Baixar a transcrição do áudio

Propaganda
1
PROGRAMA: OFICINEIROS DA INCLUSÃO 41 ( VAI AO AR EM 29/01/06)
TEC: VINHETA DE ABERTURA
EI, EI, OLHA EU AÍ
EI, EI, SE LIGA AÍ
PARA COM ESTE PAPO DE QUERER ME EXCLUIR
MEU RAP VAI FAZER SEU PRECONCEITO CAIR
OFICINEIROS DA INCLUSÃO – TRABALHANDO PELA DIVERSIDADE // UMA
PARCERIA DA ONG ESCOLA DE GENTE E DA RÁDIO MEC //
TEC: BG - INSTRUMENTAL DO RAP
LOC: OI, EU SOU A OFICINEIRA DA INCLUSÃO LOUISE STORNI//
LOC: E EU SOU A OFICINEIRA MARINA MARIA//
TEC: BG (VINHETA DE ATRAÇÕES)
LOC1: O TEMA DO PROGRAMA DE HOJE É REFORMA PSQUIÁTRICA, VAMOS
ESTAR
AQUI
CONVERSANDO
COM
CARLOS
EDUARDO
HONORATO,
PSIQUIATRA, COORDENADOR DO PROGRAMA DE RESIDÊNCIA MÉDICA DO
INSTITUTO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE JULIANO MOREIRA//
LOC:
CONVERSAREMOS
PRESIDENTE DA
TAMBÉM
COM
IRACEMA
POLIDORO,
ELA
É
APACOJUM, ASSOCIAÇÃO DE PARENTES E AMIGOS DO
PACIENTES DO COMPLEXO JULIANO MOREIRA//
LOC2: HOJE É DIA DE RESPONDE HÉLCIO//
HELCIO RIZZI, DA CORDE, A
COORDENADORIA NACIONAL PARA INTEGRAÇÃO DA PESSOA PORTADORA DE
DEFICIÊNCIA, ESCLARECE AS DÚVIDAS DOS OFICINEIROS DA INCLUSÃO E
DAS PESSOAS NAS RUAS//
2
LOC1:
NO
ANTENAS
DA
INCLUSÃO
MAIS
NOTÍCIAS
EXCLUSIVAS
E
INCLUSIVAS//
LOC: E AINDA TEMOS MUITA MÚSICA, VOCÊ NÃO PODE PERDER//
LOC2: O PROGRAMA ESTÁ SÓ COMEÇANDO//
TEC: BG
LOC: NÓS SOMOS JOVENS QUE QUEREMOS MULTIPLICAR O CONCEITO E A
PRÁTICA DE UMA SOCIEDADE INCLUSIVA ATRAVÉS DO NOSSO PROGRAMA,
AQUI NA RÁDIO MEC//
LOC2: NOSSO OBJETIVO AQUI TEM SIDO EXPLICAR MELHOR O QUE É A
SOCIEDADE INCLUSIVA, E COMO PODEMOS FAZER PARA CONTRIBUIR E
PARTICIPAR DA CONSTRUÇÃO DE UMA SOCIEDADE MENOS EXLUDENTE E
DISCRIMINATÓRIA//
LOC1: TRABALHAMOS TENDO COMO BASE A ÉTICA DA DIVERSIDADE, QUE
RECONHECE A DIFEREÇA COMO CONDIÇÃO ESSENCIAL À ESPÉCIE HUMANA//
LOC: A DIVERSIDADE É O QUE NOS CARACTERIZA COMO SERES HUMANOS//
ASSIM,
NÃO
PODEMOS
HIERARQUIZAR
CONDIÇÕES
HUMANAS
COMO
MELHORES OU PIORES//
LOC2: UMA SOCIEDADE INCLUSIVA TEM QUE SER PARA TODOS, ONDE
NINGUÉM FICA DE FORA//
LOC1: UM TODOS SEM EXCEÇÃO CONVIDAMOS VOCÊ NESSA PRÓXIMA HORA
A REFLETIR CONOSCO SOBRE ESSE TEMA//
LOC2: ENTRE EM CONTATO COM A GENTE//
LOC1: MANDE SUAS CRÍTICAS, SUGESTÕES DE PAUTA E DÚVIDAS PARA O
EMAIL: OFICINEIROSDAINCLUSÃ[email protected] // LEMBRANDO QUE É
TUDO JUNTO E SEM ACENTO//
3
LOC2: OU LIGUE PARA A CENTRAL DE ATENDIMENTO AO OUVINTE, DE
SEGUNDA À SEXTA-FEIRA, PELO TELEFONE 21 2252-8413// ANOTOU? // NÃO?1
// AGENTE REPETE: 21 22528413//
LOC1: FIQUE ATENTO, VOCÊ PODE ACESSAR O SITE DA ESCOLA DE GENTE
PARA VER O CONTEÚDO DOS NOSSOS PROGRAMAS//
LOC2: NÓS TRANSCREVEMOS TODAS AS EDIÇÕES PARA QUE AS PESSOAS
COM DEFICIÊNCIA AUDITIVA TAMBÉM TENHAM ACESSO AO PROGRAMA// ELAS
TAMBÉM SÃO ÚTEIS COMO FONTE DE PESQUISA//
LOC: ENTÃO VAI AÍ O ENDEREÇO WWW.ESCOLADEGENTE.ORG.BR //
LOC: QUEREMOS FAZER UM PROGRAMA CADA VEZ MELHOR PRA VOCÊ// NÃO
DEIXE DE ENTRAR EM CONTATO COM A GENTE//
LOC: PARTICIPE//
TEC: BARULHO DE TEL
1° PEDIDO DE MUSICA:
"OI AQUI QUEM FALA É O BRUNO DOS INCLUSOS E OS CISOS, EU QUERO
OUVIR OLHOS NOS OLHOS DO CHICO BUARQUE"
OLHOS NOS OLHOS
Chico Buarque
Composição: Chico Buarque
QUANDO VOCÊ ME DEIXOU, MEU BEM
ME DISSE PRA SER FELIZ E PASSAR BEM
QUIS MORRER DE CIÚME, QUASE ENLOUQUECI
MAS DEPOIS, COMO ERA DE COSTUME, OBEDECI
QUANDO VOCÊ ME QUISER REVER
JÁ VAI ME ENCONTRAR REFEITA, PODE CRER
4
OLHOS NOS OLHOS
QUERO VER O QUE VOCÊ FAZ
AO SENTIR QUE SEM VOCÊ EU PASSO BEM DEMAIS
E QUE VENHO ATÉ REMOÇANDO
ME PEGO CANTANDO, SEM MAIS, NEM POR QUÊ
TANTAS ÁGUAS ROLARAM
QUANTOS HOMENS ME AMARAM
BEM MAIS E MELHOR QUE VOCÊ
QUANDO TALVEZ PRECISAR DE MIM
