Enterprise JavaBeans - Java - ebookproject

Propaganda
Visualização do documento
Enterprise JavaBeans.doc
(105 KB) Baixar
UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS – UCPEL
TECNOLOGIA EM PROCESSAMENTO DE DADOS
3º SEMESTRE
PROF. GUILHERME
Â
Â
Â
Â
Â
Â
Â
Â
Â
Â
Â
Â
EJB
Enterprise JavaBeans
Â
Â
Â
Â
Â
Â
Â
Â
Â
Â
Â
Â
Â
Â
Â
Â
CRISSIELE OLIVEIRA,
EDILENE SOUZA
THIAGO CARDOSO
Â
Â
PELOTAS, 30 DE JUNHO DE 2006.
Â
Â
Â
Â
SUMÕRIO
Â
Â
Â
Â
Â
Â
Â
Â
INTRODUÇÃO             3
Objetivos             4
Elementos de um sistema EJBÂ Â Â Â Â Â Â Â Â Â Â Â Â 4
- Objetos locais aos clientes             4
- Containers             4
- Componentes             4
Conceitos importantes             4
Objetos distribuÃdos :Â Â Â Â Â Â Â Â Â Â Â Â Â 5
Containers EJBÂ Â Â Â Â Â Â Â Â Â Â Â Â 5
Compontentes EJBÂ Â Â Â Â Â Â Â Â Â Â Â Â 5
EJB de sessão (Session Beans)             5
EJB entidade (Entity Beans)Â Â Â Â Â Â Â Â Â Â Â Â Â 6
Suporte para transações             8
Papéis EJB             8
Descritores de Implantação (Deployment Descriptor)             9
CONCLUSÃO             10
BIBLIOGRAFIAÂ Â Â Â Â Â Â Â Â Â Â Â Â 11
Â
Â
Â
Â
Â
Â
Â
Â
Â
Â
Â
Â
Â
Â
Â
Â
Â
Â
Â
Â
Â
INTRODUÇÃO
Â
Â
Â
Â
Â
Â
Â
Â
Â
EJB ou Enterprise JavaBeans é um dos principais componentes da plataforma J2EE
(Java 2 Enterprise Edition). É um componente do tipo servidor que roda no container para EJB
do servidor de aplicação. Os principais objetivos da tecnologia EJB são fornecer rápido e
simplificado desenvolvimento de aplicações Java baseadas em componentes, distribuÃdas,
transacionais, seguras e portáveis.
Hoje ele encontra-se na versão 3.0 e seu futuro é definido conjuntamente entre grandes
empresas como Sun, IBM, Oracle e HP como também por uma enorme comunidade de
desenvolvedores numa rede mundial de colaboração sob o portal do JCP[1].
A plataforma J2EE provê algumas facilidades dedicadas a camada de lógica de negócio
e para o acesso ao banco de dados. Através do EJB o desenvolvedor utiliza a infraestrutura do
servidor de aplicação voltada para o desenvolvimento de aplicações de missao crÃtica (de
alta importância para a empresa) e de aplicações empresarias em geral. Atualmente, são
chamados “Servidores de Alicação―.
Â
Â
Â
Â
Â
Â
Â
Â
Â
Â
Â
Â
Â
Â
Â
Â
Â
Â
Â
Â
Objetivos
Â
Â
Â
Â
Â
Â
Â
Â
Â
       Ser a arquitetura de componentes padrão para o desenvolvimento de
aplicações distribuÃdas orientadas a objetos na linguagem Java;
Â Â Â Â Â Â Â Â
Facilitar o desenvolvimento de aplicações, possibilitando que o programador
abstraia dos detalhes de baixo nÃvel;
Â Â Â Â Â Â Â Â
Possibilidade dos servidores atuais serem atualizados de modo a suportar EJB;
Â Â Â Â Â Â Â Â
Possibilitar o acesso a partir de clientes Java via RMI[2] e a partir de outros
clientes via CORBA[3];
Â Â Â Â Â Â Â Â
Ser independente de plataforma.
Â
Â
Elementos de um sistema EJB
Â
- Objetos locais aos clientes
- Containers
- Componentes
Â
Â
Â
Conceitos importantes
Â
Objetos distribuÃdos :
Objetos distribuÃdos são a base tecnológica dos sistemas atuais baseados em três
camadas, sendo que, a lógica de apresentação fica na primeira camada, a lógica do negócio
na segunda e o banco de dados na terceira. Protocolos para objetos distribuÃdos procuram fazer
com que os objetos remotos pareçam ser locais. A tecnologia de objetos distribuÃdos é
baseada em objetos servidores, skeletons e stubs. A um tipo de servidor há um skeleton e um
stub associado. Um protocolo para a chamada de métodos remotos é usado para a
comunicação. Cada objeto servidor é envolvido por um skeleton que escuta solicitações
