Memorial - Sociedade Brasileira de Medicina Veterinária

advertisement
MEMORIAL
Professor Rômulo Cerqueira Leite
O Professor Rômulo Cerqueira Leite é fluminense, natural de Santo Antônio de Pádua e
iniciou sua formação profissional na Universidade Rural do Brasil, hoje denominada Universidade
Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) em 1966, sendo seu Curso de Medicina Veterinária
concluído na Universidade Federal Fluminense (UFF) em dezembro de 1970.
A sua tragetória é longa e nela teve a orientação e a influência científica de nomes importantes
da Medicina Veterinária: Professor Renato Augusto da Silva, autoridade em Raiva, Professor Leonard
Riedmüller, bacteriologista, o Professor Jerome Langenegger e sua esposa Charlote Humbinger
Langenegger. Fez estágios com o Professor Nilton Martins Coelho, e no setor de Fisiopatologia da
Reprodução com o Dr. Oswaldo de Almeida Resende. Trabalhou com o saudoso Dr. Ivo Torturella –
1º Presidente do CFMV. No seu mestrado na área de Medicina Veterinária Preventiva, foi orientado
pelo professor José Britto Figueiredo e orientado pelo Professor Francisco Megale, concluiu em 1983
o seu mestrado em reprodução animal. O seu doutorado foi orientado pelo Professor João Luiz
Horácio Faccini, grande Acarologista Veterinário.
Em 1970, foi convidado para chefiar o Serviço de Zoonoses, no Departamento de Pesquisa e
Experimentação da Fundação Zoobotânica do Distrito Federal em Brasília, onde permaneceu até
março de 1974, quando ingressou no Ministério da Agricultura no antigo DNPEA. Com a extinção do
DNPEA, foi lotado na Secretaria de Defesa Sanitária Animal do Ministério de Agricultura.
Em 1973, fez o curso de Iniciação Científica na Escola de Veterinária da UFMG e no ano
seguinte ingressou no curso de Mestrado, na área de Medicina Veterinária Preventiva, o qual concluiu
em 1977. Retornando ao Ministério da Agricultura, ficou encarregado da Chefia do laboratório de
Controle de Produtos Biológicos sediado em Belo Horizonte. Com a criação do Instituto Nacional de
Saúde Animal (INASA), depois denominado LANARA (Laboratório Nacional de Referência Animal)
e hoje LANAGRO, foi o seu primeiro técnico e o primeiro Diretor Técnico.
Em 1977, foi aprovado em concurso público para Professor Assistente, lotado na disciplina de
Doenças a Vírus do Departamento de Medicina Veterinária Preventiva da Escola de Veterinária da
UFMG, em regime de 20 horas. A partir de agosto de 1982, licenciou-se do Ministério da Agricultura
e passou a exercer o magistério em dedicação exclusiva.
Em 1983 concluiu o seu segundo mestrado, sendo na área de reprodução animal e em 1988,
foi selecionado para fazer o curso de Doutorado em Medicina Veterinária, área de Parasitologia
Veterinária da UFRRJ, tendo concluído o mesmo em 1989.
Ao retornar do curso de Doutorado, exerceu a Chefia do Departamento de Medicina
Veterinária Preventiva, por três mandatos consecutivos de dois anos cada (1991 a 1996), sendo que no
ultimo mandato exerceu um ano e deixou por aposentadoria. Retornou ao magistério por meiode
concurso público em 1996.
Foi coordenador da Fundação de Ensino e Pesquisa em Medicina veterinária e Zootecnia
(FEP-MVZ – Coordenação Preventiva) nos períodos em que foi Chefe do Departamento de Medicina
Veterinária Preventiva, bem como concomitantemente, além das atividades administrativas, continuou
lecionando na graduação e pós-graduação, na orientação de alunos de iniciação científica,
aperfeiçoamento, estagiários, mestrandos e doutorandos.
Em 1993, foi classificado em 1o lugar para o cargo Professor Titular na Universidade Federal
Rural do Rio de Janeiro UFRRJ, na área de Medicina Veterinária Preventiva do Departamento de
Epidemiologia e Saúde Pública, dentre 19 candidatos inscritos, mas no entanto, preferiu permanecer
na UFMG como Professor Adjunto nível IV e aguardar um concurso para Titular na UFMG.
