Leucograma.

Propaganda
Hemato Aula 3 – LEUCOGRAMA
Existem 2 métodos:
1. Manual: se coleta o sangue do pcte, se conta o numero total de leucócitos. Após o
farmacêutico pega uma lamina e conta 100 células, ou seja, faz lamina de 100%, conta
cada uma das 100. Então se achou 10 eosinófilos então é 10% eosinófilos
Ex 10.000 leucócitos
Se é 10% eosinófilo portanto 1000 eosinófilos
Se 60% neutrófilos multiplica pelo 10.000 e da 6000.
vê que quando manualmente sempre os números são inteiros como 5%, 10%...
2. Automação: os equipamentos contam quantas células tem ao todo da amostra. Ex: o
eosinófilo do exemplo anterior que eram 1000 a maquina pode contar 998, valores
próximos. Porque pega o total de células que ele conto individualmente, soma tudo
sabendo que é 10000 o total e sabe o numero então de cada tipo.Na hora de olhar o
numero percentual pode ser quebrado como 50,6%.
Números considerados normais(slide):
Professor considera numero de leucócitos normais de 4000-11000. Há variações de livro para
livro.
Padrão antigo era 5000-10000 ai já é desatualizado porque ampliou o desvio padrão.Viu-se
que na faixa de 4000-5000 e de 10000-11000 não tinham nada. Pode ser encontrada em livros
antigos. Lembrar de a cada 5 anos mais ou menos revisar os valores de referência.
O que é mais importante no dia-a-dia? É considerar qual é o normal do meu paciente. Meu
paciente tem sempre 6500 62000 leucócitos e chega com 4100 é da faixa normal mas não é
normal desse paciente. Não devemos sempre nos fixar aos valores.
Claro que se chega um paciente desconhecido vamos nos basear inicialmente nos valores de
referencia. Lembrando que se é um paciente que e acompanho por 10 anos e se
principalmente é da raça negra e chega com 3600 de leucócitos, que nessa raça em geral tem
um pouco mais baixa os números não preciso investiga. Mas se um pcte da raça negra que
sempre tinha 6500 chega com 3600 daí eu vou investigar.
Sempre interpretar hemograma de acordo com paciente!! Associar ao quadro clínico e
características do paciente.

Neutropenia racial:10-20%valores menores na raça negra
Avaliação quantitativa:
 Coleta matinal é a menos indicada, geralmente 5-10% inferior à contagem vespertina.
Por variações do ciclo circadiano!
 Após refeições copiosas também causa diminuição na contagem de leucócitos
 Contagem feita ao final da manhã ou entre as 15 e 18 horas é a preferida , sem
exercício físico prévio ou trabalho braçal
 Ao contrário da contagem de leucócitos , que é muito variável na população , a
proporção entre os tipos de leucócitos varia pouco de pessoa a pessoa
 Cada pessoa tem uma contagem própria de leucócitos, mas todas tem mais ou menos
a mesma fórmula leucocitária, com amplo predomínio de neutrófilos(entre metade e
dois terços do total) , alguns eosinófilos e monócitos, e a terça parte restante de
linfócitos.Basófilos são raros, plasmócitos só ocasionalmente vistos
 A distribuição dos neutrófilos na circulação é disposta na corrente circulatória, pool
circulante, e outra parte adere ao endotélio dos vasos , pool marginal, sendo que esta
última não é contada na avaliação quantitativa leucocitária. Em geral o valor do pool
marginal é o mesmo da circulação, ex se tenho 8000 leucócitos circulantes, vou ter
aproximadamente 8000 leucócitos aderidos no endotélio, sendo isso para ter uma
resposta rápida a infecção, já que um segmentado na MO em geral leva 6 horas para
ficar pronto e o pool da cobertura enquanto eu não os produzo. Esse pool tá aderido
quando estamos em repouso, no entanto um atleta só pela taquicardia e por
movimentação da volemia pode liberar esse pool e ficar com leucócitos aumentados
por liberação do pool, nesses casos fazer outro exame pedir, repouso na véspera e no
próprio laboratório aguardar um pouco para fazer o exame em repouso.
 Neutrofilia: É o aumento do número absoluto de neutrófilos no sangue ( acima de
7000 e 10-20% menos nas populações negras) Descargas adrenérgicas podem causar
neutrofilia rápida e fugaz pela mobilização do pool marginal.

Citopenias e citoses relativas nada significam se não acompanhadas de citopenias ou
citoses absolutas.

