COLÉGIO DE APLICAÇÃO DOM HÉLDER CÂMARA EXERCÍCIOS

Propaganda
COLÉGIO DE APLICAÇÃO DOM HÉLDER CÂMARA
EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES II
DISCIPLINA: HISTÓRIA
PROFESSOR (A): FRANCISCO CARLOS PEREIRA
DATA: ____/____/2011
TURMA: ______ M SÉRIE: 1ºANO
ALUNO (A): __________________________________________________
Data para entrega: DATA: ____/____/2011
ORIENTAÇÕES:
 Leia e releia atentamente cada questão proposta.
 Responda com caneta azul ou preta.
 Não utilize corretivo e evite rasuras.
 Desenvolva corretamente todas as questões com clareza.
BOA SORTE !
01. (Fatec-2000) - De acordo com nossas leis sornos todos iguais no que se refere aos negócios
privados. Quanto à participação na vida pública, porém, cada qual obtém a consideração de acordo corn
seus méritos e mais importante é o valor pessoal que a classe a que se pertence. Isso quer dizer que
ninguém sente o obstáculo de sua pobreza ou condição social inferior quando seu valor o capacite a
prestar serviços à cidade".
(Apud R. Aquino, História das sociedades.)
Essa afirmação é atribuída ao legislador ateniense Pérides, e seu conteúdo pode ser identificado com:
a) a rígida discriminação racial ateniense.
b) a exclusão dos pobres das atividades políticas.
c) a ausência de uma ordem social definida em Atenas.
d) os princípios ideais da democracia grega.
e) o caráter belicista das sociedades antigas.
02. (IBMEC – 2004) - "A proposta dos organizadores dos Jogos Olímpicos de Atenas é mostrar ao
mundo uma cidade que mistura história e herança cultural à nova face da Europa. O Estádio
Panathinaikon (...) construído no século IV a C., há 106 anos foi sede dos primeiros Jogos da Era
Moderna. Em 2004 receberá as competições de arco e flecha e a chegada da maratona." ("Passado e
presente se encontram em Atenas", In: O Estado de S. Paulo, Caderno de Esportes, 12/01/2003). Nesse
texto, vemos que a idéia dos Jogos Olímpicos de Atenas é juntar a antiga civilização grega à Grécia do
século XXI. Isso implica trazer aos dias de hoje momentos históricos distintos, com concepções
diferentes de disputa esportiva: a Grécia antiga e a Europa do final do século XIX. Sobre essas
concepções e períodos históricos podemos afirmar que:
a) os gregos e posteriormente os romanos, organizavam os Jogos Olímpicos como um festival de disputa
meramente esportiva entre países da Ásia Menor, que compunham a civilização helênica. Esse mesmo
sentido esportivo foi resgatado pelo barão de Coubertin em 1906, como uma tentativa de congregar os
países europeus em torno da idéia de uma Europa unida sob os ideais greco-romanos.
b) os Jogos Olímpicos surgiram na Grécia Arcaica e congregavam várias cidades-estado, como parte de
grandes festivais religiosos, cuja idéia de disputa era um ritual central na cultura grega. Essa idéia foi
retomada em 1896, no período da segunda Revolução Industrial. O esporte era visto então, como uma
forma de recondicionamento dos corpos, exigido pela nova civilização mecânica e se tornou uma
competição cada vez mais acirrada, com quebra de recordes.
c) os Jogos Olímpicos foram organizados inicialmente pela cidade-estado de Esparta, como forma de
demonstrar a superioridade moral e física dos espartanos em relação a outras cidades-estado. Em 1896,
o barão de Coubertin retomou essa idéia, retirando essa visão de disputa e tendo como lema, "o
importante é competir", unindo todos os povos do mundo sob o ideal olímpico.
d) os Jogos Olímpicos tem um fundo mitológico sem comprovação de sua existência real. Os esportes
eram vistos pelos gregos como uma disputa entre deuses e semi-deuses no Monte Olimpo. Essa
mitologia foi retomada no final do século XIX com a intenção de promover um resgate da cultura
clássica e diminuir as tensões entre vários países europeus em disputa por território.
e) embora os Jogos Olímpicos tenham sido criados na Grécia, eles somente ganharam notoriedade na
Alemanha nazista, onde foram popularizados e difundidos para o restante do planeta. Para os nazistas,
os Jogos eram a grande oportunidade de congregar os povos em torno da liderança política de Hitler.
03. (Mack – 2004) - ) "No século II a.C., coube a Catão, o censor, personificar obsessivamente uma
campanha pela destruição completa de Cartago. Nos seus discursos, no Senado romano, Catão sempre
os encerrava com a frase Delenda est Carthago (Cartago seja destruída). O sucesso de suas pregações
selou o destino da cidade: Cartago foi invadida, completamente arrasada, e os poucos sobreviventes
transformados em escravos". Cláudio Vicentino
O fragmento acima relaciona-se às:
a) Guerras Médicas.
b) Guerras Gálicas.
c) Guerras Púnicas.
d) Guerras Bárbaras.
e) Guerras Germânicas.
04. (FEI – 2000) Sobre a democracia ateniense é correto afirmar que:
a) havia uma ampla participação popular - inclusive de mulheres
b) baseava-se num sistema de participação indireta, com eleições para delegados distritais que
representavam a população em assembléias realizadas na Agora.
c) era marcada pela restrição na participação, já que o critério de exclusão era a alfabetização
d) foi erroneamente denominada dessa maneira, já que a participação era restrita e indireta
e) estava ancorada num sistema escravista, o que permitia aos cidadãos atenienses uma dedicação
quase que total aos assuntos públicos
05. (Mackanzie) - "Na Grécia havia uma lenda que tentava explicar a sua origem. Segundo ela, um
