Resumo da Unidade 3 – O nosso Chão

Propaganda
Resumo da Unidade 3 – O nosso Chão
Tema 1 – Conhecendo o solo
Solo é a camada mais superficial e mais fina da crosta terrestre.
O solo é resultado da fragmentação que ocorre numa rocha dura, a partir de do
intemperismo.
O intemperismo transforma a rocha dura num material que desintegra facilmente. O
intemperismo pode ser físico ou químico.
Intemperismo físico – ocorre quando as rochas são desagregadas por agentes físicos,
como as variações de temperatura, a ação do gelo, os ventos, etc. Ex: com o calor do
sol, as rochas se dilatam e à noite, se contraem. Esse fato, repetidas vezes, faz com que
as rochas se quebrem em pequenos fragmentos.
Outro exemplo: a água infiltra-se nas fraturas das rochas e, ao transformar-se em gelo
devido às baixas temperaturas, aumenta de volume forçando as fraturas.
Intemperismo químico – acontece quando os minerais da rocha sofrem a ação da água
da chuva, que vem ácida, devido aos poluentes da atmosfera. Os liquens liberam
substâncias que decompõem as rochas, quando instaladas nelas.
O solo é composto de materiais orgânicos e inorgânicos.
Materiais orgânicos – são organismos vivos e mortos que se decompõem. Quando isso
ocorre, transformam-se em húmus, que fertiliza o solo, favorece o enraizamento das
plantas e a retenção de água.
Materiais inorgânicos – são a água, o ar e os grãos minerais. Esses grãos minerais de
acordo com seu tamanho, são classificados em areis, silte e argila.
O solo é muito importante para nossa vida, pois todos os seres vivos dependem direta
ou indiretamente da maioria das plantas para se alimentar.
Tema 2 – As características do solo
O solo vai sofrendo várias transformações até se formar por completo. Conforme vai se
transformando, vai se formando completamente.
O solo possui duas propriedades: a porosidade e a permeabilidade.
A porosidade depende do espaço que existe entre os poros do solo.
A permeabilidade dependo da comunicação entre os poros do solo.
Essas propriedades são responsáveis pela infiltração da água no solo. E também pela
circulação do ar.
Tipos de solo
Existem os seguintes tipos de solo: rochoso, arenoso, argiloso e médio.
Rochoso – são solos jovens, onde a rocha-mãe fica exposta.
Arenoso – solos com grande quantidade de fragmentos do tamanho de areia. São muito
permeáveis, secos e pouco férteis.
Argilosos – solos compactos, onde predominam as pequenas partículas de argila; pouco
permeáveis. Quando chove o solo inunda.
Médio – são solos constituídos de areia e argila, favoráveis à agricultura.
Tema 3 – Os solos brasileiros
No Brasil os tipos de solos mais comuns são o latossolo e argissolo.
Os solos do Brasil são um reflexo principalmente do clima tropical. São solos de
composição simples, grande espessura e cores predominantemente vermelha e amarela.
Os solos do Brasil geralmente têm baixa fertilidade, porque são empobrecidos em
nutrientes, muitas vezes, devido ao inadequado manuseio.
Tema 4 – A degradação do solo7
Erosão é a degradação da camada superficial e fértil do solo. É causada por fatores
ambientais como vento, chuva, variações de temperatura, neve e também por influência
humana, como agropecuária, industrialização, urbanização.
O Brasil sofre erosão hídrica e eólica, principalmente.
A erosão hídrica é provocada pela água da chuva, da irrigação, dos rios, dos mares e das
nascentes.
A erosão eólica é provocada pelo vento,quando o solo encontra-se seco.
A erosão pode levar ao assoreamento, que arrasta e acumula materiais nos rios, mares,
lagos, córregos e açudes. Isso pode provocar a secagem dos rios.
A erosão pode levar também, à desertificação e arenização que faz com que o local se
torne improdutivo.
As principais atividades que homem faz que provoca a destruição do solo são o fogo, o
extrativismo (desmatamento, mineração) e excessivo uso de fertilizantes e de
agrotóxicos.
Tema 5 – O manejo adequado do solo
Há muitas práticas que devem ser usadas pelo homem que evitam a degradação do solo
como: rotação de cultura, plantio em nível, terraceamento, incorporação de matéria
orgânica, eliminação de queimadas, manutenção da cobertura do solo, quebra-vento,
conservação e recuperação da mata ciliar.
Plantio em nível – consiste na plantação em linhas horizontais, cada uma num mesmo
nível, cruzando a inclinação do terreno, evitando a erosão porque corta
perpendicularmente o caminho da água da chuva e da irrigação morro abaixo.
Terraceamento – é a construção de obstáculos perpendiculares ao caminho da água das
chuvas e da irrigação em terrenos inclinados, em solos soltos e com pouca matéria
orgânica.
Adubação verde – colocação de matéria orgânica (restos de vegetais, esterco de animal,
restos de alimentos) que decompostos, pelo processo de compostagem, viram húmus.
Manutenção da cobertura de vegetação do solo – evita o impacto das gotas de chuva e
da irrigação e evita a erosão eólica.
Rotação de culturas – é a substituição periódica e organizada de uma cultura vegetal por
outras diferentes. Essa prática favorece a aeração, melhor aproveitamento da adubação e
boa absorção e escoamento de água. Além disso, leguminosas, que geralmente é uma
das culturas adubam o solo. Elas são capazes de atrair bactérias que captam o nitrogênio
de ar e o transformam em sais minerais nitrogenados.
Preservação e recomposição da mata ciliar – a mata ciliar é a vegetação que protege as
margens de rios e lagos. Ela evita: o assoreamento, a secagem dos rios, o
desaparecimento de peixes e animais da região, e também de espécies vegetais.
Estabelecimento de quebra-vento – plantar arvores e arbustos ao redor da área de
cultivo de vegetais, quebra-se o caminho do vento e diminui-se a erosão.
Tema 6 – A saúde do solo
As principais fontes de contaminação ambiental são: atividades agrícolas, industriais e
domesticas.
Atividade agrícola – aplicação de agrotóxicos e fertilizantes em excesso no solo,
poluem o solo e prejudicam o solo, os rios, aqüíferos e causam danos a fauna e flora.
Atividade industrial – essa atividade gera resíduo que polui o ar, a água e o solo
Atividade doméstica – o escoamento de esgotos em rios e o despejo do lixo em lixões
leva a contaminação do solo e a transmissão de várias doenças, principalmente,
verminoses.
As ações que fazem com que o lixo seja diminuído do ambiente são: reduzir o consumo,
reaproveitar os materiais e reclicar aqueles que são possíveis.
Download
Random flashcards
A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

teste

2 Cartões juh16

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Criar flashcards