Biologia 3 aula 1

Propaganda
Biologia 3
aula 1
COMENTÁRIOS – ATIVIDADES
1.
PARA
COMENTÁRIOS – ATIVIDADES PROPOSTAS
1.
SALA
Frase 1: “Alimentação e abrigo são necessidades de uma
planta” – assim como os demais seres vivos, as plantas necessitam de alimentos para a sua sobrevivência. Neste caso, sendo autótrofas, as plantas possuem a capacidade de
sintetizar seu próprio alimento, através do processo fotossintético, em que compostos inorgânicos do meio são utilizados como substrato para a síntese de compostos orgânicos, os quais, uma vez metabolizados, disponibilizam o conteúdo energético acumulado nas suas ligações químicas.
Portanto, a frase 1 está errada.
Frase 2: “Acresça-se sexo e estaremos no reino animal” –
nesta frase, pode-se perceber o sentido da palavra sexo
como indicativo de reprodução sexuada. Assim sendo, fazse necessário o esclarecimento de que reprodução sexuada
diz respeito, de uma maneira geral, à formação de novos
indivíduos, permeada pela ocorrência de meiose e de fecundação, culminando com o surgimento de novas sequências gênicas, fato que contribui para a variabilidade
genética dos organismos, ponto-chave no estudo da evolução das populações. Desta forma, não apenas os animais,
mas também as plantas, os fungos e os protoctistas exibem
mecanismos que envolvem os processos acima citados.
Portanto, a frase 2 está errada.
Frase 3: “Um pouco mais de afeto e estaremos no espaço
dos bichos de estimação” – não somente os animais ditos de
estimação desenvolvem um laço de afetividade com os seus
“donos”. É bem mais fácil perceber isto, em virtude da facilidade com que nos deparamos com tais exemplos. Mas o
sentimento de afetividade não se limita a essa relação homem-animal irracional. É bastante evidente, a título de exemplo, o carinho e o zelo que as mães dispensam para seus
filhotes, buscando-lhes alimento e protegendo-lhes do ataque de predadores. E quem disse que um ato altruísta não
reflete um sentimento de afetividade para com os demais da
mesma espécie? Apoie-se no exemplo de uma gazela, ao avistar um leão, começar a pular bem alto e a emitir sons que
sinalizam a presença do perigo. Enquanto avisa aos demais
sobre a ameaça iminente, a gazela se expõe cada vez mais
ao predador. Portanto, a frase 3 está errada.
Resposta correta: B
2.
Na partenogênese ocorre o desenvolvimento de um
óvulo sem ser fecundado. É clássico o caso de abelhas,
em que os óvulos produzidos pela rainha e que são fecundados dão origem a fêmeas diploides, enquanto os
óvulos não fecundados desenvolvem-se e originam machos haploides (os zangões). Este tipo de partenogênese, considerada natural, é conhecida como arrenótoca,
por produzir apenas machos. É também facultativa, uma
vez que há formação de indivíduos diploides e outros
haploides. Na partenogênese telítoca, que ocorre em
pulgões, insetos parasitas de plantas, produzem-se apenas fêmeas. A partenogênese é dita deuterótoca quando produz machos e fêmeas, fenômeno que ocorre
também nos pulgões.
Resposta correta: B
3.
As hidras, pólipos de hidrozoários, formam rapidamente
pequenos brotos que posteriormente se soltam, originando indivíduos independentes. Em certas espécies, os brotos permanecem unidos, formando colônias.
Resposta correta: C
4.
Resposta correta: B
2.
Na partenogênese ocorre o desenvolvimento de um óvulo
sem ser fecundado. É clássico o caso de abelhas, em que
os óvulos produzidos pela rainha e que são fecundados
dão origem a fêmeas diploides, enquanto os óvulos não fecundados desenvolvem-se e originam machos haploides
(os zangões). Este tipo de partenogênese, considerada natural, é conhecida como arrenótoca, por produzir apenas
machos. É também facultativa, uma vez que há formação
de indivíduos diploides e outros haploides. Na partenogênese telítoca, que ocorre em pulgões, insetos parasitas de
plantas, produzem-se apenas fêmeas. A partenogênese é
dita deuterótoca quando produz machos e fêmeas, fenômeno que ocorre também nos pulgões.
A reprodução sexuada aumenta a variabilidade genética
numa população de determinada espécie, porque os
descendentes assim originados diferem geneticamente
de seus pais.
Divisão binária, cissiparidade ou bipartição: ocorre a
divisão do indivíduo em dois novos organismos. Embora
seja característica de unicelulares, como bactérias, paramécios, amebas, algas, ocorre em planárias e também
em poliquetos (anelídeos marinhos).
Resposta correta: A
Resposta correta: A
5.
