COMUNICADO DE IMPRENSA Terapia adaptada às necessidades

Propaganda
COMUNICADO DE IMPRENSA
Terapia adaptada às necessidades dos doentes
Novo desfibrilhador ressincronizador com sensor hemodinâmico
17 de Outubro de 2011 – Acaba de chegar a Portugal o mais recente cardioversor desfibrilhador
implantável com terapia de ressincronização cardíaca dotado de um microsensor hemodinâmico que
permite uma optimização automática e semanal dos seus parâmetros, quer em repouso quer em
exercício, possibilitando assim que a terapia se adapte de forma contínua às condições clínicas de cada
doente melhorando a qualidade de vida.
Este novo microsensor, que é o resultado de 10 anos de investigações, representa um grande avanço na
terapia de ressincronização cardíaca, em particular, e no tratamento da insuficiência cardíaca, em geral.
É o primeiro e único dispositivo médico que permite uma optimização automática e semanal dos
parâmetros de ressincronização cardíaca e está desenhado para ser compatível com um sistema de
monitorização dos doentes através de um serviço de controlo remoto, sem deslocações ao hospital, que
será lançado durante o próximo ano em Portugal.
De acordo com o médico Nogueira da Silva, cardiologista e responsável pelo primeiro procedimento em
Portugal, “este novo dispositivo médico, desenhado para doentes com insuficiência cardíaca, utiliza um
microsensor inovador que se ajusta automaticamente e de forma individualizada uma vez por semana,
quer em repouso ou exercício, ressincronizando as contracções das aurículas e ventrículos e por isso
maximiza a resposta hemodinâmica em cada doente”.
E acrescenta: “Por outro lado, este dispositivo inovador foi concebido para ser utilizado em conjunto com
um sistema de monitorização remota, que será lançado brevemente, possibilitando um acompanhamento
diário e programado dos doentes, sem a necessidade de deslocação ao hospital. Desta forma, os doentes
irão sentir-se mais seguros e serão evitados custos e desperdícios de tempo inerentes à ida à consulta.
Segundo Carlos Morais, presidente da APAPE – Associação Portuguesa de Arritmologia, Pacing e
Electrofisiologia, “é importante continuarmos a apostar em dispositivos implantáveis inovadores, no
campo das doenças cardiovasculares que são a principal causa de mortalidade em Portugal, de forma a
alcançarmos uma melhor qualidade de vida para o doente.”
A insuficiência cardíaca é uma doença progressiva que afecta doentes cujo coração não consegue
bombear sangue suficiente para responder às necessidades do corpo. Todos os anos, só na Europa, são
diagnosticados mais de 600 mil casos de insuficiência cardíaca. O risco de desenvolver a doença aumenta
com a idade e calcula-se que mil em cada 100 mil pessoas acima dos 65 anos sofram desta patologia
altamente incapacitante. Falta de ar, cansaço inexplicado e inchaço dos membros inferiores são sintomas
de que padecem os doentes com insuficiência cardíaca.
Informações adicionais: LPM Comunicação
Raquel Leal :: Tel. 21 850 81 10/96 526 96 25 :: [email protected]
Ana Fonseca:: Tel. 21 850 81 10/ 91 994 78 96:: [email protected]
Ed. Lisboa Oriente, Av. Infante D. Henrique, 333 H - Escritório 49,
www.lpmcom.pt
1800-282 Lisboa
A Terapia de Ressincronização Cardíaca, indicada para doentes de insuficiência cardíaca, ajuda, por
intermédio de pequenos estímulos, o coração a bombear o sangue por todo o corpo com mais eficácia,
salvando vidas.
Para aumentar a resposta a esta terapia é importante que cada doente tenha uma configuração
personalizada dos intervalos em que esses pequenos estímulos são enviados a diferentes partes do
coração. Até agora, para optimizar os parâmetros da terapia era necessário a realização de um
ecocardiograma, um exame demorado, e muitas vezes, complexo, e que requer uma intervenção médica
manual e só pode ser realizado em repouso.
Com este novo dispositivo, agora disponível em toda a Europa, os parâmetros da terapia de
ressincronização cardíaca são ajustados automaticamente e semanalmente, adaptando-se às actividades
quotidianas do doente. Os primeiros resultados clínicos apontam para uma melhor resposta dos doentes
à terapia da ressincronização cardíaca e menos hospitalizações, comparativamente com as abordagens
convencionais.
Informações adicionais: LPM Comunicação
Raquel Leal :: Tel. 21 850 81 10/96 526 96 25 :: [email protected]
Ana Fonseca:: Tel. 21 850 81 10/ 91 994 78 96:: [email protected]
Ed. Lisboa Oriente, Av. Infante D. Henrique, 333 H - Escritório 49,
www.lpmcom.pt
1800-282 Lisboa
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

Criar flashcards