CÊ SABE QUE A CASA É SEMPRE SUA, VENHA SIM
OLHOS NOS OLHOS
QUERO VER O QUE VOCÊ DIZ
QUERO VER COMO SUPORTA ME VER TÃO FELIZ
LOC: VALEU BRUNO, OUVIMOS OLHOS NOS OLHOS DE CHICO BUARQUE//
TEC: BG
LOC: DESDE A DÉCADA DE OITENTA A SOCIEDADE CIVIL E ALGUMAS
INSTITUIUÇÕES DE SAÚDE TEM SE ARTICULADO NA DEFESA DA INCLUSÃO E
DOS DIREITOS DA PESSOAS COM TRANSTORNOS MENTAIS//
LOC: ALGUMAS MUDANÇAS VEM OCORRENDO E NO ANO DE 2001 FOI
ASSINADA A LEI DEZ MIL DUZENTOS E DEZESSEIS, QUE DISCORRE SOBRE A
IMPLEMENTAÇÃO DA REFORMA PSIQUIÁTRICA//
LOC: COM ISSO SE PROPÕES UM TRATAMENTO HUMANIZADO E DE ATENÇÃO
AS DEMANDAS DOS USUÁRIOS NA ÁREA DA SAÚDE MENTAL//
LOC: E PARA SABER MAIS SOBRE TRANSTORNOS MENTAIS E OS POSSÍVEIS
TRATAMENTOS PSQUIÁTRICOS CONVERSAREMOS COM CARLOS EDUARDO
HONORATO, QUE É PSIQUIATRA, COORDENADOR DO PROGRAMA DE
RESIDÊNCIA MÉDICA DO INSTITUTO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE
5
JULIANO MOREIRA E TAMBÉM, É DA EQUIPE DE SAÚDE MENTAL DA
SECRETARIA DO ESTADO DE SAÚDE//
TEC: BG
TEC: ENTREVISTA CARLOS EDUARDO
MARINA:
BOA
TARDE
CARLOS
EDUARDO,
MUITO
OBRIGADA
PELA
PARTICIPAÇÃO AQUI NO NOSSO PROGRAMA//
LOUISE: BOA TARDE CARLOS EDUARDO//
CARLOS
EDUARDO:
BOA
TARDE
MARINA
OBRIGADO
TAMBÉM
PELA
OPORTUNIDADE DE ESTAR PODENDO FALAR//
MARINA: ENTÃO CARLOS EDUARDO, NÓS GOSTARÍAMOS QUE VOCÊ FALASSE
UM POUCO DO MOVIMENTO DE REFORMA PSIQUIÁTRICA NO BRASIL// TEVE O
LANÇAMENTO DO FILME "O BICHO DE SETE CABEÇAS" E ISSO GEROU UMA
DISCUSSÃO, UMA POLEMIZAÇÃO DESSE TEMA EM ÂMBITO NACIONAL// COMO
É O MOVIMENTO DE REFORMA PSIQUIÁTRICA?
CARLOS EDUARDO: BOM, NA VERDADE ESSE MOVIMENTO COMEÇOU NA
DÉCADA DE OITENTA JUNTO COM A ABERTURA POLÍTICA, EMBORA JÁ
OUVESSE UMA CRÍTICA AO MODELO DE TRATAMENTO PSIQUIÁTRICO ATÉ
ENTÃO, QUE SE BASEAVA NA INTERNAÇÃO E PORTANTO NO ISOLAMENTO DO
PACIENTE PSIQUIÁTRICO, FOI SÓ NA DÉCADA DE OITENTA COM A ABERTURA
POLÍTICA QUE ESSE MOVIMENTO COMEÇOU A ACONTECER AQUI NO BRASIL
INICIALMENTE POR PARTE DE TRABALHADORES DE SAÚDE MENTAL, FOI
ASSIM QUE COMEÇOU. E DEPOIS AOS POUCOS ISSO FOI GANHANDO
RELEVÂNCIA EM ALGUNS ESTADOS, ATÉ QUE O MARCO PÉ A LEI PAULO
DELGADO, A LEI DEZ MIL DUZENTOS E DEZESSEIS QUE FOI PROMULGADA EM
DOIS MIL E UM, QUE FALA SOBRE OS DIREITOS DOS PORTADORES DE
TRANSTORNOS MENTAIS GRAVES, A PARTIR DAÍ É QUE ISSO VIROU ENTÃO, A
GENTE PODE DIZER QUE A POLÍTICA OFICIAL, ENTÃO UMA SÉRIE DE LEIS E
INCENTIVOS VEM SENDO IMPLEMENTADAS PELO
GOVERNO PARA PODER IMPULSIONAR ESSA MUDANÇA DE MODELO, DE SE
FAZEREM
OUTROS
TIPOS
DE
DISPOSITIVOS
PARA
DAR
CONTA
DA
6
ASSITENCIA EM SAÚDE MENTAL, DISPOSITIVOS EXTRA HOSPITALARES, NÃO
NA LÓGICA DO HOSPITAL PSIQUIÁTRICO, NA LÓGICA DA COMUNIDADE, DE
ISOLAR O MENOS POSSIVEL O PACIENTE O DOENTE PSIQUIÁTRICO DO SEU
MEIO, DA SUA FAMÍLIA ENFIM.
LOUISE: E CARLOS VOCÊ FALOU EM TRATAMENTOS DE DOENÇAS MENTAIS
GRAVES. O QUE VEM A SER? VOCÊ PODE DIAGNOSTICAR? VOCÊ PODE FALAR
PARA OS NOSSOS OUVINTES O QUE É ISSO?
CARLOS EDUARDO:
TRANSTORNOS MENTAIS GRAVES SÃO AQUELES
PACIENTES QUE ERAM MAIS VÍTIMAS DESSE MODELO ANTIGO, QUE ERAM OS
QUE ERAM INTERNADOS, SÃO AQUELES PACIENTES QUE SOFREM, QUE TEM
UMA DESADAPTAÇÃO SOCIAL POR CONTA DO QUE ELES TEM, DA FORMA
COMO ELES SE RELACIONAM COM O MUNDO, A GENTE PODE DIZER, CHAMAR
DE LOUCOS, OS CHAMADOS LOUCOS PORQUE AINDA SÃO, MAS ENFIM... A
LOUCURA TINHA UM OUTRO ESTATUTO, ENTÃO NA LINGUAGEM MÉDICA
ATUALMENTE A GENTE CHAMA TRANSTORNOS MENTAIS GRAVES.
LOUISE: CARLOS, VOCÊ FALOU NA CRIAÇÃO DE UMA LEI DE DOIS MIL E UM, E
EU QUERIA SABER DE VOCÊ QUAIS SÃO AS AÇÕES E INICIATIVAS QUE VOCÊ
TEM PERCEBIDO, QUE AS POLÍTICAS PÚBLICAS TEM FEITO EM RELAÇÃO A
SAÚDE MENTAL.
