.717.550
R$ mil
3º Trimestre/2016
3º Trimestre/2015
Controlador (1) Controle Conjunto(3)
Controlador (1)
Controle Conjunto(3)
Resultado
Receita de juros de instrumentos financeiros
Receita de comissões
84.425
--
68.813
--
--
672.219
--
619.299
Despesas com pessoal
(12.840)
--
(11.183)
--
Despesas administrativas (4)
(47.203)
--
(53.649)
--
Variações monetárias passivas
(22.422)
--
(23.902)
-R$ mil
01.01 a 30.09.2016
01.01 a 30.09.2015
Controlador (1) Controle Conjunto(3)
Controlador (1)
Controle Conjunto(3)
Resultado
Receita de juros de instrumentos financeiros
Receita de comissões
Despesas com pessoal
Despesas administrativas (4)
Variações monetárias passivas
222.232
--
175.729
--
--
2.031.904
--
1.901.562
(37.993)
--
(31.332)
--
(144.594)
--
(186.586)
--
(47.735)
--
(41.763)
--
(1) Banco do Brasil S.A.
(2) BB Seguros, BB Corretora, BB Cor, na posição patrimonial.
(3) Empresas relacionadas BB MAPFRE SH1 Participações S.A. e suas controladas, MAPFRE BB SH2 Participações S.A. e suas controladas, Brasilprev
Seguros e Previdência S.A., Brasilcap Capitalização S.A. e o IRB.
(4) Refere-se às despesas conforme contrato de compartilhamento de dados de clientes, utilização de quadro de pessoal, da rede de distribuição e dos
recursos materiais tecnológicos e administrativos, celebrado entre o Banco do Brasil, BB Seguridade, BB Corretora e BB Seguros.
ϴϭ
EŽƚĂƐdžƉůŝĐĂƚŝǀĂƐăƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
b) Remuneração paga a Empregados e Administradores
Em 15.03.2013, foi assinado convênio de cessão de funcionários do Banco do Brasil S.A. para a BB Seguridade
S.A., para o exercício de funções dos níveis Diretivo, Gerencial e outros cargos de confiança. A cessão dá-se na
forma de disponibilidade sem ônus. O Banco do Brasil S.A. continua processando a folha de pagamento dos
funcionários cedidos, mediante ressarcimento mensal pela BB Seguridade de todos os custos correntes.
24 – OUTRAS INFORMAÇÕES
Remuneração de Empregados e Dirigentes
Remuneração mensal paga aos funcionários e à Administração da BB Seguridade S.A. (Em Reais):
Menor salário
Maior salário
Salário médio
Dirigentes
Diretor Presidente
Diretores
Conselheiros
Conselho de Administração
Conselho Fiscal
Comitê de Auditoria - Titular
30.09.2016
31.12.2015
9.999,00
33.704,45
19.761,73
9.258,34
31.207,83
18.297,91
61.564,83
52.177,45
55.842,38
47.327,56
5.906,80
5.906,80
9.858,60
5.357,76
5.357,76
9.000,00
ϴϮ
%%6HJXULGDGH
3DUWLFLSD£±HV6$
Relatório sobre a revisão das
informações intermediárias em
30 de setembro de 2016
KPDS-165978
KPMG Auditores Independentes
SBS - Qd. 02 - Bl. Q - Lote 03 - Salas 708 a 711
Edifício João Carlos Saad
70070-120 - Brasília/DF - Brasil
Caixa Postal 8587 - CEP 70312-970 - Brasília/DF - Brasil
Telefone +55 (61) 2104-2400, Fax +55 (61) 2104-2406
www.kpmg.com.br
Relatório sobre a revisão de informações
intermediárias
Ao
Conselho de Administração, aos Acionistas e aos Administradores da
BB Seguridade Participações S.A.
Brasília - DF
Introdução
Revisamos os balanços patrimoniais individual e consolidado da BB Seguridade
Participações S.A. (“Companhia”) em 30 de setembro de 2016 e as respectivas
demonstrações do resultado e do resultado abrangente para o período de três e nove
meses findo naquela data, e das mutações do patrimônio líquido e dos fluxos de caixa para
o período de nove meses findos naquela data, incluindo o resumo das práticas contábeis
significativas e demais notas explicativas.
A Administração da Companhia é responsável pela elaboração das informações contábeis
intermediárias individuais de acordo com o Pronunciamento Técnico CPC 21(R1) Demonstração Intermediária e das informações contábeis intermediárias consolidadas de
acordo com o CPC 21(R1) e com a norma internacional IAS 34 - Interim Financial
Reporting, emitida pelo International Accounting Standards Board - IASB. Nossa
responsabilidade é a de expressar uma conclusão sobre essas informações contábeis
intermediárias com base em nossa revisão.
Alcance da revisão
Conduzimos nossa revisão de acordo com as normas brasileiras e internacionais de
revisão (NBC TR 2410 - Revisão de Informações Intermediárias Executada pelo Auditor da