Em 1997 obteve o título de Livre Docente em Doenças Infecto-contagiosas – áreas de vírus,
por meio de concurso público de títulos e provas, em concurso realizado pela Universidade Federal
Rural do Rio de Janeiro.
Foi membro da Câmara de Ciências Agrárias da FAPEMIG de 1996 a 2000, participou do
Comitê Assessor de Zootecnia e Veterinária do CNPq como membro titular de 1 de julho de 1998 a 30
de junho de 2000 e de julho 2004 a julho 2007. Participou do Comitê de Avaliação na área de
veterinária da CAPES, inicialmente em 1998-1999 como Coordenador Adjunto e de 2000 a 2001 e
2002 a 2004 como Coordenador de área e membro do Conselho Técnico Científico (CTC).
Em Associações de Classe, foi fundador do Colégio Brasileiro de Reprodução Animal (CBRA),
Presidente por dois mandatos e foi presidente da Comissão constituída pelo Conselho Regional de
Medicina Veterinária, para criação da Academia Mineira de Medicina Veterinária, da qual foi eleito
acadêmico, cadeira número 3, cujo patrono é o professor Francisco Megale.
Na Pós-graduação, no Programa de Medicina Veterinária, atuou na administração como
membro do Colegiado por diversos mandados e Coordenador do Curso por dois mandatos de dois
anos cada. Lecionou as disciplinas de Produção e Controle de Produtos Biológicos, Microbiologia
Clínica Veterinária, Doenças a Vírus e Viroses Animais, responsável por disciplinas “Tópicos
especiais” e tarefas especiais.
Participou como membro efetivo e Presidente de vários concursos públicos para provimento
de professores na UFMG e em outras Universidades, bem como participou de Agências de Fomento
como membro efetivo de Comitês como FAPEMIG e CNPq e como consultor “ad hoc” dessas e outras
como, FINEP, FAPESP, FACEP, FAPERGS, FAPERJ entre outras.
É bolsista de produtividade em pesquisa do CNPq dese 1992 classificado no Nível 1B.
Orientou 23 alunos de mestrado e 16 de doutorado, dois pós-doutorandos nos Programas de
Pós-Graduação da UFMG, 48 alunos de Iniciação Científica, 15 de aperfeiçoamento e 22 estagiários.
Participou de 123 defesas de Teses e Dissertações nos programas de mestrado e Doutorado da Escola
de Veterinária da UFMG e 25 bancas de Defesa em outros nove Programas em outras universidades.
Também, participou de duas bancas de pré-defesa, 10 de mudança de nível do Mestrado para
Doutorado, 16 de qualificação do Doutorado, participou em 19 bancas e comissões julgadoras de
concurso público na Escola de Veterinária da UFMG, na Escola de Veterinária da UFV, na UFRRJ, na
UFLA e na UNB.
O Professor Rômulo possui 113 artigos completos publicados em periódicos nacionais e
internacionais, 8 trabalhos completos apresentados em congresso e publicados na íntegra em revistas
indexadas e arbitradas, 1 capítulo de livro publicado, três patentes internacionais, 117 registros de
seqüências no GENEBANK, 29 artigos técnicos publicados e 25 publicações de resumos expandidos
em congressos e/ou similares.
Por fim, recebeu em sua tragetória profissional, as seguintes distinções: Prêmio Extensão
2000, outorgado pela Câmara de Extensão da Escola de Veterinária, III Encontro de Extensão/I
Semana do Conhecimento da UFMG, Belo Horizonte, 2000; Prêmio Moacyr Gomes de Freitas
outorgado pelo Colégio Brasileiro de Parasitologia Veterinária em 2002; Comenda Antônio Secundino
de São José, outorgado pelo Governo do Estado de Minas Gerais, em 2004; Mérito Acadêmico
Científico, outorgado pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, em 2005 e Prêmio Professor
Paulo Dacorso Filho, outorgado pelo Conselho Federal de Medicina Veterinária, em 2006. Foi
homenageado pela Escola de Veterinária da Universidade Federal de Goiás por relevantes serviços
prestados em 2006 e pelo Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento em 2007.
Belo Horizonte, 27 de fevereiro de 2010
Download