3.
–
–
O brotamento, por ser uma modalidade de reprodução assexuada, não favorece a diversidade genética
dos seres vivos que se utilizam de tal recurso reprodutivo.
A regeneração não se constitui em uma forma de reprodução propriamente dita, visto que, por esse mecanismo, não são gerados novos indivíduos, atuando
apenas na restituição de partes corporais submetidas
à injúrias.
Resposta correta: A (V, F, V, F, V)
4.
Os indivíduos gerados são idênticos geneticamente; portanto, clones. Alterações no material genético dessas células provêm de mutações que ocorrem ao acaso.
Na partenogênese ocorre o desenvolvimento de um
óvulo sem ser fecundado. É clássico o caso de abelhas,
em que os óvulos produzidos pela rainha e que são fecundados dão origem a fêmeas diploides, enquanto os
óvulos não fecundados desenvolvem-se e originam machos haploides (os zangões). Este tipo de partenogênese, considerada natural, é conhecida como arrenótoca,
por produzir apenas machos. É também facultativa, uma
vez que há formação de indivíduos diploides e outros
haploides. Na partenogênese telítoca, que ocorre em
pulgões, insetos parasitas de plantas, produzem-se apenas fêmeas. A partenogênese é dita deuterótoca quando produz machos e fêmeas, fenômeno que ocorre
também nos pulgões.
Resposta correta: B
Resposta correta: B
3ª SÉRIE E EXTENSIVO OLÍMPICOS
|
VOLUME 1
|
BIOLOGIA 3
1
6.
aula 2
O brotamento é um tipo de reprodução assexuada, em
que a partir de um indivíduo surge um broto lateral que
cresce até o tamanho original, podendo permanecer unido ao ser que o formou ou separar-se e viver independentemente. Ocorre em poríferos, cnidários, ascídias,
leveduras, dentre outros.
COMENTÁRIOS – ATIVIDADES
PARA
SALA
1.
Resposta correta: D
7.
I.
Na partenogênese ocorre o desenvolvimento de um
óvulo sem ser fecundado. É clássico o caso de abelhas,
em que os óvulos produzidos pela rainha e que são fecundados dão origem a fêmeas diploides, enquanto os
óvulos não fecundados desenvolvem-se e originam machos haploides (os zangões). Este tipo de partenogênese, considerada natural, é conhecida como arrenótoca,
por produzir apenas machos. É também facultativa, uma
vez que há formação de indivíduos diploides e outros
haploides. Na partenogênese telítoca, que ocorre em
pulgões, insetos parasitas de plantas, produzem-se apenas fêmeas. A partenogênese é dita deuterótoca quando produz machos e fêmeas, fenômeno que ocorre
também nos pulgões.
Falsa: Quadro 1 – estágio diploide
Quadro 2 – estágio haploide
II. Verdadeira
III. Falsa: a mitose ocorre em todas as células somáticas,
inclusive nas células germinativas, e resulta na manutenção do número de cromossomos nas célulasfilhas.
IV. Verdadeira.
Resposta correta: C
2.
Resposta correta: A
Resposta correta: D
3.
8.
I.
II.
III.
IV.
V.
Falsa: É de ocorrência entre animais, vegetais, fungos
e protoctistas.
Falsa: Os procariontes são todos unicelulares.
Verdadeira
Falsa: A enxertia representa o transplante de uma muda, chamada cavaleiro ou enxerto, em outra planta provida de raízes, denominada de cavalo ou porta-enxerto.
Este deve ser de uma planta da mesma espécie do cavaleiro ou de espécies próximas. Portanto, não há cruzamento entre plantas.
Verdadeira
Resposta correta: C
9.
O brotamento constitui uma modalidade de reprodução
assexuada marcada pelo crescimento de brotos junto à
superfície corporal (seres multicelulares) ou simplesmente ligado a uma célula (seres unicelulares). Tais brotos
podem permanecer ligados à estrutura original, formando as colônias, ou ainda desprenderem-se, favorecendo
a dispersão dos novos indivíduos no ambiente em que
vivem.
Resposta correta: A
10.
Reprodução sexuada: I e IV
Reprodução assexuada: III e V
11. Pares de genes com segregação independente: AaBbDdEe
Número de gametas diferentes produzidos pela rainha:
n
2 , onde n é o número de heterozigotos
4
Portanto, 2 =16; 16 gametas distintos.
Como os zangões são formados por partenogênese,
tem-se 16 tipos diferentes de genótipos para os zangões
formados.
Resposta correta: E
2
Pré-copulatórios: isolamento sazonal ou de hábitat,
isolamento etológico e isolamento mecânico.
Pós-copulatórios: esterilidade do híbrido, inviabilidade do
híbrido, mortalidade gamética e mortalidade zigótica.