A única exceção em que o valor percentual tem significado interpretativo é no número
de neutrófilos bastonados.
EXEMPLOS:
1. Se variação normal de leucócitos é de 4000- 11000 e linfócitos é 20-40%  2000-4400
2. Se paciente com 20.000 leucócitos e aparece 10% de linfócitos significa que tenho
2000 linfócitos.
Pelo número absoluto é normal, mas pela % estaria inferior ao padrão. Então qual
usaremos? Paciente NÃO tem linfopenia, mas sim LEUCOCITOSE.
NUNCA USAMOS O PERCENTUAL, ele deve ser usado apenas dentro do contexto.
3. Se paciente com 3000 leucócitos e 80% linfócitos portanto 2400 linfócitos. 80% é
muito além da porcentagem correta de linfócitos MAS há uma LEUCOPENIA e não
linfopenia (número absoluto de linfócitos está dentro do numero absoluto normal
2000-4400).
Quando forem valores extremos de leucócitos ou para cima ou para baixo não da pra
usar o percentual, tem-se de usar o número absoluto.
Para leituras rápidas até pode usar o percentual, por exemplo pcte com 20.000
leucócitos e 10% bastonetes já sei que esta alto. Mas se disser 6000 tem que pensar
porque numero segmentados normais é até 500 se tiver 10% de 6000 ta com 600
entao ta um pouco alto. Vale mais a pena ver sempre o numero absoluto.
Todo paciente desproteinizado com vitaminas diminuídas, com pouco ferro, B12 baixa,
portanto todo paciente com problema na produção pode ter um hemograma bem
confuso, ai a interpretação fica mais difícil.
Sempre teremos que interpretar o todo do hemograma!

Desvio a esquerda
 É a quebra da hierarquia na liberação dos neutrófilos da reserva granulocítica medular
para o sangue
 É a única eventualidade em que o valor percentual é o parâmetro a ser julgado na
interpretação
Por convenção esquerda vão ser as células mais jovens e direita as maduras.
NEUTRÓFILOS
mieloblasto
▼
promielócito
▼
mielócito
▼
metamielócito
▼
bastões
segmentados
Componentes fora quadrado estão na Medula óssea e os de dentro na corrente circulatória.
Então desvio a esquerda é o aparecimento de valores anormais na corrente sanguinea da
juventude, portanto de metamielócito, mielócito e as vezes até promielócito ou o aumento
significativo dos bastões (> 550).
Quando leucócitos muito altos e com desvio importante para a esquerda, com células bem
jovens como metamielócitos chamamos de REAÇÃO LEUCEMÓIDE, pois imita uma leucemia.

Lembrar que em algumas literaturas se divide em granulócitos: eosinófilos, basófilos e
linhagem acima(neutrófilos). Outras células são chamadas de mononucleares:
monócitos basófilos. Mononuclear só um núcleo e sem grânulos, sendo azurófilos. Os
granulócitos tem núcleos denteados e com grânulos no citoplasma. Em alguns livros
falam de granulocitopenia ou granulocitose, se referindo a todos os grânulos.

Pode-se ouvir também neutrofilia e neutropenia, que são os neutrófilos e, então
abrange a cadeia desenhada acima, sendo principalmente presente o quadrado
(segmentados e bastões).
As granulocitoses são comuns nas leucemias crônicas.

Nas infecções em geral eu vou ter uma neutrofilia( aumento segmentados e/ou
bastões) com ou sem desvio e uma eosinopenia (eosinófilos diminuídos)
EXEMPLO: Paciente com quadro de dor que iniciou em epigastrio e foi para Fossa ilíaca direita
de início súbito sem sinais de irritação peritoneais iniciais, suspeita de apendicite, se no HMG
eu tiver eosinófilos ainda normais em geral não opera ainda, mas quando eles diminuírem e
aumentar os neutrófilos, opera pois tem realmente infecção. Isso quase sempre em pcte
jovem vai ser apendicite.
IMPORTANTE NUNCA INTERPRETAR PELLO PERCENTUAL. Para isso carregar tabelinha
inicialmente até decorar.
Outra coisa importante é que quando a gente nasce, o que temos de diferente do adulto?
Hemoglobina RN 19, 20, 21 porque o ambiente placenta é pobre em oxigenação então MO,
Baço produzem muitaa hemácea para poder aproveitar o máximo do O2 e então cria-se uma
Hb de alta afinidade pelo oxigênio que é a Hb fetal que dura ate o 6 mês de vida. Existindo
doenças pela permanência da Hb fetal com anemias mais adiante na vida. A Hb vai se
transformando na A1 ou A2 do adulto, em geral A1(96% no adulto) podendo manter pequena
% de Hb fetal no adulto. Ao nascermos (primeiras hrs) agente hemolisa boa parte dessas
Hemáceas em excesso e fica ictérico tendo que receber luz.
Leucócitos nascem altos, mas muito segmentado em alguns dias(2-3) caem os segmentados e
vira quase tudo linfócito que permanecem até 4 ano de vida. Essa linfocitose normal da criança
é para adquirir imunidade nesse primeiro momento de entrar em contato com a natureza para
garantir a produção de Anticorpos.
Americanos consideram que se tem neutrofilia não importa se tem desvio, é infecção,
diferente dos europeus. Os americanos medicalizam mais. Europeus se tiver abaixo de 5% e
sem desvio não consideram infecção. Professor acha que no fim americanos tem mais razão
porque na maioria isso ocorre em idosos que fazem mais leucocitose mas não fazem desvio
inicialmente, atrasando o tratamento.
Desvio a direita é quando tem uma neutrofilia, mas sem bastão aumentado, só segmentado.
Não se chama muito de desvio a direita.
Não precisamos decorar o valor normal, na prova vai ter as referências.
Download
Random flashcards
Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

teste

2 Cartões juh16

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Criar flashcards