monstro chamado Minotauro, cabeça de touro e corpo de homem, habitava um labirinto e obrigava o
povo a pagar pesados tributos. Exigia também a entrega de jovens mulheres para servi-lo. Dizia-se que
o labirinto era inacessível e todos os que tentaram nele entrar, para enfrentar e vencer o Minotauro,
acabaram fracassando, perdendo-se nas suas inúmeras dependências. Porém, um dia, um jovem grego
chamado Teseu, filho do rei Egeu, corajosamente, dirigiu-se para o labirinto e, ajudado por Ariadne,
uma das servas do Minotauro, conseguiu encontrar o monstro e destruí-lo, conquistando a liberdade
para a Grécia". Cláudio Vicentino
Os historiadores relacionam essa lenda às origens da civilização grega. Assinale a alternativa que
apresenta o período a que se refere a lenda.
a) Helenístico
b) Arcaico
c) Homérico
d) Micênico
e) Clássico
06. (PUC –SP 2003) - Atenas foi dividida por Clístenes, no ano 508 a.C., em distritos (demos). Neles:
a)as decisões eram tomadas pelo conjunto de habitantes, independentemente do fato de serem ou não
livres.
b) os cidadãos eram reconhecidos como iguais perante as leis, que derivavam de sua vontade.
c) as guerras eram preparadas por meio de uma rigorosa organização militar, que envolvia todos os
moradores.
d) os estrangeiros eram plenamente aceitos e tinham direito a voz e a voto nas assembléias.
e) as divisões sociais eram estabelecidas de forma rígida e os plebeus eram excluídos das tomadas de
decisão.
07.(FGV - 2002) – O período helenístico foi marcado por grandes transformações na civilização grega.
Entre suas características, podemos destacar:
a) O desenvolvimento de correntes filosóficas que, diante do esvaziamento das atividades políticas das
cidades-Estado, faziam do problema ético o centro de suas preocupações visando, principalmente, o
aprimoramento interior do ser humano.
b) Um completo afastamento da cultura grega com relação às tradições orientais, decorrente,
sobretudo, das rivalidades com os persas e da postura depreciativa que considerava bárbaros todos os
povos que não falavam o seu idioma.
c) A manutenção da autonomia das cidades-Estado, a essa altura articuladas primeiro na Liga de Delos,
sob o comando de Atenas e, posteriormente, sob a Liga do Peloponeso, liderada por Esparta.
d) A difusão da religião islâmica na região da Macedônia, terra natal de Felipe II, conquistador das
cidades-Estado gregas.
e) O apogeu da cultura helênica representado, principalmente, pelo florescimento da filosofia e do teatro
e o estabelecimento da democracia ateniense.
08.(FGV – 2003)- "Fui atrás dos assassinos de meu pai e depois de semear o terror entre os gregos
com a destruição de Tebas, fui aclamado comandante por eles. E ao assumir o reino da Macedônia, não
achei digno de me contentar em comandar só com o que meu pai tinha me deixado; ao contrário,
lançando meus pensamentos por toda a terra e pensando que seria perigoso se eu não dominasse todos
os povos, à frente de poucos homens invadi a Ásia e no Granico, em grande batalha, fui vencedor.
Depois de conquistar a Lídia a Jônia e a Frígia, em resumo, depois de submeter todos os que se
apresentaram diante de meus pés, cheguei a Issos. Lá Dario me esperava, à frente de muitas miríades
de soldados (...) Para terminar: eu morri enquanto reinava (...) dando pouco valor às coisas do Ocidente
preferi lançar-me na direção da Aurora."
LUCIANO, Diálogo dos Mortos. Trad., São Paulo: Edusp/Palas Athena, 1999, p. 189 e 191.
O comandante militar que se apresenta no trecho acima é:
a) César, o general romano responsável pela conquista da Gália no século I a.C.
b) Ulisses, o herói grego da conquista de Tróia em torno do século XIII a.C.
c) Átila, rei dos hunos, cujas campanhas assolaram a Gália e a Itália no século V.
d) Alexandre, o imperador macedônico conquistador da Pérsia no século IV a.C.
e) Aníbal, general cartaginês que impôs várias derrotas aos romanos no século III a.C.
09. (PUC –SP 2004) - As conquistas realizadas por Alexandre da Macedônia (também chamado de
Alexandre, o Grande) entre 334 e 323 a.C. estenderam-se da Grécia até as margens do rio Indo (Índia).
Algumas das características dessa expansão macedônica e do imenso Império que dela derivou foram:
A) a imposição de instituições políticas romanas sobre as áreas conquistadas por Alexandre e a
repressão às formas monárquicas predominantes no Oriente próximo e distante.
B) o apoio do exército macedônio a revoltas de povos subjugados por outros impérios e a recusa da
incorporação de soldados que não fossem macedônios ou gregos às tropas de Alexandre.
C) a restrição à circulação de mercadorias entre regiões distintas do Império e a gradativa mas profunda
segmentação e diminuição do comércio interno e externo dos macedônios.
D) o intercâmbio entre culturas ocidentais e orientais e o prevalecimento de uma perspectiva
universalista e assimiladora sobre a mentalidade voltada às questões locais.
E) a obrigatoriedade de uso de uma só língua, o persa, e a proibição sumária da transmissão de idéias e
da movimentação de intelectuais entre as áreas dominadas pelo Império.
10. Desenvolver os exercícios de integração do Módulo de nº 03 (Civilizações Clássicas: Grécia e
Roma),das páginas 51 a 52.
Download
Random flashcards
Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

teste

2 Cartões juh16

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Matemática

2 Cartões Elma gomes

Criar flashcards