3ª SÉRIE E EXTENSIVO OLÍMPICOS
|
Nas minhocas, a face ventral de cada um dos segmentos
de números 6, 7 e 8 apresenta três pares de orifícios.
Cada um deles corresponde à abertura de uma bolsa de
paredes musculares, denominada receptáculo seminal,
os quais têm por função armazenar os espermatozoides
recebidos de outra minhoca durante o ato sexual.
Na região do clitelo, em posição ventral, há um par de
orifícios denominados poros genitais femininos, que se
conectam internamente a duas estruturas em forma de
funil, os ovidutos. Estes capturam os óvulos produzidos
e liberados por um par de ovários e os conduzem ao poro genital feminino.
As partes reprodutoras masculinas da minhoca consistem
em dois pares de testículos, dois pares de vesículas seminais, um par de túbulos seminíferos e um par de glândulas
prostáticas. Os espermatozoides produzidos pelos testículos migram para as vesículas seminais, onde ficam armazenados. Durante a cópula, os espermatozoides passam para os túbulos seminíferos e recebem a secreção
nutritiva das glândulas prostáticas. Os espermatozoides e
o líquido prostático compõem o esperma ou sêmen, eliminado pelos poros genitais masculinos. Junto dos poros
genitais, na parte externa do corpo, há estruturas semelhantes a ventosas, as papilas genitais, cuja função é manter as minhocas unidas durante o acasalamento.
À noite as minhocas saem de seus túneis subterrâneos e
acasalam-se. Com as extremidades posteriores ainda
dentro dos túneis, duas minhocas sexualmente maduras
copulam, unindo as superfícies ventrais. Os animais orientam-se em sentidos opostos, de maneira que os poros
genitais masculinos de um entrem em contato com os
receptáculos seminais do outro e vice-versa. Cada uma
das minhocas elimina esperma nos receptáculos seminais do parceiro. Depois da troca recíproca de esperma
elas se separam.
Após a separação, cada minhoca passa a secretar um
tubo mucoso em torno do clitelo. Em seguida, alguns
óvulos são eliminados nesse tubo mucoso que, posteriormente, formará um casulo protetor. Contrações da parede do corpo fazem o tubo mucoso deslocar-se em direção da extremidade anterior. Quando o tubo passa
VOLUME 1
|
BIOLOGIA 3
pelos receptáculos seminais, estes se contraem e eliminam esperma armazenado sobre os óvulos. A fecundação ocorre dentro do casulo, fora do corpo da minhoca;
fala-se, por isso, em fecundação externa. O casulo desliza até ser expelido, fechando-se nas extremidades. Os
ovos desenvolvem-se no interior do casulo. Não há estágio larval; as minhocas, portanto, apresentam desenvolvimento direto.
3.
Os zangões, por serem haploides, não apresentam variabilidade genética.
Deve-se atentar para o fato de que alterações no DNA,
que proporcionam o surgimento de novas características,
ou seja, que aumentam a variabilidade genética dos indivíduos, podem também ser provenientes de mutações e não
apenas de recombinações que ocorrem quando do crossing-over durante a meiose.
Resposta correta: E
Resposta correta: D
4.
–
–
–
–
*
Da gametogênese resulta na formação de um ovócito II e três corpúsculos polares, os quais sofrem atresia (degeneram-se).
A reprodução assexuada é vista em diversos exemplos
de seres vivos, unicelulares e multicelulares, de bactérias
a animais, passando por protistas, fungos e vegetais.
Antes de tudo, deve-se entender que clonagem designa a ocorrência de fenômeno em que a partir de
um único indivíduo é(são) formado(s) outro(s) de
mesma constituição genética. Deste modo, as técnicas
de clonagem de seres vivos não se constituem em ferramentas recentes na biologia. Ao contrário, a propagação vegetativa de certos cultivares, há muito tempo
pelo homem, é um exemplo clássico de uso das técnicas de clonagem. Entretanto, com os avanços da biologia molecular é possível obterem-se clones de seres
considerados mais complexos, como os mamíferos.
A fertilização in vitro, muitas vezes denominada “bebê de proveta”, representa a ocorrência de fecundação fora do corpo, em condições laboratoriais. Os
embriões resultantes da fertilização in vitro são transferidos para o útero, aproximadamente 72 horas após
a captação de óvulos. É uma técnica alternativa para
o tratamento dos casos de infertilidade tubária, ou
seja, para aquelas pacientes em que as trompas estão ausentes ou irreparavelmente obstruídas.
Vale ressaltar que a reprodução assexuada forma
clones desde que não haja a ocorrência de mutações. Estas, que ocorrem de forma aleatória, respondem pela baixa variabilidade genética vista nos indivíduos oriundos desta modalidade de reprodução.