CARLOS EDUARDO: SÃO A CRIAÇÃO DESSES DISPOSITIVOS, AONDE O
DOENTE MENTAL, O PORTADOR DE TRANSTORNO MENTAL GRAVE PODE SER
ATENDIDO O MAIS PRÓXIMO POSSÍVEL DA FAMÍLIA DELE, DO TERRITÓRIO
DELE, ISSO QUE A GENTE CHAMA DE TERRITÓRIO. ENTÃO, SÃO OS CENTROS
DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL, ESSES TEM TIDO BASTANTE INCENTIVO, SÃO
CENTROS, NA VERDADE, DE ATENÇÃO DIÁRIA, LOCAIS AONDE OS PACIENTES
PODEM PASSAR O DIA, IR LÁ TOMAR REMÉDIOS, FAZER ATIVIDADES, ENFIM, A
NOITE VÃO PARA CASA. ESSES LOCAIS ATUALMENTE A GENTE TEM, SÓ NO
ESTADO SÃO SETENTA E DOIS, UM NÚMERO QUE VEM CRESCENDO COM OS
INCENTIVOS, QUER DIZER QUE AÍ O MINISTÉRIO DÁ INCENTIVOS, ESSE TIPO
DE DISPOSITIVO TEM UM FATURAMENTO DIFERENTE, DIFERENCIADO, O QUE
ESTIMULA TAMBÉM. UMA OUTRA AÇÃO, UM OUTRO DISPOSITIVO SÃO OS
SERVIÇOS RESIDENCIAIS TERAPÊUTICOS QUE SÃO CASAS, MORADIAS
ASSISTIDAS, AS VEZES É UM GRUPO ATÉ OITO, PORTADORES OU USUÁRIOS
7
DO SISTEMA, DA ASSITÊNCIA EM SAÚDE MENTAL, QUE MORAM NUMA CASA E
SÃO CUIDADOS POR UM CUIDADOR, AÍ DEPENDE DO TIPO E DA GRAVIDADE,
TEM AS RESIDÊNCIAS ONDE AS PESSOAS TEM MAIS AUTONOMIA E SÓ UM
CUIDADOR DÁ CONTA DAQUILO, E TEM TAMBÉM AQUELAS DE CUIDADOS
INTENSIVOS, QUE AÍ PODEM TER ATÉ PROFISSIONAIS DE ENFERMAGEM PARA
CUIDAR. MAS, A IDÉIA E ESSA É QUE SEJAM CASAS.
MARINA: CARLOS, VOCÊ COMEÇOU A FALAR DOS CENTROS PSICOSSOSIAIS,
E AÍ EU QUERIA ENTRAR NA QUESTÃO DO COMPLEXO JULIANO MOREIRA,
LOCALIZADO AQUI NO RIO DE JANEIRO, NO BAIRRO DE JACAREPAGUÁ.
CARLOS EDUARDO: A COLÔNIA JULIANO MOREIRA É UM ASILO, ERA UM
MACRO HOSPITAL. UM ASILO QUE FOI RESULTADO DESSA DISTORÇÃO TODA
DESSE MODELO ANTIGO E QUE ATUALMENTE, QUER DIZER, DESDE A DÉCADA
DE OITENTA QUE ELA TEVE SUAS INTERNAÇÕES FECHADAS, ENTÃO SÓ TEM
AQUELA POPULAÇÃO QUE JÁ ERA MORADORA PORQUE JÁ TINHA PERDIDO
SEUS VÍNCULOS, SE PRETENDE DAR UM TRATAMENTO MAIS HUMANIZADO.
ENTÃO, TÁ SE CONSTRUINDO RESIDÊNCIAS TERAPÊUTICAS, OU LÁ DENTRO
DO TERRITÓRIO DA COLÔNIA QUE É UM LUGAR MUITO GRANDE, UM BAIRRO
PRATICAMENTE OU PERTO ALI DA TAQUARA TAMBÉM ESSAS RESIDÊNCIAS
COMO EU FALEI MAIS NO TERRITÓRIO.
MARINA: É MAS, QUE ATIVIDADES ESTÃO INCLUÍDAS NESSE
TRATAMENTO PSIQUIÁTRIO PROPOSTO AOS USUÁRIOS QUE FREQUENTAM A
COLÔNIA JULIANO MOREIRA.
CARLOS EDUARDO:: A BASE É TUDO QUE POSSA SE VOLTAR PARA A
INCLUSÃO SOCIAL, PARA A REABILITAÇÃO E PARA A RESSOCIALIZAÇÃO
DESSES PACIENTES QUE VIVERAM TANTO TEMPO ISOLADOS NÉ.
LOUISE: MAS EXISTEM ATIVIDADES DE QUE? DANÇA, MÚSICA, ALGUMA COISA
LIGADA A ARTE?
CARLOS EDUARDO:: SERIAM OFICINAS TERAPÊUTICAS, E ISSO É FUNÇAÕ
DOS CAPES OS CENTROS DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL, NESSES CENTROS,
POR EXEMPLO, SÃO FEITAS OFICINAS TERAPÊUTICAS, AÍ DEPENDE DO
PERFIL DA CLIENTELA. SÃO ATIVIDADES DAS MAIS DIVERSAS, AGRÍCOLA,
8
RÁDIO, TEM VÁRIOS TIPOS, OFICINAS LITERÁRIAS, ESSE TIPO DE COISA.
ASSIM, COMO TAMBÉM ELES SÃO ACOMPANHADOS, TEM VÁRIOS NÚCLEOS
QUE DESENVOLVEM PROJETOS ESPECÍFICOS, SÃO ACOMPANHADOS NA
COMUNIDADE PARA IR FAZER COMPRAS DE NOVO, TER CONTATO DE NOVO9,
É A QUESTÃO DA AUTONOMIA NÉ, ESCOLHER AS COISAS DELES, O QUE VAI
COMER, ESCOLHER O QUE VAI VESTIR, ENFIM.
LOUISE: E O BISPO DO ROSÁRIO QUE É UM PERSONAGEM MUITO
CARISMÁTICO AQUI NO RIO DE JANEIRO NÃO É? ELE FOI USUÁRIO DA
COLÔNIA JULIANO MOREIRA, NÃO FOI?
CARLOS EDUARDO:: ELE FOI INTERNO DA COLÔNIA JULIANO MOREIRA, ELE
VIVEU DURANTE DÉCADAS, PRODUZIU UMA OBRA EXEMPLAR É UMA COISA
IMPRESSIONANTE
REALMENTE
NÉ,
A
PRODUÇÃO
DELE.
E
ENFIM,
ATUALMENTE É UM ARTISTA SUPER CONSIDERADO, NÃO SÓ NO BRASIL, MAS
EM TODO MUNDO. A EXPOSIÇÃO VIVE VIAJANDO, UMA PARTE DO ACERVO
DELE VIVE VIAJANDO PELO MUNDO.
MARINA:
EU
QUERIA
AGRADECER
A
SUA
PARTICIPAÇÃO,
SEUS
ESCLARECIMENTOS AQUI PARA A GENTE E A GENTE COSTUMA PEDIR PARA
OS NOSSOS ENTREVISTADOS PARA QUE ELES SUGIRAM UMA MÚSICA PARA
ESTAR TOCANDO NO NOSSO PROGRAMA. UMA MÚSICA QUE, ENFIM, QUE
TENHA A VER COM O SEU TRABALHO, QUE VOCÊ GOSTE. O QUE QUÊ VOCÊ
PODE SUGERIR?