Entidade e ISRE 2410 - Review of Interim Financial Information Performed by the
Independent Auditor of the Entity, respectivamente). Uma revisão de informações
intermediárias consiste na realização de indagações, principalmente às pessoas
responsáveis pelos assuntos financeiros e contábeis e na aplicação de procedimentos
analíticos e de outros procedimentos de revisão. O alcance de uma revisão é
significativamente menor do que o de uma auditoria conduzida de acordo com as normas
de auditoria e, conseqüentemente, não nos permitiu obter segurança de que tomamos
conhecimento de todos os assuntos significativos que poderiam ser identificados em uma
auditoria. Portanto, não expressamos uma opinião de auditoria.
KPMG Auditores Independentes, uma sociedade simples brasileira e firmamembro da rede KPMG de firmas-membro independentes e afiliadas à KPMG
International Cooperative (“KPMG International”), uma entidade suíça.
KPMG Auditores Independentes, a Brazilian entity and a member firm of the
KPMG network of independent member firms affiliated with KPMG
International Cooperative (“KPMG International”), a Swiss entity.
2
Conclusão sobre as informações contábeis intermediárias individuais
Com base em nossa revisão, não temos conhecimento de nenhum fato que nos leve a
acreditar que as informações contábeis intermediárias individuais acima referidas não
foram elaboradas, em todos os aspectos relevantes, de acordo com o CPC 21(R1)
aplicável à elaboração de informações contábeis intermediárias.
Conclusão sobre as informações contábeis intermediárias consolidadas
Com base em nossa revisão, não temos conhecimento de nenhum fato que nos leve a
acreditar que as informações contábeis intermediárias consolidadas acima referidas não
foram elaboradas, em todos os aspectos relevantes, de acordo com o CPC 21(R1) e o IAS
34 aplicáveis à elaboração de informações contábeis intermediárias.
Outros assuntos
Demonstrações do valor adicionado
Revisamos também, as informações contábeis intermediárias, individual e consolidada, do
valor adicionado (DVA), referente ao período de nove meses findo em 30 de setembro de
2016, elaboradas sob a responsabilidade da Administração da Companhia, cuja
apresentação é requerida de acordo com as normas expedidas pela CVM - Comissão de
Valores Mobiliários e considerada informação suplementar pelas IFRS que não requerem a
apresentação da DVA. Essas informações contábeis intermediárias foram submetidas aos
mesmos procedimentos de revisão descritos anteriormente e, com base em nossa revisão,
não temos conhecimento de nenhum fato que nos leve a acreditar que não foram
elaboradas, em todos os seus aspectos relevantes, de forma consistente com as
informações contábeis intermediárias individuais e consolidadas tomadas em conjunto.
Brasília, 04 de novembro de 2016
KPMG Auditores Independentes
CRC SP-014428/O-6 F-DF
Marcelo Faria Pereira
Contador CRC RJ-077911/O-2
KPMG Auditores Independentes, uma sociedade simples brasileira e firmamembro da rede KPMG de firmas-membro independentes e afiliadas à KPMG
International Cooperative (“KPMG International”), uma entidade suíça.
KPMG Auditores Independentes, a Brazilian entity and a member firm of the
KPMG network of independent member firms affiliated with KPMG
International Cooperative (“KPMG International”), a Swiss entity.
3
ĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐŽŶƐŽůŝĚĂĚĂƐ
ϯǑdƌŝŵĞƐƚƌĞϮϬϭϲ
BB SEGURIDADE PARTICIPAÇÕES S.A.
DIRETORIA
DIRETOR-PRESIDENTE
Marcelo Augusto Dutra Labuto
DIRETORES
Ângela Beatriz de Assis
Antonio Rugero Guibo
Werner Romera Süffert
CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO
Raul Francisco Moreira (Presidente)
José Maurício Pereira Coelho (Vice-Presidente)
Isabel da Silva Ramos
Marcelo Augusto Dutra Labuto
Marcelo Pinheiro Franco
Patrícia Souto Audi
CONSELHO FISCAL
Antonio Pedro da Silva Machado
Giorgio Bampi
Leandro Puccini Secunho
COMITÊ DE AUDITORIA
Egidio Otmar Ames
Artemio Bertholini
Carlos Biedermann
Gilson Alceu Bittencourt
CONTADOR
Pedro Kiefer Braga
CRC-DF 020.786/O-0
CPF 027.782.029-43
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

paulo

2 Cartões paulonetgbi

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

teste

2 Cartões juh16

Criar flashcards