4.
Esses animais (sapo – cordado/anfíbio; cobra – cordado/réptil; aranha – artrópode/quelicerado; escorpião –
artrópode/quelicerado) apresentam diversos comportamentos reprodutivos, sendo que apenas o sapo exibe
fecundação externa.
Resposta correta: E
5.
A capacidade de reprodução e a capacidade de se
transferir às gerações seguintes são características fundamentais para a perpetuação das espécies no planeta.
Resposta correta: E
6.
I.
II.
III.
IV.
V.
Resposta correta: F, V*, F, V, F, V, F
COMENTÁRIOS – ATIVIDADES PROPOSTAS
1.
Falsa: Nas formigas da estirpe pixixica, pode-se dizer
que os machos são filhos apenas dos pais, mas nas
outras espécies, os machos são oriundos de uma partenogênese tradicional, em que os óvulos dão origem aos machos.
Verdadeira
Falsa: A partenogênese é de ocorrência natural entre
os insetos da ordem Hymenoptera, como formigas,
abelhas e vespas, e não está relacionada com o número de machos nesses grupos.
Verdadeira
Falsa: Nas abelhas, a rainha pode pôr dois tipos de
ovos: não-fecundado e fecundado. Os primeiros originam machos haploides, com cromossomos exclusivamente maternos (fenômeno conhecido como partenogênese). Os ovos fecundados originam fêmeas diploides. Estas, dependendo do tipo de alimentação que recebem durante a fase larval, podem desenvolver-se em
operárias ou em rainhas.
Resposta correta: C
7.
I. Neotenia
II. Partenogênese
II. Poliembrionia
–
Resposta correta: B
2.
I. Verdadeira
II. Falsa: As mutações que ocorreram na população, e
que levaram ao aparecimento da partenogênese,
não desaparecem quando as fêmeas que se reproduzem partenogeneticamente são colocadas junto
com as populações bissexuadas.
III. Falsa: independente se só a fêmea põe ovos na população bissexuada, deve-se considerar a taxa de fecundidade das duas populações (bissexuada e a que
se reproduz por partenogênese), fato que influenciará a quantidade de indivíduos gerados.
–
Larva é a designação de formas jovens e geralmente
imaturas do ciclo de vida de certos animais, as quais
atuam na dispersão da espécie no ambiente em que
vivem. Portanto, um estágio pós-embrionário. Esta
faz-se presente em animais que exibem ciclo de vida
indireto. Já os animais que apresentam ciclo de vida
direto não passam por esta fase.
A fase de pupa só é vista no ciclo de vida dos insetos
holometábolos.
Resposta correta: V, V, V, F, V, V, F
8.
As espécies do grupo A são hermafroditas (monoicas);
as do grupo B apresentam estágio larval durante o desenvolvimento (desenvolvimento indireto); as do grupo
C não são parasitas (vida livre).
Resposta correta: C
Resposta correta: A
3ª SÉRIE E EXTENSIVO OLÍMPICOS
|
VOLUME 1
|
BIOLOGIA 3
3
aula 3
COMENTÁRIOS – ATIVIDADES
1.
PARA
muscular. Seu uso mais comum é voltado para condições
crônicas debilitantes, como o câncer e a AIDS. Os esteroides anabólicos podem produzir inúmeros efeitos fisiológicos incluindo efeitos de virilização, maior síntese proteica, massa muscular, força, apetite e crescimento ósseo.
Por outro lado, quando utilizados em doses excessivas e
por serem metabolizados em compostos que podem interagir com outros receptores de hormônios esteroides,
como os receptores de estrogênio, progesterona e glicocorticoides, os anabolizantes produzem, geralmente, efeitos indesejados, tais como a elevação da pressão sanguínea, muitas vezes relacionada com o aumento concomitante das taxas de colesterol, aumentando, desta forma,
os riscos de doença cardiovascular; maior propensão a
acne, em virtude da estimulação das glândulas sebáceas;
acelerar o processo de calvície e causar câncer de próstata; hepatotoxicidade; crescimento excessivo da gengiva.
ginecomastia; função sexual reduzida e infertilidade temporária; atrofia testicular; aumento do clitóris; diminuição
temporária dos ciclos menstruais e alterações na morfologia do ventrículo esquerdo do coração.
SALA
A espermatogênese é o processo de formação de espermatozoides a partir de células precursoras, as espermatogônias, localizadas nas paredes dos túbulos seminíferos. As espermatogônias multiplicam-se lenta-mente,
por mitose, até a puberdade. A partir daí, elas passam a
se multiplicar com intensidade, fenômeno que continuará a ocorrer praticamente até o fim da vida do homem,
embora se torne menos intenso em idades avançadas.