CARLOS EDUARDO: TENHO OUVIDO MUITO SEU JORGE ULTIMAMENTE, ACHO
QUE TEM TUDO A VER. ELE TEM UMA MÚSICA NESSE ÚLTIMO CD DELE QUE
CHAMA SÃO GONÇA QUE É MUITO BONITA.
2° PEDIDO DE MÚSICA:
São Gonça
Farofa Carioca
Composição: Seu Jorge
9
PRETINHA
FAÇO TUDO PELO NOSSO AMOR
FAÇO TUDO PELO BEM DE NOSSO BEM (MEU BEM)
A SAUDADE É MINHA DOR
QUE ANDA ARRASANDO COM MEU CORAÇÃO
NÃO DUVIDE QUE UM DIA
EU TE DAREI O CÉU
MEU AMOR JUNTO COM UM ANEL
PRA GENTE SE CASAR
NO CARTÓRIO OU NA IGREJA
SE VOCÊ QUISER
SE NÃO QUISER, TUDO BEM (MEU BEM)
MAS TENTE COMPREENDER
MORANDO EM SÃO GONÇALO VOCÊ SABE COMO É
HOJE A TARDE A PONTE ENGARRAFOU
E EU FIQUEI A PÉ
TENTEI LIGAR PRA VOCÊ
O ORELHÃO DA MINHA RUA
ESTAVA ESCANGALHADO
MEU CARTÃO TAVA ZERADO
MAS VOCÊ CRÊ SE QUISER...
LOC: VALEU CARLOS, OUVIMOS SÃO GONÇA COM FAROFA CARIOCA, NA VOZ
DE SEU JORGE//
LOC: A PARTICIPAÇÃO DA SOCIEDADE CIVIL NA DEFESA DOS DIREITOS DAS
PESSOAS COM TRANSTORNOS MENTAIS TEM SIDO FUNDAMENTAL//
LOC: A APACOJUM QUE É A ASSOCIAÇÃO DE PARENTES E AMIGOS DOS
PACIENTES DO COMPLEXO JULIANO MOREIRA É UMA DESSAS INSTITUIÇÕES,
E PARA FALAR MAIS SOBRE A ATUAÇÃO DELES CONVERSAREMOS COM
IRACEMA POLIDORO, PRESIDENTE DA ASSOCIAÇÃO//
TEC: BG
TEC: ENTREVISTA IRACEMA POLIDORO
10
LOUISE: IRACEMA, COMO É O PANORAMA ATUAL AGORA DEPOIS DA
REFORMA PISQIÁTRICA E AO LONGO DA REFORMA NÉ. COMO É QUE É O
TRATAMENTO ATUAL DENTRO DA COLÔNIA JULIANO MOREIRA?
IRACEMA: O TRATAMENTO ATUAL DENTRO DA COLÔNIA, É UM TRATAMENTO
AGORA HUMANIZADO. NÓS LÁ DENTRO DA COLÔNIA, NÓS TEMOS AGORA AS
RESIDÊNCIAS TERAPÊUTICA COM ACOMPANHAMENTO, QUE ANTIGAMENTE
NÃO
ERA,
QUER
DIZER,
O
NÚCLEOS
QUE
AS
ENFERMARIAS
SE
TRANSFORMOU EM QUARTOS SÓ PARA DUAS PACIENTES COM SEU
BANHEIRO, QUER DIZER, TEM A SUA PRIVACIDADE, TEM A SUA COZINHA, É
DIFERENCIADO, ENTÃO
É UMA RESIDÊNCIA COM ACOMPANHAMENTO
PORQUE SÃO PESSOAS QUE NÃO VIVEM MAIS FORA DA COLÔNIA. E NÓS
TEMOS ONZE RESIDÊNCIAS FORA DA COLÔNIA. CADA RESIDÊNCIA SÃO
QUATRO PACIENTES EM TORNO DE QUARENTA ANOS DE INTERNAÇÃO,
TRINTA ANOS E QUEM GERENCIA ESSAS RESIDÊNCIAS É A APACOJUM. NÓS
FIZEMOS UM PROJETO JUNTO A PREFEITURA E NÓS TEMOS ATUALMENTE
DEZESSETE RESIDÊNCIAS TERAPÊUTICAS, SENDO ONZE FORA DA COLÔNIA E
SEIS DENTRO DA COLÔNIA PORQUE A COLÔNIA AGORA VIROU UM BAIRRO,
EU NÃO SEI SE VOCÊ CONHECE.
MARINA: SIM CONHECEMOS SIM. IRACEMA, APROVEITANDO ESSE GANCHO
EU QUERIA SABER QUANTAS PESSOAS ATUAM NA APACOJUM, COMO QUE
FUNCIONA ESSA ESTRUTURA DE VOCÊS DE ORGANIZAÇÃO.
IRACEMA: SIM NÓS TEMOS UMA DIRETORIA QUE É COMPOSTA DE DOZE
PESSOAS, TEM A DIRETORIA QUE TEM O DIRETOR DE PROJETOS, UM
DIRETOR DE EVENTOS,
SECRETÁRIA,
CONSELHO
FISCAL, CONSELHO
CONSULTIVO, PRESIDENTE, VICE PRESIDENTE E TESOUREIRO. ESSA É A
NOSSA DIRETORIA.
MARINA: TÁ BOM. E OLHA SÓ IRACEMA, VOCÊ FALOU UM POUCO DESSA
QUESTÃO, DA IMPORTÂNCIA DE DAR VOZ AOS USUÁRIOS E O NOSSO
PROGRAMA ELE FALA DA QUESTÃO DA INCLUSÃO DE PESSOAS COM
DEFICIÊNCIA NA SOCIEDADE E TUDO MAIS. EU QUERIA QUE VOCÊ FALASSE
DESSA
IMPORTÂNCIA,
APACOJUM.
DA
PARTICIPAÇÃO
DO
USUÁRIO
DENTRO
DA
11
IRACEMA: BEM, A IMPORTÂNCIA DO USUÁRIO DENTRO DA APACOJUM,
PORQUE QUANDO NÓS FORMAMOS A ASSOCIAÇÃO, NÓS FORMAMOS PARA
DEFENDÊ-LOS, QUANDO VEIO A REFORMA, A LEI DEZ MIL DUZENTOS E
DEZESSEISN QUE FORAM DOZE ANOS DE TRAMITAÇÃO DENTRO DO SENADO.
FORAM DOZE ANOS DE LUTA PARA A GENTE CONSEGUIR QUE ESSA LEI
PASSASSE, QUE ALI ELA TEM O PERFIL DO USUÁRIO AQUILO QUE O USUÁRIO
PODE FAZER, O QUE TEM QUE SER FEITO POR ESSAS PESSOAS QUE É A
DIGNIDADE QUE ATÉ ENTÃO ELES NÃO TINHAM, UM PACIENTE COM
TRANSTORNO MENTAL ELE NÃO ERA TRATADO, ELE ERA DEPOSITADO, E
HOJE EM DIA NÃO, HOJE EM DIA ELE É TRATADO, TEM O PROJETO
TERAPÊUTICO, PORQUE ESSE PROJETO TERAPÊUTICO FAZ A DIREÇÃO DELE,
O QUE ELE PRECISA FAZER PARA MELHORAR O ESTADO CLÍNICO DELE.