dos stubs. Os stubs residem nas máquinas onde se encontram os clientes e se comunicam com
os objetos servidores através dos skeletons. Os stubs e os skeletons escondem o uso do protocolo
de chamadas a métodos remotos.
As tecnologias CORBA, Java RMI e Microsoft DCOM usam os seus protocolos para
chamadas a métodos remotos.
Â
Containers EJB
Â
Â Â Â Â Â Â Â Â
Interagem com os EJBs segundo um conjunto definido de interfaces;
Â Â Â Â Â Â Â Â
Â Â Â Â Â Â Â Â
Â Â Â Â Â Â Â Â
Â Â Â Â Â Â Â Â
Ambientes de execução;
Provêem serviços para os componentes;
Facilitam o desenvolvimento dos componentes;
Múltiplas instâncias tipicamente existem em um container.
Â
Compontentes EJB
Â
Â Â Â Â Â Â Â Â
Â Â Â Â Â Â Â Â
Executam em containers;
Implementam lógicas dos negócios.
Os tipos de componentes podem ser: persistentes ou transientes, sendo que os EJBs de
sessão são transientes e os EJBs entidade são persistentes.
Â
EJB de sessão (Session Beans)
Â
Â Â Â Â Â Â Â Â
Representa uma sessão de um único cliente;
Â Â Â Â Â Â Â Â
Pode atualizar dados em bancos de dados, mas não representa os dados;
Â Â Â Â Â Â Â Â
Vida relativamente curta;
Â Â Â Â Â Â Â Â
Removido quando ocorre queda do container cliente tem de restabelecer um
novo objeto sessão para continuar o trabalho;
Â
       Úteis para descrever e gerenciar interações entre os componentes
entidades e implementar um fluxo de trabalho.
Â
Tipos:
Sem estado - não mantém o estado entre as chamadas dos métodos.
Com estado - dedicado a um cliente pelo tempo de vida da instância     mantém estado conversacional: pode guardar dados relativos ao cliente entre
chamadas de métodos.
Â
EJB entidade (Entity Beans)
Â
Â Â Â Â Â Â Â Â
Participa em transações;
Â Â Â Â Â Â Â Â
Possibilita acesso compartilhado por múltiplos usuários;
Â Â Â Â Â Â Â Â
Representa dados armazenados de forma persistente;
Â Â Â Â Â Â Â Â
Possui “vida longa―, ou seja, dura tanto quanto os dados em um banco de
dados;
Â Â Â Â Â Â Â Â
Uma falha do servidor é transparente ao cliente;
Â Â Â Â Â Â Â Â
Tem uma referência persistente para o objeto;
        Uma instância de um bean entidade, sua chave primária e sua interface remota
sobrevivem a eventual quedas do container.
Â
Tipos de Persistência:
Â Â Â Â Â Â Â Â Gerenciada pelo container;
Â Â Â Â Â Â Â Â Gerenciada pelo componente.
Â
Identificadores
Â Â Â Â Â Â Â Â
Â Â Â Â Â Â Â Â
Todo EJB tem um identificador único;
O identificador de um EJB de sessão o diferencia de outros EJBs do mesmo
tipo;
Â Â Â Â Â Â Â Â
O identificador de um EJB entidade identifica a informação.
Â
Â
Â
Interfaces implementadas por um EJB
Home Interface
Â Â Â Â Â Â Â Â
Define os métodos de ciclo de vida do componente:
Â Â Â Â Â Â Â Â
criação, remoção e busca
Â Â Â Â Â Â Â Â
Através dessa interface, clientes vêem componentes
EJB como uma coleção homogênea de instâncias.
Remote interface
Â Â Â Â Â Â Â Â
Define os métodos funcionais do componente;
Â Â Â Â Â Â Â Â
Representa a visão que o cliente terá do componente;
...
Arquivo da conta:
ebookproject
Outros arquivos desta pasta:
 Apostila de J2ME.pdf (586 KB)
Apostila de Programacao Java.pdf (582 KB)
Criando um aplicativo composto_com NetBeans.pdf (598 KB)
 Curso De Java.pdf (1134 KB)
 Eclipse com Tomcat e Struts.pdf (555 KB)


Outros arquivos desta conta:


Assembler
 C
C_C++ BÃblia
 C++
 Cobol
Relatar se os regulamentos foram violados








Página inicial
Contacta-nos
Ajuda
Opções
Termos e condições
PolÃtica de privacidade
Reportar abuso
Copyright © 2012 Minhateca.com.br
Download
Random flashcards
Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Matemática

2 Cartões Elma gomes

Criar flashcards