Enquanto algumas espermatogônias se multiplicam, outras crescem, duplicam seus cromossomos e transformam-se em espermatócitos primários. Cada espermatócito primário passa pela primeira divisão meiótica, originando dois espermatócitos secundários. Estes passam
pela segunda divisão meiótica e originam, cada um, duas espermátides. Cada espermátide transforma-se em
um espermatozoide.
Resposta correta: E
Portanto, temos:
1 espermatócito primário – 2 espermatócitos
secundários – 4 espermátides
COMENTÁRIOS – ATIVIDADES PROPOSTAS
1.
80 espermatócitos I: 160 espermatócitos secundários:
320 espermátides: 320 espermatozoides
80 espermátides: 80 espermatozoides
2.
Resposta correta: D
2.
Resposta correta: C
Espermatozoide (22A + Y) + óvulo (22A + X) = zigoto
(44A+ XY) / embrião do sexo masculino
Resposta correta: B
3.
Os espermatozoides misturam-se à secreção da vesícula
seminal no duto ejaculador, o qual passa pela glândula
prostática. Esta produz uma secreção leitosa alcalina,
que aumenta o volume do fluido seminal. Esse fluido e
os espermatozoides compõem boa parte do sêmen ou
esperma. Além disso, essa secreção da próstata também
contribui para neutralizar o pH vaginal, que é naturalmente ácido.
Resposta correta: C
4.
A explicação para o fato se apóia na ocorrência da fecundação de 2 óvulos por 2 espermatozoides, formando embriões que se desenvolveram independentemente e simultaneamente no mesmo útero.
4
Os esteroides androgênicos anabólicos, também conhecidos simplesmente como anabolizantes, são uma classe
de hormônios esteroides naturais e sintéticos que promovem o crescimento celular e a sua divisão, resultando
no desenvolvimento de diversos tipos de tecidos, especialmente o muscular e ósseo. São substâncias geralmente derivadas do hormônio sexual masculino, a testosterona, e podem ser administradas principalmente
por via oral ou injetável. Foram descobertos na década
de 1930 e têm sido usados desde então para inúmeros
procedimentos médicos, incluindo a estimulação do
crescimento ósseo, apetite, puberdade e crescimento
3ª SÉRIE E EXTENSIVO OLÍMPICOS
Falsa: Os caracteres sexuais secundários aparecem com
a secreção dos hormônios gonandotrópicos (FSH e LH) pela hipófise, os quais agem sobre as gônadas estimulando-as
a secretarem outros hormônios; estes, responsáveis pela
determinação das características sexuais secundárias
masculinas e femininas (androgênios, estrogênios e progesterona).
Verdadeira
Verdadeira
Falsa: No momento da ovulação, as taxas de LH estão
elevadas no sangue. Após a liberação do ovócito do folículo ovariano, este passa, então, a produzir e secretar
grandes quantidades de progesterona, a qual irá agir
sobre a mucosa uterina, preparando-a para uma possível
gravidez.
Verdadeira
Resposta correta: F, V, V, F, V
3.
Resposta correta: A
5.
Neste caso será desenvolvido um indivíduo cromossomicamente do sexo masculino (XY), porém com fenótipo
feminino.
O complexo golgiense, dentre outras funções, atua na
formação dos espermatozoides dos animais, originando o
acrossomo, uma grande vesícula repleta de enzimas digestivas, que ocupa o topo da “cabeça” do espermatozoide.
As enzimas digestivas contidas na vesícula acrossômica têm
a função de perfurar as membranas do ovócito na fecundação.
Resposta correta: C
4.
A testosterona, hormônio de natureza esteroidal, atua
na manifestação dos caracteres sexuais secundários
masculinos, tais como a distribuição de pelos pela face e
tórax, crescimento e desenvolvimento do pênis e dos
testículos, aumento da massa muscular etc.
Resposta correta: B
|
VOLUME 1
|
BIOLOGIA 3
5.
Como visto na questão anterior, a vasectomia interfere
apenas no transporte dos espermatozoides dos testículos à uretra, não havendo alterações de cunho hormonal.
A produção dos espermatozoides não é interrompida,
porém estes, impedidos de serem eliminados para fora
do corpo, são absorvidos pelo próprio organismo masculino.
bre os movimentos respiratórios um controle involuntário, isto é, independente de nossa vontade. Após
prender a respiração por certo tempo, somos forçados a voltar a respirar, queiramos ou não. Os centros
nervosos que controlam nossa respiração localizamse no bulbo encefálico e na medula espinhal. Em
condições de repouso, nosso sistema nervoso produz, aproximadamente a cada 5 segundos, impulsos
nervosos que estimulam a contração da musculatura
torácica e do diafragma, fazendo-nos inspirar.