ENTÃO A APACOJUM QUANDO VIU NISSO, FOI NOSSA PRIMEIRA LUTA, FOI ELE
CONSEGUIR O PASSE LIVRE, PORQUE O PASSE LIVRE NÃO ERA DADO PARA
PACIENTE COM TRANSTORNO MENTAL, ELES DAVAM PARA O9 DEFICIENTE
MENTAL. ENTÃO O QUE ELES DIZIAM ERA QUE O TRANSTORNO MENTAL NÃO
ERA DOENÇA CRÔNICA, QUE ELE TINHA CURA. ENTÃO NÓS CONSEGUIMOS
PROVAR A ELES QUE O TRANSTORNO MENTAL NÃO TEM CURA, ELE TEM
MELHORA E ESSA MELHORA... ELE TEM QUE ESTAR DENTRO DA SOCIEDADE.
E PARA ELE IR E VIR DENTRO DA SOCIEDADE ELE TEM QUE TER UMA AJUDA,
EMPREGO ELE NÃO CONSEGUE, PORQUE OS EMPRESÁRIOS DIZEM QUE NÃO
DÃO EMPREGO PARA LOUCO. AÍ QUANDO ELE VAI PEDIR O VALETRANSPORTE AÍ DIZEM, NÃO A SUA DOENÇA NÃO É CRÔNICA, ELE PODE
TRABALHAR PARA ADQUIRIR A SUA PASSAGEM. ENTÃO FOI UMA LUTA QUE
NÓS TIVEMOS ATÉ JUNTO A FETRANSPOR, JUNTO A RIO ÔNIBUS E
CONSEGUIMOS TER ESSE PASSE, E JUNTAMENTE COM ELES, ELES SEMPRE
JUNTO COM A GENTE, LUTANDO JUNTO.
LOUISE: POIS É IRACEMA, A GENTE AQUI DISCUTE MUITO A QUESTÃO DA
DISCRIMINAÇÃO,
PRINCIPALMENTE
COM
AS
PESSOAS
ENFIM...
NOS
TRABALHOS, NOS LUGARES PÚBLICOS, DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA. E
AGORA
VOCÊ
TÁ
COLOCANDO
A
QUESTÃO
DO
PRECONCEITO,
PRINCIPALMENTE DO PRECONCEITO DAS EMPRESAS EM CONTRATAR AS
PESSOAS COM TRANSTORNOS MENTAIS.
IRACEMA: OLHA, TRANSTORNO MENTAL, ELES NÃO CONTRATAM. EU
PARTICIPO DO NÚCLEO DE TRABALHO E SAÚDE MENTAL (NUSANTE), QUE É A
12
SECRETARIA ESTADUAL DE TRABALHO. NÓS ESTAMOS NO NUSAMTE DESDE
DOIS MIL, NÓS JÁ FIZEMOS TUDO MARINA, O EMPREGADO DIZ NA CARA DA
GENTE: "NÃO VOU EMPREGAR UM LOUCO", ELE VAI DESTRUIR A MINHA
EMPRESA, E NÃO É... VOCÊ CONVIVE AS VEZES COM PACIENTE QUE VOCÊ
NÃO DIZ, "PÔ ESSE É PACIENTE?", PORQUE ELES ESTÃO FAZENDO
TRATAMENTO. A DISCRIMINAÇÃO COMEÇA PELA FAMÍLIA, A FAMÍLIA É A
PRIMEIRA A DISCRIMINAR, QUER DIZER, SE É UM PACIENTE COM CONDIÇÕES
FINANCEIRAS BOAS, AQUELA FAMÍLIA PEGA ELE, TIRA DA SOCIEDADE E JOGA
LÁ PARA UMA CLÍNICA QUE ELES JULGAM BOA PORQUE PAGAM DOIS TRÊS
MIL REAIS POR MÊS, ELE ACHA QUE AQUELA PESSOA ESTÁ SENDO BEM
TRATADA, MAS NÃO ESTÁ. O TRATAMENTO DELE É JUNTO A FAMÍLIA, JUNTO A
SOCIEDADE.
LOUISE: E NESSE PROCESSO TODO COMO É QUE VOCÊ AVALIA A
IMPORTÂNCIA DA FAMÍLIA? VOCÊ ACHA QUE OS PACIENTES QUE OS
USUÁRIOS, QUE TEM UMA RELAÇÃO?
IRACEMA: OLHA A IMPORTÂNCIA DA FAMÍLIA, É POR ISSO QUE EU TRABALHO
JUNTO COM A FAMÍLIA. QUANDO EU FAÇO UM PASSEIO QUE A GENTE CORRE
ATRÁS DE ÔNIBUS, EU PROCURO LEVAR A FAMÍLIA TAMBÉM, PARA ESSA
FAMÍLIA SE CONSCIENTIZAR QUE AQUELA PESSOA QUE A FAMÍLIA TEM MEDO
DE SAIR, ELE FICA TRANQUILO, A GENTE VAI PARA A PRAIA, "AH! EU NÃO
TENHO CORAGEM DE SAIR COM ELE SOZINHO PARA IR PARA A PRAIA" E NÃO
É ASSIM, CONSIGO LEVÁ-LOS NO CARNAVAL TODO ANO EU CONSIGO TRINTA
VAGAS NO SETOR DE DEFICIENTE, E OUTRO QUE FOI UMA LUTA NOSSA PARA
A GENTE INSERIR TAMBÉM ELES, PORQUE NEM ISSO NÓS NÃO ESTÁVAMOS
CONSEGUINDO. ELES FALAVAM: "PRA DEFICIENTE A GENTE DÁ, AGORA PARA
DOENTE MENTAL TEMOS MEDO". JÁ É O QUARTO ANO QUE A GENTE VAI E
QUE NINGUÉM DIZ QUEM É USUÁRIO DE TRANSTORNO MENTAL. ENTÃO, SÃO
AVANÇOS QUE A GENTE VAI ADQUIRINDO JUNTOS O FAMILIAR E O USUÁRIO
DE SAÚDE MENTAL.
MARINA: É IRACEM ISSO TEM TUDO A VER COM O PRINCÍPIO DE
INTEGRALIDADE EM SAÚDE NÉ, QUE É UM DOS PRINCÍPIOS DO SUS QUE DIZ
RESPEITO AO ACOLHIMENTO E A ATENÇÃO E TAMBÉM O CUIDADO A CADA
INDIVÍDUO NÉ, A CADA USUÁRIO DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE. ENTÃO EU
VOU PEDIR PARA VOCÊ PASSAR AGORA OS CONTATOS DA APACOJUM PARA
13
OS NOSSOS OUVINTES, CASO ELES QUEIRAM SABER MAIS DO TRABALHO DE
VOCÊS E ENFIM... COMO ESTAR CONTRIBUINDO DE ALGUMA FORMA E
TAMBÉM
AGRADECER
A
PARTICIPAÇÃO,
OBRIGADA
PELOS
ESCLARECIMENTOS.
