I N S S

Propaganda
INTERPRETAÇÃO DE TEXTOS
INSS
MUITO CUIDADO COM ALGUMAS ARMADILHAS QUE SÃO
RECORRENTES NAS PROVAS DE LÍNGUA PORTUGUESA:
1 – Tipologia textual:
 Quando o item estiver cobrando a predominância de um
tipo textual, procure levar em consideração a intenção do
autor ao escrever o texto e não apenas a sua estruturação.
Assim:
•
Quando a intenção do autor for apenas contar histórias ou relatar fato – há
predomínio da TIPOLOGIA NARRATIVA.
•
Se a intenção for a de detalhar, caracterizar objetos, pessoas, ambientes ou
situações – há predomínio da TIPOLOGIA DESCRITIVA.
•
Ocorrendo uma intenção maior do autor de defender pontos de vista numa
tentativa
de
convencer
o
leitor
–
haverá
predominância
do
tipo
DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO.
•
Caso a intenção seja de apenas expor as ideias e dar informações ao leitor,
haverá preponderância do tipo DISSERTATIVO-EXPOSITIVO.
•
Se houver a intenção de dar ordens, avisos, conselhos, instruções; fazer
advertências ou prescrever – o texto será predominantemente INJUNTIVO
(ou INSTRUCIONAL ou PRESCRITIVO).
OBSERVE OS DOIS EXEMPLOS QUE SEGUEM:
CESPE | CEBRASPE – FUB – Aplicação: 2015.
No que se refere à tipologia textual e às estruturas linguísticas do
texto acima, julgue os itens.
24. Predomina no fragmento o tipo textual injuntivo ou prescritivo, visto que o
texto tem como objetivo oferecer orientações ao futuro funcionário.
CESPE/UnB – ABIN/Agente de Inteligência
Em relação ao texto acima, julgue os itens a seguir.
1. No texto, de tipologia predominantemente narrativa, o autor apresenta a
forma de atuação dos terroristas no cenário internacional.
Quando o CESPE cobrar, na assertiva do item, o TEXTO
INFORMATIVO, veja quais tipologias (e gêneros) podem ser
informativos:
 os textos “dissertativos expositivos”;
 as notícias (tipologia narrativa);
 alguns textos injuntivos/instrucionais.
Cuidado com os textos em que haja imagens – como
infográficos, charges, cartuns e tiras de quadrinhos:
 Se o texto for veiculado apenas por meio de imagens: tratase de TEXTO NÃO-VERBAL.
 Se o texto mesclar imagens e linguagem escrita: trata-se de
TEXTO VERBO-VISUAL.
2 - Reescrituras de trechos e parágrafos:
 Leia com atenção redobrada a assertiva: verifique se
menciona apenas a correção gramatical, apenas a relação de
sentido, ou ambas (correção gramatical e relação de
sentido).
Observe os exemplos abaixo:
CESPE/UnB 2011 – TCU/ – Analista de Controle Externo.
1. Mantém a correção gramatical do texto a seguinte reescrita do trecho
“e abre o caminho para a realização” como “e deixa aberto o caminho
à realização”.
CESPE/UnB - DPF – Agente de Polícia Federal.
1. Com correção gramatical, o período “A rigor, não há grande diferença
entre o emprego dessas duas palavras na psicanálise e no materialismo
histórico” poderia, sem se contrariar a ideia original do texto, ser assim
reescrito: Caso se proceda com rigor, a análise desses conceitos,
verifica-se que não existe diferenças entre eles.
01. Sobre os aspectos semânticos e estilísticos do texto, julgue.
1. O termo “então” (L.5) retoma, por mecanismo de coesão textual, a
palavra “tristezas”.
2. Na linha 1, verifica-se a presença de antítese.
3. A expressão “comemorar os que se foram” (L.2) é construída a partir
do processo de suavização das ideias.
4. Na linha 5, há presença de comparação.
5. O último período do texto é construído sob o eixo da hipérbole.
6. O termo “vale” (L.6) tem caráter polissêmico na língua portuguesa e
no texto foi usado como uma forma verbal.
04. Com referência à compreensão e à interpretação do texto
acima, julgue os itens seguintes.
1. Pela atitude assumida pelo narrador, um título também adequado ao
texto seria: A vingança.
2. A frase “e com isso a aranha não contava” (L.10) evidencia a
atribuição de característica humana à aranha.
3. A forma como o narrador pretendia salvar a mariposa está implícita
na frase “Ergo a mão” (L.14).
4. No segundo parágrafo, o sentido expresso em “mas não faço
alegoria” (L.1) é reiterado no período seguinte, em que é
explicitada uma relação possível entre o mundo animal e o humano.
5. Considerando-se o sentido que assume no texto e a função sintática
que exerce na oração, a expressão “à minha mesa de trabalho”
(L.2) corresponde corretamente a na minha escrivaninha.
6. O poder de arbítrio que o narrador personagem experimentou na
situação relatada está representado pelas expressões “uma
divindade irresoluta” (L.14) e “minha mão onipotente” (L.15).
03. A respeito das ideias e das estruturas morfossintáticas do
texto acima, julgue os itens a seguir.
1. O assunto do texto extrapola o fato ocorrido no zoológico,
como já se observa no primeiro parágrafo, pelo emprego da
expressão “cabeça de fábula” e da sentença “É a própria
imagem da solidão”.
2. A frase “Todo homem solitário é uma girafa” (L.4) tem
sentido figurado.
3. Na linha 5, o substantivo “inseto” foi empregado em sentido
genérico, podendo ser, portanto, substituído por insetos,
sem que haja alteração de sentido original do texto.
4. O texto, dado o seu teor reflexivo, tem predominância da
tipologia dissertativa.
5. Na linha 8, a preposição “por” tem o mesmo sentido da
locução apesar de; ambas estabelecem relação de
contraste e oposição.
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

teste

2 Cartões juh16

Criar flashcards