Resposta correta: B
6.
Criptorquidismo significa a não-descida de um testículo
do abdome para dentro da bolsa escrotal. Durante o
desenvolvimento de um feto do sexo masculino, os testículos derivam das cristas genitais do abdome. Entretanto, cerca de três semanas a um mês antes do nascimento da criança, os testículos normalmente descem através dos canais inguinais para dentro da bolsa escrotal.
Ocasionalmente esta descida não ocorre, ou ocorre de
modo incompleto, de modo que um ou ambos os testículos permanecem no abdome, no canal inguinal, ou em
qualquer lugar ao longo do trajeto da descida. Um testículo
que permanece por toda a vida na cavidade abdominal é
incapaz de formar espermatozoides. O epitélio tubular
degenera, ficando apenas as estruturas intersticiais do
testículo.
Resposta correta: B
7.
Gêmeos idênticos originam-se a partir da fecundação de
um ovócito por um espermatozoide. Os estudos têm
mostrado que, em aproximadamente 30% dos casos, os
gêmeos monozigóticos ou idênticos formam-se até o
terceiro dia após a fecundação, quando o embrião ainda
está no estágio de mórula. Nesse caso, a mórula dividese em dois blastômeros, que prosseguem o desenvolvimento independentemente um do outro, originando
dois blastocistos com o mesmo patrimônio genético, uma
vez que são provenientes do mesmo zigoto.
Resposta correta: (V, V, V, F, F)
10.
I.
“Cabeça” do espermatozoide, onde está localizado
o acrossomo, estrutura rica em enzimas digestivas
que permitem o espermatozoide avançar sobre as
barreiras que envolvem o ovócito.
II. Porção inicial da “cauda” do espermatozoide, a qual
é rica em mitocôndrias, essenciais para o provimento
de energia necessário ao batimento do flagelo.
B. Ovócito primário
Resposta correta: (F, V, V, V)
11. O pedido do homem não tem fundamento, pois o seccionamento impede unicamente o transporte dos espermatozoides dos testículos ao pênis.
Resposta correta: B
12. É possível sim que tenha ocorrido mudanças genéticas
nas gerações que se seguiram da chegada dos primeiros
colonos e outras mais na chegada dos novos imigrantes
no século XIX.
Resposta correta: E
Resposta correta: B
8.
aula 4
I. Ducto deferente (canal que conduz os espermatozoides do epidídimo à uretra)
II. Epidídimo (armazenamento dos espermatozoides)
III. Túbulos seminíferos (produção dos espermatozoides)
As células de Sertoli formam a barreira hematotesticular,
que divide os túbulos seminíferos em dois compartimentos. Suas principais funções são: fornecer suporte e
controlar a nutrição dos espermatozoides em formação,
através da regulação da passagem de nutrientes trazidos pelo sangue; fagocitar e digerir, graças a seus lisossomos, os restos de citoplasma que se desprendem das
espermátides; secretar um fluido, cuja correnteza leva
os espermatozoides. Esta secreção contém uma proteína que se liga com avidez à testosterona, aumentando
a concentração desse hormônio no túbulo seminífero,
onde ele é necessário para a espermatogênese.
COMENTÁRIOS – ATIVIDADES
1.
–
–
Resposta correta: A
9.
F – A coordenação nervosa provoca respostas mais rápidas, porém menos duradouras, que a coordenação
endócrina.
F – Até certo ponto, é possível controlar os movimentos
respiratórios. Podemos, por exemplo, parar de respirar durante um certo tempo; também é possível aumentar ou diminuir a frequência de inspirações e expirações. O sistema nervoso, entretanto, exerce so3ª SÉRIE E EXTENSIVO OLÍMPICOS
–
PARA
SALA
As elevadas taxas do hormônio gonadotrofina coriônica caracterizam o início do período gestacional.
A fase lútea do ciclo ovariano é marcada pelo desenvolvimento do corpo lúteo, o qual é estimulado pelas
elevadas taxas de LH. Como consequência, o corpo
lúteo (celulares foliculares deixadas para trás após a
ovulação) passa a produzir outro hormônio: a progesterona. Assim, estrogênio e progesterona estimulam o endométrio a secretarem seus produtos (fase
secretora do ciclo uterino), bem como o mantêm desenvolvido dentro do útero. No caso em questão, as
elevadas taxas de estrogênio e progesterona relacionam-se à atividade secretora do corpo lúteo, agora estimulada pelo hormônio gonadotrofina coriônica, uma vez que as altas taxas de progesterona exercem um efeito inibidor sobre a secreção de LH pela
hipófise.
A discreta queda nas taxas de estrogênio e progesterona é decorrente da degeneração do corpo lúteo
até o momento em que a placenta assume o papel
de produtor desses dois hormônios.