LOUISE: EU TAMBÉM QUERIA AGRADECER TÁ IRACEMA? AQUI QUEM FALA É
LOUISE.
IRACEMA: TÁ. SE VOCÊS PRECISAREM MAIS DE ALGUMA COISA E SE VOCÊS
QUISEREM TAMBÉM CONHECER, PORQUE EU ACHO QUE É LEGAL. É
ESTRADA RODRIGUES CALDA TRÊS MIL E QUATROCENTOS, SALA DUZENTOS
E SEIS, JACAREPAGUÁ TAQUARA. E O NOSSO TELEFONE PARA CONTATO É
(21) 2456-7643.
MARINA: EU QUERIA QUE VOCÊ SUGERISSE UMA MÚSICA IRACEMA PARA
ESTAR TOCANDO NO NOSSO PROGRAMA, UMA MÚSICA QUE TE FAÇA
PENSAR NA QUESTÃO DA INCLUSÃO, QUE TENHA A VER COM O SEU
TRABALHO.
IRACEMA: EU GOSTO MUITO DAQUELA MÚSICA DO RAUL SEIXAS.
MARINA: ENTÃO ESTÁ FEITO O PEDIDO.
3° PEDIDO DE MÚSICA:
Tente Outra Vez
Raul Seixas
Composição: Raul Seixas, Paulo Coelho e Marcelo Motta
VEJA
NÃO DIGA QUE A CANÇÃO ESTÁ PERDIDA
TENHA EM FÉ EM DEUS, TENHA FÉ NA VIDA
TENTE OU...TRA VEZ
BEBA
POIS A ÁGUA VIVA AINDA ESTÁ NA FONTE
14
VOCÊ TEM DOIS PÉS PARA CRUZAR A PONTE
NADA ACA...BOU, NÃO NÃO NÃO NÃO
TENTE
LEVANTE SUA MÃO SETENTA E RECOMECE A ANDAR
NÃO PENSE QUE A CABEÇA AGÜENTA SE VOCÊ PARAR,
HÁ UMA VOZ QUE CANTA, UMA VOZ QUE DANÇA, UMA VOZ QUE GIRA
BAILANDO NO AR
QUEIRA
BASTA SER SINCERO E DESEJAR PROFUNDO
VOCÊ SERÁ CAPAZ DE SACUDIR O MUNDO, VAI
TENTE OU...TRA VEZ
TENTE
E NÃO DIGA QUE A VITÓRIA ESTÁ PERDIDA
SE É DE BATALHAS QUE SE VIVE A VIDA
TENTE OUTRA VEZ
LOC: OBRIGADA IRACEMA, OUVIMOS TENTE OUTRA VEZ DE RAUL SEIXAS//
TEC: BG
LOC1: E AGORA CHEGOU A HORA DO REPONDE HELCIO// NOSSO PARCEIRO
HELCIO RIZZI, DA CORDE, A COORDENADORIA NACIONAL PARA INTEGRAÇÃO
DA PESSOA PORTADORA DE DEFICIÊNCIA, ESCLARECE AS DÚVIDAS DOS
OFICINEIROS DA INCLUSÃO E DAS PESSOAS NAS RUAS//
LOC: E LEMBRANDO AOS OUVINTES QUE É SEMPRE COM BASE NO DECRETO
CINCO MIL DUZENTOS E NOVENTA E SEIS DE DEZEMBRO DE DOIS MIL E
QUATRO//
LOC: HOJE QUEM PERGUNTA É O OFICINEIRO DA INCLUSÃO FÁBIO
MEIRELLES//
15
TEC: RESPONDE HELCIO
FÁBIO: UMA PESSOA LIGOU PARA A ESCOLA DE GENTE E PERGUNTOU A
RESPEITO DE NOTA FISCAL EM BRAILE. EU NÃO SEI SE ISSO É UMA COISA
QUE O DECRETO PREVÊ, ACREDITO QUE NÃO. MAS, O QUE QUÊ TEM DE
LEGISLAÇÃO OU DE MOVIMENTO COM RELAÇÃO A NOTA FISCAL EM BRAILE?
HÉLCIO RIZZI: TRATA-SE DIRETAMENTE AOS ASPECTOS QUE ENVOLVEM,
POR EXEMPLO, A RECEPÇÃO DA PESSOA NA COMPRA DE QUALQUER
PRODUTO, DA SUA NOTA FISCAL PARA QUE ELA TENHA ACESSO, UMA
PESSOA COM DEFICIÊNCIA VISUAL, TENHA ACESSO AS INFORMAÇÕES QUE
ESTÃO DISPONÍVEIS ALI NAQUELA RECEITA, OU SEJA, INFORMAÇÕES, POR
EXEMPLO, QUE SEJAM EM BRAILE. ESSA QUESTÃO É UMA QUESTÃO MUITO
IMPORTANTE, ELA VAI ENVOLVER NÃO SÓ O PODER PÚBLICO, MAS TAMBÉM
DE INSTITUIÇÕES PRIVADAS E O MOVIMENTO DAS PESSOAS COM
DEFICIÊNCIA DE UMA GRANDE MOBILIZAÇÃO, UMA CAMPANHA NESSE
SENTIDO, EU CREIO QUE ISSO É TAMBÉM DE RESPONSABILIDADE DO PODER
PÚBLICO PARA QUE NÓS ENCONTREMOS AÍ UMA SOLUÇÃO, PARA QUE
ESSAS PESSOAS, AS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA VISUAL, POSSAM TER
ACESSO A ESSAS INFORMAÇÕES QUE CONTÉM ALI NAS SUAS NOTAS
FISCAIS. É BOM DESTACAR QUE ALGUNS ITENS DE EXIGÊNCIA, DE
INFORMAÇÕES EM BRAILE JÁ EXISTEM E ESTÃO PREVISTAS NO DECRETO
CINCO MIL DUZENTOS E NOVENTA E SEIS (5296), COMO POR EXEMPLO NO
PRÓPRIO ARTIGO CINQUENTA E OITO DESSE DECRETO, QUANDO DIZ QUE O
PODER PÚBLICO ADOTARÁ MECANISMOS DE INCENTIVO PARA TORNAR
DISPONÍVEIS EM MEIO ELETRÔNICO E EM FORMATO DE TEXTOS AS OBRAS
PUBLICADAS NO PAÍS. E NO ARTIGO PRIMEIRO, NO PARÁGRAFO PRIMEIRO
DESSE MESMO ARTIGO, DIZ QUE A PARTIR, SEIS MESES DA PUBLICAÇÃO DO
DECRETO, A INDÚSTRIA DE MEDICAMENTOS DEVERÁ DISPONIBILIZAR,
MEDIANTE SOLICITAÇÕES EXEMPLARES DE BULA DOS MEDICAMENTOS EM
MEIO MAGNÉTICO, BRAILE E EM FONTE AMPLIADA QUE É TAMBÉM UM
AVANÇO NESSE SENTIDO. OUTRO ASPECTO TAMBÉM QUE ESTÁ COLOCADO
NO ARTIGO CINQUENTA E OITO, NO PARÁGRAFO SEGUNDO, DIZ RESPEITO
TAMBÉM AOS FABRICANTES DE EQUIPAMENTOS ELETRO ELETRÔNICOS E
MECÂNICOS DE USO DOMÉSTICOS QUE DEVERÃO DISPONIBILIZAR SEMPRE
MEDIANTE SOLICITAÇÃO EXEMPLARES DOS MANUAIS DE INSTRUÇÃO EM
16
MEIO MAGNÉTICO, BRAILE E EM FONTE AMPLIADA PARA QUEM TEM
DIFICULDADES NA SUA PERCEPÇÃO VISUAL DE QUALQUER INFORMAÇÃO, OU
SEJA, ALGUMAS QUESTÕES JÁ ESTÃO PREVISTAS NO DECRETO 5296, MAS
OUTRAS, POR EXEMPLO, COMO ESSA DAS NOTAS FISCAIS, DA EXIGÊNCIA
QUE SEJA DISPONIBILIZADA EM BRAILE NOTAS FISCAIS, ESSA QUESTÃO NÃO
ESTÁ COLOCADA DE UMA FORMA EXPLÍCITA, MAS CERTAMENTE VAI
MERECER QUE A GENTE, QUE NÓS PODER PÚBLICO E A SOCIEDADE DE UMA
FORMA GERAL, COMECEMOS A ESTAR TOMANDO AS PROVIDÊNCIAS PARA
QUE TENHAMOS O MAIS BREVEMENTE POSSÍVEL UMA SOLUÇÃO, PARA QUE
GARANTA AS PESSOAS CEGAS E ENFIM QUE SÃO TAMBÉM CONSUMIDORES,
GARANTAM A ELAS AS INFORMAÇÕES QUE ALI ESTÃO DISPONÍVEIS NAS
SUAS NOTAS FISCAIS. ENTÃO, ESSE É UM PASSO QUE A GENTE VAI TER QUE
ESTAR TOMANDO E CERTAMENTE EM CONJUNTO COM TODA A SOCIEDADE,
COM TODOS OS EMPREENDEDORES ENFIM, ISSO ENVOLVE ASPECTOS
ECONÔMICOS CERTAMENTE, E QUE CERTAMENTE É DO INTERESSE DA
ECONOMIA DE UMA FORMA GERAL E TODAS ESSAS PESSOAS QUE SÃO
CONSUMIDORES TENHAM ACESSO A ESSAS QUESTÕES DE FATURAS E DE
NOTAS FISCAIS QUE RECEBEM QUANDO DA COMPRA DE ALGUM TIPO DE
EQUIPAMENTO. ENTÃO EM LINHAS GERAIS ESSA É UMA POSIÇÃO QUE NÃO
ESTÁ EXPLÍCITA NO DECRETO, MAS QUE CERTAMENTE PODE SER OBJETO E
DEVE SER OBJETO DE DISCUSSÃO DO PODER PÚBLICO E DA SOCIEDADE DE
UMA FORMA GERAL.
TEC: BARULHO DE TELEFONE
4° PEDIDO DE MÚSICA:
"OLÁ EU SOU SABRINA TRICA OFICINEIRA DA INCLUSÃO E EU GOSTARIA DE
PEDIR RETRATOS DE IAIÁ DOS LOS HERMANOS"
Retrato pra Iaiá
Los Hermanos
Composição: Marcelo Camelo e Rodrigo Amarante
IAIÁ, SE EU PECO É NA VONTADE
DE TER UM AMOR DE VERDADE.
POIS É QUE ASSIM, EM TI, EU ME ATIREI
17
E FUI TE ENCONTRAR
PRA VER QUE EU ME ENGANEI.
DEPOIS DE TER VIVIDO O ÓBVIO UTÓPICO
- TE BEIJAR - E DE TER BRINCADO SOBRE A SINCERIDADE
E DIZER QUASE TUDO QUANTO FOSSE NATURAL ...
EU FUI PRAÍ TE VER, TE DIZER:
DEIXA SER.
COMO SERÁ QUANDO A GENTE SE ENCONTRAR ?
NO PÉ, O CÉU DE UM PARQUE A NOS TESTEMUNHAR.
DEIXA SER COMO SERÁ!
EU VOU SEM ME PREOCUPAR.
E CRER PRA VER O QUANTO EU POSSO ADIVINHAR.
DE PERTO EU NÃO QUIS VER
QUE TODA A ANUNCIAÇÃO ERA VÃ.
FUI SABER TÃO LONGE
- MESMO VC VIU ANTES DE MIM QUE EU TE OLHANDO VIA UMA OUTRA MULHER.
E AGORA O QUE SOBROU:
UM FILME NO CLOSE PRO FIM.
NUM RETRATO-FALADO EU FICHADO
EXPOSTO EM DIAGNOSTICO.
ESPECIALISTAS ANALISAM E SENTENCIAM:
"DEIXA SER COMO SERÁ.
TUDO POSTO EM SEU LUGAR".
ENTÃO TENTAR PREVER SERVIU PRA EU ME ENGANAR.
DEIXA SER.
COMO SERÁ.
EU JÁ POSTO EM "MEU LUGAR"?
NUM CONTINENTE AO REVÉS,
EM PRETO E BRANCO, EM HOTÉIS.
NUMA MOLDURA CLARA E SIMPLES SOU AQUILO QUE SE VÊ.