Resposta correta: F, V, F, F, V
|
VOLUME 1
|
BIOLOGIA 3
5
2.
volvido dentro do útero. O aumento da concentração de
progesterona inibe a produção de LH pela hipófise e,
assim, a concentração de LH decresce.
Ovulação: coincide com o período em que as taxas de
LH encontram-se elevadas, enquanto há queda nas concentrações de estrogênio.
Menstruação: diminuição acentuada nas concentrações
séricas de FSH, LH, estrogênio e progesterona.
Resposta correta: E
3.
Resposta correta: E
3.
(F) – FSH nos homens: estimula a espermatogênese
FSH nas mulheres: estimula os folículos ovarianos.
LH nos homens: estimula as células intersticiais a produzirem testosterona.
LH nas mulheres: estimula a ovulação e mantém o corpo
amarelo.
Resposta correta: D
4.
A idade materna avançada implica em preocupação com
a possibilidade do nascimento de bebês com anomalias,
porque os ovócitos maternos permanecem um longo
período em divisão meiótica, mais suscetíveis a agentes
químicos, físicos e biológicos.
5.
Os hormônios sexuais masculinos e femininos são produzidos por glândulas endócrinas (gônadas).
Resposta correta: B
6.
7.
8.
6
9.
Hormônio A: Estrogênio
Hormônio B: Progesterona
3ª SÉRIE E EXTENSIVO OLÍMPICOS
Nesses casos, a criança a ser concebida a partir será
descendente do feto doador do tecido ovariano.
Resposta correta: A
Resposta correta: D
No primeiro dia do ciclo uterino a parede do útero,
denominada endométrio, que está espessa e muito vascularizada, começa a descamar, dando origem à menstruação, que dura em geral 15 dias. Depois essa parede
se recupera pela ação de hormônios, ocorrendo uma fase proliferativa e uma fase secretora.
A hipófise aumenta a produção de FSH, que induz os folículos ovarianos a amadurecer os óvulos. Em geral, apenas
um dos folículos atinge desenvolvimento maior que os outros (estes sofrem atresia). Nesses casos, a mulher amadurece apenas um folículo por mês. O folículo em desenvolvimento inicia a secreção de estrogênio, que passa a ter alta concentração no sangue. Essa concentração de estrogênio começa a inibir a produção de FSH pela hipófise, ao
mesmo tempo em que estimula a secretar LH. A concentração de LH aumenta rapidamente, tornando-se o estímulo hormonal para a ovulação, que costuma ocorrer no 14º
dia do ciclo. Os altos níveis de estrogênio do 6º ao 14º dias
do ciclo estimulam o crescimento do endométrio (fase proliferativa). O FSH tem um pico de produção e volta a cair
novamente até o início do novo ciclo menstrual.
Após a ovulação, a alta concentração de LH estimula a
formação do corpo lúteo no folículo que eliminou o ovócito. Sob a influência do LH, o corpo lúteo inicia a produção de progesterona, o qual estimula as glândulas do
endométrio a secretar seus produtos (fase secretora) e é
importante também para manter o endométrio desen-
Nas mulheres não há recuperação dos ovócitos porque
não há renovação das ovogônias.
Resposta correta: C
1.
I (F) – FSH: produzido pela adeno-hipófise
Progesterona: produzido pelo corpo lúteo e pela placenta, no caso de uma gravidez.
O referido hormônio é a gonadotrofina coriônica.
Resposta correta: D
COMENTÁRIOS – ATIVIDADES PROPOSTAS
2.
Uma vez sendo gêmeos monozigóticos, necessariamente
teriam o mesmo conteúdo gênico, refletido, por exemplo,
no mesmo tipo sanguíneo. Como os irmãos apresentam
tipos sanguíneos distintos, conclui-se que derivem de zigotos diferentes.
Resposta correta: D
Resposta correta: B
5.
Pela análise do gráfico, observa-se que a amplitude dos
níveis de progesterona é menor do que a do estrógeno.
Resposta correta: E
Resposta correta: F V V V V V
4.
Os tecidos ovarianos são estimulados pelos hormônios
gonandotrópicos secretados pelo lobo anterior da hipófise,
ou adeno-hipófise, denominados folículo estimulante (FSH)
e luteinizante (LH).
Levando-se em consideração o período médio de sobrevivência de ovócitos e espermatozoides, uma mulher, que
não deseja engravidar, deverá evitar relações sexuais durante o 10º e o 18º dias do seu ciclo.
Resposta correta: A
aula 5
COMENTÁRIOS – ATIVIDADES
1.
PARA
SALA
A concordância maior em gêmeos monozigóticos não
garante que a característica em estudo é determinada
exclusivamente pela ação dos genes. Há de se considerar a influência do ambiente, em maior ou menor escala,
na determinação de certas características.