18
LOC: OBRIGADA SABRINA, OUVIMOS RETRATO PRA IAIÁ DOS LOS
HERMANOS//
TEC: PREFIXO ANTENAS DA INCLUSÃO
TEC: BAIXAR BG
LOC: DE ACORDO COM A
PESQUISA DIVULGADA NA ÚLTIMA EDIÇÃO DO
('BRITISH
OPHTHALMOLOGY')
JOURNAL
OF
JORNAL
BRITÂNICO
DE
OFTALMOLOGIA, CONVIVER COM UM FUMANTE POR CINCO ANOS DOBRA O
RISCO DE DESENVOLVIMENTO DA DOENÇA, CONHECIDA POR DEGENERAÇÃO
MACULAR// UMA DAS CAUSAS MAIS COMUNS DE CEGUEIRA// O ESTUDO FOI
DESENVOLVIDO POR PESQUISADORES DA UNIVERSIDADE DE CAMBRIDGE,
NA INGLATERRA//
LOC: A PESQUISA MOSTROU QUE PESSOAS QUE FUMAM UM MAÇO DE
CIGARROS OU MAIS POR DIA TÊM TRÊS VEZES MAIS CHANCE DE
DESENVOLVER A DOENÇA// JÁ OS EX-FUMANTES TÊM RISCO SEMELHANTE
AO DOS NÃO-FUMANTES// A DEGENERAÇÃO MACULAR COSTUMA ATINGIR
PESSOAS NA FAIXA DOS 50 ANOS E AFETA A PARTE CENTRAL DA RETINA,
QUE É FUNDAMENTAL PARA A LEITURA E PARA A CONDUÇÃO DE VEÍCULOS//
MAIS
INFORMAÇÕES
ATRAVÉS
DO
SITE
DO
JORNAL
BRITÂNICO
DE
OFTALMOLOGIA: HTTP://BJO.BMJJOURNALS.COM/
TEC: PONTUA BG
LOC: ENTRE OS DIAS 23 E 26 DE MARÇO SERÁ REALIZADO O FÓRUM MUNDIAL
DE EDUCAÇÃO EM NOVA IGUAÇU//
LOC: O FÓRUM MUNDIAL DE EDUCAÇÃO DE NOVA IGUAÇU TERÁ COMO TEMA
CENTRAL A EDUCAÇÃO CIDADÃ, CUJA MARCA É A BUSCA DA GARANTIA DOS
DIREITOS SOCIAIS PARA TODOS OS SERES HUMANOS//
LOC: UM DOS OBJETIVOS DO EVENTO É SE TRANSFORMAR NUM ESPAÇO
PARA FORMULAÇÃO DE ALTERNATIVAS EDUCACIONAIS CIDADÃS, TROCA DE
19
EXPERIÊNCIAS E PARA A CONSTRUÇÃO DE ARTICULAÇÕES ORGÂNICAS,
TÁTICAS
E
MOVIMENTOS
ESTRATÉGICAS,
SOCIAIS
E
ENTRE
POPULARES,
GOVERNOS,
SINDICATOS
UNIVERSIDADES,
E
ENTIDADES
RELIGIOSAS// ALÉM DISSO, O FÓRUM PRETENDE CONTRIBUIR PARA A
CONSTRUÇÃO
DA
PLATAFORMA
MUNDIAL
DE
EDUCAÇÃO//
MAIS
INFORMAÇÕES NO SITE: WWW.FORUMMUNDIALEDUCACAO.ORG//
TEC: VINHETA ANTENAS DA INCLUSÃO
TEC: BARULHO DE TEL
6° PEDIDO DE MÚSICA:
"OI PESSOAL EU SOU DIEGO MOLINA DIRETOR DO GRUPO OS INCLUSOS E OS
CISOS E EU GOSTARIA DE PEDIR BREJO DA CRUZ DO CHICO BUARQUE"
Brejo da Cruz
Chico Buarque
Composição: Chico Buarque
A NOVIDADE
QUE TEM NO BREJO DA CRUZ
É A CRIANÇADA
SE ALIMENTAR DE LUZ
ALUCINADOS
MENINOS FICANDO AZUIS
E DESENCARNANDO
LÁ NO BREJO DA CRUZ
ELETRIZADOS
CRUZAM OS CÉUS DO BRASIL
NA RODOVIÁRIA
ASSUMEM FORMAS MIL
UNS VENDEM FUMO
TEM UNS QUE VIRAM JESUS
20
MUITO SANFONEIRO
CEGO TOCANDO BLUES
UNS TÊM SAUDADE
E DANÇAM MARACATUS
UNS ATIRAM PEDRA
OUTROS PASSEIAM NUS
MAS HÁ MILHÕES DESSES SERES
QUE SE DISFARÇAM TÃO BEM
QUE NINGUÉM PERGUNTA
DE ONDE ESSA GENTE VEM
SÃO JARDINEIROS
GUARDAS NOTURNOS, CASAIS
SÃO PASSAGEIROS
BOMBEIROS E BABÁS
JÁ NEM SE LEMBRAM
QUE EXISTE UM BREJO DA CRUZ
QUE ERAM CRIANÇAS
E QUE COMIAM LUZ
SÃO FAXINEIROS
BALANÇAM NAS CONSTRUÇÕES
SÃO BILHETEIRAS
BALEIROS E GARÇONS
JÁ NEM SE LEMBRAM
QUE EXISTE UM BREJO DA CRUZ
QUE ERAM CRIANÇAS
E QUE COMIAM LUZ
LOC: OBRIGADA DIEGO, OUVIMOS BREJO DA CRUZ DE CHICO BUARQUE NA
VOZ DE JOÃO BOSCO//
21
TEC: BG INSTRUMENTAL DO RAP
LOC2:POIS É LOUISE, CHEGOU A HORA DA GENTE SE DESPEDIR// ESPERO
QUE VOCÊS,
AMIGOS E AMIGAS OUVINTES, TENHAM GOSTADO
DO
PROGRAMA DE HOJE //
LOC1: É ISSO AÍ, MARINA// MAS NA SEMANA QUE VEM ESTAMOS DE VOLTA //
LOC2: COM CERTEZA, E QUEREMOS CONTINUAR EM CONTATO COM VOCÊS
OUVINTES//
LOC1: ENTÃO DEIXE SEU RECADO PARA A GENTE PELO TELEFONE DA
CENTRAL DE ATENDIMENTO AO OUVINTE: 21 22528413, 22528413//
LOC1: OU MANDE SUAS CRÍTICAS, SUGESTÕES DE PAUTA, DENÚNCIAS PARA
O E-MAIL : [email protected] // LEMBRANDO
AOS OUVINTES QUE É TUDO JUNTO E SEM ACENTO//
LOC1: VOCÊ TAMBÉM PODE ACESSAR O CONTEÚDO DOS PROGRAMAS PELO
SITE DA ESCOLA DE GENTE WWW.ESCOLADEGENTE.ORG.BR//
LOC2: NÓS TRANSCREVEMOS CADA EDIÇÃO DO PROGRAMA PARA QUE AS
PESSOAS SURDAS OU COM DEFICIÊNCIA AUDITIVA TAMBÉM POSSAM
ACOMPANHAR// ELAS TAMBÉM SÃO ÚTEIS COMO FONTE DE PESQUISA//
LOC1: TENHAM UM ÓTIMO DOMINGO //
LOC2: ATÉ SEMANA QUE VEM, ÀS DUAS DA TARDE, AQUI NA SUA RÁDIO MEC//
TEC: CRÉDITOS
LOC2: PRODUÇÃO: PAULO COSTA E FÁBIO MEIRELLES//
LOC1: REPORTAGEM: DANIELLE BASTO//
22
LOC2: TRANSCRIÇÃO: SABRINA TRICA
LOC2: APRESENTAÇÃO: MARINA MARIA//
LOC1: E LOUISE STORNI//
LOC2: NA TÉCNICA: KID, LAERTE E SOUZA //
TEC: VINHETA DE FECHAMENTO
EI, EI, OLHA EU AÍ
EI, EI, SE LIGA AÍ
PARA COM ESTE PAPO DE QUERER ME EXCLUIR
MEU RAP VAI FAZER SEU PRECONCEITO CAIR
OFICINEIROS DA INCLUSÃO – TRABALHANDO PELA DIVERSIDADE // UMA
PARCERIA DA ONG ESCOLA DE GENTE E DA RÁDIO MEC //
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

paulo

2 Cartões paulonetgbi

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

teste

2 Cartões juh16

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Criar flashcards