Resposta correta: A
2.
As pílulas anticoncepcionais, também conhecidas como
anticoncepcionais anovulatórios por via oral, são atualmente o método mais popular de controle da natalidade.
As pílulas são hormônios sintéticos similares ao estrogênio e à progesterona, hormônios naturalmente produzidos pelo corpo da mulher. As pílulas atuam bloqueando
a ovulação, em virtude de exercerem um feedback negativo sobre a hipófise, no que diz respeito à liberação dos
hormônios FSH e LH. Deste modo, não há a fecundação.
Resposta correta: B
|
VOLUME 1
|
BIOLOGIA 3
3.
A pílula anticoncepcional é uma combinação de hormônios femininos ovarianos sintéticos (estrogênio e progesterona) que atuam inibindo a liberação de gonadotrofinas pela hipófise (FSH e LH). Sem os hormônios hipofisários, não há ovulação; sem ovulação, não há concepção.
Resposta correta: C
4.
7.
8.
(F) Os testículos precisam de uma temperatura menor
que a corporal para prosseguirem com a espermatogênese.
(V) Diz respeito à vasectomia.
(F) As pílulas anticoncepcionais agem na redução dos níveis dos hormônios hipofisários, impedindo, desta forma, a ovulação.
(V)
(F) A ovulogênese inicia-se durante o desenvolvimento
embrionário. Quando uma menina nasce, todos os seus
ovócitos primários já estão formados nos ovários. Na
puberdade, a partir da primeira menstruação, os ovócitos primários entram em processo de maturação.
Medidas que procuram integrar a ideia de cidadania e
direitos, aos temas da sexualidade, devem considerar
propostas como:
– a discussão das escolhas contraceptivas com os jovens, seus planos sobre a gravidez, vida familiar e
oportunidades profissionais;
– procurar conhecer os interesses, fé pessoal, problemas e necessidades do público-alvo;
– estimular a inclusão dos pais, professores e comunidade organizada nos projetos de prevenção.
Resposta correta: F, V, F, V, F
COMENTÁRIOS – ATIVIDADES PROPOSTAS
A laqueadura ou liga tubária é um procedimento cirúrgico em que se interrompe a passagem do ovócito pelas
tubas uterinas. Com essa interrupção, não ocorre mais o
encontro entre o espermatozóide e o ovócito; portanto,
não há a fecundação.
9.
(V)
(F) Normalmente, só amadurece um ovócito por mês.
(F) Neste caso, os gêmeos serão fraternos.
(V)
Resposta correta: V, F, V
2.
A vasectomia impede que os espermatozoides sejam
expelidos na ejaculação.
Resposta correta: B
Resposta correta: D
1.
A camisinha em nada interfere na espermatogênese,
tendo eficácia na prevenção de DSTs e no impedimento
da fecundação, uma vez que bloqueia a passagem dos
espermatozoides para o canal vaginal.
Resposta correta: D
A “pílula do dia seguinte” interrompe a gestação ao
impedir a implantação do embrião no útero.
Resposta correta: D
5.
6.
Resposta correta: V, F, F, V
A segurança conferida pelas pílulas anticoncepcionais
relaciona-se ao seu uso ininterrupto durante o período
de 21 dias, normalmente prescrito pelos médicos e que
caracterizam as formulações comercializadas, sempre
respeitando o horário de consumo e os intervalos correspondentes.
10. O caso em questão trata de gêmeos fraternos ou dizigóticos, cuja formação se dá quando dois óvulos, isoladamente, são fecundados, cada um, por um espermatozoide, originando dois embriões.
Resposta correta: D
Resposta correta: A
3.
A pílula anticoncepcional é uma combinação de hormônios
femininos ovarianos sintéticos (estrogênio e progesterona)
que atuam inibindo a liberação de gonadotrofinas pela hipófise (FSH e LH). Sem os hormônios hipofisários, não há
ovulação; sem ovulação, não há concepção.
Resposta correta: E
4.
–
–
–
Camisinha: impedir que os espermatozoides sejam
depositados na vagina.
Diafragma: impedir que os espermatozoides depositados cheguem ao útero.
Ligadura de trompas: impedir que os espermatozoides alcancem a porção superior das trompas.
Resposta correta: D
5.
A vasectomia consiste na secção dos canais diferentes,
impedindo, portanto, a eliminação dos espermatozoides.
CML-30/12/08
Resol_Biologia 3_JP/Rev.:Juliana
Resposta correta: B
3ª SÉRIE E EXTENSIVO OLÍMPICOS
|
VOLUME 1
|
BIOLOGIA 3
7
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Matemática

2 Cartões Elma gomes

Criar flashcards